Minha namorada está transformando minha filha em uma periguete!

60

Leitor: Minha namorada e eu moramos juntos há 2 anos, ela tem 27 anos e eu 36. Uma das características dela que mais me atrai é seu gosto por vestir-se de forma sexy e chamativa, eu adoro o fato de que pessoas ficam olhando pra ela quando passa. Sei que muitos a criticam e a chamam de piriguete, mas não me importo com isso, eu a incentivo bastante a se exibir e sempre que posso dou de presente roupas bem sexies. 

Entretanto, agora estou vivendo uma situação totalmente inusitada da qual não sei como resolver; minha filha adolescente desentendeu-se com sua mãe, veio morar comigo e agora está sendo influenciada pela minha namorada na maneira de vestir-se. Minha namorada transformou minha filha numa piriguete também, já que ela vê a madrasta como sua mentora de moda e inspira-se nela, então agora só anda de micro vestidinho, micro shortinho, só vai à praia de biquíni fio dental, essas coisas. Acontece que eu não estou gostando nem um pouco disso, quero minha filha discreta e comportada. 

Sei que minha atitude é totalmente contraditória mas mesmo assim tentei conversar com a minha namorada sobre a influência negativa que ela tem sobre minha filha, mas ela ficou super magoada, não entendeu e não adiantou nada, pois minha filha continua cada vez mais piriguete. Agora minha namorada está sentida comigo, não sei como desfazer isso e não sei como aconselhar minha filha. Você me ajuda, Luiza?

Dois anos morando juntos e vocês não sabem ouvir e respeitar a opinião do outro sem ficarem “magoadinhos”? 🙁 Um dia ainda quero fazer um vídeo sobre o quanto que me assusta a falta do BÁSICO nos relacionamentos, que é falar e ouvir, sem levar pro pessoal.

Sendo assim, que esse seja o primeiro assunto a abordar com sua namorada. Diga que vocês precisam se ouvir e se respeitar. Peça para ela ouvir o que você tem a dizer até o final, que se, por sua vez, você estiver falando alguma bobeira, que ela dê a visão dela e vocês cheguem a um meio termo juntos. Sem essas crise de baixa autoestima e mimimi de “ai me atingiu só porque pensa diferente de mim“. Só cuide para deixar bem claro que você também está disposto a ouvi-la – e ouça mesmo!

Diga que sim, talvez você esteja sendo meio hipócrita, mas que você é pai. Diga que você a acha linda, que de tanto gostar (e não sentir vergonha) compra roupas sexies pra ela, PORÉM, que sua filha está em um patamar diferente porque é mais jovem, que você tem medo do que pode acontecer com ela, etc. Explique, por exemplo, que enquanto a sua namorada “já está feita e contigo”, você não sabe se o cara da sua filha seria tão legal quanto você ou a julgaria errado. Diga que sabemos que, por mais que tenhamos personalidade forte, o mundo ainda é muito machista e que você não sabe se sua filha está preparada para, quem sabe, ser prejudicada pela realidade em que vivemos. Caso sua namorada não concorde com absolutamente nada que você disser, diga educadamente que você queria ser um pouco mais respeitado como pai da menina também.

Agora assim, cá pra nós que, se por sua vez a sua filha gostar disso, não terá muito o que você possa fazer. Como ela admira sua namorada, pode ser que ela pare “com os possíveis novos conselhos da tutora”, mas se ela gostar MESMO, logo volta. Eu particularmente não sou daquele tipo de gente que acha que uma mulher pode ser julgada pela roupa, mas te entendo como pai. Só que assim, também fica de se pensar em quem você coloca dentro da sua casa, né? Não que roupa diga algo, mas é bem ingênuo da sua parte levar para ser madrasta uma mulher que, de certa forma, “você não está confiando na conduta” e que pra piorar, você nem pode conversar abertamente com a mesma  a fim de ajustar pequenos detalhes (não estou falando sobre fidelidade, mas como pessoa que te ajudará na criação da sua filha, concorda?).

E uma questão extra aqui: Sua atual namorada é ao menos estudiosa, inteligente, tem uma boa faculdade, um bom currículo ou qualquer outra coisa de se orgulhar e que possa motivar a sua filha para um outro lado também? Ou ela só mostra a bunda e é legal mesmo? Nada contra, mas como você parece ser bem tradicional e se sua atual só vive no superficial, lascou mais ainda…

Por fim, se tudo tem o lado bom, pense que ao menos elas se adoram! Esse com certeza é um baita problema a menos pra você. Agora só te falta negociar os detalhes! Tipo que estamos no Brasil e geral usa fio dental, homem kkkk

Até amanhã!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • As fantásticas descobertas que ainda faltam para o perguntador tomar conhecimento:

    1. A filha também é uma mulher.
    2. Não é apenas a atual esposa que serve de modelo à adolescente, mas o pai da mesma forma. Se ele trocou a mãe dela, que suponho seja mais “recatada”, então o que funciona como atrativo para os homens é o tipo de vestimenta da madrasta. Um recado subliminar do que deve ser feito para não perder o pai…

    “Sei que minha atitude é totalmente contraditória…”
    Pois é, não tem milagre, trate de ser coerente e aceitar que a banca paga e recebe.
    Se a roupa tá curta agora, imagina, se ela ainda não tem namorado, que um dia a roupa sumirá toda.
    E aí? O que você fará? Surtar?
    É inevitável, relaxe e aproveite a vida.

