Amo meu namorado e não sinto atração por outros. Porém, não posso dizer o mesmo em relação às mulheres!

67

Leitora: Tenho 18 anos e estou namorando meu amigo (com a mesma idade) faz 4 meses. Eu amo muito ele, sinto atração física por ele e não consigo pensar em nenhum outro homem senão ele. Mas não posso dizer o mesmo em relação a mulheres…

Todos sabem da minha bissexualidade, inclusive ele, isso nunca foi um segredo. No começo do namoro ele até permitia eu ficar com outras garotas (mesmo não acontecendo), mas agora que estamos cada vez mais apaixonados, ele falou que mudou de ideia e morre de ciúmes só de me imaginar eu ficando com outra na frente dele. Totalmente compreensível.

Eu tento reprimir esse meu sentimento por mulheres, mas não consigo. Toda vez que eu saio na rua, eu olho para meninas e eu sinto como se fosse um vazio, um desejo muito forte de experimentar, de amar, penso até que eu sou homossexual enrustida, pois eu desejo muito mesmo mulheres, o triplo do que eu desejo homens.

O que devo fazer? Obrigada!

atração por outras mulheres

Se você sente atração física e sexual pelo seu namorado, não vejo porquê você ser homossexual. A não ser que você confunda carinho de amigo com essas coisas, né? O que, cá pra nós, também existem chances, visto que, tal como você mesma disse, ele é seu amigo.

Como foi sua vida em relação aos outros homens? Sentia desejo por eles? Fogo na periquita e vontades carnais? kkkk. Se sim, já sabemos que você deve ser bi mesmo. E aí já entraria outra questão: a de talvez você não ter nascido para a monogamia e isso independe de você ser bi, hétero ou planta, entende?

Sempre falo por aqui que ser fiel é uma escolha, porque atração, tesão e outras coisitas a mais todo mundo sente. Porém, se a atração por outras mulheres está te atrapalhando a ponto de tirar seu sono, não vejo outra saída que não seja conversar com seu namorado, e claro, correr o risco dele não aceitar. O importante é que você entenda (agora) que, se isso está te deixando “meio doida”, você também não pode deixar pra lá, né? Afinal de contas, acho que ele não quer ser o empaca da vida de ninguém, nem você quer morrer com a periquita piscando kkkk.

Explique que isso só rola com mulheres e o quanto esse sentimento mexe contigo. Diga também o quanto você o ama e o faça se sentir seguro em relação a isso (mas ó, ama mesmo?). Se mesmo assim ele quiser que seja apenas você e ele, aí é partir pro óbvio do dois pesos, duas medidas. Ou seja, se você não pode ter tudo, o que te faria pior? A falta dele? Ou nunca poder ficar com outra mulher? Só não seja gulosa, porque nem sempre o mundo abrirá opção para isso, rs.

Se a opção for a número dois, o jeito será terminar e, claro, antes de começar um outro relacionamento, já deixar claro esse seu desejo pelo mesmo sexo. Assim você evitaria os problemas que está tendo agora, e claro, já passaria a acostumar desde cedo a mente do rapaz kkk. Só cuidado pra não arrumar um cara que mais queira realizar uma suruba (bobagem da cabeça deles ao pensar que as bi automaticamente amam surubas, né?), do que te amar de fato.

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • Franciele

    Leitora, sinceramente não acredito em bissexualidade, justamente porque, dificilmente existe um equilíbrio real de preferência; quando alguém que se diz bissexual se decepciona com o sexo oposto, corre para os braços do mesmo, e vice versa
    No teu caso, parece tratar-se de homossexualidade parcialmente reprimida, porque, poder apresentar um rapaz para a família gera menos impacto, mesmo que por fora tu tenha algumas ficantes, com quem talvez tu preferisse estar o tempo todo, visto que, não fala em afinidades com teu namorado, e tampouco de planos juntos ou qualquer outra situação que implique consolidação da tua relação, uma vez que quatro meses em meio a todo esse conflito interno, é muito pouco tempo para dizer que “ama”.
    Entenda que toda escolha implica uma renúncia, não só no sentido de definir com quem tu irá se relacionar, mas principalmente na conduta que adotará em geral; se optar pelo exercício livre das duas preferências, terá muitos parceiros(as) sexuais a disposição, mas, como nenhum será suficiente, os relacionamentos serão sempre instávei, enquanto que, se optar por um relacionamento com um dos dois gêneros, a idade e a convivência, aliadas a vontade firme de não ficar alimentando desejos que, em nome do compromisso, não poderá realizar, poderão te fazer perceber que essa situação éra apenas uma forma velada de comodismo egoísta, na qual tu quiseste, inconscientemente, ter prazer a qualquer custo.
    Antes que tu me considere muito cruel nessa constatação, procure analisar as desculpas que os homens costumam utilizar para justificar o desejo por várias mulheres, e até mesmo a traição, alegando tratar-se da natureza deles, de algo a que não podem resistir, enfim, quando na verdade alimentam desejos por pessoas que eticamente não podem desejar, como se o impulso sexual tivesse vida própria, quando depende da mente para se consolidar.
    Aconselho que seja honesta consigo mesma, estabelecendo e assumindo a tua verdadeira preferência sexual, com todas as implicações, porque é muito infantil essa postura de querer o melhor dos dois mundos, e de preferência sem conflitos.

