Ele disse que depois da escola “terminaremos” e não sei como lidar com isso!

21

Leitora: Olá. Prometo ser breve, mas direta ao assunto. Eu tenho 20 anos. Fui mãe aos 16 anos (antes de ser mãe, tive um namorado… meu primeiro amor). Entretanto, com o passar dos anos, depois de me separar do pai da criança, eu o reencontrei novamente. A nossa situação atual é estável, nós namoramos, (ele não aceita muito bem o meu filho, não o ignora mas também não passa cartão) a pergunta é: o que devo fazer? Eu tenho 20 anos ele tem 18, eu sou mãe e mulher, já procuro uma vida estável. Ele só pensa em festas e bebida. A verdade é que nos amamos e já falamos em um dia vivermos juntos… estamos os dois no 12º ano de escola, ele disse-me hoje:  “não esperas que fique aqui preso para sempre, vou seguir a minha vida” o que significa que quando acabar o ano de escola é como se não existisse mais para ele. Já me sinto a sofrer e ainda faltam uns valentes meses para isso acontecer…. o que faço? Afasto-me já para não sofrer tanto depois 🙁 ou continuo a amar uma pessoa que depois pensa ir embora e reagir como se eu nem existisse e fui só a gaja que “foi a primeira namorada e lhe tirei a virgindade” ajuda-me!

Ele disse que depois da escola "terminaremos" e não sei como lidar com isso!

Amiga, pelamordedeus acordaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa! O bofe fala que depois da escola ele vai seguir a vida e você ainda acredita que ele te ama? Pense se tu falaria isso pro amor da sua vida? É claro que não! Na verdade, me dá até raivinha da forma que o povo fala sobre o amor:

Gosto de você = te amo.

Gosto muito de você = te amo.

Quero ser simpático porque você é legal e acho massa falar algo intenso = te amo.

E é por essas e outras que sempre falo para reparar na ATITUDE do boy, porque de mimimi e língua grande o mundo já tá cheio.

Depois que, se o cara ainda tá cagando pro seu filho, você quer o quê com ele mesmo? Namorado dá pra trocar, filho não. Tudo bem que ele não é obrigado a ter que criar um filho que não é dele, mas você tem a obrigação de, caso queira realmente ter um relacionamento estável, exigir um cara que ao menos se esforce para ser um bom padrasto, né? Visto que pai é um só e já sabemos disso.

Por fim, ele ainda adora festa e bebidas enquanto você procura totalmente o contrário disso e ambos são ainda muito jovens. Acho que o mundo já te deu a resposta, você não acha? Tasca o pé na bunda e já vai se acostumando a ficar longe dele. Afinal de contas, ele disse um “te amo” para mil atitudes que provam justamente o contrário disso. Você é inteligente, acho que ao analisar todo esse contexto, não precisará nem cogitar investir em um cara desses. E ok, você poderá até sofrer um pouco, mas toda vez que isso acontecer, se imagine a vida inteira com uma pessoa com esse perfil que o choro já passa rapidinho, rs.

Boa sorte!

Assista: Como esquecer o ex?

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • Stan Lewis

    Primeiramente, saudações a Portugal! rsrs..

    “Ele disse que depois da escola ~terminaremos~ e não sei como lidar com isso!” Eu sei, termine agora! Os seus interesses são diferentes, procure alguém que esteja interessado em formar família.

    • Os portugas estão sempre aqui, mas participam pouco
      Existem muitos angolanos tbm, mas esses nuncas falam mesmo =(

      • Ni

        Hahaha, sou angolana portanto não nos fales mal Luiza rsrsrs. #AdoroOblog 🙂

        • Ahhhh garotaaaa
          não falei mal, mas diria q cutuquei pra vcs apareceram, deu certo e adorei kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk s2 s2

          seja bem vindaa!

  • Deb

    Portuguesa ahm? Olá compatriota! =P

    Temos quase a mesma idade (23 eu) e sinceramente? Ele não gosta de ti, por um conjunto de razões:
    1- ele não passa cartão ao teu filho, sim, ele não tem de ser pai dele, mas se não se esforça minimamente para ser simpático com uma criança que tu amas, então muito provavelmente só está com ele por frete, se gostasse realmente de ti faria um esforço (a não ser q o teu filho seja um pain in the ass);
    2- se ele te visse como algo mais, te amasse e quisesse viver contigo no futuro, preocupava-se em ter-te na vida dele, procurava soluções e não dava um prazo de validade à vossa relação;
    3- o facto de se terem separado também dá mais importância ao facto de que, agora, o sentimento já não é o mesmo que antes, logo, ele tem menos motivos para ficar.

