Estou cansada de me sentir em eterna disputa com a ex dele!

15

Leitora: Sou casada, mãe, 21 anos. Estou junta ao meu marido há 4 anos, tenho um filho com ele, e antes de me conhecer ele engravidou a ex dele. 

Não deram certo, nos conhecemos. Ela me odeia, me fez sofrer porque ela não aceitou o fim. Falava mal de mim pra todos, me xingava em redes sociais e depois de três anos de muito sofrer ela se casou com um cara. 

Ela proíbe meu marido de ver a filha dele, sempre proibiu! Ela faz ciúmes usando a criança, ela é amiga demais das primas dele. Fora que elas fazem coisas em redes sociais apoiando ela e não dando a mínima para mim e meu filho. Posta fotos da outra criança, sempre estimulando contendas. Fora que sempre disseram que ela é mais bonita, que a  filha dela é melhor que meu filho. 

Ela se sente a top e cobiçada por todos e sempre usa a criança. Tudo que eu faço ela quer e faz melhor. Não aguento mais essa rivalidade e esse sofrimento e já pedi a separação. Não estou me reconhecendo, estou sofrendo, vivo vigiando ela, sabe. Pra saber o q ela faz, se faz melhor que eu, e acabo me magoando, me frustando e me sentindo cada vez pior, feia e que nada dá certo pra mim. E fora o ciúmes é raiva que acabo sentindo da criança, da mãe dela e da família inteira do meu marido. Por favor me ajude.

rivalidade entre mulheres

Vamos primeiro ao caso do seu marido que a gente resolve rapidão kkk: se ele ama a filha, fale para ele procurar a justiça, mulher! Sinceramente, não entendo esses pais que preferem ficar sem ver os filhos (por causa de ex infantil?), do que lutar pelo o que é direito deles! Avise que ele tá comendo mosca, que o tempo passa rápido e já já a filha dirá que ele não a viu mais porque não quis, não por causa da mãe – o que, mesmo se ela fosse uma víbora, de certa forma foi verdade. E claro, não se meta nisso que não seja para ajudar: afinal de contas, por mais que você odeie a ex, você é mãe e sabe o quanto é pesado para um filho sofrer de alienação parental.

Agora vamos ao seu caso:

Não estou falando que ela é uma santinha, que nunca faz nada e que você é a louca. Porém, pode ter certeza que 90% dessa competitividade foi você mesma quem criou. E mesmo que tenha sido ela, você também criou ao ter cedido aos desejos da outra.

Competição só existe quando duas pessoas querem. Então, se você abre mão do jogo, ele simplesmente não existe mais. Por sua vez, também não estou dizendo que seu marido foi um santo, mas achei um absurdo pedir separação por uma coisa que, querendo ou não, foi culpa sua, não dele. Ele fez a parte dele: largou a outra e está contigo. E mesmo assim você fica se sentindo inferior? Não procura terapia? Amiga, dane-se se você é mais feia, boba ou chata: ele está contigo, não com ela. E mesmo se ele estivesse com ela, você também não seria inferior ou superior por causa disso. São apenas escolhas e questões de compatibilidade. Entenda isso, sério!

Aprenda a se ver como um ser separado, não só dela, como dele também. E que, se é óbvio que você não é a mulher mais bonita, mais atraente e mais elegante do mundo (quem é? kk), pra que ficar se preocupando com a outra? Sem contar que beleza não é tudo. Ou seja, mesmo que a outra seja mais bonita, o charme conta mais. Só que nisso se você não só não se garante como passa o dia olhando as redes dela, aí que você fica bem mais ”feia” (sem charme/apelo) mesmo! E não será por ser propriamente feia, mas sim porque feia ou bonita, qualquer uma perderia grande parte dos atrativos fazendo o que você faz.

Quanto à competição dos filhos, sinceramente acho ridículo você cair e sustentar esse teatro. Na verdade, com certeza ela só faz porque sabe que você cai que nem pata. Nisso ambas ficam nesse ”relacionamento tóxico entre atual e ex” que óbvio, não traz nada de bom pra ninguém. A propósito, vocês trabalham? rs.