    • mas nem bissexual com alguma preferencia vc acredita?

      • Franciele

        Não, porque nesse caso, a interação com o gênero “preterido”, é apenas hedonismo circunstancial, no qual a atração se dá mais pela circunstância que pela pessoa.
        Conheço inclusive, algumas mulheres e um homem, que a despeito de não se definirem como bissexuais, já “aproveitaram” oportunidades de interagir com o mesmo sexo, só pra ter mais história pra contar ou por não terem nada melhor para fazer.

        • Jps

          Sei la, é dificil a gente querer dizer que só existem duas opções sexuais e o resto é só auto-enganação. Até um tempo atrás, as pessoas não “acreditavam” nem que o homossexualismo existia de verdade, que era uma coisa que acontecia pela falta/má instrução dos pais/amigos, e por isso tentavam criar “curas”. Hospitais já até realizaram testes com choques elétricos.

          Agora nós sabemos que é homossexualismo não é uma escolha ou doença, mas sim algo que algumas pessoas nascem. Vai saber quais serão as próximas descobertas no futuro.

          • Franciele

            bom, eu vejo uma incômoda analogia entre bissexualidade e aquela situação em que uma pessoa, entre duas opções de parceiros, não consegue decidir de quem gosta mais, o que pra mim é sinal de imaturidade.
            Quanto a descrença de antigamente sobre homossexuais, essa foi uma mentira inventada pelas maioria das religiões ocidentais, porque, como homossexuais não se reproduzem, não “trazem” mais membros para as gerações futuras, e isso ficou arraigado na cultura.

          • Jps

            Tendi.

            Bom, acho que não é que eles não decidem se querem homens ou mulheres, e sim que o gênero não faz tanta diferença na hora de se interessar por alguém. Mas se eles encontrarem alguém que gostem, agem da mesma forma que qualquer hétero ou homossexual, no sentido de ser fiel ou não, ou a forma que trata o parceiro.

            Então, nesse ponto que queria chegar. Será que para nós hoje, o pensamento de que bissexual é promiscuo ou lascivo referente a sexualidade (generalizando é claro) não vem apenas da cultura que temos? Ou que só podem ter duas opções sexuais e o restante é só pessoas reprimidas com medo de se impor?

          • Denilson

            Vc conhece algum bissexual que tenha se casado ou namorado com o mesmo sexo ? Eu não.
            Eu conheço uma mulher que se diz bissexual (só pq ficou com uma menina quando era adolescente), mas ela só namora homens, só é vista com homens, teve um filho recentemente e está casada com um homem, e de todos os homens bissexuais que eu conheço, só um não trai a esposa, os outros que namoram e são casados, todos traem as suas mulheres com outros homens, e dizem pra quem quiser ouvir que não namoram com homens, que com homens é só sexo e bla bla bla, dois deles transam com alguns amigos deles (q tbm são bissexuais), no fim das contas, todas as pessoas que me disseram q eram bissexuais, coincidentemente só expõem uma vida heterossexual.

          • Mika

            Eu conheço uma que assumiu inteiramente sua bissexualidade. Uma pessoa da minha família, muito próxima, casou-se e teve uma filha. Viveu com o marido por uns 7/8 anos. Separou-se, e depois de uns 4 anos se juntou com uma mulher, com quem viveu por mais de 10 anos. Quando já era avó, voltou a se relacionar com um homem por alguns meses. Chegaram a falar em “casamento”, mas acho que devido ao gênio difícil dela, mais a idade (já tinha uns 60 anos), o namoro acabou não durando muito. Esses foram só os relacionamentos oficiais, porque ela teve alguns casos mais curtos entre um e outro casamento.

          • Franciele

            Parece que o caso da tua parente confirma o que eu coloquei acima, o troca troca de parceiros, sem o equilíbrio que, a meu ver, deveria caracterizar a bissexualidade.

          • Mika

            Sinceramente, não consigo entender essa caracterização da bissexualidade. Por que deveria haver equilíbrio? Há homens bi que preferem mulheres, mas têm relacionamentos esporádicos com outros homens. E há homens bi que apenas esporadicamente se relacionam com mulheres. O mesmo acontece com as mulheres (tive uma amiga de faculdade que se relacionava com ambos, mas dizia preferir mulheres). São todos hedonistas de oportunidade, buscando egoisticamente o melhor dos dois mundos?

