Não tenho força de vontade e sinto que preciso que alguém segure minha mão e me ajude

16

Leitora: Querida Lu, há 4 anos minha família tem problemas econômicos, mas ajudo desde o começo. Tive depressão (quase me tirei a vida, fiquei um ano indo à escola, mas sem proveito algum) e ansiedade. O ambiente me deixava mt doente, cresci numa família desestruturada. Agora, com 19 anos, nem quitei o colégio ainda. Quase passei no curso q queria, mas não deu. Me sinto mt perdida. Tenho estudado em casa, mas sinto q congelei no tempo. Não tenho garra. Parece que preciso que alguém segure minha mão e me ajude. O q faço? Algum conselho?

Não tenho força de vontade e sinto que preciso que alguém segure minha mão e me ajude

“Parece que preciso que alguém segure minha mão e me ajude”.

Quem é que nunca sentiu isso? Bem, ao menos eu já. Tem vez que a gente tá tão cansado da vida que esperamos que aconteça um milagre e alguém nos salve. Só que depois a gente descobre que quem pode salvar a gente somos só nós mesmos. E que assim como os outros também estão em uma batalha interior e não podem te salvar, você está na sua. Porém, a notícia boa é que eles podem sim te AJUDAR a SE salvar. Porém, muito cuidado ao esperar isso. Primeiro que o maior – mas maior mesmo – trabalho será seu. Depois que, ao esperar demais, você pode acabar se frustrando caso não aconteça algo da forma exata que você esperava. Sem contar o famoso pretexto do “ninguém me ajuda” que temos enquanto, na verdade, somos nós mesmos que não queremos nos ajudar.  E aí fica fácil jogar a culpa em terceiros, concorda? 🙁 Pense que se pra você – que é a maior interessada, tá difícil – quem dirá para os outros que teoricamente “não têm nada a ver com isso”, entende? O fardo é seu. E você vai conseguir!!!

“Mas como Lu?”

Eu te aconselho a começar do começo mesmo, com calma, sabe? Se esforce em dar os primeiros passos. Saia de casa, se encontre com um amigo, mesmo quando você não quiser. Tome um pouco de sol e ande no parque, mesmo quando não quiser também. Parecem atitudes bobas, mas fazem MUITA diferença.

Outra coisa que ajuda todo mundo, mas todo mundo MESMO que tenta, é a meditação. Procure dicas gratuitas sobre isso na internet, mas dê preferência a um curso de sua cidade (existem cursos livres, nem tudo precisará gastar dinheiro).

E falando em estudos, sabe aquele exame que você não passou? É normal. Eu também não passei na universidade que queria de primeira, mas e aí? A gente só precisa tentar de novo e de novo. Afinal de contas, ninguém acerta na loto se não tentar, certo? E quase ninguém ganha na primeira aposta 😉

Por fim, se sua família é desestruturada, procure entender o porquê eles são assim. Ou seja, ao invés de ficar depressiva junto com eles, busque os “motivos que a vida teve para você estar nessa família”. O que é que você terá que aprender, nem que seja à força? O que você aprendeu, inclusive sobre o que NÃO fazer, com eles? O que você pode fazer para não repetir os mesmos defeitos que te incomodam na sua mãe, por exemplo? Não precisa ser religioso pra entender que nada acontece por acaso, que não estamos onde estamos à toa. E isso é óbvio pra todo mundo depois de certa idade. Porém, irá de você usar todos esses seus problemas para se lamentar (sei que é tentador, mas controle-se) ou como uma oportunidade para pensar que, ainda que doa agora, no futuro você terá tirado algo de muitooooo bom disso. Nem que você tenha que forçar “saporra”, rs.

Um exemplo pessoal é sobre quando vim parar em Curitiba, você já assistiu a esse vídeo?  Vim parar aqui por mil motivos tortos, mas que no fim, me trouxeram uma coisa certa. Você só precisa acreditar que, apesar da dor, o final vai ser bom. E se não for, só dependerá de você tentar mudá-lo mais quantas vezes forem necessárias, até ficar bom de fato.

No pain, no gain“. Anote na testa, rs.