Eu por exemplo passei minha infância toda sendo o patinho feio, bem mais feia do que a minha irmã que era a famosa do colégio. Fora meus pais não darem a mínima pra isso, eu também caguei e você não sabe o quanto me ajudou kkk (e olha que era criança!). Tudo bem que queria paquerar uns gatinhos que não me queriam kkk, mas fora isso, eu não era muito de viver por homem mesmo e preferia brincar com minhas bonecas (tenho até hoje e só as larguei depois de ”velha” kkkkk. E mesmo tendo sofrido um pouco por um desses loves (confesso kkk), não gastava o meu dia inteiro nisso. E olha que, tal como dito, era criança, não marmanja que nem você kkk. Hoje eu cago e ando para todas as exs do mundo. Que elas sejam felizes e é isso aí. Sem contar que sabemos que, se elas fossem realmente boas, eles ainda estariam com elas OUUUUU elas não teriam dado o pé neles – o que pra gente é bom de qualquer jeito kkk.

Na verdade, como você irá ensinar sobre autoestima e sobre dar a volta por cima pro seu filho se você fica se colocando o tempo inteiro nessa posição fraca e inferior? Você perde tanto tempo com ela que pouco sobra para seu marido e seu filho. Ou você se importa mais com a ex do que com eles? Porque temo em afirmar que é exatamente isso que está acontecendo.

Seja mais você, minha amiga. Se cuide, faça tudo para ficar mais bonita (estudada, sei lá) se for o caso. Saia de casa nos horários que você mais olha o face da outra, faça qualquer coisa, se vire. Só não fique se vitimizando e se tratando como um vermezinho que precisa de cuidados para ficar forte. Sei que isso é cafona, mas a partir de hoje, sua maior inimiga será você mesma. O que você fará com ela?

Volte-se para o seu lar. Volte-se para o seu marido que, ao que tudo indica, te ama. E entenda que, SEEEE for para um dia você se vingar e ”pisar” em alguém, será com o seu sucesso. Só que ironicamente, isso só acontecerá quando você fizer exatamente o contrário do que você está fazendo. E o mais legal de tudo, é que quando ele acontecer, você nem estará pensando nesse povo todo que você quis ”pisar” kkkk.

E se um dia acontecer de você perder e de fato outra pessoa sambar na sua cara, tá tudo bem. Ninguém vence todos os dias mesmo. Conforme-se e aprenda a ser feliz apesar disso.

Até amanhã!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • Stanley Lewis

    Ele está com você, não com ela. É como a Luiza disse, quem aceitou criar essa rivalidade foi você mesma. Não perca seu tempo competindo com essa mulher, o relacionamento é com seu marido e não com ela. Você não deve nada a ela. Deixe-a no mundinho dela, vá viver sua vida e pare de ser tonta de ficar se preocupando a ponto de pedir separação por causa de uma coisa dessas.

    Se ele está com você, é porque você é a pessoa que importa pra ele, não ela. Viva o seu relacionamento baseado no que você e seu marido gostam, e não no que ‘os outros ficam falando’. A vida é sua, não deixe os outros te diminuírem, não seja tapeada pela opinião de quem não quer o seu bem.

  • Liz

    Entendo um ponto da perguntadora com muuita empatia: filhos são realmente elos que pioram TODA a questão familiar.
    E eu não to falando dos filhos pessoalmente, e sim o vínculo. Afinal, o marido querendo ou não tem um vínculo com a ex-mulher que é a filha deles, e que devia inclusive ser tratada com mais respeito em vez de ser usada como moeda de troca e ainda ser privada da companhia do pai, o que é odioso diga-se de passagem.
    Por outro lado, não li um pio sobre o marido. Me cheira àquele tipo de homem que acha que “mulher é tudo encrenqueira mesmo, deixa as duas de picuinha que pelo menos me safo dessa.” Realmente, já era pra esse ser humano ter ido na justiça pq não é direito de mãe (ou pai) privar os filhos do pai (ou da mãe), a não ser que esse seja uma ameaça, coisa que não parece ser o caso.
    Por outro lado, realmente, eu também queria saber se ALGUMA das duas trabalha, estuda, faz qualquer merda melhor do q ficar uma bisbilhotando as redes sociais da outra. Pq na boa, santa mediocridade viver em função de POST de gente q nem seu parente/amigo é. Tá faltando pingo nos “i”s e maturidade (sempre) nesse rolo aí. E se fosse pra dar um conselho de onde começar, quem realmente interessa na questão: os filhos. Que esses sim ainda tem a chance de não cair nessas esparrelas de criança-mal-crescida como o trio parada dura da pergunta caso tenham agora algum exemplo melhor que esse.