          • Franciele

            Sim.

          • Denilson

            Então, essa vc sabe que é (não estou querendo dizer que as pessoas tem obrigação de provar para nós a sexualidade/individualidade delas), mas a impressão que muitas vezes me dá é de que a maioria que se diz bissexual, faz pra parecer mais cool (Lady gaga, Katy Perry e tantos outros artistas), ou não ser tão errado aos olhos dos conservadores (já que homossexualidade é o extremo da heterossexualidade).
            Essa mulher que eu conheço, ela mesma me disse que ficou com uma menina na época do ensino médio e nunca mais ficou com nenhuma, ela pode nunca mais ter se sentido atraída por outra mulher ? Claro que pode, mas por ela ser bonita, muita mulher gata dá em cima dela, na época que nós trabalhávamos juntos ela passava por cada saia justa, então no caso dela, eu tenho absoluta certeza que foi algo q aconteceu lá no passado (e que inclusive não passou de beijo).
            E todos os caras que eu conheço que se dizem bissexuais, com exceção de um, todos os outros traem suas namoradas/mulheres com outros caras, alguns fixos, outros fazem rodízio, isso me deixa em dúvida sobre a bissexualidade deles, pq no caso deles, o desejo homossexual é saciado, então permanecer numa relação tradicional, ou se manter na posição do opressor enquanto se desfruta dos prazeres de ser o oprimido, é de uma filhadaputagem sem tamanho.

          • mas vc acha q eles sao bi fakes ou seria algo tipo “ja q gosto dos dois, melhor escolher o lado socialmente aceito?
            ainda q claro, não escolhemos com quem amar, porém, pensando q mt gente se casa sem superrrrrrrrrrr amar, até daria pra escolher kkkkkk

          • Denilson

            Mulher tem mais coragem de dar a cara a tapa, homem não, então eu acho que a maioria dos homens escolhem o lado socialmente aceito.
            Por um lado eu até entendo, se os homens acham excitante duas mulheres se pegando, o mesmo não acontece com mulheres que descobrem que o marido é bissexual, não é raro ver mulheres nos separando em duas classes: os gays e os homens, então eu acho que pra maioria das mulheres, um homem q vai pra cama com outro, perderia a masculinidade, mas a maioria acho que não faz por comodismo mesmo (eu recebo muita cantada de mulher, e tô longe de ser um Brad Pitt).
            É vdd mesmo, a maioria dos caras que casam, o fazem só pra manter as expectativas sociais:
            Casa, ter filhos e uma linda e feliz família.

          • Jps

            Pessoalmente não, mas conheço de pessoas famosas ou da internet, mas ai não posso comprovar a vida deles pessoalmente. Mas conheço um casal de duas mulheres que tem um canal do youtube que estão até casadas, e uma delas é bissexual (canal de no minimo 4 anos delas juntas).

            Também tem aquela Fernanda Gentil, que era casada com um homem, teve filho e hoje namora uma mulher.

            Tipo, eu vi um estudo que foi feito um tempo atrás, que no mundo poucas pessoas são 100% héteros ou 100% homossexuais. Assim, que de uma escala de 0(hétero) ou 7 (homossexual), a maioria fica entre esses números. Isso que dizer, que tem muitas pessoas que seguem uma coisa, mas não tem total aversão a outra. Acho que rola muito disso em casa de swing.

          • Denilson

            Também acredito que a minoria, de fato é hétero/homossexual convicto, cada vez é maior o numero de caras que se relacionam com pessoas do mesmo sexo.
            Como eu disse pra Mika, vida de hétero é bem mais fácil, e um gay (q não seja convicto) pode muito bem se relacionar com mulheres, então se manter na posição de hétero enquanto se aproveita dos prazeres homos me parece bem conveniente.
            Dos artistas que se dizem hétero, eu só acredito na Gentil, o resto me parece só mais conversa fiada.
            Casa de swing não é pra troca de casal hétero ? O cara come a mulher do outro, e o outro come a dele não é ?
            Os caras que querem se relacionar com outros homens (e que estão casados com mulheres) das três uma:
            – Ou saem com homens escondido quando estão solteiros
            – Ou traem suas mulheres com outros machos (geralmente que estão na mesma posição que eles, ou seja, casados)
            – Ou gostam de ser corno, ngm me tira da cabeça q esse fetiche por ser corno nada mais é do que uma vontade de estar no lugar da mulher, já vi vídeo de corno limpando porra do “amante” (WTF?), e olha só, mesmo fazendo isso, muitos discutem com vc pq juram q são heterossexuais.

