Será que é uma boa transarmos com outro(a) na nossa despedida de solteiro?

127

Leitor: Boa Noite. Primeiramente gostaria de parabenizar pelo blog. Sempre relatos, entrevistas e curiosidades sensacionais. 

Eu tenho uma dúvida esquisita que gostaria de saber a sua opinião. Casarei ainda esse ano e farei minha despedida de solteiro com amigos (também casados) em uma viagem para um destino badalado fora do país. E ela fará com as amigas numa viagem ao Rio de Janeiro. São casais bem resolvidos e sem stress. O meu relacionamento é convencional e sem extravagâncias.

Numa conversa íntima com minha noiva ela me disse: “Quando for transar com alguém, e eu sei que você vai, use camisinha”. Eu, surpreso, fiquei sem reação. Após o baque eu perguntei: “Se eu metesse com alguém, como vc se sentiria?”, ela respondeu: “Eu sei que seria só curtição”. Depois disso em um segundo round de conversa íntima, após uma certa bebedeira eu disse: “Eu também acho que não ligaria se vc transasse com alguém por curtição”. Com isso, surgiu minhas dúvidas, que eu gostaria que colocasse sua opinião. A minha viagem é antes. Se eu comer alguém, devo abrir o jogo? (Lembrando que até então nosso relacionamento é bem convencional). Será que ela está propensa a meter com alguém? Já coloquei na minha cabeça que não vou opinar em nada (sem ciúmes) antes da viagem delas. Na volta dela, pergunto se ela deu pra alguém? Ou deixo na imaginação?

despedida-de-solteiro

Sabe o que parece? Que vocês são dois “caretas” (no bom sentido) tentando ser modernosos. E você sabe o quê tem grande chance disso dar, né? Em merda!!!!! É óbvio que se você for transar com alguém, tem que usar camisinha! Acredito que nem precisaria da sua esposa te avisar isso (precisaria?). Porém, a questão não é nem bem essa, mas sim que vocês não tem que ACHAR nada, mas sim ter CERTEZA de que realmente não ficariam tristes e inseguros. Que bom que os amigos de vocês são modernos, só que vocês não são, então muita calma nessa hora meu amigo: não adianta querer fazer o que eles fazem se você não tiver culhões para lidar com as consequências das escolhas de vocês.

Se cada um é cada um, vocês têm que saber muito bem quem vocês são antes de fazer algo tão arriscado como transar com terceiros – e se prevenir contra DSTs seria apenas um dos problemas da novela. E outra, não tem nada a ver você dizer que promete não falar nada antes da viagem dela. Meu amigo, se for pra você falar, TEM que ser antes, não depois! Ou você vai pagar de modernoso, ela vai dar pra alguém e depois você ainda vai se sentir no direito de sentir nojinho, cobrar algo ou ficar puto/choramingando? Tem que ser muito trouxa, né? 🙁

Se o casamento de vocês é um casamento de amor, não só mais um desses que o povo casa só pra ter alguém e dividir as contas, MUITO cuidado com suas atitudes. Na verdade, muito cuidado até se seu casamento for de fachada, porque pode ser que ela não sinta o mesmo e sofra pra caramba caso aconteça essa fodelança que visivelmente vocês não estão preparados para tal.

Fora inteligência para ver a longo prazo, vamos ter um pouco de empatia. Afinal de contas, não vamos deixar que ela – ou você – precisem procurar um psiquiatra porque não quiseram demonstrar ciúmes e fingiram que eram de boas. Porque sinceramente? Se vocês são convencionais, DUVIDO muito que alguém aí ache legal transar por fora. Na verdade, acho que você(s) estão convenientemente pensando apenas no que convém para não se “estressarem” demais, sendo que tem coisa que não tem saída: ou conversa enquanto há tempo, ou se ferra depois. Na dúvida:

1- Esqueça seus amigos. Você não tem 5 anos pra ser Joãozinho vai com os outros ou pra precisar mostrar que é tão fodedor quanto eles. Você não precisa disso pra se autoafirmar, precisa? Se precisar, procure ajuda para lidar com a sua insegurança e com a preocupação exagerada pela opinião dos outros machos em detrimento dos sentimentos da sua esposa.

2- Se a decisão final for a de que você pode transar fora, pra mim parece óbvio que ela poderá também e que ambos DEVEM ficar de boas. Aqui não entra nem bem a questão de direitos iguais, mas sim de empatia e de bom senso mesmo. Faça com os outros o que você não se importaria CASO alguém fizesse contigo. Do contrário, você seria apenas um hipócrita sem noção (convenhamos, né?!).

E ainda sobra outra questão: vocês nem se casaram e já querem se livrar do outro? Eu heim, kkk. Se fosse você, iria querer viajar com minha esposa, não com esse monte de homem. E se pendesse para a alternativa segunda, me questionaria seriamente até que onde a amo e até onde me incomoda a ideia de ter uma presença mais prolongada dela em minha vida – a ponto deu ter que “aproveitar antes que me case e me ferre“.

Lembrando que sexo é pura troca de energias, então, se ambos não estiverem preparados para “blindar a energia que virá de fora”, vão se prejudicar por dentro e vai prejudicar a casa de vocês SIM!

Por fim, se você realmente ama a sua esposa, recomendo fortemente que AMBOS procurem consultores ou até mesmo psicólogos. E claro, leiam os comentários e opiniões dos amigos desse site. Lembre-se sempre que uma coisa é o que você ou ela GOSTARIAM de pensar e GOSTARIAM de ser, outra coisa completamente diferente é como vocês realmente são. Quem não tem foco, certezas e personalidade, costuma pagar muito caro futuramente.

Aproveite que papai do céu te jogou uma luz ao ter procurado o site e vamos fazer do jeito certo pra não ter o relacionamento estragado por uma peteca/pirulito que vocês nunca mais verão depois!

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.