    • Monalisa

      Como eu sempre disse, ex tem que sumir da face da terra. eles só tem que ter o telefone da ex e endereço apenas pela criança. Mas parece que o pai não está muito interessado. Quem quer vai atras. Esse cara me parece ser super paradão.
      Homens mais firmes que eu conheço não deixariam a mulher ficar em uma situação tão ridicula com a ex. Diriam categoricamente, ” esqueçe a minha ex mulher, porque eu já me esqueci”!
      A leitora precisa entender que ela que evoca a ex dele. Eu não entendo a dificuldade que existe em cortar contato com gente que te incomoda. Parece que gosta mesmo desse joguinho chato de ego.

      • Liz

        Que elas gostam, gostam mesmo. Mas apesar disso, ainda acho q qm tinha q por ordem na história era o marido, pq afinal ele q é o intermediário entre uma e outra. Ele teve uma filha com a ex, e agora ta com a atual, então ele q teria q primeiro, ir ver os direitos dele com relação à filha mais velha; segundo, sentar com a mulher dele e resolver essa pinimba com a ex, sendo q a atual tem mesmo é q cuidar da própria vida e não ficar de vigilante de facebook alheio; e terceiro, deixar novamente claro pra ex dele q a filha deles é FILHA deles, e não troféu. Esse negócio de “esqueci minha ex mas não me coloco” também não compro, portanto, ele quem devia por os pingos nos i’s com as mulheres (sim, mulheres, não esposas/parceiras/namoradas) da vida dele. Agora, se as duas querem passar a vida toda se enchendo, se fosse ele pegava minha malinha, meus filhos e ia tomar conta da vida, q ninguém enche barriga com briguinha e ciuminho estúpido.

  • Hadassa

    “Leitora: Sou casada, mãe, 21 anos. Estou junta ao meu marido há 4 anos, tenho um filho com ele, e antes de me conhecer ele engravidou a ex dele.
    Não deram certo, nos conhecemos. Ela me odeia, me fez sofrer porque ela não aceitou o fim. Falava mal de mim pra todos, me xingava em redes sociais e depois de três anos de muito sofrer ela se casou com um cara.” by leitora.
    ————————————————————————————————————————
    Amiga leitora eu não confio sendo uma moça solteira sem filhos jamais me relacionaria com um rapaz pai solteiro soubesse do passado dele só pode conhecer alguém conversando eu descartaria na hora porque eu sei muito bem o perfil de rapaz que eu quero para minha vida eu quero ele seje como eu zerado não tenha tido nenhum experiência de ser separado/divorciado fracasso e trauma de um fim de casamento e tenha ex esposa que não tenha filhos porque eterno vai existir um vínculo que prende e precisa convivência um pai tem que ser presente na vida dos seus filho(a) ou cara como é o caso do seu marido você casou com cara ele não foi casado mais ele tinha um passado não dá para apagar ele acabou sendo pai solteiro a ex namorada dele engravidou e teve um filho com ela mesmo que o namoro deles acabou filho repito é eterno tem uma vinculação com a ex namorada mesmo que ele nem ligue e se importa a correr atrás de ter convivência e ser presente na vida dessa criança. Diga de passagem a Lú falou tudo essa história dele não se importar a ir na justiça de vê o seu filho é direto tanto da mãe e quanto do pai e o mesmo crescer e amadurecer ter convívio com filho que ele teve com a ex namorada já se vê aí como ele descansado, apático, frio, indiferente, irresponsável o lema dele “tô nem aí” ele não corre atrás para estar presente dando afeto, carinho,amor no filho dele? Fico imaginando amiguinha como ele deve ser como marido e no casamento de vocês aff. Vc pode ter certeza se você estivesse hoje só namorando ele eu daria esse conselho pensa bem se vc terá condições psicológicas/emocionais para assumir esse b.o de namorar esse rapaz tem certeza amiga de casar com o mesmo com essa bagagem que tem um filho com uma ex namorada inconformada com fim deles eu diria para tú cair fora dela cilada que está se metendo.
    Agora já era vc casou com ele já tem filho siga os conselhos da Lú e para de querer ficar nessa briga eterna com a ex namorada dele não dê munição para ela amiga objetivo dela é esse acabar com casamento de vcs na cabeça dela doente e obsessiva tipo assim eu não fico com ele mais o mesmo não vai ficar com ela vou fazer de tudo para acabar com casamento de ambos se for caso como ela faz que é bem baixo ela usa o próprio filho deles de proibir o pai ter convivência o intuito dela esse cara ACORDA infernizar o seu marido e você agora já era amiga lute pelo seu matrimônio não deixa ninguém destruí-lo.