          • Jps

            Concordo que muita gente deva usar o relacionamento hétero para se proteger da sociedade, ou porque um dia teve curiosidade, não quer dizer que seja bissexual, mas eu acredito que existam pessoas que gostam simplesmente dos dois. Sei la, se partimos do pressuposto que somos animais, porque não poderia ser igual vários outros que temos no reino animal, rs

            Então, ela me parece uma pessoa muito certa com ela mesmo, então duvido que o casamento com aquele cara tenha sido mentira. Então considero ela como uma bissexual, que agora está optando ficar com uma mulher. Mas que nem você disse em outro comentário, não da para a gente atestar e provar a orientação dessas pessoas.

            Na verdade casa de swing tem muita coisa, rs

            Não sou um expert no assunto, mas reza a lenda que você antes de mais nada conversa com o outro casal, e muitas vezes se ambos quiserem, pode rolar algo com as duas esposas, ou os dois maridos. Tanto que tem lugares que tem uma cama grande com vários casais.

            Bom sobre essa ultima opção é meio bizarra mesmo, rs…..e nesse caso, posso ser mais “quadrado”. Sei la, acho legal a gente realizar as fantasias, mas tem que haver um limite também, como tudo na vida.

          • “- Ou gostam de ser corno, ngm me tira da cabeça q esse fetiche por ser corno nada mais é do que uma vontade de estar no lugar da mulher, já vi vídeo de corno limpando porra do “amante” (WTF?), e olha só, mesmo fazendo isso, muitos discutem com vc pq juram q são heterossexuais.”

            essa é uma das coisas mais complexas q ja vi na vid akkkkkkkkkkkkkkk mas q está ficando cada vez mais claro pra mim

            alguns dizem tbm q é fetiche em ver a mulher chegando ao maximo d prazer e sendo “bem puta” (palavra deles kk)

          • Denilson

            Não está claro Lu. Está mais comum kkkkk
            Mas pra mim isso prova uma possível bissexualidade/homossexualidade, se o cara quer que a mulher sinta prazer, se esforce pra deixar ela doida na cama, já vi mta mulher reclamando de sexo oral, dizendo q alguns homens pensam que é como gato bebe leite hahahaha
            Olha, a troca de casal eu até entendo, os dois ganham ou perdem, mas o cara deixar outro comer a mulher dele, e em alguns casos, depois limpar, não me convence q o único interesse do marido é dar prazer pra esposa.
            Não estou dizendo q é errado e que não deve ser feito, e sim que heterossexuais eu duvido muito q esses caras sejam.

          • eu tbm duvidava antes d atender um monte
            mas alguns são bi
            mente humana é algo muito, mas muito complexto e ai quando “desconhecemos”, fica mais facil ainda a gente nao acreditar, sabe?

            é como uma pessoa ter fetiche por pés, outros por gente sem pés, e por ai vai
            é mt complexo mesmo

          • Denilson

            Sim, como eu disse, ou esses caras são bissexuais ou são homossexuais, heterossexuais eu acho pouco provável, quanto aos pés, um homem pode idolatrar pés femininos, já conheci gente assim.

          • mas pode acreditar, existem heteros assim kkk
            mas eu t entendo pq eu tbm ficava q nem vc kkkk
            tive q conversar muito pra entender a logica deles
            dava um video ne? kkk

          • Denilson

            Dá vídeo sim.
            Eu não digo que o cara q não se importa da mulher transar com outro é bi/gay, ele não é dono dela, ela transa com quem quer.

            Digo dos q são cornos e ainda limpam a p*rra q o “amante” deixa na mulher, aqui poderia entrar aquele fetiche de humilhação, mas os caras q eu já vi de perto, faziam pq gostavam de p*rra mesmo, a humilhação era só uma desculpa.

          • aguarde kkkkkkkkkkkk

          • Franciele

            Para te responder, retomo o que escrevi para a mika; o grande senão, inadimitido claro, dos antigos com os homossexuais era que, como não se reproduzem, não poderiam contribuir com o aumento do contingente das denominações religiósas.
            Fora disso, inventaram subterfúgios para justificar o preconceito institucionalizado.

          • Mika

            Esse era o recurso utilizado pela igreja católica pra controlar as “almas” ignorantes da Idade Média.
            Nas culturas grega e romana, baseadas no Estado guerreiro e religiões politeístas, o homossexualismo era socialmente aceito, o bissexualismo era comum, assim como a prostituição tanto feminina quanto masculina. Dentre os escravos, existiam aqueles que tinham função puramente de entretenimento sexual, e a forma de humilhação infringida ao povo derrotado era o estupro, sem distinção de sexo (podia ser homem ou mulheres, tanto fazia).

