Ela se folgou e parece não ter mais medo de me perder:

48

Leitor: Olá Luiza e colaboradores. Estou num relacionamento há mais de 1 ano e meio, tenho 25 e ela 21 anos. No começo ela era bem mais atenciosa e preocupada em manter contato comigo no dia a dia. Hoje em dia ela conversa menos, as conversas são “picadas”, ela dificilmente curte ou comenta algo que posto no face. Ela no início postava mais fotos e etc. 

No começo eu pegava mais no pé, era mais chato. Ela mesmo disse que hoje em dia estou bem melhor. Mas cobro dela essa atenção que não é mais dada. Quando estamos juntos, ela demonstra carinho, etc. Mas longe é perceptível o quanto ela mudou. Há um certo tempo ela me disse que “no início tinha medo de me perder” e que hoje em dia ela não tem mais essa preocupação. 

Será que estou fazendo algo de errado? Será que devo me valorizar mais? Será que dou atenção e meu tempo em demasia? Gostaria de sentir ela como no começo.

Muito obrigado à todos. Abraços.

como superar a rotina

Ah, a doce ilusão de que você nunca irá perder alguém… Foi assim que um boy magia me perdeu. Como sou prestativa – assim como você também parece ser – achou que me teria pra sempre… Mal sabia ele que o que me fazia ser tão próxima era ele ser justamente do jeito que era, e que se ele mudasse o jeito inicial – e assim o preservasse por muito tempo – aos poucos perderia o encanto pra mim. Eu avisei, ou melhor, a gente avisa, mas eles acham que estamos blefando, que o hoje será igual ao sempre. E então “pluft”: perderam!! E ó, sem querer me gabar, mas reza a lenda dos familiares que ele chora até hoje pela cachuda aqui kkkk.

E por que diabos estou te contando essa história?

Porque acho que é o mesmo que acontecerá contigo, com a diferença de que vamos orar para que sua namorada reverta a situação antes que seja tarde demais…

Você escreveu:

“Ela me disse que “no início tinha medo de me perder” e que hoje em dia ela não tem mais essa preocupação.”

Essa frase resume toda a situação descrita acima: as pessoas pensam que parando de ser quem elas são, o sentimento continuará o mesmo: afinal de contas, “você já está lá”, certo? É claro que está errado! Mas elas pensam que estão certas, se iludem para ficarem preguiçosas, e aí o bagulho fica exatamente como está o seu: namoro de um ano (e meio) parecendo casamento de décadas… Sendo que nem os de décadas deveriam ficar assim!

Enquanto ela não muda, pare de cobrar, e jamais se faça de coitado. Simplesmente TOME UMA ATITUDE. Comece a cuidar mais da sua vida e a fazer aquela porrada de coisa que você tem na listinha, mas que não faz até hoje porque só sabe perder o seu tempo lambendo ela.

Se ela não te responde os emails prontamente, ou as mensagens no Whatsapp que seja, acostume-se com isso.

Se ela não curte suas fotos, acostume-se com isso.

Acostume-se tanto, que chegará ao ponto em que você verá que, quem muito se ausenta, um dia deixa de fazer falta. E será bem nesse momento que você estará se esquecendo dela, bem aos poucos. No fim, meu amigo, ou ela te resgata, ou perde de vez. Até porque, se atenção é algo que não se mendiga, mas sim se conquista, você não poderá fazer a parte dela, concorda?

“Luiza, mas eu a amo! Tenho medo de perdê-la ao fazer isso”.

Entendo seu medo, mas você acha mesmo que tem como perder algo que você já não tem? Acho que não.

Eu levo uma regrinha pra minha vida: se vejo que a pessoa gosta de mim, então eu gosto dela também. Se eu vejo que a pessoa está se distanciando, não vou mentir, no começo faz falta, a gente fica triste mesmo (inclusive com nossas amizades), MASSSSS, sei que o costume virá e, como começarei a me coçar pra cuidar mais das minhas coisas, a vida mesmo resolverá tudo naturalmente, entende? Só não rola ficar ansioso querendo prever o futuro, porque aí estraga tudo mesmo!

É importante saber que, para ganhá-la, você precisa largar o medo de perdê-la. E será deixando livre que você verá o quanto a sua vida mudará…

Conclusões práticas: A partir de hoje, pague as coisas na mesma moeda. E não, não é jogo. Não é vingança. É se valorizar mais mesmo. Se ela está sempre ocupada pra você, por que você teria que dar tantasss prioridades pra ela? Ela tem vida própria e você precisa aprender isso com ela, oras!

Nossa Luiza, mas isso é olho por olho e o mundo ficará cego“.

Não, isso será somente educá-la para que ela perceba que sim, você gosta dela, e que sim, você também gosta de você mesmo e, ainda que doa e caso seja necessário, você aprenderá a viver bem sem ela também.

Conclusões práticas:

Assista:

Visualiza e não responde/ignora

Leia:

Sintomas que o amor acabou.

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.