    Para pensar ter um relacionamento amoroso sério eu não namoraria muito menos me casaria com rapaz/homem sendo pai solteiro porque diz muito sobre o ele de cara que ele não é responsável e mostra ser cara imaturo demais eu acho uma judiação esse povo irresponsável coloca filho no mundo sem planejamento lê-se de estar dentro de uma relação estável que o casamento. Povo quer prazer e fazer sexo e transar adoiado(a) ter relações de ficar, P.A(sexo casual), namoro e noivado mais não tá nem aí para se cuidar no sentido de usar camisinha e que qualquer pessoa sexualmente ativa corre o risco da possibilidade de gravidez indesejável(fora de hora) tudo tem seu momento certo estou falando mesmo essa história de pular etapas e fora pegar DST a sífilis,hpv, gonorreia, AIDS.
    Nossa tá tão claro pra mim que essa ex namorada dele deu golpe da barriga para prendê-lo lê-se casar com ela algo desse gênero isso mais antigo da época de minha avó rolava isso moças com medo dos namorados terminar com ela qual era cartada final elas engravidavam na época o rapaz tinha que casar com a moça. Tá claro que o seu marido foi bobinho em não se cuidar usar camisinha para ter relações sexuais com essa ex namorada na época que os mesmos namoravam se o namoro deles não tava bem ele queria terminar devia ter sido esperto parar de ter tido relações sexuais com ela ou usar camisinha masculina. Boa sorte!!!!!!

    • Luana

      Essa é toda a verdade

  • mariana cobra

    Largue seu marido e comece a namorar a ex dele, simples. Pq pelo jeito vc está obcecada por ela e pelo oq a mesma faz no dia a dia.
    Na minha opinião vc deveria evitar tudo aquilo que lhe faz mal até que tenha maturidade e sanidade para lidar com oq lhe cerca. Ou seja, exclua redes sociais e pare de seguir oq essa moça faz da vida.
    Segundo passo: supere seu passado, pq pelo ódio q a família sente de vc, suponho q vc tenha sido fator importante pra ele largar da ex.
    De atenção pro seu marido e filho. Vá arrumar emprego, terminar os estudos (se terminou, faça um curso técnico ou faculdade).
    Tudo isso que vc está passando tem nome: ÓCIO!
    E achei interessante vc não ter citado em nenhum momento qual é a postura do seu marido, relegou a função dele nesse episódio todo em último plano. Então parti do pressuposto que vc não o ama e que é mais importante pra vc vencer essa disputa imaginária do que ser feliz com a sua família.
    Vc quis passar uma imagem de coitada e oprimida, mas não convenceu. Sinto muito que as coisas não são como vc quer, mas a impressão que vc me passou é que a distância entre pai e filha tbm é causada por vc.
    Vá se tratar e mude o foco da sua vida colega!

