Ela confessou sempre ter fingido orgasmos e agora só consegue usando as mãos!

12

 Leitor: Bom dia! Sou casado há 14 anos, minha esposa fingia ter orgasmos por uns dez anos e nunca tinha tido nenhum orgasmo. Ela me jurou também nunca ter tido com nenhum outro homem antes, até disse que queria somente agradar, porque nunca tinha sentido nada com ninguém e nunca tinha se masturbado também.

Para mim foi o fim do mundo, porque sempre tinha sido elogiado por algumas mulheres. 

Depois que aconteceu isso me esforcei muito e ela começou também a se tocar. De uns três anos para cá ela consegue gozar, mas somente se ajudar com as mãos no clitóris.

Agora sou eu quem não estou contente, geralmente ficamos mais de uma hora tentando sem usar as mãos e ela não consegue, fica toda comprimida a vagina, mas só goza se colocar a mão. Isso é normal?

Estou doente por isso, até penso em separar, quando me confessou isso ela me culpou e eu não confio se ela não teve com outros mesmo. Sinto que fui enganado.

Como chegar ao orgasmo

O problema será de fácil resolução, DESDE que ambos se esforcem em fazer sua própria parte. Ambos têm responsabilidades, porém, as mesmas são diferentes.

Ao que tudo indica, sua esposa tem um bloqueio psicológico, que pode ser relacionado à criação + crenças pessoais de que mulher que se masturba “é puta”, de que masturbação é algo sujo, “coisa de homem” e por aí vai. Como resultado disso, ela simplesmente não se toca e, quando faz isso, não sabe bem como sentir prazer. É como se ela não se permitisse chegar ao próprio limite que já vem uma sensação de culpa ou de que ela “não deveria estar fazendo isso”. Sem contar que, se ela nunca goza, fica naturalmente desconfiando que não tem graça ou que nunca irá conseguir. Nisso acaba se desmotivando, criando mais bloqueios psicológicos e não se esforçando mesmo kkkk. Ainda mais que gente assim costuma ficar tensa por “qualquer coisa”. E aí, com tantos julgamentos e preconceitos, inclusive com ela mesma, fica mesmo complicado chegar ao orgasmo. Há também crença feminina de que o homem bom de cama tem que saber se virar nos 30, e aí, mesmo tendo alguma possível culpa, acaba jogando-a toda pra você. Só que acredite, isso não é por maldade, mas sim como parte do bloco de crenças pessoais dela mesmo, rs.

Sua esposa precisa não só compreender, como internalizar que ela precisa se libertar de certos medos para chegar ao objetivo final. E se mesmo com sua ajuda (leia o texto inteiro para poder compreender tudo), for muito difícil para que ela consiga os resultados esperados, recomendo a consulta particular para que trabalhemos o caso dela de forma mais específica e demorada. Note que, procurar ou não essa ajuda extra, dependerá muito da gravidade em que o problema se instalou na vida do casal e, principalmente, da capacidade que ela terá em “se superar sozinha”.

Agora a sua responsabilidade, que ao meu ver não é maior do que a dela – visto que se ela não se conhece, como poderá te “ensinar algo”? Mas que pode ser semelhante. Não adianta você ficar “doente”, querer se separar ou levar isso para o lado pessoal. O que você precisa mesmo é motivá-la a se ajudar ou procurar ajuda, bem como fazê-la se sentir o mais confortável possível contigo.Até uma segunda ordem, não julgue, não fique falando “que x ou y é coisa de puta” (não que você fale exatamente isso, são apenas exemplos), muito menos ouse se culpar ou culpá-la. Agora, vocês precisam ser mais cúmplices do que nunca e, na medida do possível, tente fazer “tudo que ela quiser” com o objetivo de que ela se jogue mesmo em ti e na situação, rs.

Se ela pedir para apagar as luzes, apague. Se ela pedir para tomar banho antes, deixe que ela tome banho. E por aí vai. Ela precisa sentir que você não é um cara chato que fica pressionando com que ela chegue ao orgasmo logo – até porque você como homem bem sabe que, para não broxarmos, a gente precisa de tudo, menos cobranças – e um cara que nos respeita. Note o óbvio de que estando relaxada (físico e psicologicamente), ela terá o triplo de chances de chegar lá. Bem sei que ambos estão ansiosos por algo que nunca aconteceu, mas acredite, alimentar ansiedade só fará com que vocês mantenham os mesmos resultados negativos de sempre.

Por fim, seja humilde e assuma que você também não sabe e nunca saberá tudo sobre como satisfazer uma mulher na cama. Pesquise na Internet sobre dicas de como fazer um bom sexo oral e faça a sua parte ao tentar ajudá-a a descobrir as partes que ela não conhece sobre si mesma. Seja um cobaia mesmo! Peça para que ela avise quando estiver legal (só não pergunte demais porque broxa também kkk) e não se esqueça da boa lubrificação, da língua não estar muito dura, dos movimentos circulares (a maioria gosta) rs, e demais dicas que você encontra aqui pela Internet. Se sentir que a respiração dela NÃO mudou, mude a forma de fazer, a posição da cabeça, a intensidade, mude tudo. Só não insista nas mesmas coisas se você viu que até então nunca funcionaram. Outra dica legal é pedir para que ela movimente o quadril enquanto você está lá embaixo também. Assim ela poderá te dar uma ajuda extra, rs.

Depois dessa, acho muito difícil ela não chegar ao orgasmo. Porém, se mesmo assim ela não conseguir, é importante que ambos, ou no mínimo ela, procure a ajuda particular citada no início desse post (não precisa ser comigo, mas procurem ajuda). Afinal de contas, tem coisas que não tem preço e posso garantir que o problema dela é totalmente psicológico/de crenças/ medos pessoais mesmo. Do contrário, ela não teria gozado nem com as próprias mãos.

Boa sorte!

Assista “Como fazer um bom sexo oral na mulher”.

Dê para ela assistir e assista também:

Como chegar ao orgasmo mais facilmente

8 curiosidades sobre o orgasmo 

Por que é tão difícil arrumar uma mulher “puta na cama e dama na sociedade”?

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.