Como recuperar minha libido?

32

Leitora: Estou com um problema que está me incomodando muito. Estou com falta de vontade de ter relações sexuais.

Tenho 25 anos, meu marido tem a mesma idade e tenho menos de um ano de casamento (o que me assusta ainda mais). Porém, não tenho vontade de fazer sexo, apesar de pensar em sexo praticamente 24h por dia e me masturbar com frequência.

Meu marido não é muito de preliminares (já foi bem mais atencioso nesse aspecto bem no começo do relacionamento e esse foi um dos fatores que me encantou nele) e a falta das preliminares já foi motivo de conversa várias vezes com ele. Porém, ele não muda a abordagem… vai sempre com “muita sede ao pote”. Já cansei de tentar conversar e quando tento, ele fica “se vitimizando”, falando que ele não deve ser bom, que não me satisfaz, etc.

Apesar de ele tentar me compreender com frequência, não insistindo para transar quando não quero, às vezes ele também me pressiona e acabo fazendo por obrigação. Já vesti várias fantasias e vira e mexe tento pensar em alguma novidade para trazer a cama, porém, a falta de iniciativa dele para fazer alguma coisa nova também me deixa bem chateada. Já falei para ele sobre fantasias sexuais minhas e ele nunca as realizou…

Fico triste com essa situação, pois sempre me considerei super ativa sexualmente, mas agora está muito ruim esse aspecto. Tem alguma dica ou forma de eu recuperar a libido?

Perdi a vontade de fazer sexo com meu marido. Como recuperar minha libido?

Ele fazia preliminares e agora não faz mais? Depois nós que levamos a fama de fazermos propaganda enganosa antes do casamento e depois deixamos a putaria de lado kkkkkkkk. Agora, papo calcinha aqui entre nós: você lava a periquita direito? E eu não tô brincando, não! Um dia que você estiver bem tranquilona na sua casa, passe o dedinho (limpo) nela e dê uma cheiradinha. Cheirou? Como está? Sério, não ria, nem fique puta comigo. Apenas faça isso.

Tem gente que fala sobre depilação também, mas eu sinceramente acredito que em 90% dos casos o problema está no cheiro. Não na ausência ou abundancia dos pelos. Até porque, estando limpinhos, que mal tem, em vista de um polengo, né? kkkk.

Se depois de dar um confere você concluir que tá limpinha e gostosinha, provavelmente seu marido pensa que você já está conquistada e que ele não precisa mais se esforçar. É claro que isso é algo grave, porém, se você já falou, já conversou, já dançou, já disse que sente falta e ele nem tchum, não tem mais o que fazer, tem?

Se sexo for muito importante pra ti, o que considero que seja, eu já começaria a cogitar terminar o casamento.

Nossa Luiza, mas que exagero, só por causa de sexo? As relações estão cada vez mais líquidas mesmo, heim!

Não, não será “só por causa de sexo”, mas sim pelo egoísmo dele em não tentar melhorar a situação (mesmo contigo conversando horrores!) e o pior, não se incomodar com o seu sofrimento + tudo aquilo que a falta disso está te causando, tal como abaixar a sua autoestima, te desanimar, etc. Isso sim é grave!

E outra, de onde você tirou que está com falta de libido se você se masturba direto? rs. É claro que o problema não é esse! O problema é o seu marido que já não te deseja como antes e aí dá preguiça mesmo.

gif mulher cansada

Sem contar que o problema não é nem ele realizar ou não suas fantasias, até porque isso pode ferir inclusive os limites pessoais dele, mas sim por ele ter sido um cara que já não é mais. Esse sim é um papo que vocês precisam ter, e pra ontem! Mudar, todo mundo muda ao longo dos anos, mas poxa, sempre pra pior?

Se na hora da conversa ele continuar com esse papinho de “ÓÓÓ, então eu não te satisfaço mais“, diga pra ele parar de vitimismo e enfrentar logo o problema que nem macho, rs.