    • M Holmes

      Foi justamente isso que eu pensei! Os caras quase sempre querem jogar a responsabilidades nas ex ou na atual pela criação dos filhos, mas não se tocam que têm um papel tão importante quanto.

  • Mariana Cobra

    Urubu voa com urubu. Pombo, voa com pombo. THAT SIMPLE!
    O problema não está só nas roupas, mas nas atitudes da aprendiz de biscoiteira. Sendo assim, as condutas da guria já deviam ser motivos de represálias da progenitora, portanto, ela decidiu conviver com o lado mais fraco da corda.
    Morar contigo trouxe mais maleabilidade na educação, afinal, sua companheira é tbm biscoiteira (na cabeça da aborrecente), sendo assim, vc jamais poderia ser o bastião da moral e bons costumes.
    Filhos praticam os exemplos que tem em casa e o exemplo que tens dado não é bom.
    Roupas não dizem quem somos, mas dão um bom sinal do que podemos ser e da mensagem que queremos passar.

    Sinto lhe dizer, ela já foi para o lado negro da força. Agora, administre o caos e aguarde para ser papai de uma guria que cultua o corpo e esquece que o cérebro faz parte do conjunto. Prepare-se e reze para ela concluir ensino médio e fazer uma faculdade, peça a Deus que ela não seja do tipo que dá lado pra zé dorguinha.

    Peça a sua companheira ser mais educadora e menos amiga de biscate.

    • Caio César

      Mas Mariana, o problema é que nem mesmo ele valoriza o atributo intelectual de uma mulher, na verdade muito pelo contrário. Então acho que é um tanto complicado pra ele entender isso.

    • Franciele

      Também pensava assim sobre escolhas de roupas, até ver duas prmas adolescentes, que ostentavam um perfil bem parecido com o da esposa e filha do perguntador, mudarem para o bom senso após fazerem sexo e passarem vergonha no trabalho e ao me buscar, visto que não dirijo, em um evento religioso com roupas inadequadas, de onde posso concluir que nem todos são tão observadores quanto nós duas e, portanto, precisam tomar na cabeça para aprenderem certos limites.

  • Jps

    Que nem os outros comentaristas já disseram, não tem o que fazer sobre o leite derramado.

    Sua filha já adquiriu gosto em se vestir assim e você não tem nenhuma moral para falar algo contra.

    O que eu posso te aconselhar é pelo menos colocar juízo na cabeça dela.

    Leve-a no médico para aprender e fazer uso dos contraceptivos, a ensine que sexo é algo bom, mas precisa ser feito com cuidado.

    Além disso, incentive e de suporte para os estudos dela. Não adianta só mandar ela fazer lição de casa. Separe um tempo do seu dia para ficar do lado dela e ajudar nos deveres. Isso é algo que vai melhorar os seus laços com ela, e quem sabe no futuro quando ela encontrar um namorado você tem uma voz mais ativa sobre o assunto, ou até o escute para usar roupas um pouco maiores.

    Sobre a sua namorada, faça as pazes com ela, mas faça a entender que diferente dela que é uma mulher feita, sua filha é uma criança ainda que está entrando na vida. Não podemos levar a situação como igual.

    Por fim, pare de ser um hipócrita, porque isso só vai te afastar da sua filha e da sua namorada.

  • Rodrigo Silva

    Então o problema todo é a sua namorada. Termine com ela e arranje uma paquistanesa.Daí sua filha vai se inspirar nessa nova namorada e o problema estará resolvido. Você terá a sua filha usando burca.
    OU VOCE PODE SIMPLESMENTE SE COMFORMAR DE VEZ COM ESSA SITUAÇÃO! O QUE SERIA MUITO MAIS FACIL PRA TODOS!

    • Mika

      Conformar-se com a situação é o mesmo que lavar as mãos ou deixar rolar. Só que ele, como pai, não tem o direito de fazer isso. Quem pariu Mateus, que o embale!

      • Rodrigo Silva

        Ao que se entende ele já deixou rolar a muito tempo. Já era pra tá acostumado mas…

      • Mariana Cobra

        AHHHHH você conhece o ditado?! Estou escrevendo um texto colaborativo pra cá e coloquei esse ditado…olha aí @luizacosta2006:disqus

        • HAHAHAHAH SEGUNDA VEZ QUE OUVI NA VIDA! KKKKK

          • Evelin Camille

            Oloco tia Lu eu também conheço o ditado.

          • to precisando me atualizar kkkkkkkkkk

  • Carolina

    Não adianta reclamar foi você que colocou essa mulher na família e sua filha entendeu quer ser como a mãe não é bom o melhor é ser periguete igual a madrasta. ACEITE! Se prepare para notas ruins, filho na adolescência, namoro com viciados … daqui pra frente será assim e não culpe a mãe dela por isso assuma a sua responsabilidade.

    • Pq vc acha que a mulher dele é burra por causa das roupas dela?
      Vc pode achar feio, ok, mas com base em q diria que ela é burra?
      Eu fico triste com mulher chicotenado a outra assim por causa de ROUPA pq já passei por isso e me solidarizo. Era mais inteligente do que várias que me julgavam. Tudo bem q era roqueira, não bem periguete, mas é sangue do meu sangue (feminino) mesmo assim kkkk
      temos q ser mais unidas. Pode não gostar da roupa, agora rotular a coitada inteira tbm não, as vezes ela é mais inteligente do que nós duas juntas e não sabemos né kkkk

      • Mariana Cobra

        As chances dela ser a versão Luiza roqueira são mínimas, mas tbm não podemos afirmar que ela é burra, mas a filha dele está no caminho certo da ignorância, ou vc acha que ela tem apreço pelos estudos?
        Se o problema fosse SÓ as vestimentas ele nem aqui estaria.

