O pai dela é pastor evangélico e isso atrapalha a conhecê-la melhor: como lidar?

44

Leitor: Tenho 22 anos e conheci uma garota de 18 da cidade em que moro pelo badoo. Estudamos em faculdades diferentes e conversamos há quase 2 meses pela internet e desde o primeiro dia tenho mostrado que estou afim de algo a mais. Chamei para sair em poucos dias e ela disse que veria com o pai, mas só confirmou quando perguntei no dia sugerido pro encontro. Ela é evangélica e estaria trabalhando com o pai. Perguntei se estaria afim de sair comigo outro dia e ela disse que sim, mas os novos convites que fiz não se realizaram.

Com o tempo ela falou que o pai dela é pastor e se vê sufocada pela religião, tendo de agradar as pessoas da igreja, como no modo de se vestir.

Ela tem dificuldade em pedir aos pais dela para sair comigo e é tímida. Já eu não tenho religião (e acredito em Deus), e sou eu quem inicia as conversas com ela e as demonstrações de afeto por mensagens, que ela costuma corresponder. Estou disposto a apostar que ela tenha vontade de me conhecer pessoalmente, algo que vejo como necessário para um relacionamento. Então peço por críticas/sugestões quanto ao que fazer para incentivá-la/encorajá-la ou de como conduzir uma conversa mais profunda sobre como podemos lidar com essas dificuldades.

Abraços para você e aos comentadores do site.

pastor evangelico

Ela é muito jovem e evangélica. Ou seja, muito provavelmente isso significará muitos problemas e dificuldades. Ainda mais se, tal como você mesmo disse, você não tem religião. Sendo assim, ficará muito mais difícil entender e até mesmo “tolerar” as limitações dela. Afinal de contas: a gente quer alguém que nos compreenda, não alguém que seja praticamente o nosso oposto – ainda que claro, ambos podem estar igualmente certos em contextos diferentes – o que mesmo assim dificultaria a relação. Entenda também que, mesmo que ela não seja superrrr religiosa, só o fato de respeitar tanto o pai + o medo sobre o que a sociedade irá pensar sobre ela, na prática já fará com que dê praticamente na mesma.

Primeiramente, no seu lugar eu teria muitaaaa paciência, mas muita mesmo, rs! Nesse caso, não adianta nada insinuar que é frescura ou mimimi da parte dela. Tampouco adiantaria muito falar que ela não precisa ser tão tímida ao falar com os pais sobre você, porque isso é normal e blablablá. E tudo bem que você até poderá mandar esse vídeo com 3 dicas para superar a timidez e dar demais conselhos como pessoa que é o oposto dela, afim de quem sabe inspirá-la e ver se muda algo dentro. Porém, lembre-se sempre do óbvio de que uma mudança eficaz poderá demorar ou até mesmo nunca acontecer, já que para isso, ela teria e que “se esquecer” ou até mesmo passar a discordar da criação que deve durante a vida inteira. E né? Nem precisa ser um gênio para saber que o buraco é bem mais embaixo do que parece.

“Então o que fazer Luiza?”

Eu marcaria de ir em algum lugar público, daqueles que faria com que ela não tivesse medo ou pensasse que teria algo a perder: mais especificamente, a Igreja dela. Diga que apesar de não ter religião, gostaria de conhecer novas possibilidades e pergunte se teria como um dia você ir em algum evento bacana da Igreja. Agindo assim, seria muito mais fácil não só se aproximar dela, como você ainda poderá conhecer o famoso pai pastor!! Nisso nem precisará dizer que, se o cara gostar de você, você já estará com meio caminho andado. E aí, é só correr pro abraço e pra parceria com o sogrão, rs.

Caso você tenha gostado da minha ideia, faça isso da maneira mais natural possível. Sem essa de dizer com todas as letras que você planeja conhecer o pai da moça porque quer algo sério ou demais argumentos assustadores para uma paquera inicial, rs. A princípio, vá de “João sem-braço” e faça tudo o que puder a fim de deixar a menina à vontade. Enquanto, claro, você analisará se no “ao vivo” ela continuará parecendo valer o mesmo esforço – visto que nem sempre o entusiasmo do online se repete no offline, rs.

E falando em “relacionamento sério”, como assim já no primeiro dia você deixou claro que queria isso? Ce tava carente ou fumado homem? kkkk. No lugar dela, eu te acharia meio desesperadinho, doido pra namorar “não importa quem” kkkk. Porque cá pra nós, tirando as raríssimas exceções, a vida não é novela pra gente se apaixonar em um dia só, né? Inclusive, reflita se não dá pra melhorar esse seu lado também. Afinal de contas, dificilmente alguém levaria a sério uma pessoa que já fala que quer tudo e mais um pouco com apenas uma conversa. E mesmo se fosse verdade, seria difícil não pegar mal e não parecer outra coisa, né? Sendo assim e de qualquer forma, da próxima é melhor ficar calado e esperar dar o tempo certo. Do contrário, ficará parecendo mais desespero do que romantismo.

No fim, se der tudo certo, você gostar da menina, o pai dela gostar de você e etc e tals, o resto será consequência natural das coisas. Um passo por vez e a partir daí é só seguir o fluxo!

Boa sorte!

Veja também:

3 dias para superar a timidez

Dicas e precauções antes de se encontrar com alguém da Internet.

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.