Como fazer meu namorado parar de pensar que ser passivo não é ser “mais gay” do que ser ativo?

56

Leitor: Oi Luiza, sou um homem de 25 anos, bissexual e estou num relacionamento estável com um homem de 38. Nós dois nos apaixonamos perdidamente um pelo outro e largamos relacionamentos com mulheres para ficarmos juntos. 

Nossa relação é baseada no amor e também na atração física, portanto, não é nem preciso dizer que nossa vida sexual é bastante intensa. Fazemos sexo todo dia sem exceção. Entretanto, existe uma característica do meu namorado que provoca em mim uma frustração muito grande: ele não aceita muito bem seu lado homossexual e isso o faz exigir ser sempre o ativo na relação. Ele é sempre o macho dominante, pirocudo e comedor, enquanto que eu sou sempre mulherzinha pra ele. 

Na minha opinião, uma relação homossexual é uma relação entre dois HOMENS e portanto cada um deve curtir ser ativo e passivo com o outro, mas não é isso que está acontecendo. Eu entendo que meu namorado tenha alguma dificuldade em se soltar comigo e aceitar melhor sua homossexualidade, mas isso não significa que eu tenha obrigatoriamente que sublimar minha masculinidade e fazer sempre o papel sexual de mulher para que a relação dê certo.

Eu já tentei abordar esse assunto com ele várias vezes, mas nunca fui capaz de fazê-lo entender o meu lado. Então, Luiza, eu gostaria de lhe pedir uma orientação para que eu consiga lidar melhor com essa situação e convença-o de que ser passivo de vez em quando não o faz menos homem. Ele precisa deixar de ser tao egoísta e ver o meu lado também. Muito Obrigado.

relacionamento gay

Você foi o primeiro homem que ele assumiu? E se ele já tem quase 40 anos, pode ser um pouco mais difícil de reverter, mas claro, nada que seja impossível ao ler até o final desse post kkkk s2.

Enfim, só sei que sonho com o dia em que entendam que prazer anal e orientação sexual não tem absolutamente NADA A VER entre si! Na verdade, se um homem hétero dar o rabicó pra mim, vou achá-lo é “muito macho”. E sabe por quê? Porque da mesma forma que uma mulher hétero que gosta de anal não deixa de ser hétero, por que um homem que gosta de anal necessariamente se ”emboiolaria” por isso?

Seu namorado precisa entender que ele é tão gay quanto você, e querer dar ou não o brioco seria apenas uma PREFERÊNCIA sexual, porque a orientação sexual dele já foi definida desde o dia em que ele nasceu, rs. O duro é que, tal como nós dois sabemos, até mesmo no mundo gay rola um preconceito com isso. Ou seja, muitos falam como se existisse ser mais ou menos “bichinha” só pela aparência (de acordo com a própria linguagem de muitos deles). Nos poupe, né?! Isso é pura falta de conhecimento e de leitura científica kkk.

Se mesmo depois de muito explicar (e não apenas pedir como algo que você queira) no fim ele disser que realmente não sente prazer anal, aí caberá a você aceitar ou não, mas sinceramente? Como o homem tem próstata e, bem como a mulher, terminações nervosas, acho muito difícil ele não gostar nadica de nada kkk. Pode até preferir o tradicional, mas não curtir nem um pouquinho seria só com muito tabu mental mesmo – ou com um enorme trauma, caso você não faça com jeitinho kkkkk. Porém, é justamente aí que entra o pulo do gato: como a mente dele está cheia de tabus, na prática pode ser que, de fato, seja um tormento para ele. E se ao meu ver está tudo na mente, se ele não processar a lógica a partir do que você explicar para ele – inclusive ao mostrá-lo esse meu vídeo aqui – aí só com terapia mesmo kkkk. Com exceção de que, se tal como dito ele não goste de prática mesmo, ninguém é obrigado a nada.

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.