        • Mari, as vezes eu tenho medo d falar sobre certas coisas e ser taxada de feminista. Nada contra quem seja, mas eu não sou.
          Só que assim, mulher julga demais a outra, briga demais entre si. E depois que comecei a me expor mais, fiquei mais assustada ainda com isso e me senti um pouco “na obrigação” de ao menos tentar fazer as mulheres serem mais amigas pq eu ao menos gostaria muito de ser mais amiga de outras mulheres. E outra coisa que me doi é ouvir mulher falando q nao é amiga de outra mulher, que só é amiga de homem.
          Será que é ela q não presta e pensa q são todas como ela? (mas ai seria outro assunto kkk). Voltando, para resumir oq quero dizer (parece q nao to falando nada com nada ne kkkkk), hoje tava assistindo Ana Maria (as vezes assisto pq adoro cozinhar kkkkkk) e ela falou mais ou menos assim para uma competidora:

          “Pq vc ficou o jogo inteiro pegando no pé da y (outra mulher), não dos meninos”?

          Dai ela veio com aquele papo de “autenticidade” e sei la mais oq.

          Dai a Ana Maria perguntou pros meninos pq eles não se encrencaram entre si e eles só riram, bem de boas kkkk

          Eu pensei: É, de fato temos que aprender muito com os homens. E de fato as mulheres dominariam o mundo, SEEEE não se chicoteassem tanto entre si.

          Já viu homem brigando com o outro por causa de metade das bobagens q mulheres “brigam”? E ainda querem bater peito d “ah eu sou a santinha pq minha saia é no pé”, “ai aquela ali é vulgar, é periguete”. “Eu sou a fodona pra casar” *quem se importa caraio. kkkkk Dá gastura ver isso
          Eu que trabalho com isso vejo no dia a dia coisa q pouca gente ve e minha indignação fica ainda maior.

          Eu só gostaria de ter mais amigas mulheres. Eu sou amiga até de puta Mari, não tenho problema nenhum com isso não.
          Sou amiga de crente, de budista e de qualquer pessoa q abrir o coração pra mim. Sou amiga de gente mt rica, mt famosa, e gente mt pobre. Um dos meus melhores amigos já morou na rua.
          Odeio rótulos, mas se elas “são algo” e são gente boa, pode vir com short no cu, saia na pé. Só quero dar e receber amor.
          Cafona, mas é isso kkkkk. Quero sentir a alma das pessoas, e a gente sabe que pra isso não precisa de vestimento, nem curriculo, nem inteligencia e esse mimimi todo que usam.

          Minha sorte é que meu currículo é bom, aí me ouvem um pouco. Mas na boa? No fundo tbm sei que é outro rotulo social que nem comprova de fato alguma possivel inteligencia minha, assim como roupa em si e por si tb não mostra nada. O ser humano tem o lado A e o lado B, todos eles.

          • Carolina

            A Mariana respondeu a pergunta por mim.
            Não é apenas sobre a roupa mas o COMPORTAMENTO.

          • Só que a Mari não disse que a mulher é burra e mais o monte de coisa que vc disse kkk, mas enfim, só achei meio feio mesmo. Agora claro que ela pode ser tudo isso é mais um pouco kkk só não vi vc supondo que as vezes ela só não tem noção d vestimenta, ou que pode ter baixa autoestima e por isso se veste assim.

            Só vi descendo o pau kkkk

            Mas enfim, sei que sua intenção foi ajudar e a minha foi dar um toque, mas se tiver falando besteira e vc tiver ctz absoluta d tudo q disse p ter dito daquela forma, não tá mais aqui quem falou rs

          • Carolina

            Não falei que a guria é burra é você que está dizendo isso,
            O que eu disse foi que ela vai fazer escolhas erradas. Incrível a mariana entendeu mas você que diz ser tão inteligente não entendeu…
            Bonito mesmo é você dizer que eu não presto.. Por acaso me conhece?
            Me respeite e pare de falar merd*** de quem você não conhece

          • Pode copiar e colar a parte q eu falei q vc não presta, por gentileza?

          • M Holmes

            Eu tbm fico chateada quando vejo as mulheres se colocando umas contra as outras, exceto em alguns casos que uma das partes cometam um erro grave (roubar, matar, estuprar…).

          • Ah sim. Não se trata de sempre defender as mulheres, mas sim de defender o lado com a razão.

          • M Holmes

            Exatamente! Todo mundo deve ser respeitado dentro de suas individualidades e não cabe a nenhum de nós julgarmos uns aos outros.

          • Julgar é algo inerente ao ser humano, porém, ao menos eu tento saber que to julgando, ok, mas não posso garantir q estou sendo lá mt coerente no que estou dizendo. Tb sei que posso estar sendo injusta, etc.
            O problema não é julgar (a gente faz no automático), mas achar que tá 100% certo “só pq vc pensa assim”.
            Aprendi q todo mundo pode estar certo, inclusive ao viver vidas opostas, mas ai seria uma filosofia de textão, né?kkkk
            Homilta, nesse mes vc ganhou um dos premios do mais engajado do insta ou to loka? kkkkk

          • M Holmes

            Julgar é automático sim, mas é sempre bom evitar aconselhar pessoas sem isso, e é o que vc faz de modo excelente!!!
            Eu ganhei o prêmio de mais engajada do mês!? Sério!? Pq eu tbm não sei!
            hauahaahauahauah

          • não não, foi uma pergunta só kkkk

          • M Holmes

            Vc já postou o resultado?