Se nada funcionar, considerem fazer terapia de casal. Vale tudo, menos continuar jogando esse seu “jogo de sempre”, que seja lá qual for, não está dando certo. E se está dando errado, mais vale mudar de estratégia do que continuar a pressioná-lo e esperar um milagre vindo da parte dele enquanto você não muda em nada nas suas atitudes, concorda? Você precisa mudar para que ele mude também.

Beijos

Lu

Leia: Sintomas que o amor acabou.

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • Jps

    Pelo que eu entendi, você não está com problema de libido ou falta de vontade de fazer sexo. Você está com falta de vontade de fazer sexo com o seu marido, já que pelo visto ele tem sido egoísta no quesito te dar prazer.
    Isso é normal, porque depois de um tempo você ficou cansada de ficar pedindo para ele fazer as preliminares direito, e dificilmente a mulher goza sem elas.

    Já que conversa não está adiantando muito, eu te sugiro fazer algo mais “ativo”. Nas próximas vezes que vocês forem ter relação, depois das caricias e toques, se ele quiser ir logo para o abate e pular a preliminar, simplesmente pare e diz que vai dormir. Veja a reação dele, de como é se sentir excitado mas não conseguir “liberar” isso. As vezes, ele precisa sentir na pele para ver como é. Se ele tentar se fazer de vitima, só dizer que no inicio do relacionamento ele conseguia fazer, então não é falta de habilidade, só de vontade da parte dele.

    Outra coisa, não adianta querer realizar fantasias, fetiches se vocês não conseguem fazer o feijão com arroz direito, minha opinião.

    E só para finalizar, vou dizer que você precisar prestar atenção na suas ações também.
    Porque?
    “Meu marido não é muito de preliminares (já foi bem mais atencioso nesse aspecto bem no começo do relacionamento e esse foi um dos fatores que me encantou nele”

    Você deixou essa situação ocorrer. Se desde o começo você tivesse conversado com ele sobre a importância disso e não tivesse deixado passar, você não estaria se sentindo assim hoje. Ou nem teria se casado, dependendo de quanto tempo faz, o que poderia ser o certo. Casamento é uma parceria, e por mais que para alguns sexo é “só sexo”, é a forma que ele age que mostra como ele é (não importa o assunto). Sem contar que ninguém merece estar casado e frustado sexualmente, muito mais tão jovem como você é.

    • Gaia

      “Você não está com problema de libido ou falta de vontade de fazer sexo. Você está com falta de vontade de fazer sexo com o seu marido, já que pelo visto ele tem sido egoísta no quesito te dar prazer.”

      Perfeito!

    • mariana cobra

      Eu pensei tbm que falta atitude da parte dela de tomar as rédeas da transa e ditar o ritmo da dança…Depender só do marido pra dar prazer tbm tá errado, ela deveria fazer a parte dela e ir além das fantasias.

      • Jps

        É então. Para o marido está tudo ok, ele se satisfaz, mas se para a moça não, ela precisa se virar um pouco também. Falar com o cara de forma séria, comprar perfumes e sabonetes cheirosos (boa dica que você disse la em cima), não adianta ficar chorando as pitangas e esperar as mudanças acontecerem.

        Ai se ela tentou e mesmo assim o cara empatou, ai a separação é a escolha certa.

        Pessoal hoje em dia tenta parecer menos superficial, mais “certinho”, então esquece que sexo é MUITO importante no casamento. Ele demonstra o desejo entre os dois, e sem ele no máximo seria uma amizade.

        Obs: é necessário respeito e parceria também é claro, mas isso é o minimo para começar a se pensar em casamento.