Lembrando que estar animada para a vida exige esforço, é uma luta diária, uma questão de resiliência mesmo. Não é tipo algo que “todo dia você acorde diva, linda e bem disposta”. Mas acredite, todo mundo que realmente quer, supera. Só nunca, jamais, se coloque na posição de vítima ou azarada, pois isso só será um pretexto que atrasará o seu sucesso final. E ah, é claro que tia Lu e TODO mundo fica triste por alguns dias também. É normal. O anormal é viver sempre assim. E quando a tristeza bater, lembre-se que ninguém ganha uma medalha sempre, e tá tudo bem também. Na verdade, seria até meio sem graça se ganhássemos tudo o tempo todo.

PS 01: Se tudo der certo, em breve quero postar dicas para aliviar ansiedade, a depressão (ou as duas coisas) lá no canal. Assine, atualize as notificações e fique de olho!

PS 02: Procure ler sobre florais ou homeopatia, são baratos e não custa nada tentar. Converse sobre isso em uma farmácia de manipulação perto de você. (E se algum leitor entender e quiser fazer um texto colaborativo sobre essa forma de tratamento, mande para [email protected]).

Boa sorte!

Assista/ leia:

Dicas para aliviar a melancolia/depressão

O caso do leitor que pensou em se matar (o problema não é o mesmo, mas a moral é!).

Como vim parar em Curitiba

Dei 5 minutos (essa é pra compartilhar com os amigos egoístas kkk).

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • Gaia

    Sei exatamente como é se sentir assim. Tenho depressão desde adolecente e levei minha vida deixando os outros me guiarem e seguindo o caminham que escolhiam para mim. Alguns foram muito bons, outros nem tanto, mas o chato nem é isso, o ruim é chegar aos 30 sentindo que não viveu quase nada e que agora que soltaram sua mão vc não sabe para que direção ir, além de ter prejudicado a vida das pessoas próximas que tiveram que ficar te segurando ao invés de viveram.
    Então, tente não cair nesse caminho caminho tb. Procure terapia nas universidades ou em grupos de auto ajuda na internet, para ter com quem conversar, tenho um amigo para se abrir e por pior que seja se force a seguir um caminho. Remédios podem ajudar tb (eu melhores bastante ultimamente por causa deles) e uma coisa que me fez muito bem foi praticar arte marcial, fiz por três anos e os resultados emocionais foram ótimos!
    E nós momentos que a vontade de tirar a própria vida surgirem, procure algo a se agarrar, eu particularmente me seguro pensando em como isso afetará as pessoas que amo. Penso que se não quero viver por mim, não quero dar essa dor a eles. Tem funcionado =)

    • Vc já tentou floral?
      acho q dá pra usar com o remédio a depender do q vc toma , mas claro pergunte pro médico

      eu gosto mt d florais!

      • Gaia

        Já tentei floral, homeopatia, remédios (só em 2015 foram uns 5 tipos diferentes), terapia, hipnose, cirurgia espiritual, centro espírita, centro de umbanda, candomblé, acupuntura…

        • Taylon Colombo

          Já tentou maconha ?? Eu também sofria com depressão, mas depois que comecei a fumar um baseado toda noite antes de dormir melhorei muito, mas muito mesmo, a erva te relaxa e levanta o astral, além de dar sono (e fome também rs) “a diferença do veneno pro remédio é a dose…”

          • Gaia

            Gostei do “a diferença do veneno para o remédio é a dose”.
            Nunca tentei maconha, nem sequer pensei nisso, já que tenho uma grande trava com drogas, seja ela qual for (álcool, cigarro, remédios…)
            Mas na atual situação, talvez fosse uma boa ideia, estou num estado que tudo o que quero é dormir para assim poder me desligar do mundo.

          • lerodriguesm

            Bacana Taylon, eu também me resgatei de uma depressão com a erva. Sofri de depressão por meses, sentia que todos tinham se afastado de mim, não conseguia emprego, e isso foi reflitindo até mesmo na minha aparência… Até que conheci meu marido, que me apresentou tbm aaaaa, erva. rs
            No começo panquei muito (a mente ainda tava muito fraca), mas fui observando melhoras mesmo assim. No humor, no sono, na fome (tanto que hoje em dia meu apelido é Larica kkkkk), e principalmente o bem estar comigo mesma (eu nunca aceitei o corpo q tinha.).
            Sem contar o meu estado de concentração, consigo estudar e fazer atividades normais sem ficar pensando em “o quanto aqui estava me fazendo mal…”
            Não sou a favor da legalização por pequenos pontos. Mas, a descriminalização seria extremamente importante para que pessoas que assim como eu sofrerem, pudessem ter a sua segunda chance.
            Hoje em dia, não largo minha Maryjane rsrsrs e com certeza total: A diferença do veneno para o remédio, é a dose!