          • Sim, todo dia 19 posto no stories, mas se vc não viu não foi vc não kkk As 3 já apareceram e já receberam.
            Tem que ver todo dia 19 lá s2

          • M Holmes

            huahauhaauhhau blz

          • Mariana Cobra

            Lú, eu sou feminista e não tenha medo de dizer que também é. CONTUDO, algumas mulheres deturpam o real significado da palavra e levam isso para um discurso de ódio aos homens.
            Todo e qualquer discurso de ódio não presta, deturpa e denigre o todo.
            Ser feminista para mim é lutar por igualdade, ponto.
            Concordo contigo quanto ao discurso totalmente sem sentido que nós mulheres temos (me coloco no meio) de julgar outra pela roupa/aparência e colocar uma muralha separativa por medo da outra…sei lá, talvez por medo, ciúmes ou por pensar que a outra pode tomar o lugar. Não sei!

            Normalmente vejo casos em que a mulher agride outra, mas o homem da história fica ileso, o coitado seduzido.

            Enfim…particularmente eu não sou tão aberta ao amor como você e tenho todos os meus pés atrás com o ser humano (homem ou mulher), mas quando me disponho a ser amiga, aí minha filha, já era….e pode saber que os alvos da minha amizade sempre contarão comigo para o que der e vier.

            Quanto ao caso citado…a moça vestir-se de periguete só trás um mal exemplo a filha do cara. Não pelas roupas, mas por corroborar um provável comportamento errático.

            Roupas são formas de expressão. E se você não tem maturidade para saber o que quer expressar, já era. Roupas te colocam num nicho social. Na escola os roqueiros andam com roqueiros. Os pagodeiros com pagodeiros. As patricinhas com patricinhas. As nerds com as nerds e as periguetes com periguetes.

            Tá errado? Tá! Mas temos que lidar com o mundo de HOJE, não o mundo ideal que talvez virá com a evolução do ser humano.

            Sendo assim, o problema não é e nunca será a roupa…mas sim o comportamento da guria. Afinal, ela brigou com a mãe e está se comportando como uma puta…pq se ela fosse estudiosa, esforçada, com objetivos e metas de ser uma mulher independente o pai jamais estaria aqui pedindo conselhos ou achando que a namorada é a má influência enquanto a má influência é ele por vários motivos que estão bem longe das roupas!

          • Mari, eu sei que tem aquela ideia de que toda mulher é feminista e não sabe, mas EU não gosto do rótulo. Não é questão de ter medo, é que eu não quero ficar me encaixando em nada. Eu sou amiga de muitas feministas e muitas ficam de cara comigo pq “Luiza, mas vc é mais feminista do que mt feminista, mas não diz isso”. Se sou, só não me chame disso kkk Não que dizer “eu sou feminista” seja algo ruim tbm. Acho que é a forma q cada uma tem d se sentir melhor. E se todas se sentem, tá massa e podemos – e devemos kkk- ser amigas.
            No mais, eu não acredito em igualdade, nem entre homens e mulheres, nem entre mulheres entre si. Jamais acreditarei em igualdade em uma humanidade tão complexa (e até mesmo especial, ouso a dizer kkk), MASS acredito em outras mil outras coisas (que o ser humano é potencialmente bom, as vezes só tá meio perdido)e prefiro falar sobre elas, sabe?
            Por fim, mulher faz isso com a outra muito por inveja, eu vejo isso nitidamente como “mulher que se expoe”. Claro q algumas pensam como pensam mesmo, mas ninguem é besta ne, eu vejo que mais de 80% é por inveja. E fico triste por isos pq queria ser amiga da pessoa, mas não posso.
            A sorte é que fico amiga dos outros 20% e sou que nem tu, que se cair no meu gosto, tem amiga DAS BOAS kkk pro resto da vida kkkkkkkkkkkkk

          • Mariana Cobra

            “Dar tratamento isonômico às partes significa tratar igualmente os iguais e desigualmente os desiguais, na exata medida de suas desigualdades”.

            Igualdade pra mim é isso…de forma alguma que todos serão iguais, mas questões objetivas devem ser tratadas como tal.

            Exemplo: salários iguais para funções e desempenho iguais. Licença paternidade compatível com a necessidade do pai ser pai. Liberdade igualitária e acima de tudo, respeito para com o outro.

          • Jps

            Sem querer contradizer muito o que você está falando, MAS….

            o mundo não vai evoluir, se a gente não evoluir antes, rs

            Minha opinião. Não adianta querer que as coisas melhorem, se a gente mesmo não faz nada. Esperar que ele evolua sozinho é irreal.

            É que nem o padre Fábio de Melo disse uma vez numa entrevista:

            Perguntaram para ele, o que deveria ser feito para acabar com os problemas na Siria.

            Ele disse que não tinha poder, influência e nem estudo para lidar com problemas dessa grandeza, mas o que ele fazia era tratar todas as pessoas no convivio dele com respeito e carinho que elas merecem, e se todo mundo fizesse o mesmo, essa “rede” iria se espalhar e chegar até a Siria.

            Acho que ele quis algo como, respeito gera respeito, da mesma forma que ódio gera odio.

            Obs: não sou religioso ferrenho, nem nada, só gosto do que esse padre fala, rs

          • Mariana Cobra

            “Minha opinião. Não adianta querer que as coisas melhorem, se a gente mesmo não faz nada. Esperar que ele evolua sozinho é irreal.”