          • Franciele

            Sim, conheço tudo isso, mas acho importante levar em conta que essas sociedades também não eram baseadas no equilíbrio de direitos, nem como ideal; só funcionavam porque havia coisificação da mulher e dos escravos e dos derrotados.

          • Mika

            Não, Franciele. Quem acha que as sociedades citadas eram muito diferentes da atual está fazendo vista grossa pra tudo o que acontece hoje em dia. A História se repete. Você, como advogada deve saber que o Direito Moderno tirou seus fundamentos do Direito Romano, e a Democracia, tão exaltada hoje em dia veio de onde? Sobre coisificação da mulher, não vou nem comentar. Ligue sua TV em qualquer canal ou programa, inclusive telejornais (pra não dizer que só estou falando do Brasil). A escravidão só foi banida “oficialmente” da face da Terra há pouco mais de um século. A Sociedade atual não está mais perto do equilíbrio de direitos quanto todas as outras que a História nos apresentou. O Poder só mudou de mãos…

          • Franciele

            Não neguei essa repetição de condutas, apenas coloquei que antigamente sequer havia o pensamento de combate e superação dessas injustiças.

          • Jps

            Sim, antigamente poderia ser por causa disso, mas até na Grécia antiga, e outros povos que não seguiam o cristianismo, aceitavam a interação homossexual por um tempo, e depois não mais. Isso é um ciclo, e por isso acho que hoje em dia possa ser um preconceito com os bissexuais e no futuro mude.

            Muitos homossexuais mesmo não acreditam na bissexualidade, porque dizem que isso faz parecer uma “escolha” ou são pessoas que são apenas curiosas (claro que não sei o pensamento geral, só digo o que já vi em outros lugares como internet, tv e etc).

            Mas só um bissexual mesmo para falar com a gente e esclarecer todas as duvidas.

          • tem q falar orientação sexual senão t matam kkkkk

          • Jps

            Opa, valeu por avisar hahaha

            “lascivo referente a orientação sexual…”

          • d nad akkkk

    • Monalisa

      Também não acredito em bissexual. Porque a bissexualidade sempre tende para um lado favorito, então para mim não é bissexual uma pessoa assim. Deveriam subistituir bissexualidade por comodidade. Alias se dizer bissexual é “mais fácil ” de engolir do que se assumir completamente.

  • Denilson

    O sentimento que vc nutre pelo seu namorado, não anulará o tesão que vc venha a sentir por outras pessoas, o importante é que não haja traição da sua parte.

    Entenda que nessa vida, pra cada escolha que fazemos, algo temos que deixar pra trás, e é assim pra tudo.

    Seja sincera com vc mesma, o que vc sente pelo seu namorado é paixão ? Tesão ? Desejo ? Ou comodismo, conveniência ? Após ter a resposta pra essas perguntas, vc saberá o que deve ser feito.

    Eu, veja bem EU, me relaciono pra durar, pra dar certo, não pq quero alguém pra ir no cinema, somente pra ter sexo, ou pra ficar postando foto no insta, então eu já penso adiante, esse cara é ideal pra ser o meu namorado ? Eu me vejo com ele daqui uns 3, 5 anos ? Ele me atraia ? A química, a conversa e o convívio são agradáveis ? Fazendo isso, o risco de dar merda é menor.

    Como não dá pra ter tudo, escolha o que for melhor pra vc e o que te faça mais feliz, lembrando-se que as consequências serão inclusas no pacote.

    • Denilson, vc se considera mais “cabeça” do que seus amigos gays?
      Claro q isso seria genericamente falando
      PS: não vou explicar mt o pq dessa pergunta pra nao induzir sua resposta kkkkkkkk

      • Denilson

        Mais cabeça do que os meus amigos eu acho que não, nós acabamos moldando as nossas amizades, escolhendo as pessoas que nós queremos ter no convívio, geralmente as que são parecidas com a gente, ou as que são abertas para aprenderem/evoluírem.

        Me deixou curioso, qual a pergunta ?

        • isso so poderia t responder ao vivo pra nao dar mt polemica no site kkk

          • Denilson

            Eita !

    • Monalisa

      adoro seus conselhos…=) sempre muito sensatos.

  • Mika

    Quatro meses de namoro, não sente atração por outros homens, sente forte atração por mulheres e está em dúvida sob sua orientação sexual? Absolutamente normal. A meu ver você não é hétero, você ESTÁ hétero. Com apenas 18 anos é natural que ainda não possua isso bem definido na sua cabeça. Conheço vários homossexuais que começaram a vida exatamente assim (muitos até se casam e têm filhos antes de admitirem pra si mesmos que a fruta que gostam é outra).
    Não vejo muito futuro nessa relação atual, mas também não há problema em vocês continuarem juntos, desde que ele a aceite nessa condição. Caso contrário…

    • Denilson

      Eu acho que a maioria dos homossexuais já tem certeza desde a adolescência, mas mulheres tem mais coragem de assumir, muitos homens namoram, casam-se com mulheres e tem filhos, pq não aceitam esse lado, o fazem crentes de que é um desejo passageiro, que a convivência heterossexual anulará o desejo homossexual, pura ilusão.
      Deve ser um inferno ser bissexual, se vc gosta de arroz e feijão, imagina ficar um tempão comendo só um, ou somente o outro ?

