Dá pra viver só de amor e sem sexo?

75

Leitora: Boa tarde! Eu tenho 23 anos e namoro há 2 anos com um homem de 30. O nosso relacionamento é muito bom em todos os sentidos, especialmente companheirismo. Não moramos na mesma casa, mas estamos juntos pelo menos 4 dias por semana. O início do nosso relacionamento foi perfeito, era muito intenso e estávamos sempre falando coisas quentes um para o outro, tínhamos relações praticamente todas as noites que dormíamos juntos e falávamos abertamente sobre fetiches. Porém, nos últimos meses comecei a me preocupar com o sexo. 

A nossa transa é boa, mas sinto que algo mudou. Ele não demonstra mais desejo pelo meu corpo fora do sexo, quando estamos sozinhos e tento começar algo, ele parece ficar com vergonha de me falar certas coisas, e normalmente sou eu que começo a transa… Se depender dele, em certos momentos acabamos não fazendo nada. Já tivemos várias situações que eu estava com vontade e ele apenas me masturbou, mas não me deixou fazer o mesmo por ele, quando isso acontece me diz que vai demorar demais para “finalizar”.

Já tive conversas com ele, mas a resposta é sempre a mesma, ele diz que o nosso relacionamento amadureceu, e que não será um fogo para sempre. Me preocupo com isso, pois estamos namorando há pouco tempo para passar por essa situação. Será que as coisas ficarão ainda piores futuramente? O relacionamento basear-se apenas no amor e nada de desejo ou safadeza?…

Gostaria muito de receber um conselho, pois isso já me deixou mal algumas vezes… E me faz ficar indecisa. 

relacionamento esfriou

Você disse que em certos momentos ele parece com vergonha de te falar certas coisas, porém, que antes tudo era bem diferente disso. Nisso me veio em mente se, quem sabe, você não falou ou fez algo que o travou. Ou mais, se aconteceu algo que o travou – tal como por exemplo ter broxado ou algo do tipo.

Será que você é a mesma de antes? Porque assim, se você fosse a mesma, faria sentido ele, por exemplo, não querer mais tanto sexo (o tempo passou e “foi perdendo um pouco da graça”), mas o negócio é que parece que ele mudou também psicologicamente e nas atitudes contigo, não apenas “hormonalmente”, sabe? Sendo assim, pense um pouco a respeito e qualquer coisa me procure para uma consulta particular.

Caso você ache que esse não é o problema. Ou seja, “que é só o fogo que baixou naturalmente e fim”, tudo irá depender de você.

Por exemplo, eu adoro uma putaria kkkk. Falar, assistir, tudo. Ontem mesmo fui assistir um filme e falei na lata que queria um bem quente. E nem falo isso porque quero “transar com a pessoa”, é porque gosto do hot mesmo kkkkk. Então, se você for como eu que acha complicado não ter intimidade nem pra falar, nem pra fazer e que isso é algo grave, você até pode dar um prazo de uns 2 meses pra ver se é apenas uma fase (acontece e poderá acontecer contigo futuramente também). Porém, se nada mudar, vai do que você considera realmente importante pra você. É claro que TUDO é importante, mas tem mulher que acha MAIS importante ter dinheiro, outras preferem família unida, outras amizade, outras putaria e por aí vai. Nisso vai de você não se enganar ao ver o que MAIS pesa e se isso compensa as outras perdas e ganhos. É o clichê da balança mesmo…

Se ele já broxou ou teve lago semelhante, como você reagiu? Você o criticou? Você já “o zoou” por sei lá, demorar demais ou qualquer outra coisa do tipo? Às vezes fazemos comentários “sem noção” que travam as pessoas. É tipo quando falam que você fala demais e a partir daí você fica com medo de conversar com a pessoa, sabe? kkkkk. Ou que você tem mau hálito e você fica com medo de beijá-la….

Por fim, tente iniciar menos o sexo (para não pressioná-lo tanto e ver também se ele não sente um pouco falta de ser “caçador” kkk). Se nenhuma conversa funcionar e você começar a se sentir mal “pelo toco atrás de toco” (rs), tente encontrá-lo por menos vezes na semana. Assim ambos ficam com mais tempo pra pensar e quem sabe bater uma saudade, né? Se mesmo assim ele insistir no fato de tudo isso ser normal, vai de você concordar com ele (o que não acredito que seja o caso), procurar uma terapia para uma última tentativa, ou ver que tem coisa que não é questão de “quem está certo ou quem está errado”: os fatores mais importantes para cada um não estão batendo e é simples assim.