            Tá, só não entendi onde eu disse que esperar ele evoluir é o ideal?
            Não entendi mesmo o que vc quis dizer….pareceu que vc quis discordar por discordar, mas não apresentou o ponto da discordância…sei lá.

            Quanto ao problema do perguntador…como evoluir no presente? É a mocinha estudar, fazer por onde tornar-se uma mulher independente, ser sábia nas decisões. Assim, ela mudaria por si só o estereótipo que está criando para si.

            E sim, podemos mudar o mundo hoje com as nossas atitudes e o padre está certo. Gentileza sempre vai gerar gentileza. Respeito gera respeito.

          • Jps

            “Tá errado? Tá! Mas temos que lidar com o mundo de HOJE, não o mundo ideal que talvez virá com a evolução do ser humano.”

            Malz, devia ter marcado essa parte, rs

            Quando disse que não estava querendo contradizer muito o que você falava, é que não acho seu argumento mal sobre a situação, só queria focar nessa frase em especifico.

            É que muitas pessoas falam que o mundo é ruim, e então devemos viver com base nele, mas queria salientar que agir assim não vai ajudar ele a mudar. Devemos agir de forma diferente e não nos adaptar.

            Mas claro um pouco de adaptação na vida é sempre bom, só depende em que assunto estamos falando.

          • Mariana Cobra

            Agora eu entendi. Fica confuso quando não se sabe qual comentário está sendo respondido.
            Mas contextualizando o que disse “Roupas são formas de expressão. E se você não tem maturidade para saber o que quer expressar, já era. Roupas te colocam num nicho social. Na escola os roqueiros andam com roqueiros. Os pagodeiros com pagodeiros. As patricinhas com patricinhas. As nerds com as nerds e as periguetes com periguetes.

            Tá errado? Tá! Mas temos que lidar com o mundo de HOJE, não o mundo ideal que talvez virá com a evolução do ser humano.”

            Quis dizer que unir-se e limitar-se a nichos sociais pela roupa é errado, mas é o que acontece nas escolas. Deveríamos ser mais abertos e tals.

          • Jps

            Sim, é que me apeguei num ponto quando estava lendo e acabei esquecendo de que o texto tinha todo um contexto e assunto incluídos.

            Realmente, hoje é assim que acontece as coisas, mas devemos ser nós a mostrar que a capadura nem sempre mostra o que o livro é de verdade, ou o livro pode ser diferente do que vemos na capadura, rsrs……acho que deu para entender

            E não ficarmos reclamando das coisas como são, ou nem nós especificamente, mas para aqueles que reclamam sem ter tentado nada.

          • Franciele

            Acho perigoso aduzir que o leitor não estaria aqui se o “problema” fossem apenas as roupas, porque pelo que ele escreveu, o aspecto fundamental da atração pela namorada, embora não seja o único, foi o modo dela vestir-se e o grande senão com a filha, é projetar os mesmos pensamentos que ele teve em relação a esta, na cabeça dos outros homens, mas direcionados a filhinha dele, que ele obviamente não considera mulher, seja no sentido sexual, seja quanto a saber lidar com o desejo alheio de forma saudável.

    • iiiiiiiiiiiiii

      Vish vai morre chamo pro pau as loka do Blog kkkkkkkkkkkk

  • Caio César

    Huahsaushauhauaha. Impossível não rir com esse relato.
    Definitivamente o ser humano é um ser impossível de compreender!
    O cara adora que a namorada se vista como uma periguete, mas já quando é a filha o discurso é mudado drasticamente. Huahauhauaha.

    É aquela velha história: “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço!”
    Aaahh, o ser humano…

    • Jps

      Na verdade é bem simples…

      O ser humano no geral é hipócrita, ahahahah

      Obs: não to falando de todos, rs

      • M Holmes

        Na verdade, somos seres contraditórios pq tudo que acontece em nossa volta é inconstante, por isso creio que a melhor alternativa é mudar nossas ideias de tempos em tempos. Hipocrisia, ao meu ver, é uma pessoa pensar de uma forma e agir de forma diferente daquilo que acredita, o que me parece ser o caso deste rapaz que tem uma visão tradicionalista e está namorando com uma mulher mais liberal (pelo menos em relação a vestimenta), e que agora se vê numa encruzilhada de valores morais por causa da filha querer tomar um caminho diferente do que ele acha correto.

        • Jps

          Eu concordo que existem muitas coisas inconstantes a nossa volta, mas o certo sempre será o certo enquanto o errado será errado. Dar comida para uma pessoa que precisa, respeitar as pessoas ao seu lado, ser fiel ao seu companheiro e diversas outras coisas sempre serão o certo, da mesma forma que trair, matar, roubar e dissimular é o errado.

          Eu entendo que hoje estão rolando muitos choques de ideias, com esses novos gêneros e orientações, mas desde que nós respeitemos, o resto é adaptável/aprendido.

          Sobre a hipocrisia, existem pessoas que criticam politicos, falam de corrupção, mas quando são parados pela policia na blitz ou algo assim, são os primeiros que querem subornar o guarda. Ou quando podem furam filas, não pagam impostos e etc. Quer dizer, os outros não podem, mas eles podem?

          Sem contar muitos religiosos que já foram drogados, mulheres de programa, ladrões e deviam ser as pessoas que entendiam melhor outro lado e no final se sentem os donos da verdade, os que mais julgam o próximo.

