Gostaria de gostar dele, mas gosto de outra pessoa:

47

Leitora: Então… Há um tempo atrás eu estava sofrendo muito devido a uns problemas familiares, e ao mesmo tempo tinha feito um amigo que estava conversando quase todos os dias. Ele me ajudou muito (mesmo sem perceber) durante meu período depressivo, tanto que até consegui sair dessa situação. O mesmo dizia que até mesmo estava gostando de mim, e dispensou duas garotas por minha causa (sendo uma delas amiga dele). Eu fiquei tão grata por tudo que ele tinha feito por mim que desenvolvi um carinho especial por ele, e concordei em ficar com o mesmo em determinada data.

No entanto, após isso tudo, eu me apaixonei por outra pessoa, que também tem afeto por mim. Mas, o beijo deveria acontecer futuramente com o outro rapaz, e eu não sei o que fazer, pois como posso beijá-lo pensando em outra pessoa? E também, como posso magoar alguém que dedicou tanto de si por mim? Por favor, me ajuda. 

Eu – 17 anos. Rapaz que gosta de mim – 17. Rapaz que eu gosto – 16.

gosto de outro

Que coisa mais linda ver tamanha sensibilidade, carinho, empatia e gratidão para com o outro, ainda mais com apenas 17 anos. Quando crescer quero ter uma filha igual a você e só te digo uma coisa: você não tem culpa de nada. Você não tem culpa de não gostar (amorosamente) dele, ainda que claro, seja lindo você valorizar o que o garoto fez por ti.

Você um dia quis de fato ficar com ele? Ou pensou que dar o que ele queria (um beijo seu) seria mais como uma forma de gratidão?

Se você pensou na primeira opção, tá tudo bem, mudar de ideia acontece. Você não fez por maldade e tanto você quanto ele ainda levarão muitos “nãos” na vida. Isso fará parte do amadurecimento de ambos, acredite. No amor não existe caridade e, por mais que se lamente, ninguém morre porque levou um fora.

Porém, se você cogitou (e cogita) dar um beijo como forma de gratidão, entenda que nosso corpo e nossos beijos não estão à venda. Se você não sente nada pelo cara, não tem por que dar algo disso. Nem como gratidão, nem por nenhuma outra coisa que não esteja ligada a um desejo natural e espontâneo seu.

Sem contar que justamente por se importar com ele – e espero que também se importe consigo mesma – você não deve fazer algo que você não queira, nem ficar se justificando tanto. Primeiro pelos motivos lógicos e depois que, já pensou que ficar com ele pode machucá-lo muito mais do que não ficar? Visto que você também estaria criando uma falsa expectativa por estar sendo de certa forma “falsa” com ele e consigo mesma?

Se ele for realmente seu amigo como você pensa e realmente se importar contigo como você acha que ele se importa, acredito que ele terá maturidade suficiente para saber que não se faz o bem esperando algo em troca que não seja de vontade mútua. Não se ensine a fazer o que não quer, nem ensine os outros receber algo fake e quem sabe, ficar “mimado com futuras mulheres” por isso. Na verdade, às vezes me pergunto se, a longo prazo, não são atitudes como as suas (sei que foi na boa vontade, tá?) que estimulam muitos homens a pensarem que ao pagarem a conta poderão te levar pra cama e mais mil outras coisas totalmente desreguladas.

Pense nisso com carinho, tá?

Beijos e até amanhã,

Lu

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.