    Pessoalmente, acho que seria melhor para ti terminares a relação, não deixar a situação arrastar porque depois pode ser pior.
    Boa sorte =)

    • Vc tbm é portuguesa? Não sabia s2

      • Deb

        Sou sim :3

        • mas vc fala mais parecido com a gente. Outros falam mais diferente, pq será? (Diferente pra gente né kkkkkkkkkkkkkk)

          Tinha uma amiga q morava na capital, quase q fui, mas acabei não indo e me arrependo =(

          Onde vc mora aí?!

          • Deb

            É porque eu leio/vejo muito conteudo brasileiro =) sigo muitas páginas brasileiras no face e tal, acabo por escrever diferente da realidade para adaptar melhor as conversas =)

            Vivo em Setúbal, conhece? Fica perto de Lisboa =)

          • Não conheço Deb!! A crise ainda tá feia ai?

          • Deb

            Mehh, vai andando. Não mudou muita coisa.

  • Franciele

    Leitora, uma das coisas que precisa existir para um relacionamento funcionar é justamente a convergência de objetivos, o que inexiste no teu caso, e já seria suficiente para não retomar esse namoro, afinal, teu namorado não mudou de atitude, e ao que parece continua sendo tão confiável quanto foi na época que tu engravidaste.
    Mas eu gostaria de abordar uma sutileza que a Luiza não contemplou; tu pareces sentir-se menos merecedora de ser amada por ter cometido o pecado mortal de ser mãe adolescente, então inconcientemente pensa que mesmo um rapaz como esse, que só te oferece estabilidade na tua imaginação, rs, é melhor que nada.
    Entendo que não é a situação ideal tu começares a vida amorosa com vistas ao futuro com um filho pequeno, mas acho válido perceber essa aparente dificuldade como um filtro eficaz, que vai afastar de ti quem não valha apena, uma vez que, ninguém consegue fingir gostar de criança por muito tempo.
    Cabe a ti convencer-se que é tão merecedora de amor como qualquer outra mulher; eu tenho uma amiga de infância, que teve uma filha em um encontro casual, e encontrou um homem que a assumiu como pai, mesmo a menina já sendo grandinha, mas isso só aconteceu porque minha amiga não se sentiu diminuida pela situação dela.

  • Conselho rápido:
    Termine com ele agora, depois de ler esta frase.

    “Prometo ser breve, mas direta ao assunto”
    Quem quer ser direto mesmo, não escreve isto. Promessa não cumprida.

    Mas ninguém é direto, e a vida costuma não ser breve, então…
    No Brasil temos a constituição Carlos e ela diz: proibido casamento antes dos trinta e filho, óbvio, também não. Mas o pessoal não cumpri. Você deve ter lido as notícias daqui e esse monte de gente reclamando: golpe!
    É o descumprimento da lei Carlos revoltando parte da população.
    Seu namorado entendi e aceita isso, tem uma década de aprendizado antes para entrar então nos relacionamentos sob o mesmo teto.
    Cara perguntadora, cada um é como é. Você é você e mais um, seu filho. Este vínculo jamais será quebrado, no máximo com o tempo, mudará. Não vou te enganar, você terá bem menos pretendentes do que se não fosse mãe solteira. Mas menos é muito diferente de nenhum. A mudança de ambiente e a sua evolução vai te apresentar novas oportunidades. O mundo é bem maior do que parece, não se limite à sua perspectiva da própria adolescência.

    • Vc namoraria uma mulher com filhos?

      • Quem você pensa que eu sou, para ficar fazendo pergunta? A Luiza Costa? Kkkkkk

        Eu já estive nesse situação, mas preferia que não, aliás se não tiver animal de estimação, também é melhor.
        O potencial de problemas aumenta exponencialmente, mas na prática é cada caso, um caso.