      • Mika

        Penso assim mesmo. Talvez seja mais fácil pras mulheres assumirem pelo fato de o mundo ser machista e condenar arduamente o homossexualismo masculino, enquanto tolera o feminino, como se este tivesse uma natureza mais “delicada”. Também concordo em relação a essa descoberta logo no início da adolescência, excetuando-se os casos de transgêneros, em que esse reconhecimento é ainda mais precoce.

        Meu amigo, em qualquer lugar que você for, arroz é arroz e feijão é feijão. Independentemente da orientação sexual, seja arroz, feijão ou a mistura dos dois, o que enjoa é comer sempre com o mesmo tempero… rs… mas entendi o que você quis dizer.

    • Franciele

      Eu penso que essa dúvida, se é que realmente existe, se deva mais à presunção de heterossexualidade que existe na nossa cultura, acarretando omissão na instrução dos filhos sobre a possibilidade de ser homossexual; quando se chega a adolescência, descobre-se outra “fruta” e em muitos surge a vontade de experimentar.
      Com relação a aceitação, a mim sempre pareceu o contrário, até por existirem relatos históricos de personalidades gays antes da formulação do conceito, e também por já ter ouvido de sexagenários e septagenários que ” gay tudo bem, é divertido, mas lésbica é sem vergonha”, talvez como resultado da idéia que mulher não pode ter sexo apenas por prazer.
      Outra questão que sempre me chamou atenção, é perceber que mães de meninas tem mais preconceito com lésbicas, enquanto mães de meninos se recentem mais dos gays, em franca projeção.

      • Mika

        Sabemos que existe o grande grupo da “experimentação”, héteros que querem saber como é transar com alguém do mesmo sexo, com mais de um parceiro e até algumas bizarrices, mas isso só mostra que o ser humano é tão animal quanto qualquer outro bicho na natureza. Existem espécies totalmente hétero, diversas em que o homossexualismo é aceito naturalmente, e algumas, como os golfinhos, pinguins e boa parte dos primatas (bonobos, principalmente), em que a bissexualidade é aceita e estimulada pelos membros mais velhos do grupo como uma forma de socialização e liberação do estresse. Contudo, os seres humanos são os únicos que agregam valor ético/moral ao sexo.
        Há muitos vídeos sobre homo e bissexualismo animal no youtube. Não sei se você já viu esse sobre os bonobos. É bem interessante:
        https://www.youtube.com/watch?v=b2_9imihJbk

        • sem contar as pesquisas q dizem q o ser humano tem tendencia a ser bissexual kkk

        • Franciele

          Sim, já vi este documentário, mas, do mesmo modo que não consigo concordar com homens, quando justificam seu comportamento promíscuo remontando a pré-história ou a comportamentos de animais, também não concordo com a assimilação desse tipo de comportamento, porque, como tu bem disseste, o ser humano agrega valor ético ao sexo.
          Convenhamos que ele o faz com todos os instintos, porque temos a razão para não sermos escravos das sensações, e claro submetê-las aos sentimentos, que nos diferenciam dos animais.

          • Mika

            Ao classificar certo comportamento humano como promíscuo, você está fazendo uma análise de valor. E esse valor é moral, mas de uma moral construída sob base social. Ou seja, varia conforme o lugar e a época. Além do mais, não se pode negar que o ser humano, como todos os outros animais, possui um lado primitivo que é puramente biológico e instintivo. Essa é a parte do cérebro que é ativada no momento de perigo (provocando a reação imediata do indivíduo), e responsável por boa parte do seu comportamento sexual.
            São precisos argumentos mais fortes do que a razão pra justificar a “capacidade” humana de sublimar o desejo sexual por pessoas de ambos os sexos.
            Enquanto não me provam do contrário, sigo acreditando que a única diferença entre nós e os outros animais é a nossa capacidade de compreender, e aceitar, que não somos muito diferentes deles.

          • Marcelo

            Há algo na formação da moralidade sexual do qual as pessoas sempre se esquecem, as doenças sexualmente transmissíveis. E, nisto, tivemos a sorte de receber uma forte influência, através do Cristianismo, do Judaísmo. Vendo as coisas por este prisma, não é de se espantar, que a austera, em questões sexuais, cultura judaica seja a única de suas contemporâneas a continuar existindo.

