Posso me relacionar com meu primo de segundo grau?

70

Leitora: Luiza, eu sou apaixonada pelo meu primo de segundo grau há muito tempo e nunca tive coragem de contar o que sinto. Eu não sei como fazer isso, boto empecilho em tudo, vou listar alguns deles:

1- Tenho muito medo da reação da minha família e da dele também.

2- Ele é um cara super reservado, já tentei mandar mensagem me passando por outras pessoas e ele foi sempre curto e grosso dizendo que não fala com pessoas que ele não conhece.

3- Tenho medo dele levar na brincadeira, pois sou 7 anos mais nova que ele (tenho 18 e ele 25 anos).

4- Não sou uma pessoa atirada, sou muito reservada também. 

Descobri o novo número dele. Como eu começo um conversa com ele? Preciso viver esse amor nem que seja um beijo, um cheiro. Beijos de uma seguidora que ama suas publicações.

Obrigada lindona!! Mas enfim, você se esqueceu do item 5:

5- Se ele te quer também, ou no mínimo, se já te deu mole – coisa que, convenhamos, até mesmo os reservados quando querem dão um jeito. Olhe você como exemplo! E “ok”, a diferença de idade é meio brutal (7 anos não pesaria muito caso você tivesse 25 e ele 32, porém, tendo 18 e ele 25…), ainda mais que você virou maior de idade apenas agora, mas mesmo assim, vamos conversando…

Dei uma pesquisada aqui e, pelo o que vi, nem mesmo os católicos proíbem o casamento entre primos. Porém, como existem várias religiões no Brasil – e até mesmo desenrolares delas (vide os evangélicos), consulte o caso da religião da sua família. Digo isso porque mesmo que você não tenha nenhuma, a crença geral familiar irá pesar sim. Não que você deixará de fazer algo por causa deles, mas eu no seu lugar cogitaria seriamente se justamente por ser tão jovem, as chances dele ser o homem da minha vida seriam mínimas – o que consequentemente, faria não valer muito o esforço. Até porque, como já dito, nem sabemos se é recíproco…

Supondo que ele seja afim de você ou que você queira MESMOOOO tentar, não precisa ficar tão ansiosa assim pra contar pra toda a família, mulher! Tudo bem que precaução nunca é demais, mas como ambos são maiores de idade, se rolasse um beijo a família inteira precisaria mesmo saber? Tipo assim, pra ontem? rs. Sei lá, EU no seu lugar evitaria dar bitoca em primo, mas se desse, deixaria para contar apenas quando tivesse motivos suficientes pra isso. Tipo um love do bom mesmo!

Como não podemos começar pelo passo 100, sossegue a periquita e vamos pro básico que a senhora não fez até hoje kkkkk. Que no caso seria começar uma conversa do zero – sem essa de pular pro quase casamento e testagem dos docinhos da festa (= a aprovação de todos) que a senhorita está fazendo, rs.

Mande um “oi” no Whatsapp e converse sobre coisas em comum entre vocês, coisa que, cá pra nós, justamente por serem da mesma família, não irão faltar, rs. Ou faça melhor ainda: aproveite que ele é seu primo e converse pessoalmente com ele! Assim você aproveita pra ver o jeito que ele te olha, que conversa, etc. Dica da Lu: por enquanto, se preocupe menos em como como ele irá agir e mais em fazer sua parte e aliviar a consciência. Daí a depender do resultado, simplesmente se toque e cace seu rumo.

Só não se esqueça de botar a cara no sol enquanto faz isso: nada de fake pra tentar chegar perto do primão delícia. Até porque se você pretende dar umas bitocas, como conseguirá isso sendo que, caso dê certo, nem poderia mostrar sua linda face? kkkk. Assista “catfish” e veja a merda que fazer isso costuma dar! Depois que, se ele descobrir, só complicará desnecessariamente a parte que deveria ser simples – ainda mais pra você que já é 7 anos mais jovem e não precisa dar mais motivos extras pra ele te achar bobinha demais pra ele…

Assista ao vídeo sobre pessoas que visualizam e não respondem no Whatsapp (e cia), que com certeza ele te ajudará mais ainda na ideia de começar uma abordagem ao vivo (ou não) com o boy.

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.