Até amanhã!

Lu

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • Anônimo

    Sou homem e sei que a questão é para mulheres, mas vou tomar a liberdade de responder.
    Em casos como esse relato a situação ficou difícil porque no início do relacionamento a frequência e o comportamento eram bem diferentes de agora. Aí sim provavelmente haverão problemas.

    Nem todo mundo valoriza sexo da mesma forma, essa é uma questão muito pessoal. Acredito que em média o homem tenha necessidades sexuais maiores que a mulher até por questões hormonais.
    Deve-se procurar um equilíbrio, tem muito marido que esquece que esposa está viva principalmente quando ela passa dos 35, 40 anos de idade. Não só esquece que ela está viva sexualmente como emocionalmente. As mulheres por sua vez muitas vezes ainda tem vergonha de tratar do assunto.
    Não digo que o sexo seja mais importante que o amor, cada coisa tem sua importância. Mas tenho certeza que para um relacionamento dar certo em todos os aspectos deve haver amizade verdadeira entre o casal, coisa que falta em boa parte dos relacionamentos. Essa amizade é que dá a liberdade para abordar esses temas de forma natural, sem neuroses.
    Hoje há um foco muito grande na questão sexual em sí. Mas a maioria dos relacionamento não se resume só a sexo, tem um relacionamento antes disso e esse de preferência deve estar saudável.
    Se o casal se der bem fora da cama a probabilidade de sucesso na horizontal é muito maior.

    Por fim.. Sim é possível relacionamento sem sexo ou com pouco sexo, mas acho que são casos mais específicos e só valerão a pena se o casal estiver satisfeito assim.

  • Liz

    “ele diz que o nosso relacionamento amadureceu, e que não será um fogo para sempre.”

    Vindo de um homem (sim, generalizando, me apedrejem), isso me cheira a uma coisa só: a inevitável descoberta de como esse cara realmente pensa, que no caso me parece ser uma percepção de que mulher que gosta de sexo é aquela que 1) quer segurar macho ou 2) não presta. No primeiro caso, essa mulher teria que passar a fazer menos sexo porque agora ela segurou um macho, e portanto não precisa mais trepar loucamente, logo, ela presta; no segundo caso, siimplesmente ela não presta, afinal, ninguém gosta de sexo né não?
    Ou ele já arranjou outra, claro, sempre tem essa possibilidade. Do tipo 2, sabe?

    Triste.

    • Anônimo

      A possibilidade de traição existe. Mas tem que ver como está o relacionamento de forma geral, se houveram outras mudanças além da sexual.
      E também se o homem está com problemas na vida profissional ou mesmo de saúde física ou emocional, a questão nem sempre é tão simples.

      • Liz

        Eu ouço demaaaaaaais essa frase: “a questão não é tão simples”. E eu odeio. kkkkkkk inspira uma hipocrisia que me dá desgosto. A questão do cara em questão é bem simples: ele não tá querendo fazer sexo tanto quanto antes. As razões pelas quais isso tá acontecendo é q podem ser várias, e complexas, mas o problema ta aí, e é simplíssimo. E realmente, se os dois não tem problema ALGUM no relacionamento, acho q o “problema” dele é na realidade querer menos sexo do q antes. Que também é simples, oras, ninguém é obrigado a fazer o que não quer. Daí a ver o lado da moça são outros 500. Infelizmente a pior parte do relacionamento é querer coisas do outro e ao mesmo tempo não poder exigi-las. Acho q é uma das maiores fontes de sofrimento da humanidade. Mas fazer o que, não? No máximo procurar um médico/terapeuta caso ele se incomode com isso, mas se só incomoda a moça, infelizmente é aquilo, enfiar a viola no saco e encarar a vida como ela é.

        • Anônimo

          Se o meu comentário te inspirou hipocrisia eu lamento, em nenhum momento fui hipócrita, só expressei meu ponto de vista.
          De fato se o cara quer fazer menos sexo que antes é uma questão simples, as causas como você mesmo citou é que podem ser variadas.
          E por sinal muitas mulheres também tem essa mudança em seu apetite com o tempo. Essa questão não é exclusiva, nem nova.
          Porém o texto não dá maiores detalhes, por isso entendo que não dá pra cravar uma única causa.
          Por fim, ninguém é obrigado a se sujeitar a nada se o casal tem outros motivos além do sexo para ficar juntos há a possibilidade de se acertarem.