      • Mika

        Exatamente! Ela precisa se impor e ensinar esse homem a transar como ela gosta. Isso implica em controlar cada momento, da penetração à ejaculação e o gozo concomitantes. Não adianta ela pensar em fantasias e variações se eles não sabem fazer direito nem o trivial. Sexo no casamento é um constante aprendizado do “outro”.
        Relembrando dito recente do nosso querido Eros: A moça tem que aprender a serpentear e jogar o cabelo… e o sujeito a segurar a onda, sem sair de cima, até ela gozar! rsrs

  • Douglas Moura Ferreira

    Leitora, há alguns pontos a analisar. Você já disse para ele que não tem mais vontade de fazer sexo com ele? Se não disse, diga logo e com sinceridade, pode ser que assim ele se mexa e mude para melhor. As vezes ele precisa de um choque para acordar e mudar. Outra coisa, você ainda sente tesão por seu marido? Se não sente mais tesão por ele não adianta buscar métodos de reparação, pois você vai continuar transando por obrigação e isso só irá te fazer mal. O sexo não é primordial em um casamento, primeiro vem o amor, o carinho, o respeito e outras coisas de ambos os lados, o sexo é a última coisa, é uma consequência natural de tudo. Se não há mais naturalidade para o sexo, seja por sua parte ou parte dele, pode ser que estejam faltando as outras coisas. Se já disse pra ele que não tem interesse em transar com ele e nada mudou, comece a pensar se realmente vale a pena continuar com este relacionamento. Agora, se você ainda sente tesão por ele, continue neste caminho de buscar uma maneira de resolver, mas não sozinha, ele precisa participar com você. Será muito bom se vocês procurarem a ajuda de um psicólogo que seja sexólogo também. Se interessar, procure no youtube por vídeos da Dra. Rose Villela, ela é uma psicóloga/sexóloga e tem ótimas palestras. Essa é minha visão e opinião sobre o assunto, espero que o que eu disse te ajude a pensar e quem sabe achar um caminho. Desejo felicidades para você e seu marido =)

  • Franciele

    Leitora, dos indianos aos ocidentais, todos dizem uníssono que o primeiro ano de casado é muito difícil, o que é perfeitamente compreensível porque a convivência exige adaptação às expectativas, exigências e manias do outro. Sendo assim, não se considere “privilegiada”, mas aprenda a dimencionar corretamente os problemas.
    Lendo teu relato, fiquei com a impressão que o sexo solitário de vocês (masturbação no teu caso e indiferença pelas tuas vontades no caso dele” é apenas um pálido reflexo de outras questões não relatadas, que são a origem desse problema.
    Por isso, considero importante vocês conversarem sobre o “papel” que esperavam um do outro, afinal, não adianta por exemplo, ele querer que tu cozinhe se tu só sabe fazer miojo, rs, nem tu esperar que ele faça os concertos dentro de casa, se ele não sabe sequer trocar uma lâmpada. Do mesmo modo, não tem como tu querer conversar ao final do teu dia, enquanto ele quer ficar assistindo tv, sem que haja negociação a esse respeito.
    Outros aspectos importantes são a vida financeira, a intervenção ou falta de participação das famílias de origem na vida de vocês, bem como, os projetos de vida, afinal, duvido muito que tu sejas como as moças de “o sorriso de Monalisa”, que queriam apenas se casar.
    Apesar disso tudo, para não deixar de lado a tua pergunta, penso que seria legal avaliar como vocês estão lidando com as situações antieróticas que todo casal enfrenta, e como poderiam resolver ou amenisar essas questões, por exemplo, tendo espaços próprios dentro de casa se isso for possível.

  • mariana cobra

    Leitora, assim que li o título da pergunta já rodou na minha cabeça N motivos para sua libido ir de 100 a zero, mas no meio do seu relato ficou claro que vontade de transar não lhe falta, a sua dificuldade reside na disposição do seu marido em satisfazê-la. Aí transar pra não gozar acaba com a vontade de qualquer mulher.
    Vc demonstrou também que vem tentando inovar, diferenciar e está se virando do avesso pra ver se o fogo pega, mas pelo andar da carruagem não vem surtindo o efeito desejado.
    EU penso que vcs 2 são jovens e não precisariam de estímulos sexuais pra querer transar como loucos, afinal, os hormônios estão a flor da pele e o casamento é recente, bastaria vc ficar pelada pro lesco lesco acontecer gostoso.
    Acredito que vc deveria falar a real para o seu marido, contar que vem se masturbando pq não está satisfeita e quando ele perguntar-te “não te satisfaço” e todo aquele mimimi vc responde “SIM, NÃO ESTOU SATISFEITA”.
    Só assim pra ele acordar e vcs ficarem na mesma sintonia…pq se em 1 anos tá ruim, pense daqui 10!
    Concordo com a Lú que se seu marido não mexer o doce é caso de vc pensar em terminar seu casamento…sexo não é tudo, mas tem um peso forte.
    Transar com alguém que se ama é um momento de intensa interação, intimidade e conexão…tirando isso vcs viram oq? Amigos? Ou as vezes nem isso né leitora!