          Resumindo, sei que algumas coisas na vida são complexas (politica, economia), mas a maioria é bem simples……na minha opinião é claro, rs

          • M Holmes

            Em nenhum momento mencionei o fato da pessoa tomar um caminho certo ou errado, só opinei sobre o que penso ser hipócrita ou não.

          • Jps

            Sim……por isso disse que as pessoas são hipócritas. Ele não se importa quando é a namorada que usa esse tipo de roupa, mas quando é sua filha, ele acha ruim.

  • Liz

    eu ia fazer um post sério, mas diante da situação, diante do q as mulheres (me incluindo) passam todos os dias ao redor do mundo e aqui, nem se fale, e principalmente, o quanto q essas experiências NOJENTAS se devem a homens como o perguntador, prefiro:

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKarma is a bitch.

    PS.: se sua filha quer ser a imagem e semelhança da tua namorada, pelo menos como pai tenha a decência de ensinar a ela o que as profissionais do ramo já sabem:
    -não se meter com qualquer um em qualquer lugar, principalmente em lugares privados;
    -usar a porra da camisinha
    -não se engraçar com malandro cafajeste metido a gostoso e depois reclamar das consequências
    e o mais importante: explicar q vc é a exceção, mas a regra de mulheres assim é levar muita porrada, muita ofensa e não ter respeito algum, além de serem culpabilizadas depois.

    Aviso tá dado.

    Parabéens pro PA-PAAI!

  • Mika

    Leitor, vamos mandar a real?
    Sua filha adolescente é rebeldezinha e brigou com a mãe. Com certeza sua EX conhece bem a filha que tem e sabe que tem que leva-la na rédea curta.
    Muito esperta, a menina debandou pro seu lado, paizão liberal e permissivo. Pra piorar, arrumou uma aliada com a mesma maturidade que a dela. Provavelmente mais jovem que sua EX, mais liberal e sem qualquer preocupação, ou mesmo obrigação com a educação de sua filha, acabaram virando amiguinhas.
    Minha opinião?
    Tiraram o cachorro e puseram a raposa pra tomar conta do galinheiro!
    Assuma sua incompetência como “pãe”. Nem você, nem sua namorada, têm maturidade pra dar educação e orientação nessa fase tão complicada da sua filha. Ela precisa de autoridade e não se pode esperar isso da sua namorada (afinal, ela não é a mãe, nem nada). Tente ser um pai presente, mas de outra forma. Exerça sua autoridade de pai, crie coragem e mande-a de volta pra mãe, porque, com certeza, ela estará muito melhor lá.
    Boa sorte!

    • Mariana Cobra

      Realmente, a namorada não tem obrigação nenhuma de educar e talvez seja 100x mais cômodo ser amiga a calar-se e apoiar o companheiro OU será que ela preferiria ter uma aborrecente enchendo o saco dela e criando situações para acabar com o relacionamento do pai? Acho que não.

      Como disse no meu comentário, essa guria já deve estar no mal caminho e a mãe sabe, dando limites e impeditivos para guria voar….o que ela fez? Foi pra casa do pai, já sabendo que faria o que quisesse e sem limites.

      Só devolvendo mesmo pra mãe para talvez conseguir colocar as coisas nos eixos.

    • Bell Waltzi

      MIka, está certissima! Isso aconteceu comigo, mas com meu filho do meio, pois foi morar comigo achando que teria vida boa, sem regras e começou a matar aula, andar com gente estranha e o que fiz foi justamente isso, mandei de volta pra mãe, caso contrário ia ter que dar umas porradas nele. Minha ex mulher era periguete, mas minha filha mais velha, não se deixou influenciar e tem seu próprio estilo.

