Por que relações tóxicas são tão viciantes?

27

Relações tóxicas são tão viciantes...

“Parei e fiz uma análise das minhas relações amorosas, haha, mas peraêêê, quais relações?”

Aos 24 anos, me enxerguei como um ímã de homens trastes. Na verdade, costumo dizer que tudo o que eu dizia não querer em um homem, os que eu me envolvi tinham. Tem de tudo quanto é coisa ruim: cafajestes, safados, galinhas, mentirosos e, o pior de tudo, alguns casados! O que todos tinham em comum? Só queriam sexo.

Que ironia! Logo eu, que sempre sonhei com amores de cinema! Odiava os vilões das novelas e filmes! Só que o triste é que, na vida prática, sempre me vi envolvida com eles. Quando aparecia alguém legal, que queria algo sério, logo dava um jeito de chutar pra bem longe. Pensava que se ele quis algo comigo, não deve ser bom o suficiente.

Eu queria ser a caçadora, não a caça, rs! E eu até caçava bem, só que as feras eram meu alvo! E Claro, feras não se domesticam: elas comem e vão embora. E eu? Ficava me sentindo um lixo, usado e jogado fora. Nessas horas, jurava para mim mesma ser a última vez. Passava um mês sozinha, até que achava outra fera pra tentar amansar.

Me vi dentro de um mesmo ciclo que se repetia há anos, e ainda assim, não aprendia a lição – até que um dia percebi que era um vício e precisava ser tratado como tal. Todo o meu problema estava na minha baixa autoestima e eu gostava da autoestima deles. Eles eram a minha droga: soa estranho, mas é verdade.

Agora aprendi a lição, lendo os posts do Pergunte a uma Mulher (obrigada Luiza, rs) foi que tomei a decisão de me livrar disso tudo, de me permitir viver uma relação saudável e de compartilhar essa história com outras mulheres que passam pelo mesmo que eu. Digo isso porque tenho certeza que existem muitas moças boas, mas que vivem presas nesse vício também.

Um conselho: se o cara dá indícios de que só quer te comer, saia correndo. Um homem que se interessa de verdade por você, de início não irá querer te levar pro motel, nem vai querer fotos nuas suas sem ter intimidade. E isso acontecerá por mais que ele te ache interessante. Mesmo que você esteja muito afim, não caia nessa: ele vai cair fora quando conseguir o que quer. E se é assim, é melhor nem entrar nesse jogo, ainda mais se você quiser algo sério. Posso dizer porque vivi isso e conheço outras pessoas que vivem e ainda saem culpando a espécie inteira, dizendo que os homens não prestam. Não é bem assim, existem caras legais sim, às vezes, nós é que gostamos dos errados e queremos culpar o universo inteiro pelas nossas escolhas. Pensem nisso.

********************

Tem tudo a ver: Não existem pessoas difíceis, você que é trouxa!

Instagram
Share.

About Author

Anônimo

Espaço reservado pros "bródis" e "sisters" anônimos que querem colaborar sem mostrar a cara!

  • Vladmir

    Sei lá se esse comportamento ter a ver com autoestima ou falta de segurança, como a maioria justifica esses erros tolos no âmbito amoroso.

    Para algumas por até ser isso mesmo. Mas a maioria ou sabe e quer é dar mesmo ou é boba. Sim, pq, pelo menos eu como homem, vejo esses cafas quase gritando em carros alegóricos “só quero te comer” e mesmo assim tem mulher que realmente quer achar namorado se iludindo. Acho que isso tem mais a ver com carência (ou, em muitos casos, burrice mesmo) do que com autoestima.

  • Vejo que as pessoas buscam o amor e se amado, sem antes mesmo de se amar. E realmente isso vira um vício, baixa auto estima e por ai vai.

    Os próprios relacionamentos caem nesse dilema: um se entrega demais, outro de menos, a falta da reciprocidade e entrega de ambas as partes.

    Tenho certeza que 90% das vezes nós é quem complicamos a porra toda.

    • Thomaz Aquino

      Vdd ; chutamos as decentes e amamos as sacadas…eu só me fodi nessa vida por causa dessa merda de atração idiota..não porque elas não quizeram pior ficaram anos afff atraso de vida dos infernos…

  • Carlos

    Legal que a leitora fez uma releitura de sua vida e encontrou em si a parte fundamental da equação para tentar mudar os resultados.