    • Jps

      Concordo que a pessoa tem que ter muito tempo livre para ficar procurando a ex do marido no Facebook e stalkear, rs

      Mas sei lá, pela forma que ela escreveu passa a impressão que o marido dela sabe da situação e não toma nenhuma atitude, tanto que ela mal fala dele. Se ela tivesse o apoio dele, ela não iria pensar em separação.

      Não importaria que toda a familia dele odeia ela, desde que eles fossem companheiros e “batalhassem” juntos. Senão, fica dificil lidar com uma situação assim por muito tempo. Ele provavelmente conforme o tempo foi passando, foi se acomodando e talz.

      • Deb

        Eu não me admirava que o marido não tomasse nenhuma atitude.
        Para ter se envolvido e engravidado uma moça de 17 anos, praticamente uma adolescente (mesmo que tenha tido o filho com 20) e também já ter engravidado outra antes, só pode ser um desocupado e irresponsável!

    • Hadassa

      Ela entrou foi numa encrenca casar com esse rapaz com essa bagagem sendo pai solteiro com uma filha ele teve ex namorada inconformada com fim deles. Pensou que o amor superaria tudo como qualquer adolescência pensa então as leitoras de meyer mais a gente sabe que não é bem assim a vida real bem diferente se precipitou muito as vezes falta de orientação em casa dos pais ou questão sabe tem adolescentes são mais rebeldes não por maldade pelo turbilhão que é essa mais que normal a imaturidade dela potência máxima cara agora tem apenas 21 anos. Pelas contas Mari ela casou com 17 anos de idade uma bebê quando vc tem essa idade tanta coisa que tá acontecendo dentro de ti e muitas mudanças, inseguranças, questionamentos, medos, receios, emoções a única coisa que vc quer chorar e escrever no seu diário foi meu caso rs poxa vc está no ápice da sua adolescência que a transição para se tornar uma “jovem adulta” que no próximo ano vc fará 18 anos pensa e compreende ela com 17 no último ano do ensino médio enquanto colegas dela da escola, bairro, igreja tava pensando no enem e no vestibular a hora procurar o primeiro emprego fazer um curso técnico todas outras amiguinhas só com umas paquerinhas ou ficantes nas escola mais nada sério enquanto isso ela estava preparando enxoval de noiva e papelada do casório no civil para se casar a gente nem sabe tbm casou no religioso aff.

      “Estou junta ao meu marido há 4 anos, tenho um filho com ele, e antes de me conhecer ele engravidou a ex dele. Não deram certo, nos conhecemos.”

      Ela deixa aqui claro no depoimento dela chegou depois na vida dele não foi pivô dele ter terminado com essa ex namorada que deu golpe na barriga para prendê-lo infelizmente quem entrou numa roubada foi ela de namorar e casar com esse cara isso sim aff.

      • será q o problema foi a ex e o filho ou a leitora q é insegura? Ainda q claro, nao ter filhos é sempre melhor nao por eles, mas pela ex kkk

  • Jps

    A Lu está certa sobre um ponto. Você precisa parar de procurar saber da vida da outra e pensar mais na sua. Não importa como ela está, o que faz, o que deixa de fazer . Se o seu marido separou dela, algum defeito ela tem.

    Mas uma coisa eu entendo. Tirando a questão da sua autoestima, eu entendo que se nem o seu marido ou a família dele ajudam, fica difícil você levar essa situação, porque não é um caso separado e sim algo que tem perdurado por vários anos. Diferente de “exs” comuns, o seu marido está ligado a ela para o resto da vida, por causa da filha que eles tem, então sempre vai rolar um contato, um encontro pessoalmente para buscar a filha, por exemplo.

    Sinceramente eu não condeno a suas ações, desde que depois de separar do seu marido você esqueça essa mulher para o resto da vida e siga em frente, não vejo problema. E claro, não, faça o mesmo e comece a usar seu filho para fazer ciume a outra mulher, rs.

    Porque eu digo isso?

    O seu marido provavelmente está vendo essa situação toda, das primas deles não se importando com o seu filho, a ex fazendo pouco caso, ofendendo e não deve ter feito nada. Para a mulher chegar ao ponto de separar só por causa da ex, acredito que muita coisa deve ter rolado além do que foi escrito.