    Dica: meninas, tem uma coisa chamada sabonete íntimo e desodorante íntimo. Depois que descobri ambos não vivo sem. Pensem vcs, qualquer mulher depois de 6hrs de calça jeans não vai ficar lá muito cheirosa e abaixar a calcinha e sentir cheirinho de morango não tem preço.
    É delicioso e super indico e mais, usem morango/champanhe/barbatimão que é a combinação de cheiros mais perfeita, além de que o barbatimão ajuda moças pra lá de ativas a manter a ppk saudável e acelera a cicatrização dos esfolados kkkkkkkkkkkkkkkkk.

  • Denilson

    Quando ele disser que ele não te satisfaz, não te dá prazer e começar à se vitimizar, concorde com ele, diga o motivo e a solução para o problema, deixe claro pra ele que vc não vai pra feijoada só por causa da linguiça, e que diferente dele, vc precisa de estímulos para que o sexo valha a pena. De onde eu venho sexo onde só um goza, é chamado de masturbação.

    Vc deve se impor, diga pra ele o que vc quer e como gosta, vcs não tem nem 1 ano de casados e já estão passando por divergências, não espere que ele vá melhorar quando vcs tiverem mais anos de casado, se ele gosta de vc, vai se esforçar pra te satisfazer, caso não se esforce, termine e ache outro que trabalhe melhor com a língua/dedos, e que se importe com a sua opinião.
    Boa sorte/Boa foda !

  • Rodrigo Silva

    Vão acabar tendo que procurar ajuda profissional para tentar resolver o impasse. Sendo que muito fácil resolver.

  • Beatriz

    Estava pensando em várias causas pra baixa libido.. até ver que o problema não é esse.
    O problema é seu marido estar acomodado. Ele não faz nada por você, mas se insistir um pouco mais você acaba aceitando e ele gozar está garantido. Sem nenhum esforço pra te fazer sentir prazer.
    E quando você reclama arruma um desculpa pra não ter que se esforçar: dizer que É insuficiente, quando na verdade ele ESTÁ insuficiente.

    Por deus, mulher! Se empodere! Não transe com ele sem vontade! Isso só vai te fazer mal. E fazer com que a situação nunca mude. Porque está comodo pra ele. VOCÊ PRECISA SENTIR PRAZER. Sexo é pra dois (ou mais rs), e tem que ser bom para os dois. Não é justo um só aproveitar. Isso é masturbação acompanhada. Ele usa você pra se masturbar. Só! Você não ganha nada com isso.
    E você sabe que ele é capaz de te dar prazer já que ele já fez isso. Então não aceite essa situação horrível. Isso vai acabar com sua auto estima. Vai te causar muitos mais problemas do que só falta de um sexo decente.
    Se não tem o costume, leia sobre sexo. Participe de grupos de mulheres que falem sobre isso (não de putaria, mas de desabafo), mesmo que você não fale, só pra se inteirar mais sobre o assunto. Mas entenda que o seu prazer é tão importante quanto o dele.

    Concordo com a Luiza sobre terminar. Mas acho que você pode tentar uma última vez conversar. Mas sério. Dê um ultimato nele. Diga que não vai mais transar sem estar excitada.
    E coloque um prazo mental para as coisas mudarem. Não fale pra ele porque isso pode interferir negativamente na situação. E ai se nesse prazo as coisas não mudarem, para e pensa se é isso que você quer pra sua vida mesmo.. Porque ele vai ter demonstrado que realmente não está se importando como que você sente.

