Como faço pra não ser grudento se estou muito apaixonado?

56

Leitor: Semana passada conheci pessoalmente uma mulher, também de 29 anos, a qual já vínhamos há algumas semanas conversando online. Eu adorei, ela é inteligente e divertida. 

O primeiro encontro deu certo. Nos divertimos, nos beijamos, foi excelente. Eu não paro de pensar nela, estou me apaixonando. Fico puxando conversa boba pelo whatsapp, às vezes uma conversa um pouco mais quente e ela não me repreende. Corresponde.

Eu digo que gosto dela, que ela é linda, que o sorriso dela me faz sorrir. O problema é que estou cheio de borboletas na barriga e isso me deixa com o maior receio do mundo de estar sendo grudento, meloso e acabar estragando o que pode vir a se tornar uma relação que me fará muito feliz. 

Eu sou uma pessoa que se joga de cabeça numa relação. Como medir se estou passando do limite e estragando tudo?

Como faço pra não ser grudento se estou muito apaixonado?

“Eu sou uma pessoa que se joga de cabeça numa relação.”

Era bem isso que eu estava pensando sobre você, rs. Relaxa o “pericoto”, menino! Algumas semanas de conhecimento da menina + uma ficada e você já sabe que seria uma relação que te faria muito feliz? AAÔÔ paixão!! rsrs.

Só pra você saber: um dia não é como um mês, nem um mês como um ano. Nem um ano como uma relação realmente duradoura (que pra mim é só depois dos dois anos sendo muito boazinha, rs). Ou seja, ainda tem MUITO o que conhecer dessa menina antes de se jogar no camburão. Sem contar que, cá pra nós, é muito fácil ser legal na paquera e no primeiro encontro, quero ver é ser legal por um tempo(ão)!!

O que quero com isso? Acabar com suas expectativas?

Claro que sim!

Brincadeira, claro que não kkkk. O que quero é te dar motivos pra você relaxar, porque na boa? Só de ler seu texto dá pra ver que você ta meio desesperado e fantasiando demais. Nisso entra o fato de que só se você for muito ninja pra não deixar transparecer e assustar a menina!

Veja bem, não precisa ficar dando a entender coisas do estilo “que o sorriso dela te faz sorrir”, “que tá com borboletas no estômago”, “que tá xonadão”, nem nada disso. Sabe por quê? Porque tão rápido assim, isso soa a dependência/carência emocional e pode ser assustador. E né? Será que você não tá carente mesmo? Às vezes fica sendo mais algo “pra se tratar” (no sentido mais leve que você puder ler isso), do que se controlar. Veja também se você não faz o estilo “Ai meu Deus, eu não vivo sem namorada!“, e que ainda que você não perceba de forma consciente, te faz ver uma mulher “legal, porém comum” como se fosse “A mulher da sua vida! E magicamente sempre em pouco tempo!”. Não que seja necessariamente o caso, mas quero que você pense um pouco mais.

Uai Luiza, mas não posso mais elogiar ninguém agora?

Pode, mas tudo tem um limite, e acima de tudo, um contexto. Se coloque no lugar dela: já pensou uma menina que você ficou poucas vezes já começa a bancar a última romântica da românticas? Tu acha massa ou foge voado que nem queniano? E por baixo ainda acharia meio chata e grudenta, rs. Sem contar que, quem fala demais, às vezes se esquece de tomar atitudes:

Por que vocês não marcam logo um segundo encontro?  Parece mais divertido do que ficar apenas de papo, não acha? Até porque, se a menina tá te correspondendo, não vá estragar o melado! E se for pra dar errado, pelo menos se viram pessoalmente, curtiram, etc. Não ficou só no mimimi da Internet que, fora poder ser mal interpretado, não leva a muita coisa. Só se vocês namorassem à distância, mas né? Nem é o caso! E ainda fica sem beijo na boca e lezpo lezpo, rs.

Nada como um dia atrás do outro, sabe? Sem essa de achar que se perdê-la, seria uma grande perda. Até que ela prove o contrário, é apenas uma garota. Muito legal, eu sei. Mas ainda é uma garota que você mal conhece. E mesmo se fosse de fato a pessoa mais extraordinária e fodástica do mundo, você quer fazer o quê? Sufocá-la? Viver mandando mensagens? Não, até porque como você mesmo transpareceu na sua pergunta, você é esperto e sabe que isso daria errado.

Então é isso, entenda a lógica das coisas que suas atitudes já irão se ajustar naturalmente!

Assista: O que não fazer em um encontro. É um vídeo meu meio antigo, mas tá aí kkkk. Assista também o “como saber se ela está afim de você”.

Beijão!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.