Sou mulher e minha namorada quer que eu vire homem pra namorar ela

17

Leitora: Olá, tenho 17 anos. Sou garota e estou há quase um ano namorando outra garota, também de 17. Meus pais sabem de nós, os dela não. E certa vez ela tava brincando, falando que só poderia continuar comigo se eu me tornasse homem, literalmente, fizesse tratamento hormonal, para a família dela não saber. Isso porque aí acabei comentando com ela que faria, e antigamente eu queria mesmo sim. Não levei a sério na época, mas aí ela vem falando que é isso mesmo, que a família dela não iria aceitar se soubessem. O problema é que moro com meus pais, eles não iam gostar muito da ideia e pretendo ainda fazer faculdade integral, sem tempo pra trabalhar. Já tentei arranjar outros métodos, mas quando falo em qualquer outra coisa, ela acha que quero terminar. Já levei um sermão quando meus pais descobriram e sei que minha mãe não ia gostar nem um pouco da ideia, meu pai diz que ela até se culpa e tem medo que eu queira virar homem. Na época eu neguei tudo quando eles perguntaram. Eu realmente faria mesmo isso sem hesitar se não fosse pela minha família, mas tô me sentindo pressionada tanto pelos meus pais a ter um bom estudo e pela minha namorada pra isso.

Sou mulher e minha namorada quer que eu vire homem pra namorar ela

Amiga, sem querer te decepcionar, mas você tem apenas 17 anos e a chance de ficar com essa menina pra sempre é mínima. E mesmo se vocês se casassem, pense que isso é uma decisão MUITO, mas MUITO séria pra ficar nessa de “ai minha namorada quer X”, minha “família Y”. E você? Quer o quê? Parece triste, mas às vezes temos que ser um pouco egoístas para sermos felizes, até porque, eles não chorarão suas lágrimas, nem sorrirão seus sorrisos, né? E outra, alteração hormonal não é algo fácil e simples pra “ah vô fazer ali rapidão e se me arrepender desfaço”. E não garante que a família dela mesmo assim não descubra que você fez esse tratamento, que mexerá com todo seu corpo e poderá causar dores não só físicas, como emocionais.

Procure apoio psicológico em um centro/ONG que atenda as causas de gênero da sua cidade. Geralmente eles têm todo o apoio psicológico para isso, o que claro, te ajudará a decidir qual é a verdadeira “aparência” social que você quer ter + identidade física/de gênero. E outra, com todo o respeito, mas que namorada mais egoísta é essa que fica “olha, eu fico contigo desde que você se vire do avesso”. Como se você não a amasse caso não fizesse o que ela pediu? Dá é vontade de falar que é ELA que não te ama como você é, mas sim quer que você seja alguém que não existe. Sem contar que é bem chato uma pessoa te conhecer como X e depois querer que você vire Y só porque ela não tem personalidade o suficiente pra te assumir, ou ao menos te respeitar.

Na verdade, vocês duas precisam criar maturidade ao saberem que a decisão que vocês tomarem hoje, afetará diretamente o futuro de vocês. Ou seja, tem que ser um sonho de AMBAS, não uma necessidade de agradar terceiros.

Vamos simplificar assim:

Se vocês são homo e se amam, um dia vocês terão que assumir. Se não for com a namorada de hoje, será com a de amanhã. E se não for nesse ano, será no próximo. E se a família de vocês amarem mesmo vocês (e não forem extremamente ignorantes ou religiosas), mesmo que demore, irão aceitar. E supondo que alguma família seja religiosa, converse com a terapeuta a respeito (existe nas ONGs!). Sei que tudo que a gente quer é agradar e dar orgulho aos pais, mas entenda que existem mil formas de dar orgulho, e uma delas inclusive poderá envolver ensinar coisas que eles ainda terão que aprender contigo – e que claro, nem imaginam.

Eu por exemplo, quando era roqueira, tinha uma pessoa muito especial na minha família que discriminava a “trupe”, rs. Achava que era um monte de macumbeiro, bêbado, drogado e porra louca (e eu que nunca fui de nada disso, como explicar? Bem, talvez só o louca kkkk). Daí me conheceu, viu que realmente não era nada disso e agradeceu por eu ter sido um agente transformador nesse sentido.

Acredito que, em 90% das vezes, é mais questão de esperar o tempo certo e fazer a sua parte em ao menos tentar informá-los e mostrar um pouco mais “do seu mundo” e da “ciência que o explica” do que simplesmente se esconder ou “se odiar”. E se não entenderem, aí já não é contigo, muito menos deverá ser algo que influenciará na sua felicidade, que se for pensar BEM mesmo, só depende de você.

Lembre-se que nossa batalha nem sempre será fácil, porém, quando você sabe o que quer e cria seu objetivo láaaa na frente, fica mais fácil encontrar inspiração para superar o hoje.

Seja um agente transformador do seu meio. Não precisa ser passiva sempre. Lembre-se que é da gotinha que nasceu o oceanoo 😉 Uhuww!

Desce e arrasa!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.