Trai minha namorada orgulhosa e agora não sei como parecer confiável novamente:

35

Leitor: Tenho 30 anos e namorei por 7 anos, hoje ela tem 25 e fui o segundo namorado dela. Ela é muito independente, geniosa e orgulhosa. Cometi a besteira de traí-la uma única vez e fui descoberto. Foi uma besteira da minha parte, da qual levo como lição para nunca mais cometer. Ela terminou comigo e quero reconquistá-la.

Ficamos dois meses sem contato e há 1 mês ela começou a curtir coisas minhas na internet e dando espaço para “amizade”. Aos poucos estamos voltando a fazer parte da vida um do outro, saindo com amigos e até rolou uns beijinhos.. Mas em outras ocasiões ela me corta total e diz para não confundirmos a amizade. E fica oscilando.

O que pode estar bloqueando? Como saber se ela tá me cozinhando? Nenhum dos dois tem interesse de seguir a vida com outras pessoas. Como faço para demonstrar com atitudes que posso ser confiável novamente, como despertar vontade nela a ponto de fazer ela superar o orgulho/mágoa e me dar outra chance?

trauma por ser traida

O que pode estar bloqueando ela? Trauma? Mais o medo de você fazer tudo de novo ao se lembrar do quanto sofreu por sua causa?! Nunca se esqueça que quem apanha tem a memória muito melhor do que quem bate, homem!

É por essas e outras que sempre digo que traição vai muito além de ficar ou não com outra pessoa, mas sim que você pode causar danos inimagináveis na cabeça e até mesmo na autoestima do outro. E um parênteses: também me acho um pouco geniosa, orgulhosa e independente. Mas sério, gente assim costuma ter um coração gigante, desde que você não vacile e claro, SEEEE vacilar, seja humilde o bastante para correr bem mais atrás dela do que ela de você, visto que como você que tá errado (e sabe disso), é óbvio que ela espera que você se esforce em triplo.

O lado bom é que visivelmente ela ainda gosta de você, e nem acho que seja apenas como amigo não. Porém, tal como dito anteriormente, é claro que tem medo de dar muita corda e se machucar e por isso entra em uma série de desculpas do ”não confunda” o sentimento que ambos já sabem que está rolando e que talvez nunca tenha morrido…

Agora que você já fez a caca e não tem papel pra limpar, tenha paciência, muita paciência. Se você já falou que gosta dela e que gostaria de voltar, agora entre na onda do ”loko” ao ser só amigo e trocar uns beijinhos de vez enquando mesmo kkkk – até porque no fundo – e no raso – ambos sabem que não é apenas isso e no momento ela não te deu outra escolha kkkk. Com o tempo, você entrará (positivamente) cada vez mais na mente e na vida dela. Não por estar beijando rs, mas sim porque quanto mais presente você for e mais ”serviço” mostrar, mais ela verá a sua importância, o quanto cresceu e amadureceu e que não rola mesmo viver sem você. Sem contar que mudanças só são notadas na convivência, não com palavras e por isso será importante criar essa ”dependência positiva”…

”Mas como assim???”

Seja presente (muito diferente de ser pegajoso) e é claro que ela terá várias recaídas, vários picos de tristeza e é nessa hora que você terá que ser triplamente compreensivo – inclusive nos dias que você precisar se afastar para ela pensar um pouco: afinal de contas, colhemos o que plantamos, não é mesmo? Se for o caso, vire ”ficante” por meses e coloque na cabeça que você terá que reconquistá-la do zero fazendo exatamente as mesmas coisas que você faria caso estivesse ”apaixonado e ficando com uma desconhecida”. Ok, sabemos que será um pouco mais difícil porque você já queimou seu filme kkkk, mas tente não negativar e claro, lembre-se que vocês já possuem o sentimento que supera muita coisa.

Agrade-a (muito diferente de ser babão e puxar o saco), dê presentes surpresas, ajude-a no que puder com os sonhos dela. Mostre o quanto você faz falta e mais do que isso, o quanto você ACRESCENTA (diferente de se anular e de não viver a sua própria vida) na vida dela. Aos poucos ela irá percebendo que suas qualidades superam os seus defeitos e que apesar do trauma, a dor de não te ter por perto faz valer a necessidade de se arriscar.

Até amanhã,

Luiza

Assista:

Por que os homens traem?

Por que as mulheres traem?

Tenho medo de ser traído(a)

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.