  • Hadassa

    É amiga leitora com apenas 1 ano de casada ambos com 25 anos de idade no ápice da juventude vc deveria tá em plena lua de mel com seu marido no maior amor, love,paixão, fogo e ambos satisfeitos na intimidade sexual e felizes na cama e fora dela tbm. Realmente a sua situação é anormal e atípica você pode ter certeza que não está sozinha nessa esta triste estatística na pastoral da família e de casais casados na igreja e na base aconselhamento 70% de jovens recém casados não é de pessoas + velhas com 8 meses e de assustar essa faixa que procuram ajuda ao Padre na confissão e aconselhamento juntos e individualmente que está com problema igual o seu a esposa reclamando que o marido os motivos: Eles já parte para os finalmente sofrem de disfunção erétil falar popularesco tem ejaculação precoce e fora são egoístas e que não dão carinho e nem afeto e não faz as coisas como tem que ser conquistá-las durante o dia e a noite querem sexo sem diálogo, sem beijos, sem abraços, sem cumplicidade e não se esforçam para mudar. Sabe a raiz de tudo isso quando vai se descobrir que o marido confessa para padre sozinho na confissão e depois a sós conversando sabe porque ele um viciado na masturbação e consumidor ávido de pornografia isso tá matando e gerando problemas dessa natureza matrimônio, amor e sexo saudável e natural entre os homens e as mulheres infelizmente muitas mulheres tbm entraram nessa na masturbação e vê pornografia porque esses pecados são mais da fraqueza masculina são os olhos. Que eles antes mesmo de começar a namorar já estavam viciados na prática da masturbação e da pornografia isso começou lá trás na adolescência e não lutaram para purificar a mente e tirar dos seus olhos essas impurezas e continuaram no namoro e noivado nessa situação não se arrependeram e não confessaram isso não procuram ajuda muito casos precisa procurar ajuda psicológica não vai conseguir se livrar disso sozinho(a) porque essas duas coisas são vícios porque quem não consegue dominar o seu corpo e unir a cruz de Cristo esses pecados se tornar escravos desses males/ vícios que assombram a sexualidade das pessoas nós dias atuais. Tudo isso é uma distorção do sexo saudável e natural como Deus criou como eu ouvi uma vez numa palestra na igreja alertando nós jovens sobre o perigo quem abraça o caminho masturbação e vê pornografia ninguém se masturba seja homem ou mulher pensando numa “árvore” a pessoa está fazendo uso da fantasia e imaginação pensando em alguém e a pornografia mesmo objetivo qual dela distorcer negativamente a naturalidade do sexo o marido vê aquelas atrizes e quer a esposa se comporte como elas na cama e faça igual o que eles assistem vê-las como objeto sexual e não como uma pessoa para amá-la aquilo a pessoa vê uma fantasia eu já disse aqui que vê documentário internacional sobre a indústria da pornografia dessas atrizes e atores pornôs muitos entram nessa vida porque foram enganados com oferta de virar modelos(as) etc… quando vão no local se descobre o esquema pornografia e ligado tbm a prostituição são sequestrados(as) e cárcere privado.
    Então meu conselho amiga lute pelo seu casamento ele pode ser renovado e restaurado você e seu marido procurem ajude urgentemente profissionais especializados se vcs não tem condições existe hospital público: urologista, psiquiatra, psicólogo, terapia de casais e individualmente a orientação é essa URGENTE seu caso a sua situação pra ontem. Recomendo a vocês dois comprarem e lerem o livro: “Casamento blindado a prova de divórcio” autores da escola do amor: Cristiane e Renato Cardoso e tem um capítulo sobre o sexo dentro do casamento. Tem uma coisa eles dizem ali é uma verdade o SEXO é a cereja do bolo ele fica no topo ninguém come a cereja e deixa o bolo de lado porque dará uma asia a cereja pura mais até isso acontecer o homem precisa no dia a dia deixar a preguiça, acomodação, egoísmo, impaciência, orgulho de lado e entender não porque vc casou já não precisa mais conquistar todos os dias a sua esposa na cama e fora dela tbm não ao contrário para que romance que pegue fogo na cama precisa fazer a manutenção diariamente ali eles dão a dica simples e práticos não se pode pular etapas as preliminares é começo de tudo selinho, beijo roubado, pegada mais forte, bilhetes inusitados etc… A mulher não é um robo liga e desliga tempo dela diferente do homem ele quase sempre está pronto a esposa tem que ser conquistada todos os dias o sexo começa fora da cama primeiro. Boa Sorte!!!!!!