            Ou vamos bancar os inocentes e acreditar que os bacanais romanos eram um primor do que chamamos hoje de ”sexo seguro”?

            Não é à toa que a promiscuidade é associada à decadência de nações e civilizações.

          • Franciele

            Pode até ser, mas eu acredito que, no início, essa regulamentação veio para trazer mais estabilidade para as transmissões de cargos políticos e religiósos, bem como, das posses dos ricos dessas sociedades.
            A história mostra que o que acabou com as grandes nações foram, na maioria, guerras internas por política ou por dinheiro.

          • Franciele

            Ok, mas existe uma outra, de vital importância que tu estás desconsiderando; o ser humano é o único “animal”, que separado do seu grupo, não desenvolve adequadamente suas capacidades, inclusive quanto ao exercício dos instintos de maneira característica da espécie.
            Por isso a dimensão ética, que é moral somada a interação, é tão importante nas sociedades.
            Assim, querer absorver comportamentos de animais, somente por ter uma origem comum, é rebaixar-se quanto às condições do próprio desenvolvimento.

  • M Holmes

    Além de concordar com a resposta da tia Lu, é importante perceber se a sua atração por mulheres é só física e não emocional. Vc já se relacionou amorosamente com uma mulher? Se não, tem essa vontade independente de outras pessoais aceitarem ou não? Se a resposta for não, não fique pensando que vc é homossexual enrustida, pois pode ser que só tenha um certo fetiche por mulheres e quer viver isso de forma plena. Por isso, fale com o seu namorado, fale sobre esses desejos e como vc quer que eles se realizem. Converse de modo pacífico e direto, expressando os seus desejos e respeitando os dele tbm, quem sabe vcs não chegam a um acordo?!

  • Rodrigo Silva

    -“Penso até que eu sou homossexual enrustida, pois eu desejo muito mesmo mulheres, o triplo do que eu desejo homens.”
    Essa parte foi que mais me chamou a atenção. Pra mim já temos um veredito. Caso encerrado.

  • Hadassa

    Olá, amiga leitora minha humilde opinião na sua história vc dá a resposta tá claro que eu creio você é lésbica não assumida ainda como a ti existe homossexuais que demoram a sair do armário com medo de enfrentar a sociedade: pais, família, amigos(as) etc… tem que ter muita coragem de assumir quem vc é? Em se tratando do lado sexual e emocional qual sexo que te atrai? O sexo oposto ou mesmo sexo igual o seu. No meu vê só existe dois tipos de pessoas heterossexuais ou homossexuais.
    Eu tbm como a comentarista Fran aqui disse não acredito na “bissexualidade” eu tbm NÃO sinceramente eu acho que uma forma de querer fugir e assumir a sua real preferência como deixa-se em aberto para sociedade fosse sempre dá uma espécie centelho de esperança para seu familiar há hoje fico/namoro/rolo com sexo oposto e depois de algum tempo isso pode mudar eu experimentar ficar com mesmo sexo Não a pessoa deve sair do cima do muro como tudo na vida não existe dois ganhadores numa competição só haverá UM VENCEDOR. Quanto a seu namorado acho que você está confundido as coisas ele deve ser um cara legal e bom amigo mais cadê atração sexual e emocional de você para com ele? Se vê que esse seu namorado é bacana o cara tem valores e princípios tá levando a sério namoro contigo que ele preza a fidelidade. Tá mais do que certo não quer saber que a moça está ao lado dele sendo a sua namorada sair traindo quem quer se enganado e tomar chifre por aí traição com sexo oposto ou com sexo igual não muda a ordem dos fatores é traição ponto final. Então o meu conselho e terminar o seu namoro não acho justo e tão pouco honesto prender alguém do seu lado que vc sabe não tá na dele porque sua praia é girls assume a sua real condição. Boa Sorte!!!!!!!!

  • mariana cobra

    Não sei leitora, pra mim a sexualidade humana atual é muito confusa e acho que as atrações se dão mais por comodidade/modinha do que por condição sexual mesmo. Ou por pura liberalidade e ausência de critérios nas escolhas. Não sei, quem sabe um dia eu passe a entender.
    Mas o caso aqui é que vc está num relacionamento monogâmico de apenas 4 meses e não acredito que vc o ame, afinal, vc mal se conhece e ficaria difícil determinar a sua capacidade, ou falta dela, de diferenciar amor de paixão e paixão de tesão.
    Vc é muito nova e só o tempo vai te dar um norte do que vc quer e acha que lhe faz melhor, nesse meio tempo procure não ferir terceiros, no caso, seu namorado.
    Ele lhe pediu fidelidade e se vc não for capaz disso, largue-o e siga em frente sempre de cabeça erguida e orgulhosa das suas escolhas.
    Pq caráter, minha amiga, não é definido por quem vai contigo pra sua cama, mas a forma que isso acontece e o modo que vc lida com o outro.
    Boa sorte nas suas escolhas.