  • hadassa

    Só freud explica amigo leitor? SQN a gente aqui os comentaristas do site da Lú tentamos entender e ajuda os nossos perguntadores com sua dúvidas, angústias, questionamentos amorosos e familiares e afins.
    É complicado a sua atual situação com a namorada nova que tem o estilo periguete e sua filha adolescente rebelde, revoltada, perdida, valores bem distorcidos e desfocados que está sendo influenciada e achando legal sobre valores morais, conduta, modo de viver o estilo de ser e de se vestir da “madastra” periguete totalmente normal para cabeça de qualquer jovenzinha que pra ela não é fácil ter presenciado o fim a separação seu com a mãe dela sua ex esposa.
    É inevitável as consequências do “divórcio” principalmente aonde se tem filhos(as) uma pena que vc não detalhou se tú separou da sua ex esposa hà muito tempo ou pouco tempo se sua filha era baby, criança ou ela já tava entrando na adolescência quando fim do seu casamento aconteceu? Faltou esse dados no ar seria crucial outra coisa era bom você ter trazido a luz no seu relato essa atual “namorida” ela foi a pivô do fim do seu matrimônio ou não a mesma chegou na sua vida depois da sua separação?
    Então amigo vamos ao seu caso está complicado mais não é impossível de ser resolvido será colega leitor que agora a ficha da sua namorada caiu pela bronca e reprovação de não querer a sua influência dela na educação, conduta e valores dela não passar o jeito de ser de periguete para sua filha que esse é um estilo de vida negativo de uma mulher que pega mal vista na sociedade em geral? SIM meu caro repito eu acho que a sua namorada murchou contigo porque eu acho que ela ACORDOU exato ela demorou perceber que estilo periguete dela de ser e vestir que te agrada um fetiche vc gosta e nutre uma fantasia nesse área de relacionamento ela pra ti vc a vê como objeto que usa, abusa, mostra para os outros inflama seu ego e sua vaidade pra ti ELA é um TROFÉU para exibir pra todos e nenhuma mulher quer ser olhada dessa forma pelo seu homem que está ao lado dela quer ser uma pessoa amada e admirada por ele além do seu físico o seu interior outras qualidades além de ser somente um corpo uma espécie de boneca inflável rs. A gente entendeu perfeitamente leitor que parece que a tônica da sua nova relação é bem essa a sua visão de relacionamento não é amor sim tenho minhas dúvidas que pessoas como vc não sabe amar que suas relações sentimentais mais pro lado sexual, carnal e mais fantasia erótica não sei pode ser que vc adepto a vê filme pornográfico as vezes influenciou a sua visão sobre amor e relacionamento amoroso duradouro etc… a gente não sabe se com sua ex era assim que vc a via porque tem muita mulher casada que faz coisa na hora da intimidade e fora dela que não gostaria de fazer para agradar o marido viciado em pornografia ele tem visão distorcida da relação íntima sexual com a esposa quer a companheira seje igual atriz pornô isso afeta a relação normal e natural do sexo a dois porque baseia a sua intimidade com parceiro(a) uma fantasia e não algo real e cansa de ter relatos aqui de mulher casada dizer que faz isso e aquilo coloca roupas íntimas e se fantasia e compra brinquedos e vira do avesso só para agradar o marido e no final ela acaba se desagradando o marido se enjoou tá frio, distante, seco, indiferente é uma areia movediça é uma desgraça na vida sexual dos casais e homens viciados em pornografia e masturbação rouba o amor real e natural com sua esposa.
    Fica ligado e atento amigo leitor me parece coisa de intuição repito que sua namorida percebeu que vc a vê como objeto sexual que ele tem exibe dentro e fora de casa ela uma espécie de barbie sexual sua das suas fantasias só isso que ela uma boneca inflável vc não admire a pessoa dela além do corpo não admira o interior seu coração a alma dela o seu cérebro principalmente ela na sua visão é só a jovem bonita, gostosa de 27 anos de estilo periguete que faz os seus desejos fantasiosos e fetichista ser realizados ao seu lado. O tempo fechou é ela de alguma maneira ter influenciado a sua filha rebelde a ser uma periguete que saiu da casa da mãe está sem se falar deve ter brigado com ela disse vou morar com meu pai ela veio mais como pai no fundo você como pai sabe separar uma mulher sua da sua filha tú tem consciência ainda bem que ser periguete e objeto sexual de homem é negativo uma mulher escolher um estilo de vida assim e ser assim que não é algo positivo pra ela e na sociedade ter essa imagem. Agora meu caro só te resta conversar chamar a sua ex esposa e sentar com a sua filha para pedir fazer as pazes com a mãe dela e voltar a morar com a mesma pra vê e dá para resgatá-la desse jeito dela de ser e se comportar e dá força e influencia que sua namorada de alguma maneira a incentivou a ser periga como ela. Quanto a sua atual namorida não sei ela pode ter acordado como disse e esse balde água fria que vc deu nela perceber que o melhor terminar o relacionamento de vocês o que me resta e te desejar BOA SORTE rs!!!!!!!

  • iiiiiiiiiiiiii

    A princesinha do papai não, poder transa quer o grelinho eterno que nunca vai quebra cara ACORDA essa menina não sentou em uma pica eu mudo meu nome sexo fácil de mais nós tempos de hoje o que vc e todos os pais precisa fazer e participa da vida dos seus filhos não seja só a bosta do PAI que só xinga da ordens seja tbm o AMIGO o porto seguro dela dando esse passo ai sim vc passará para o próximo que de ser PAI entendo sua preocupação mulheres que usar roupa vulgar tende a passa imagem de puta fácil na grande maioria das vezes e verdade isso mais ainda tem uma parcela pequena que diz ser contrario O.o vc não quer uma filha com imagem de puta marmiteira de traficante converse mais com ela conquista amizade que o resto vem fácil, amizade e o fundamento do amor.

  • josè

    Vc sequer ser marido a ostentação e não pai ostentação!

    Vc ficou sem moral para questionar sua namorada e sua filha !

    Melhor ficar quieto e aceitar que vc tem duas periguete em
    Casa .

  • Roger

    Caro leitor:
    vivo uma situaçao bastante semelhante a sua. Tenho uma filha de 13 anos que veio morar comigo e minha namorada a influencia totalmente. Talvez meu caso seja até pior que o seu pois as duas saem frequentemente para fazer compras e quando voltam vejo que as roupas compradas para minha filha sao absolutamente
    inapropriadas para a idade dela, alias para qualquer adolescente ou mulher jovem. Eu tentei fazer valer minha opiniao contraria, tentei proibir, tentei tudo mas nao adiantou, elas riem de mim
    e falam que eu nao entendo nada. Na verdade reclamar é até pior pois a tendencia é a filha se rebelar e exagerar ainda mais, desta forma desistí totalmente de proibir ou reclamar e agora é simplesmente liberdade total na maneira de vestir-se. Imponho sim horarios rígidos e a levo e pego de carro para todos os lugares, evito ao máximo ela ficar sozinha com meninos. Passei a me concentrar também em conversas esclarecendo que muitos meninos vao querer dar em cima apenas para fazer sexo e depois
    descarta-la, que muitas pessoas vao ter uma imagem errada dela, esclareço a importancia fundamental do estudo, do trabalho, e da importancia dela focar em atividades produtivas pensando no futuro. Mas dou liberdade total para ela se vestir como quiser.