    • Franciele

      Na minha opinião o próprio cristianismo mau interpretado contribui para esses problemas, justamente por basear-se na negação do prazer, não só de natureza sexual, como parte da vida humana.
      Nesse contexto, as pessoas são instruidas a negar a existência da sexualidade, ao invés de aprenderem a redirecionar os pensamentos quando abstênios, ou a sublimar esses impulsos em favor de outros, quando escolhem vida monástica.
      Então os jóvens, ao pensarem em sexo, procuram negar o pensamento, o que é forma eficaz de passar o dia todo pensando nesse assunto, quando deveriam acolher o pensamento como normal, para analisar porque estão “fugindo” para essas imagens.
      Só que para fazer isso é preciso tirar o espírito da letra, e isso requer muito trabalho institucional; fazer listinha rígida de certo x errado é mais cômodo para a maioria das denominações cristãs.

      • Monalisa

        É mesmo, em vez de trabalhar a sexualidade( trabalhar no sentindo de entende-la) muitos são oprimidos de uma forma tão arbitrária, gerando angústia , sofrimento, negação de si próprio, e até rejeição de membros da igreja. A listinha de certo e errado com certeza é bem mais fácil do que abordar e discutir o assunto. De fato tem gente que realmente não consegue interpretar a bíblia e agem como Fariseus que tanto criticaram Jesus.

  • Stanley Lewis

    “Já cansei de tentar conversar e quando tento, ele fica “se vitimizando”, falando que ele não deve ser bom, que não me satisfaz” É exatamente isso, ele era bom antes, agora não é mais, o cara desaprendeu a te dar prazer, faça um oral meia-boca nele e se ele reclamar então diga que é desse mesmo jeito que ele tá te tratando na cama.

  • Marcelo

    Este caso é interessante…

    Então ele era bom de cama antes do casório e, uma vez casado, perdeu as manhas nas artes de alcova e banca o culpado ”consciente” quanto a isto…

    Bom, vamos ao óbvio: o real interesse dele era casar-se com a perguntadora e apenas isto, a ”manutenção” da união não lhe importa muito. Ou seja, ele curtia a adrenalina de todo o processo que culmina no casamento e, tendo consumado a união, deixou de ver razões para torná-la algo que valha a pena para a sua esposa.

    Sinto fedor de cafajeste no ar e aposto o meu Real que a perguntadora usa a peruca de alce.

    Recomendo o divórcio a ela.

    • M Holmes

      É o tal do comodismo:

      “Já que a conquistei e a amarrei num compromisso social e jurídico, que se lasque o prazer na cama e a autoestima dela e que venha me servir de cama, mesa e banho. E sem reclamar, já que eu sou um homem tão bom só pelo fato de dar casa e comida.”

      • Marcelo

        Pode muito bem ser o oposto, talvez seja ela que dê casa e comida a ele.

        • M Holmes

          Pois é, mas na nossa sociedade o “macho” quase sempre quer ter o domínio sobre o território que ACHA ser só dele.

          • Marcelo

            Eu tive um rolo com uma mulher que vivia uma situação semelhante à da perguntadora. Pós casamento, o cara passou a negligenciar tudo e não apenas o sexo e, na prática, era sustentado pela minha ”amiga”. E, após ela ter descoberto que o dito cujo tinha um caso com uma prima sua, foi que eu entrei na história.

          • M Holmes

            Existem casos e casos, e esse acredito ser uma exceção pelo fato de a maioria das famílias terem como provedor principal o homem, sendo através de escolha ou não.
            Acredito que o caso deste cara em questão é porque ele já era acomodado na vida em geral mesmo, e isso só piorou depois do casamento. O negócio é que casamento quase sempre acomoda as pessoas (tanto o homem como a mulher) e, principalmente, no sexo. A queixa da leitora é bem comum.

