Fazemos menage com minha mãe e tenho medo de futuramente isso me trazer problemas:

73

Leitora: tenho 27 anos, casada há quatro anos. Faz quase um ano que minha mãe veio morar comigo e meu marido. Minha mãe tem 46 anos e sempre foi minha melhor amiga. Somos extremamente íntimas. Somos confidentes. A relação da minha mãe com meu marido é ainda melhor, às vezes acho que ela gosta mais dele que de mim. 

Pra não prolongar o relato vou direto ao ponto. Minha mãe foi parar na nossa cama para realizar nossas fantasias, nossas loucuras. Os dias se passam e continuamos com tudo isso. Estamos todos bem, mas meu marido fica sempre com receio de uma de nós duas sair machucada ou com nossa família abalada.

Minha mãe e eu sempre fomos confidentes. Ela ainda é muito jovem. Somos muito mais amigas que mãe e filha. Aceito que herdei da minha mãe o jeito livre, sem pudores. Foi um longo processo natural, até mesmo antes dela vir morar com a gente. Fomos aumentando a intimidade, quebrando os tabus nas nossas conversas, sobre tudo, sobre sexo, fantasias sexuais e também nos nossos comportamentos, de ficarmos mais livres de roupas, ver pelados uns aos outros… 

Tudo começou com flagras e foi só aumentando. Sempre saíamos com minha mãe, ela sempre adorou baladas. E foi na volta dessa balada, todos nós já bem altinhos de cerveja e drinks, que fomos nós três para um motel. Minha mãe já tinha me confessado que nunca tinha ido a um motel. Era só para ela saber como era, mas ai começamos meu marido e eu a transar, não demorou muito e ela estava participando também.

PS: Não transo com minha mãe. Nós duas transamos com ele. Confesso que claro que transar com duas mulheres é a fantasia da maioria dos homens, mas a ideia do ménage era nossa (casal). Mas ser a minha mãe partiu do fato que nunca colocaria uma pessoa estranha na minha cama. E as situações de cotidiano e intimidade fizeram acontecer.

menage com a mae

É por essas e outras que tem gente que pensa que eu invento as perguntas. E olha, pra inventar a sua eu teria que ter MUITA criatividade kkkkk. Ou você, rs. Enfim, só não digo que isso é mentira porque já atendi até mulher que transa com o cachorro (em consulta particular), então isso de sexo entre família acaba sendo fichinha kkkk. Também não vou ser hipócrita ao dizer que minhas crendices culturais não pesarão em nada nesse meu conselho em específico, mas vamos lá:

Acho que seu marido é o que tem mais noção dessa história toda, mas mesmo assim, é um sem noção por ter aceitado transar com sua mãe. Na verdade, mais doido do que ele, só você kkkk.

Se você queria um ménage e não queria colocar qualquer uma na sua cama, era só sondar bem as pretendentes, fazer amizades (nem que seja apenas ”pra sexo”), ou qualquer outra coisa um pouco mais distante, ainda que igualmente precavida. Agora, colocar logo a sua mãe me pareceu algo que foi mais além da consequência de haver intimidade, mas sim que de alguma forma uma manipulou a outra – mais precisamente ela te manipulou – porque, né? Convenhamos que por mais que ambas sejam livres, chegar nesse ponto não foi tão natural assim….

Ainda que seja óbvio que sua mãe te ame e seja livre, sinto que ela tem mais poder sobre você do que você sobre ela (inclusive por questões culturais, etc). Se ela é solteirona, jovem e tal como você mesma disse, parece gostar mais do seu marido do que de você, fique esperta e abra o olho, mulher. Tô pensando em cada coisa que  não sei como você ainda não pensou. E chuto que partiria mais dela do que de seu marido, mas isso aí é você que visualiza no dia a dia e sabe.

Não tô dizendo que sua mãe seja uma demônia (rs) e ainda quero acreditar que amor materno vem acima de tudo. Porém, é justamente por isso que eu no seu lugar tentaria (discretamente) arrumar um namorado pra ela. Do contrário, concordo totalmente com seu marido que alguém poderá sair machucado dessa história. E com certeza não será ele, visto que, fora não possuir vínculo de sangue com nenhuma das duas, no máximo teria que assinar um papel pra cair fora e nunca mais olhar na cara de ninguém. Agora já você e a matriarca…

Existem tantoss, mas tantossss outros jeitos de fazer uma suruba confiável (da mesma forma que você conheceu o seu namorado? E seu ex? etc) que sinceramente não sei porque você ainda insiste em ser justamente sua mãe. E é aí que volto a tocar nessa sua ingenuidade toda….

Vocês podem ser livres, mas ainda são humanas. Corte esses laços aos poucos e mais tudo aquilo que você puder fazer para ser discreta e não bater de frente com ela. Também peça dicas pro seu marido e junte a elas todas as questões e ideias que com certeza você teve ao ler esse texto. Se você começar a ver essa situação como temporária, irei torcer para não dar tempo de dar merda.

Boa sorte,

Lu

Leia: Guia básico para quem quer fazer Swing.

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.