    Família é algo bom a maioria das vezes, mas as vezes pode ser um puta pé no saco. Eu também não iria querer me envolver com uma familia que fica envolvendo meu filho em “piadinhas”, “picuinhas” e coisas do tipo.

    Por fim, você se casou e teve filho muito jovem e agora ta colhendo os frutos, porque não amadureceu o suficiente para ter uma relação tão séria assim. Da proxima vez pense mais antes, por você e pelo seu filho.

  • Franciele

    Leitora, diante de tantas distorções nessa tua história, reescreverei teu relato sem eufemismos, para que, ao ler a própria história de outra perspectiva, tu possa perceber teu real papel nisso tudo:

    “Faz quatro anos que encontrei um homem para casar e encaminhar minha vida; no entanto, como nada é perfeito, esse rapaz tinha uma ex que não aceitou o fim do relacionamento, do qual resultou um filho.
    Percebi desde o início que seria difícil sustentar um relacionamento com alguém que não poderia deixar totalmente de lado uma ex problemática, que sempre se empenhou para impor sua presença, mas como esse casamento era a única forma de eu ser bem vista socialmente, além de ser o melhor que eu poderia conseguir, decidi aceitar a situação, na esperança que o decorrer do tempo me fizesse conquistar um lugar na família dele.
    Até o momento isso não aconteceu, e acredito que a causa dessa dificuldade de integração entre eu e a família do meu marido se deva à prováveis comparações que, sobretudo as primas dele, fazem entre eu e essa ex.
    Essa circunstância, aliada a minha quase ausência de autoestima, visto que, penso que meu marido casou comigo apenas por não ter dado certo com a outra, estão me afundando psicologicamente, e mesmo a filha dela, que agora comparam com meu filho, tem servido de motivo para eu me sentir diminuída perante a outra mulher, que inclusive casou com outra pessoa a um ano, me provando que, enquanto eu tive que aceitar o que apareceu, ela, mesmo com filho de outro, teve quem a quis apesar disso.
    Por tudo isso, gostaria de conselhos para saber como me sentir mais segura ao lado do meu marido, sem essa necessidade de provar a todo instante que fui e sou a melhor escolha para ele, uma vez que, nem pedindo a separação eu consigo me ver livre da sensação que a ex dele vive para me prejudicar”.

    Aconselho que tu bloqueie essa ex das tuas redes sociais, até porque não há motivo para existir contato direto entre vocês, acione os filtros de conteúdo para não ver as publicações em que ela for mencionada, condicione eventual volta com teu marido ao estabelecimento de limites para a forma de agir da família dele em relação a vocês duas,bem como, em relação, à filha da ex, nas condições que forem mais confortáveis pra ti, e, não menos importante, tenha objetivos, ocupações e sonhos próprios e como casal.
    escrevo isto porque, convenhamos, se fosse só separar-se e esquecer todos os personagens, tu não precisaria perguntar por aqui.
    Mas uma coisa eu nunca vou entender, como as pessoas toleram, no âmbito dos relacionamento, assimetrias de experiência, como um ter sido casado e outro não, e um já ter filho e o outro não,por ser mais uma dificuldade a acrescentar àquelas normais de relacionamento; quando procuramos alguém, devemos buscar o mais parecido possível, inclusive no perfil de passado.

  • Deb

    Eu concordo com a Luiza na maior parte dos pontos, não devias meter-te para baixo nem andares a cuscar o perfil dela, só te vais sentir pior.

    No entanto, acho sim que o teu marido devia fazer algo mais! Que tipo de marido deixa que a familia dele se volte contra a atual esposa e mãe do seu filho, por causa de uma EX?!
    Se fosse eu na tua posição, teria muito o que mudar, mas também teria muito o que CONVERSAR com parvalhão.

    • Luna

      O meu caso e tipo q eu sinto q ele gosta dela. Afinal QM largou ele foi ela, e foi embora para outro estado sinto q ele sonha com a vida dele de antes só fala q eu cheguei num momento conturbado da vida q eu dei alegria pra ele dnovo me sinto como um consolo 🙁