        • E hipnose não adiantou NADA? caraca
          E exames d vitaminas etc no sangue, vc já tentou? As vezes falta algo bem simples no seu organismo q dá depre

          • Gaia

            A hipnose ajudou em vários sentidos, principalmente em relação a dores antigas que eu nem sabia que tinha. Tb me ajudou a entender um pouco mais das minhas próprias ações.
            Mas contra a depressão em si nao funcionou. Nós últimos anos meu remédio tem sido dormir ou trabalhar até a exaustão, para não ter tempo de pensar em nada

          • tente um endocrinologista (não sei se só o nutricionista funcionaria), serio mesmo
            depois me conta!

          • Gaia

            Já tentei.
            Em 2013, comecei a perder muito peso e quanto mais deprimida ficava mais peso perdia. Fui no endocrinologista e até no neuro. Não funcionou.
            Na verdade, o que me fez conseguir voltar a comer foi a hipnose, tive que fazer sugestão hipnótica para conseguir ter fome novamente

  • ” Saia de casa, se encontre com um amigo, mesmo quando você não quiser. Tome um pouco de sol e ande no parque, mesmo quando não quiser também. Parecem atitudes bobas, mas fazem MUITA diferença. ”

    Esse “mesmo quando não quiser” é algo fundamental. A depressão distorce a percepção de uma pessoa. O desequilíbrio químico, que acontece no cérebro de um depressivo, impõem dificuldades grandes demais para que se consiga superar apenas com força de vontade. É necessário apelar para sua racionalidade e impor-se uma rotina de atividades que vão te ajudar aos poucos.
    Exercícios físicos do tipo correr, bicicleta ou caminhar; Expor o corpo ao Sol com mais frequência; interagir com pessoas em ambientes descontraídos, o famoso jogar conversa fora; encontrar alguma atividade que lhe traga um foco mas não exija compromisso, como ler, escrever, desenhar, fotografar e publicar de alguma forma, no Face, em blogs.
    É complicado fazer coisas sem motivação, mas lembre-se que a falta de desejo, em um depressivo, é uma distorção mental na percepção. As vezes causadas por problemas neurológicos crônicos ou traumas. Pode ser impossível eliminar os problemas completamente, mas é perfeitamente viável diminuí-los bastante para ter uma boa vida.

    E, é claro, procure ajuda profissional na área da Psicologia e Psiquiatria.

    Não gaste sua energia sofrendo com os que tão a sua volta. Não tente mudar ninguém, procure saber como lidar e conviver com a adversidade.
    É triste, mas existe uma tendência generalizada das pessoas em se fastar de quem está por baixo. É cruel, mas a verdade é que você precisa se erguer antes para ser mais ajudada depois. Não caia na tentação de focar na recriminação aos que estão ao teu lado e não te apoiem.

    Cara perguntadora, não falo isso por teoria, mas por experiência própria. No início deste ano foram várias, as minhas saídas solitárias em bares e restaurantes. Foi meio bizarro, mas aí pude reparar. Tem muita gente sozinha no meio da multidão. Sempre achei estranho aqueles caras sós numa mesa no fundo enquanto a muvuca acontece na volta. Agora compreendi, mas tem que ser assim. Cheguei ao ponto de pegar a barca e ir noutra cidade almoçar, como se fosse um programa em família, só que era eu e eu mesmo. Mas foi infinitamente melhor do que estar apático dentro do apartamento. Curtir a sós é só pra quando estamos numa boa.

    Mas somente quem conheceu alguma vez a escuridão pode ter a real noção do valor da luz.
    Não há mal que sempre perdure. Teu sofrimento atual haverá de ser o combustível da alegria futura. Continue lutando.

    • Sinta-se abraçado
      q comentário mais lindo meu amigo, amei demaisssss!