    • Franciele

      Pois é, fala-se até em sexualidade flúida, que em meio a homo e hétero sexualidade, coloca “fases” de assexualidade.
      Posso ser muito careta, mas pra mim o subtexto disso é “use quem quiser, pelo tempo que for conveniente e não se sinta culpado(a)”. e isso não me serve.

    • vc viveu a epoca q tava na moda ser bi?
      Não q não existam “bis” kkkkkkkkkkkkkk

      • mariana cobra

        Não, mas a minha mãe é professora, então acompanho de perto o universo juvenil e vou te falar q virou modinha menina falar que é bi, entre os meninos é mais difícil…vai entender

        • e trancar as salas pq o povo ficava d lepo lepo la? kkkkkk

          • mariana cobra

            Kkkkkkk teve um caso ou outro de alunos sendo suspensos por práticas indevidas em sala de aula kkkkk

          • CLÁSSICO KKKKKKKKKKK

  • Jps

    Bom conforme você comentou, você tem desejos (atração fisica) pelo seu namorado da mesma forma que tem atração por mulheres, então não vou discutir muito se você é bissexual ou não.

    Eu acho que no seu caso está rolando uma curiosidade grande sobre como é se relacionar com uma mulher. Não digo relações sexuais, ou toques e beijos (porque alguns deles você deve ter feito, para assumir a bissexualidade), mas um namoro mesmo. Você é jovem e é comum nessa idade a vontade da autodescoberta, conhecer o mundo e suas possibilidades.

    Meu conselho é se separar do seu namorado para não ficar com peso na consciência ou ficar “empatando” ele e depois tentar conhecer mais a fundo as relações com as mulheres.. Isso pode te ajudar até se resolver melhor sobre a sua sexualidade, já que pelo texto você não tem 100% certeza de nada.

    Você pode dizer que não quer, porque apesar de tudo gosta do seu namorado, e não quer separar dele, mas se você está com um desejo tão forte por mulheres, que te incomoda toda vez que sai na rua e veio até um site para pedir ajuda, você precisa entender que certo as coisas não estão. Nosso corpo e mente emitem sinais claros de quando as coisas não estão bem, então é burrice ficar indo contra.

  • Marcelo

    Divirtam-se:

    “Straight women’s vaginas proved to be the omnivores of the genital
    world, responding even to depictions of chimpanzee sex. But this doesn’t
    mean that straight women aren’t straight any more than it means they
    are all secretly into bestiality. It means that human sexuality is a lot
    more complicated than a headline. It means you can’t conflate genital
    response with sexual orientation.”

    http://www.thedailybeast.com/articles/2015/11/06/um-yes-straight-women-are-real.html

    • Marcelo

      Ou seja, mulheres hétero (“straight”) conseguem se excitar até vendo chimpanzés transarem.

  • Beatriz

    “morre de ciúmes só de me imaginar eu ficando com outra na frente dele. ”
    E sem ele ver? Assim ele não se importaria? Não custa perguntar né.

    Em geral concordo com o que a Luiza disse. Você provavelmente é bi sim. E se essa vontade está tão forte então tem que pensar no que vale mais a pena.
    E pensar seriamente se você é capaz de se manter fiel em um relacionamento monogâmico. Nem todas as pessoas são monogâmicas, e se você não for só vai sofrer/correr o risco de fazer outra pessoa sofrer tentando se manter em um relacionamento assim.
    Obviamente não ser monogamico não é desculpa pra trair, existem outras formas de se relacionar.
    Porque assim, todo mundo sente atraçao por outras pessoas, mas geralmente não a ponto de sentir um vazio por não poder ficar com outras pessoas. Então é bom você repensar o que você quer e o seu relacionamento atual.
    Vocês estão juntos há pouco tempo. Podem se amar? Podem. MAs vocês são muito novos, e você acha que vale a pena deixar de aproveitar o que você quer por um relacionamento onde você não consegue se focar por ficar pensando no que você quer? Enfim…
    Você precisa tentar se entender, e então ser clara com seu namorado.

  • Pudim

    Acredito que a leitora queira muito experimentar ter uma relação com uma mulher. Dê um tempo no seu namoro, experimente e sinta pra saber se é isso que você quer. Se for, beleza. Se não for, beleza também. Siga o seu coração.

  • Stanley Lewis

    Pela sua descrição você não é uma homossexual enrustida, você é uma bissexual, como você mesmo disse. O único ponto a se notar aí é que o fato do seu namorado dizer que não aceita ver você beijando outra acabou fazendo você aumentar a sua atração por mulheres. É basicamente psicologia reversa kkkk