          • Marcelo

            Como eu disse, o fedor de cafajeste é bem forte neste caso.

            O fulano era bom de cama e deixou de ser, faz jogo emocional etc. Tudo marcas típicas de cafajeste que perdeu o interesse na mulher.

          • M Holmes

            Típico manipulador, que se faz de vítima para escapar das responsabilidades e fazer o outro se sentir culpado por isso. O que eu já conheci de gente assim não tá escrito nem na enciclopédia britânica. rs

          • Marcelo

            Bingo!

  • M Holmes

    “Apesar de ele tentar me compreender com frequência, não insistindo para transar quando não quero, às vezes ele também me pressiona e acabo fazendo por obrigação”

    Definitivamente ele só tenta, mas não te compreende. Se assim fosse, ele não iria querer fugir da situação (vitimismo) e, com isso, estar aberto para entrar em acordos que satisfaçam ambos. A verdade é que ele se acomodou e, já que eu acredito que vc tenha conversado com ele de forma pacífica e falando sobre os seus desejos de maneira franca, ele não me parece querer mudar a situação. Pra isso existem duas opções: ou aceita sexo meia boca pro resto da vida (com a tendência a só piorar) ou sai do relacionamento.

    Fonte: Eu mesma! 😉

  • Mika

    Leitora, na ausência de maiores informações, tudo o que for dito aqui será um tiro no escuro. Então, segue uma rajada de metralhadora. Quem sabe acerto algum alvo!

    Do antes:

    Seu casamento foi do tipo tradicional (com cartório, igreja, festa e lua-de-mel) ou do tipo moderno (se conheceram, namoraram e foram morar juntos em poucos meses)? Seu relacionamento sexual começou antes ou depois do casamento? No caso de ter sido antes, o problema já existia ou você só percebeu após o casamento? Vocês têm afinidades além dessa incompatibilidade sexual?

    Das causas físicas ou exógenas:

    Seu amor por ele mudou ou diminuiu depois que o problema sexual se agravou? Houve algum acontecimento externo que possa ter afetado o comportamento de vocês (doença, desemprego, morte de pessoa querida, etc.)? Ele possui algum problema físico que provoque disfunção erétil? Ele tem ejaculação precoce? Você é do tipo que sente dificuldade em atingir orgasmo, mesmo com estímulo? Você ou ele possuem atividade profissional estressante ou que consuma muitas horas do dia? Um dos dois sofre de depressão? Vocês brigam com frequência por motivos não sexuais? Costumam brigar antes de irem se deitar? Procuram ir pra cama em momentos diferentes? Qual dos dois foge mais do “confronto”? Você e/ou ele assistem filmes pornôs com frequência? No caso de ele assistir, isso a incomoda e acha que ele exagera na frequência? Com que frequência você se masturba (não todos os dias, diariamente, várias vezes por dia)? No quê ou em quem você pensa quando se masturba? Acha que a frequência pode estar afetando a sua vontade de praticar a dois, aquilo que você consegue facilmente sozinha?

    Das preferências de cada um:

    Antes de o problema se agravar, qual dos dois costumava procurar o outro com mais frequência? Existe uma divisão de papeis na hora do sexo, tipo um dominante e o outro reativo? Qual dos dois faz o papel de dominante? Alguma vez você tomou o controle da relação do início ao fim? Se sim, qual foi a reação dele? Acha que ele curtiu ou se sentiu manipulado? Acha que ambos seriam reativos, tipo um ficar esperando o outro partir para o próximo passo? Qual tomava a iniciativa de variar? Você consideraria o tipo de sexo que vocês fazem como trivial ou já rolaram algumas variações mais hardcores? Qual foi a reação dele quando você propôs variações e “vestiu” essas fantasias? Ele curte essas variações ou se sente constrangido? Você já se masturbou na frente dele? Já sentiu raiva, asco ou impaciência durante o sexo? Sente angústia quando se deita e “reza’ pra que ele não venha para o seu
    lado, ou ainda sente tesão e pensa no quão bom seria se fosse diferente? Com que frequência você reclama do desempenho dele? Ele fica muito magoado e sem conversar por horas ou dias, ou age naturalmente e nem para de conversar? Ele costuma lhe dizer coisas sobre seu desempenho e preferências sexuais que a deixam magoada?