  • Franciele

    Leitor, tu não disseste a idade da tua filha, mas, por experiência familiar, digo que muitas vezes o afã de se mostrar é apenas uma fase da adolescência.
    Tenho duas primas que tinham esse estilo de vestir, mas mudaram para o patamar do bom senso, depois de passarem vergonha ao serem mandadas de volta para casa ao chegar no trabalho, para trocar de roupa, e também quando foram me buscar num evento religioso e ficaram escondidas dentro do carro, porque não queriam descer daquele jeito; foi engraçado.
    Aconselho que tu converse com tua namorada a respeito da repercussão desse jeito sexy de se vestir, colocando inclusive o que tu pensou dela quando se conheceram e etc, ressaltando que tua filha provavelmente não tem maturidade para lidar com essa hiper sexualização, seja no exercício saudável e respeitoso da sexualidade, seja na administração dos assédios a que estará exposta.
    Quanto a tua filha, exemplifique situações que ela poderá vivenciar, procurando descobrir como ela pensa em reagir a tais coisas, bem como, saliente que tua relação com tua namorada tem outro contexto e que não adianta ela dizer que lida bem com críticas, porque qualquer padrão de vestimenta que uma mulher adote é passível disso, devendo ser analisada a imagem que se pretende passar, para que ela saiba se impor frente a uma cantada inoportuna, às atitudes de algum rapaz que a v queira apenas para sexo, ao desgaste imediato da imagem estudantil e futuramente profissional, visto que, muitos crerão que ela consegue os êxito a custa de favores, entre outras coisas que tu, como homem que gosta do estilo, deve saber melhor do que eu.

  • Leticia Guilarducci

    Agora tu fica preocupado né? então comece parando de tratar sua namorada como troféu meu querido, só porque ela se veste de maneira sexy…do jeito que você fala, tu sente orgulho pelo corpo dela e não pelo que ela é como pessoa.

    Ai agora tua filha ta indo pro mesmo caminho de andar toda sensual, ai você se preocupa né? porque? ta com medo dos rapazes tratarem sua filha como troféu, assim como você faz com sua namorada? É, quando a pimenta não arde pro teu lado tava super de boa, agora que passou para tu.. a bundinha ficou apertada, hora de repensar suas atitudes de homem.

    Enfim, converse com sua filha e explica que ela ainda está muito nova para usar essas roupas sensuais, para ela esperar fazer 18 para pensar em ser sexy. Fala pra ela estudar, praticar esporte ou qualquer coisa que ela goste de fazer. Leve ela no ginecologista, tenha uma conversa com ela sobre sexo.,..a eduque, antes que ela caia no mundo e descubra tudo sozinha e de forma errada.

    • Ana

      Verdade. Ninguém tinha falado nesse ponto de vista. Todos falando como “ah, você tem medo que ela se vista assim e outros caras não valorizem ela como vc valoriza sua namorada”. Todos presumindo que ele fosse o diferentão, que desse o maior valor. Mas é justamente isso que vc disse, mulher troféu. Ele não está se importando se a namorada gosta de se vestir assim, ou se ela vai se sentir bem com a atenção ganhada. Ele quer ser o pegador da gostosa, do tipo “olha, o que eu consigo ter”. O medo dele é de justamente a filha arrumar alguém como ele, e não alguém a “excessão”dele.

  • Dea Perioli

    Como não posso supor nada ,vou me ater ao fato de que este pai está colhendo o q plantou. Gosta da provocação depravada da atual eleita para rainha do lar…mas a princesa deve fechar os olhos a tudo e portar-se leia-se vestir-se como menina filha do papis. Agora Inês é morta pq sobrou para vc próprio a tarefa de desconstruir o parâmetro que instituiu como belo, atraente e decente a ponto de ser sua eleita. Sou partidária de que o hábito não faz o monge, mas o resto da humanidade julga e julga com ferocidade. Pai tem obrigação de inclusive poupar sua prole de julgamentos desnecessários. Agora vá até ela e numa conversa de papis para projeto de piriguete diga q ou se veste adequadamente ou volta para casa da mamis. Sugestão dada, se não adiantar e vc for do tipo q ameaça e não cumpre aconselho a aceitar. Tá no inferno..abraça logo o capeta

  • Faah Dias

    Tu entrou num cano sem saída né??? Se você como pai RESPONSÁVEL por sua filha não fizer nada, quem é que vai fazer? Assim como os comentaristas, concordo que se você mesmo concorda com a sua namorada se vestir como piriguete, inclusive concordando que outros homens passem por ela e digam o que quiser, e criticando sua filha ao fazer o mesmo, você se torna um belíssimo hipócrita. Vou te dar 3 possíveis soluções:
    1- aceitar que sua filha JÁ se tornou aquilo que você mais admira na sua namorada e informa-lá sobre as idas no ginecologista, exames de prevenção, sexo etc.
    2- conversar com elas, explicar o pq e mandar de volta pra mãe. Afinal se você não consegue se impor, alguém tem que fazer, não é mesmo?
    Sobre sua namorada, sim ela está dando mal exemplo e a culpa é sua. Se não queria uma namorada que não desse mal exemplo a sua filha que está formando sua identidade agora, arrumasse uma que se enquadra melhor ao tipo de mulher que você espera que sua menininha seja. E tem mais, se ela gostasse de sua filha, aconselharia a não se vestir como ela, afinal de contas é uma mulher adulta e sabe o que faz.