    No entanto, eu senti falta neste relato um desenvolvimento maior de como funcionava o processo de atração pelos cafa e o de repulsa pelos caras legais. Já que é anônimo, poderia ter se aberto mais, colocado na bandeja em detalhes as contradições, compartilhado com a gente o funcionamento da coisa toda.
    Mas eu entendo, afinal nos textos que fiz para este blog, e provavelmente os próximos também, eu usei a tática do quero-quero, sequer ousei falar de algo íntimo meu.
    Vá entender estes anônimos, medrosos no início, medrosos até o fim. kkkkkk

    • Tática do quero-quero??? que ser isso??

      • Carlos

        Quero-quero é um pássaro que põe os ovos no solo, em locais com vegetação rasteira. Eles adoram os gramados de campos de futebol. Só que o casal adota a seguinte estratégia: Eles se afastam do local onde estão os ovos e atacam quem se aproxima deles (os pássaros), dando a impressão que estão defendendo um ninho próximo, quando na realidade é uma maneira de afastar o foco dos predadores do real local dos ovos. Com exceção do texto do “sono pós” , que afinal é coisa que se pode conversar numa mesa de bar com qualquer um, os outros são literalmente apontar para um lado e o que tem de “meu”neles, está na direção oposta.

        • Cara mudando um pouco o assunto… eu vi o bauman no youtube esses tempos… cara ele é fantástico mesmo… preciso mesmo ler o livro dele… vc cursou humanas??

          • Carlos

            Não conheci ele por causa da minha formação…depois que larguei um pouco a leitura de ficção, mergulhei na história, principalmente, mas um pouco de filosofia e outras divagações…

  • Monalisa

    Tem mulher que tem o complexo de crepusculo e 50 tons de cinza. De que um cara disputadissimo, lindo , rico, egocentrico, vá se apaixonar perdidamente por ela, e abandonar todas as outras. Esse seria o desafio delas, a caçadora vai procurar o garanhão para tentar fisgar para que ele a adore e ela seja unica. Isso é bem raro de acontecer. Ai a mulher acha que esta no controle, mas está sendo usada como qualquer outra.
    Muitas mulheres só amadurecem nessa questão depois dos 30. Enquanto isso ficam com essa disputazinha besta por um cara que nem vale a pena

    • Paulo

      compartilho dessa ideia ae, também acho q na maioria dos casos, não tem nada de auto estima ou carência e sim alguém apostando tudo em algo que as chances são de 1000 pra 1 mínimo!

      • Monalisa

        Nunca vi um homem disputando mulher. É difícil presenciar isso. Eles são competitivos em outras coisas, mas com mulher? nunca vi. Enquanto a maior disputa de egos de muitas mulheres é por um par de calças para fazer inveja nas outras.Talvez ela nem goste tanto do cara, mas só porque um monte gosta o cara é top. É só ver esses cantores, alguns atores, feios que doi, com um monte em cima. As vezes o cara é um mostro, mas se a TV disser que ele é galã ai brota mulher do chão.. =/

        • Paulo

          homem até disputa, mas são aqueles casos que 2 gostam da mesma menina, quanto a competitividade achei que era mais coisa de homem, mas não me surpreendi em descobrir altas disputas entre meninas, quanto mais gente com talentos uma menina controla mais ela se ve melhor que as outras e estas são realmente afetadas por isso a ponto de ficar com raiva!

          A maior comédia de tudo é ver menina sem atributos físicos, psicológicos ou os 2 suficientes, querer entrar nessa disputa

        • Nossa … são também sim Mona… e tem muita mulher mau caráter que se aproveita disso… o mundão tem de tudo…
          Aliás… menina sem graça e sem sal… que o ex fica no pé… ela arruma um outro e os dois saem na mão por causa dela…
          Mulher de cara instável louco que anda armado pulando a cerca… é trash o negócio

      • Carlos

        Não há contradição entre ter baixa auto estima e apostar em um em um milhão. É uma das características do pessoal pra baixo, fixar-se em objetivos irreais, aqueles com pouca chance de ser alcançados. E cria-se o ciclo vicioso…

    • Acho que todo mundo é rodeado de ficções que acabam deseducando a galera em matéria de amor…
      Lembro dos Japas que andavam comigo no curso de engenharia: “Quero uma menina do meu lado que sorria sempre, e sempre me apoie…”…
      Minha resposta foi: “Acho que vocês assistem dorama demais…” (Porra… esses animes, novelas orientais a menina é uma retardada sem vida própria que pauta todas as suas ações em correr atrás de um cara que toma uma iniciativa insossa apenas nos últimos episódios… fala sério ahauhauah)
      Enfim… a galera sem muita experiencia ( nem só amorosa, mas de viver a vida, se jogar no mundo), toma as únicas referências que tem e acaba confundindo essas fantasias com as variedades mais amplas da vida real….

