Moro com minha ex por não ter para onde ir, e ainda tenho esperanças de reconquistá-la!

21

Leitora: Boa noite, meu nome é C e me encontro numa situação completamente desesperadora. Moro atualmente na casa da minha ex. Ela terminou comigo há dois meses e meio, e nesse tempo minha vida, que já estava um caos, virou ainda mais de cabeça pra baixo.

Me encontro numa situação que sou obrigada a morar com minha ex, pois não tenho condições financeiras de me mudar no momento, a previsão para que eu consiga sair daqui é de no mínimo dois meses. Estou desempregada e dependo da ajuda financeira do meu pai, que no momento não tem como me ajudar. Acontece que eu tinha um relacionamento de cinco anos bem sólido, onde era sempre independente… de um momento pro outro as coisas começaram a mudar e minha vida deu uma reviravolta onde me vi obrigada a morar com minha ex-namorada. As coisas ficaram muito ruins e me vi dependente dela, e com isso nosso namoro foi esfriando. Minha depressão, desânimo e sentimento de inutilidade tomaram conta de mim e minaram meu relacionamento.

Bastou um período de 4 meses para que tudo se transformasse numa grande tempestade e minha namorada terminou comigo. Segundo ela, ela tinha que crescer sozinha, estávamos dependentes uma da outra, ela queria amadurecer e fazer coisas sozinhas. Além disso, disse que não era mais apaixonada por mim. Jogou tudo pro alto e está inflexível quanto a sua decisão.

Eu por outro lado, tenho convicção de que ela ainda me ama, mas sei também que ela se cansou da nossa relação de verdade e está fazendo de tudo para me esquecer e manter a sua decisão. Ao mesmo tempo, ela me diz que ainda não se encontrou e que não está feliz.

Eu ainda a amo muito e decidir lutar por ela, porque sei que vale a pena lutar por esse relacionamento que na maior parte do tempo, acrescentou, ao invés de diminuir. Moro com ela, a vejo todos os dias e assisto de camarote ela seguindo em frente, saindo, sei que está ficando com outras pessoas e até transando, o que me machuca demais. Me mantenho firme na decisão de recuperar esse amor, mas estou desesperada, pois não sei mais o que fazer, qual estratégia usar ( se é que eu já tive uma), e como me comportar diante disso tudo. Peço ajuda num momento de total desespero, de angústia, de esperança! Não tenho mais pra onde recorrer…

mulher pensando triste

Me encontro em uma situação em que sou obrigada a morar com minha ex“.

Minha amiga, nós duas sabemos que você não mora com ela porque “é obrigada”, mas sim porque quer reconquistá-la a qualquer custo. Nisso você fica se humilhando ao ficar “enfurnada” na casa da moça e assim ver se ela te nota e, quem sabe, muda de ideia.

Você não entende que o medo de perder é a melhor forma de perder alguém? Que não adianta nada se enganar e arrumar pretextos para não mudar de vida? Sem contar que assim: você diz que esse relacionamento mais te acrescentou do que qualquer outra coisa, mas e em relação a ela? Será que você acrescentou tanto assim? Vamos ver se revertemos a situação – ou ao menos a sua forma de reflexão – até a última linha desse texto.

Nós duas também sabemos que, em partes, você também está desempregada porque quer. Sei que hoje em dia está muitoooo difícil arrumar emprego, mas poxa, porque você não vende uns doces? Comida? Bolos? Sempre brinco que, se todo mundo sente fome e estamos na época da gula, só se a pessoa cozinhar terrivelmente mal que ela não consegue grana com isso kkkk.

E mesmo se não tivesse mesmoooo como você tirar uma graninha extra, por que você não volta a morar com seus pais? Ou racha as despesas com outra pessoa? Porque assim, do mesmo jeito que você divide a casa aí, você poderia dividir despesas com outra pessoa e sabe muito bem disso.

O primeiro passo pra você sair dessa é entender que as coisas acabaram porque ela perdeu a admiração por ti. E se é assim, ficar nessa de ser “o encosto chorão sem saída” só piorará cada vez mais a sua situação 🙁

Sua preguiça e comodismo estão visíveis, não estão? Também entendo que as coisas se tornam ainda mais complicadas de reverter quando estamos tristes. Porém, se você entender que isso fatalmente te levará a um lugar cada vez pior, ficará muito mais fácil lutar inclusive contra as suas forças e resgatar o pouco de dignidade que te resta.

Arregace as mangas e faça tudo ao contrário do que você está fazendo. Se você começar a se esforçar POR VOCÊ e pela sua saúde mental (sem necessariamente esperar que ela volte), fatalmente algo mudará – nem que seja encontrar uma gatinha ou ter dinheiro para te pagar um sorvete na rua, heim heim? rs. Agora, se você só pensar nela e só viver a vida dela, ficará mesmo difícil ser feliz.

E outra, se você tem tanta certeza assim que ela ainda te ama e só não fica contigo por causa desses seus defeitos, por que você não usa isso como um incentivo a mais para você fazer o que já sabe que deve ser feito? Eu no seu lugar faria minha melhor make, colocaria minha melhor roupa e me jogaria no mundo! Saberia que a dor não iria passar no primeiro dia, mas que, de tanto insistir, ela acabaria passando.

Por fim, quando você pensar em ter recaídas e ficar choramingosa pro lado dela, pergunte-se: Você amaria/admiraria alguém que age como você está agindo?

….

Você é capaz de fazer muito mais e sabe disso.

Boa sorte,

Lu

Assista ao vídeo sobre como esquecer alguém.

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.