        • Nem animal d estimação? Q babado kkk
          pq nem os pets? kkk

          • Não sei se vou me arrepender de dizer isso aqui…
            Imagina um cachorro latindo e arranhando numa porta fechada. Lá dentro duas pessoas, incluindo a dona do bicho. Pergunta: coloca fones de ouvido para não ouvir? Gente pelada combina com tapa ouvido?

          • Não entendi absolutamente nada kkk

            meu gato vive me vendo pelada kkk d boas ele não entende nada mesmo kkkkkkkkkkk

          • Kkkkkk
            Vamos pro próximo assunto. Melhor…

  • hadassa

    Primeiramente, forte abraço ao seu país Portugal e aos nossos irmãos portugueses sou neta de um português povoa de varzim a família do meu pai o meu sobrenome é lusitano. Guria vê se eu entendi o seu caso esse rapaz foi seu primeiro “namorado” com quem vc disse que tirou a virgindade dele a gente compreende aqui que vc não era virgem já era uma moça experiente você começou a ter uma vida sexual ativa precocemente.
    Aí depois vcs terminaram nesse período vc namorou outro garoto e desse relação você engravidou e se tornou mãe cedo com 16 anos de idade. Hoje vc está com 20 anos é claro que sua prioridade o que vc busca para sua vida e estabilidade de ter um relacionamento sério lê-se vc quer casar logo e formar sua família quer ter hoje uma relação estável e sossegada que um rapaz ou um homem assuma vc é seu filho a sua situação vc sabe que é delicada das outras moças de sua idade que não são mães solteiras vc amadureceu muito cedo pulou etapas da vida. É sem hipocrisia vamos falar a verdade dos fatos como todas nós sabemos os homens solteiros sem filhos em geral a sua grande maioria seja ele mais novos ou mais velhos eles são “conservadores”, exigentes e criteriosos isso cultural não se muda isso mesmo que o “movimento feminista” bate o pé tem muito claro na mente deles eles classificam mulheres assim essa moça para se levar a sério e já essa outra não só para “aproveitar” tipo eles as vê para ter sexo fácil sem compromisso e mães solteiras está na lista como tbm mulheres separadas/divorciadas com filhos. Eu não digo que vc está condenada e jamais encontrará um homem que vai te amar de verdade e assumir você junto com seu filho que não vai ligar para isso mais não vai ser fácil você terá que ter uma auto estima muito grande para perceber a real intenção qualquer homem que se aproximar de ti só quer sexo ou está querendo te levar a sério para ter um relacionamento. E digo no caso desse rapaz que foi seu primeiro namorado mesmo na época que vc não era mãe solteira ele sempre te viu como a garota “experiente” que o iniciou na vida sexual e tirou a virgindade do mesmo. Na mente e a visão dele o sentimento dele por vc como ter e obter sexo fácil e garantido sem se comprometer vc entendeu?
    As atitudes dele é claro contigo nunca te amou e te levou a sério como namorada desde a primeira vez e agora que vcs se reencontram e voltaram agora então que vc se tornou mãe solteira na visão dele já bateu o martelo tem claro qual categoria dele ti para ele. Nesse momento se vê que ele quer curtir a vida não quer namorar sério com ninguém e se for mais para frente não será contigo só está encostado em você com mesmo sentimento/pensamento quando vcs se conheceram ter sexo fácil e garantido contigo não deslumbra futuro algum com você. Então moça acorda e não se iluda a realidade o namoro de vocês de verdade nunca aconteceu na visão do mesmo ele nunca te levou a sério segue seu caminho. boa sorte!!!!!!

  • Tom

    Bom , infelismente melhor talvez ,algumas pessoas vao te usar durante a vida , num certo momento , assim como voce poder usar alguem pra realizar seus projetos , ou ficar casar juntar , curtir , ou ser apoio , Enfim e nornal a pessoas
    mudarem de ideia , desistir por N motivos , mas ja anticpar isso nao , ai e demais …..
    Deve se afastar o mais rapido possivem e seguir enfrente e entender que nao ha futuro nessa relacao ..nao que a um futuri longo em alguma mas existe tendencias e o querer dos dois .. sempre e dificil ter que recomecar mais e preciso entender e seguir em frente e recomecar sempre que necessario.