  • Afilhado do Temer

    Putz moleca,
    teu caso é complicado, mas é mais comum do que vc pensa.
    acredito que deva começar pelo seu astral.
    tente se animar, se distrair, e não se desesperar muito.
    não se pressione tanto, não se cobre tanto, são apenas 19 anos ainda.
    um trabalho legal, te ajudará com uma boa distração, e em consequência,
    ter um apetite a mais pra vc degustar a vida e colocar suas metas e objetivos para serem realizado aos poucos,
    quando vc for ver, vc verá que é mais uma vencedora nessa jornada difícil de se caminhar aqui dentro desse país.
    levante essa cabeça, estou com vc.
    Avante gigante guerreira Daileon.
    srrsrsrsrsrrsrsrsrsrsrrsrsrsrs

  • Franciele

    Leitora, esse estado de espírito é extremamente comum, mas, como estamos numa época de hipocrisia sentimental, quase todo mundo, mesmo inconscientemente, se condiciona a fingir que está tudo bem o tempo todo, aumentando a sensação de solidão de quem se sinta mal e tenha perdido a habilidade de fazer esse jogo social.
    Partindo do pressuposto que tu não é a única, nem a última, te aconselho que procure por algum trabalho voluntário, porque a sensação de perceber-se útil, aliada a percepção da dor alheia, ajudarão a te motivar, ainda que no início essa motivação seja direcionada aos outros.
    Quanto aos teus projetos de vida, vou reproduzir o que sugeri a um amigo com ansiedade; faça uma lista com as coisas que gostaria de fazer e não consegue, e em seguida ordene da menos difícil em diante, colocando ao lado as atitudes, grandes ou pequenas, que tu pode tomar em direção ao cumprimento.
    Não esqueça de dividir o trabalho em pequenas etapas, mas sobretudo, de se recompensar a cada pequena vitória, porque isso servirá de motivação para seguir no caminho; boa sorte.

  • Tha

    Não é fácil se sentir assim, e existem mais pessoas assim do que imaginamos. A maioria vive só e, naturalmente, não se encontra.
    Não é fácil sair de uma depressão. Eu particularmente estou lutando contra uma e, realmente, não vemos saída. Temos que pensar nas pessoas que nos amam (mesmo que sejam apenas nossos pais), e em toda a felicidade que elas desejam para nós.
    A felicidade nos está sendo roubada por essa sociedade entorpecida por relacionamentos superficiais, líquidos, e isso dificulta que nos apoiemos em algo sólido que, no fim do dia, é o que nos renova para aguentar as barreiras que a vida traz. Podemos procurar o que temos de bom na vida e preservarmos isso. Isso nos daria um senso de valor, já que nada que vale muito a pena vem fácil, isso por daria um propósito, e talvez, nos tiraria do sofá.
    Temos que acordar, lutar contra a má vontade, e ver o que poderíamos fazer para aquele dia ser um pouco melhor. Seja tomando um sol, dando bom dia para pessoas que passam, lendo um bom livro, vendo um bom filme, conhecendo lugares novos, mesmo que seja um café perto da sua casa. Os passos iniciais são os mais difíceis, mas felicidade é um aprendizado, e acredito que podemos crescer um pouco a cada dia, e encontrar nosso caminho nessa sociedade tão heterogênea e grande, que tem espaço para todos.
    Por fim, ninguém vive bem sozinho. Procure pessoas que façam você se sentir bem, e que te puxem para cima, e abandone as que te empurram para baixo.
    Levante e recomece

  • Thomaz Aquino

    Certa vez fiquei muito mau , minha vida era muito boa , trabalhava com que gostava tinha ums mulher linda ao meu lado , derrepente meu Pai morre e morreu nas minhas mãos , no Hospital , pneumonia , a dor e o pensamento constante , com 2 meses acabou me deixando doente , mau mesmo , insonia agonia , acordava com um susto , pressão subia ..deu depressão e ansiedade ao mesmo tempo ,cardiologista , psiquiatra e tratamentos durante dois anos..
    Mas tudo que eu precisava na verdade era aceitar e entender a morte dele …e tambem nao pensar o tempo todo. .s tecnica usada foi marcar hora pra pensar.
    O pensamento e uma forca incrivel para seu bem ou seu mau..
    Voce pode buscar ajuda em lugares como o Budismo , ou outros lugares para medição , te ensinarao de graca meditar e pensar de maneira correta. .
    Entender as forças espirituais. .
    Se vc observar existe um.equibrio na Natuteza a sua volta , o Ceu as estrelas , o vento , terra e mar , a flora e fauna , esta ordem este equilibrio existe porque uma forca maior esta no comando no universo …e vc faz parte dele …
    Essa forca maior que cada povo chama de um nome , o Criador , existem energias , positivas e negativas , no universo , assim como a Luz e a escuridão. ..
    Voce precisa encontrar esse equilibrio dentro das advercidades da vida , relachar meditar e acreteditar