Quando usar cada óleo no cabelo? – Coco, abacate e linhaça:

8

Homens, me deem licença porque hoje o post é 100% pra mulherada kkkk. Ou para os cabeludos – ou para quem tem problemas com a queda de cabelo, quem sabe, rs. Em geral, tanto faz se seu cabelo é liso ou cacheado: ele sempre precisará de algum tipo de cuidado.

Para quem não sabe, os óleos são os grandes artistas na hora de deixar o cabelo saudável e é justamente por isso que resolvi escrever um post explicando “a melhor hora” de usar cada um deles.

PS: Sim, mesmo tendo o cabelo oleoso você precisará de algumas funções. Leia as instruções abaixo e escolha o seu parceiro ideal 😉

Óleo de Coco: o popstar

oleo de coco

Rico em vitaminas, lipídios e proteínas, desde que seja extra virgem, o óleo de coco serve para umectar, hidratar e diminuir o frizz. Sem contar que ele é um ótimo demaquilante natural, rs.

Há quem diga que ele ajuda inclusive no crescimento, mas depois de testar, eu, Luiza, só garanto o óleo que citarei abaixo – conforme a dica que dei nesse vídeo aqui (funcionou comigo, pelo menos!).

Outra característica muito elogiada é que ele é um dos óleos que mais penetram no fio, enquanto a maioria dos ”concorrentes” fica mais na superfície. Não que isso seja de todo ruim, mas para cacheadas – que são ”naturalmente ressecadas” – e para quem faz o uso de químicas, por exemplo, é uma ajuda e tanto para a saúde dos fios!

Óleo de Rícino: o poderoso para crescer cabelo e dar volume

oleo crescer cabelo

Famoso laxante (rs), porém, mais famoso ainda por ajudar no crescimento do cabelo, o óleo de rícino possui ácidos graxos, ômega 6, ômega 9 e demais componentes que ajudam a nutrir os fios. Ele também possui propriedades antifúngicas e antibacterianas, que ajudam a manter a saúde e limpeza do couro cabeludo. Se usado por muitos meses, ele ajuda inclusive a preencher sobrancelhas, barbas e cílios (repassem essa dica para os boys! kkk).

Agora voltando às propriedades de “limpeza” citadas acima, consequentemente, se você massagear bem o couro cabeludo e usar esse óleo com periodicidade, ele dará uma boa aliviada na caspa. Lembrando que os pontinhos brancos também aparecem muito em quem costuma deixar cremes e óleos no couro cabeludo. Enxague bem sempre depois de qualquer tipo de tratamento.

Óleo de abacate: o X-tudão das emergências

óleo de abacate

Pouco conhecido, o óleo de abacate é um hidratante eficaz para cabelos secos, quebradiços, danificados e também para quem está precisando dar um brilho a mais. Rico em vitaminas, ele também possui proteínas, aminoácidos, ferro, cobre, magnésio e ácido fólico. Ou seja, ele é praticamente um X-tudão para ser usado em casos de emergência, quando você sabe que “seu cabelo precisa de algo, mas você não sabe bem o que é” kkkk. Misture-o na sua máscara favorita para potencializar os resultados.

Óleo de linhaça: o óleo vegetal mais rico em ômega 3

óleo de linhaça para umectação

Nenhum óleo contém quantidades tão elevadas de ômega 3 quanto o de linhaça. Esse óleo também possui ceramidas (que ajudam a fechar as cutículas e a evitar as pontas duplas) e vitamina E (que aumenta a nutrição e evita a queda).

Também existem outros óleos, tais como o de gergelim, macadâmia, bardana, semente de uva e até mesmo o de Oliva. Caso queiram que faça uma “parte dois desse post”, basta avisar nos comentários ou nas redes sociais =)

*********

Assista também: 3 atitudes simples e “zero reais” que ajudam qualquer tipo de cabelo:

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.