      • Paulo

        cara não sei o contexto em que eles falaram mais na boa, alguém que esta sempre mau humorada e te joga na vala constantemente não serve nem pra conhecida, se isso é ser fantasioso acha que todos meus amigos são imaginários
        no caso de animes, lembre-se também que é outra cultura e diferente de brasileiro que na sua maioria parece já nascer com a alma apodrecida, japoneses levam muito a serio suas relações sociais, tanto que a galera do Japão que conheci não entendia essa ideia de xingar e humilhar “na brincadeira” o amigo algo comum no brasil, enfim da pra fazer um lista de coisas comum aqui, que não é normal principalmente para asiáticos

        serio se vc for definir a humanidade com base em brasileiro, vc vai nivelar as pessoas por muito baixo!
        enfim tem muita gente iludida? sim, mas no caso dessas meninas tipo a do relato não é isso não, pra mim é a velha e conhecida tentativa de domesticar um tubarão ou um urso para mostrar que é boss, sem condições psicológicas e as vezes nem físicas para ter se quer uma chance!

        • Em nenhum momento eu disse que era louvável o extremo oposto cara…Mas é igual aquele filme “Como se fosse a primeira vez…”( que passa a mensagem que o cara tem que se esforçar pra conquistar a garota todo dia)
          Enfim… são coisas que não se aplicam no mundo real… vc pode ter uma menina bem humorada, mas ela vai ter um dia de cólica, um dia que se fodeu em alguma coisa e tá deprê com isso… A vida tem umas variáveis a mais saca….
          Eu tinha falado isso porque eu conheço os caras e é realmente essa visão que eles tem de mulher submissa…
          Mano, brasileiro tem vários costumes ruins… tem uns pontos que precisam ser melhorados… mas tbm num acho de todo aceitável a gente se inferiorizar como se todo país mais desenvolvido fosse pleno exemplo pra nós….
          Japonês é muito sem inteligência emocional, é um país que muita gente se suicida…assim como nos estados unidos tem aquela galera que apoia o partido republicano e é intolerante pra caralho…
          E o caso da menina sim… pode ser isso que você tá falando… ou as vezes ela se comporta de um jeito muito carente pra cima de quem ela tanto quer a ponto de afastar…. e atrai uns caras que não despertam tanta atração… sei lá difícil tomar posição no caso dela…
          essa história de cafajeste/bonzinho é muito simplista….
          As vezes o cara é carente… rasteja demais… e ninguém admira isso… a mina dá um pé… e tem gente que fala, coitado do bonzinho que só se fode…. Será que tanta chantagem emocional é ser tão bonzinho assim…
          As vezes a menina tá grudada no pé do cara… mas meu… ela atrapalha ele na hora dele precisar trabalhar… enche o saco dele pra competir importancia de amor com a família… com os sonhos do cara… Ela num tem muito a ver com ele… ele termina… ( e é o tipo do cara que tem vontade de arrumar uma mina responsa, noivar casar e tudo mais….) … aí ele termina e decide curtir a vida…Pronto! é o cafajeste que não valoriza quem ama ele…
          É complicado cara…

          • Paulo

            pelo relato dela, pelo menos eu entendi que ela mirava exatamente nos players, descartando a ideia que vc passou, ou seja ou a menina e masoquista emocional ou quer jogar sem ter skill, sobre os “bonzinhos” entra na mesma divisória, ou tem medo de dar certo e não ter o masoquismo emocional ou descarta pq não existe bonzinho player.

            nem vou prolongar o assunto brasileiro, pois pra mim o que estava preso na caixa de Pandora era a alma de um e não tem um dia que me provam o contrario, também não disse que vc afirmou que o oposto era louvável, mas do jeito que vc falou parecia afirmar que alguém ponta firme beirava a fantasia, se bem que no brasil vc esta quase certo kkkkkk
            como disse não sei em que contexto eles falaram, eu sempre apoio a galera e tento ser engraçado na maior parte do tempo, mas não vejo como isso esta relacionado a submissão, mas entendo que possa ser possível ser isto q eles queriam dizer, eu particularmente também gostos de meninas felizes e que te apoiam a diferença que as minhas jogam facas quando ela esta falando e eu não estou prestando atenção uhaushuahushuashu

          • ” a diferença que as minhas jogam facas”… Mano o esquema é ignorar gente assim hauhahau… sério mesmo, não dá importância e para de levar a sério… por isso que é complicado… normalmente gente assim depois que você despreza fica no seu pé dizendo que te ama, no outro dia vai ficar esbravejando coisa nada a ver pra cima de você e chorar pras amigas sobre o quanto você é “cafajeste”

        • Stan Lewis

          xingam e humilham só se a pessoa permite.