    Um terapeuta de casal iria arrancar de vocês tudo isso e muito mais. O tratamento é conjunto. Respondam honestamente a todas essas perguntas e reflitam sobre a parcela de responsabilidade de cada um em terem deixado a coisa no ponto em que está. Incompatibilidade sexual no casamento é muito difícil de resolver, primeiro porque é muito difícil mudar a natureza das pessoas (características de personalidade e preferências sexuais se consolidam muito cedo), e, segundo, porque elas custam a admitir quando estão erradas.

    Felicidades, e que vocês se reencontrem nesse caminho que escolheram trilhar juntos.

  • Marcelo

    Ninguém está prestando atenção neste trecho aqui, sendo que é o mais importante da pergunta:

    “Meu marido não é muito de preliminares (já foi bem mais
    atencioso nesse aspecto bem no começo do relacionamento e esse foi um
    dos fatores que me encantou nele) e a falta das preliminares já foi
    motivo de conversa várias vezes com ele. Porém, ele não muda a
    abordagem… vai sempre com ‘muita sede ao pote’. Já cansei de tentar
    conversar e quando tento, ele fica ‘se vitimizando’, falando que ele não
    deve ser bom, que não me satisfaz, etc.”

    É um óbvio caso de perda de interesse da parte dele.

  • Carol

    Nossa, parece que fui eu que escrevi esse texto! Meu casamento tb está terrivel, não sinto a menor vontade de transar com meu marido, é tudo chato, enfadonho, prefiro masturbar e eu tb não tenho nem vontade de inovar, nem de melhorar nada. Cansei dele, estou só empurrando com a barriga. Eu tenho 38 anos e ele 44 anos, somos casados há 6 anos.

    • mariana cobra

      Daqui a pouco vc tem 50 e continuará a empurrar com a pança.

    • Marcelo

      Eu recomendo uma derradeira conversa muito séria e que nela você deixe muito claro ao seu marido que quer o homem, que a encantou, de volta. E, caso o diálogo dê em nada, um pedido de divórcio.

      Mas, como a mulherada anda se borrando de medo da vida em geral e do divórcio em particular, o mais provável é que você acabe arrumando um amante…

    • Mika

      Não basta haver amor. A vontade de transar é fruto da sensação de respeito e admiração mútuos, e isso é construído no dia a dia. Se não há mais disposição pra melhorar e tudo ficou chato, significa que vocês é que ficaram enfadonhos. Com 38 e 44 anos era de se esperar uma atitude mais madura e proativa, mas parece que a preguiça prevaleceu.
      Faça um teste. Observe o que ambos fazem num período de 24 horas e conte quantos minutos desse período envolve fazer algo para ou pelo outro, ou que tenha alguma interação entre vocês. Está aí a sua resposta.
      Como eu sempre digo, trocar de relacionamento parece sempre mais fácil do que tentar consertar os erros do atual. Só parece…

  • j.

    Acho que ninguém comentou sobre, mas meu caso é bem parecido. No inicio do namoro nós tínhamos uma vida sexual de arrasar, eu tinha muito muito fogo. Depois de um tempo, eu simplesmente comecei a perder a vontade, descobri qe era 1. rotina agravada com um probleminha chamado ANTICONCEPCIONAL. Depois qe eu comecei a tomar anticoncepcional, minha vida sexual começou a ir ladeira a baixo, isso coincidiu com aquela famosa época de quando o relacionamento está meio tedioso, mas estranhei pq quando eu percebo isso, sempre dou um jeito de tentar melhorar a situação, e dessa vez eu não tava nem um pouco ‘afim’. Muitas mulheres não sabe, mas anticoncepcional, pode provocar falta de libido como sintoma colateral. Talvez seja bom vc dá uma olhada!