  • Nat

    Creio que a Anônima seja jovem.
    Nos meus quase 30 e poucos anos e um casamento pra trás, eu sei o que quero pra vida em termos de relacionamento.
    Eu, Nat! Não costumo transar com um cara que acabei de conhecer, mas, já transei com um amigo de um amigo, mega cafajeste. E foi ótimo….
    Sei aonde estou pisando e não me vitimizo. Se o cara ta afim só de sexo e eu tb, qual o problema?

    Com o tempo passei a ser mais racional e tenho plena convicção que não posso atribuir ao outro a missão de me fazer feliz.

    • Carlos

      Entendi que 24 anos é a idade atual dela.
      Mas isso que vc fala do cafa, é o que senti falta no relato dela. Não parece que estas coisas são assim, simples. Esse tipo é ruim e eu me dou conta e então passo a gostar dos bons e viverei feliz para sempre. Nada é preto ou branco, mas uma infindável gama de tons de cinza, cores…

      • Nat

        Entendi que os 24 se refere ao passado…digamos que foi a época mais “movimentada” da vida dela.
        O que a anônima está em busca é um relacionamento sério. Portanto ela descarta qualquer tipo de relacionamento que seja baseado só em sexo. Não que isso seja errado, cada um sabe o que é melhor pra si.
        Só acredito que o combinado não sai caro.
        Também senti falta de um detalhamento no relato tanto nas conquistas dela como dos cafas.

    • Tudo tem seu contexto… e é meio complicado se propor a alguma coisa pra exigir outra depois… acho que nisso que muita gente peca e depois fica chorando pelos quatro cantos…

      • Nat

        Exato…
        Sempre quando o sentimento pinta….as coisas complicam.

  • Olha, creio que a moça anônima descobriu uma parte do processo… é igual o Carlos cara de pedra ressalta lá em baixo:

    “No entanto, eu senti falta neste relato um desenvolvimento maior de como funcionava o processo de atração pelos cafa e o de repulsa pelos caras legais.”

    Ela percebeu que recorria demais no mesmo erro… mas acho que ainda vão ser necessários mais questionamentos em como acertar… e são coisas que com vivência e reflexão a gente via adquirindo….
    As vezes atraímos também pessoas que não nos despertam muita paixão e podemos afastar aquilo que tanto queremos… E pode ser um auto engano acabar se contentando com uma opção que simplesmente é disponível…
    Por outras vezes… aquilo que mais nos faz sofrer é a companhia que mais buscamos…
    Temos que pensar e questionar quais são nossos critérios e qual é o papel que a parte amorosa age em nossas vidas…
    É constante e interminável o processo de se conhecer, conhecer os outros e se conhecer mais através dos outros…
    Também vale lembrar que sobre sofrer por amor, fazem conosco aquilo que admitimos que seja feito…

  • Thomaz Aquino

    Minha amiga sou a versão masculina disso , algumas mulheres super gente boa que namorei eu terminei..tipo enjoei..de quais fui gostar …e que mais gostei , das versão cafas , Galinhas , mentirosas , manipuladoras , kkk
    Muito gatas o lógico …foram só três..só que a cessão feminina e ben pior ..antes só comecem e saíssem fora..não não grudam..
    E por muito tempo affff…ferramentas com sua vida….sugam ..não e $$$$ , não e seu pscogico .mesmo, jogos egoístas e manipulativo..e por muito muito tempo..
    Relação tóxica..montanha russa de emoções, no começo feras no sexo , de pois afff.uma merda e de vez em quando..
    Depois de te usarem , se possível financeiro se puderem…mas destroem o emocional do cara um tempo..dependo do cara por muito muito tempo , ou até pra sempre ..
    No meu. Caso me reculerei até que rápido , porque eu sai fora..desicao minha..mas a pior delas foi decisão dela , e pior queria ter um caso…ainda.
    Enfim também a culpa foi mi ha eu escolhi as
    Tops ,porém sem caráter e moral pra se investir…ou ficar tanto tempo..