          • Liz

            É, do jeito q escrevi deu a entender mesmo, mas não me referi ao q vc disse, e sim à postura de quem geralmente me fala q tudo “não é tão simples”. Realmente, não dá pra saber o q se passa, mas é curioso.

          • Anônimo

            Ok. Sem problemas, que bom que entendeu meu ponto de vista.
            Esse tipo de resposta é meio que “padrão”, mas em muitos casos é verdadeira.

  • Mariana Cobra

    Vcs sofrem de incompatibilidade sexual, ou seja, possuem ritmos diferentes.
    O fogo da paixão diminuiu e vcs começaram o verdadeiro ritmo de cada um. Assim sendo, ou encontram um meio termo ou encontram um parceiro.

    Existe sim amor sem sexo e o nome disso é amizade!

    • Mika

      “Existe sim amor sem sexo e o nome disso é amizade!”
      Amiga, o leque é maior. É possível haver amor tanto na amizade quanto no casamento, mas nao sao do mesmo tipo. Existe amizade com sexo e sem sexo. Existe casamento com e sem amor. E existe casamento com e sem sexo. Assim, existe casamento sem amor e sem sexo, sem amor e com sexo, com amor e sem sexo e com amor e com sexo.
      Expliquei ou confundi? rsrs

  • Mika

    Leitora,
    Voce com 23, ele com 30, o relacionamento com 2 e já nesse pé?
    Relacionamentos nao amadurecem do nada. Sao os casais que amadurecem e levam o relacionamento a um outro patamar. Assim, minha aposta é que esse namoro já caiu do pé.
    Numa última tentativa, vale levá-lo ao médico pra descobrir se há algum fator físico ou emocional que esteja derrubando a libido do seu namorado (se conseguir esse milagre, porque homem só vai ao médico quando está morrendo).
    Voce também pode seguir as dicas da Luiza e tentar ficar “mais difícil”, verem-se menos vezes na semana, provocá-lo, mas sem tomar a iniciativa.
    Por fim, se nada disso adiantar, aconselho-a a pular fora desse namoro, porque voce é muito nova pra abrir mao do sexo (esse tipo de frustracao baixa a autoestima e a deixa a um passo da traicao).

    Sobre a pergunta… Sim, é possível viver num relacionamento sem sexo, mas só quando o amor consegue suplantar o desejo… depois de uns 25/30 anos de convivencia.

    PS: Continuo apanhando do teclado diferente, sem til e c-cedilha. E com preguica de procurar no Google a tabela ASCII…

  • Pelo relato, o que dá para concluir é que algo aconteceu, não é natural como o cara tenta fazer parecer. “Amadurecimento do relacionamento” não acontece com tão pouco tempo, nem nessa faixa etária e dificilmente para um casal que sequer vive junto. Ele mente…
    Não tem como adivinhar o que se esconde nessa história, mas uma desconfiança da Luiza é o que mais tem cheiro de verdade: algo que você disse ou o conjunto da obra. Broxou porque tá magoado, ressentido por algo sexual ou até de outra área ou, ainda, não se sente à altura do desempenho da perguntadora. Também, não se pode descartar, algo físico, estresse ou por que não, uma outra mulher. Mas que não é uma situação dentro da normalidade, isso dá para afirmar.
    Cara perguntadora, bota o cara na parede, essa não colou.

    • Mariana Cobra

      Não sei se colocá-lo na parede resolva. Intimidá-lo tem o potencial de afastá-lo mais ainda. Pelo o que ela diz, ele tenta satisfazê-la, mas evita por o meninão para funcionar.
      Isso aí tem mais cara de que aconteceu algo que a leitora não soube dizer ou escondeu.
      Homens são mais sensíveis emocionalmente que nós mulheres….

      • E oq vc chutaria Mari?

        • Mariana Cobra

          Bloqueio sexual. Ela fez ou disse algo que causou esse bloqueio.
          Ninguém muda da água pro vindo e perde o interesse e a vontade do nada. Ou a pessoa é apática sempre ou não.
          Ela é muito novinha e pode ser que falte maturidade pra abordar certos assuntos com leveza.
          Não sei, mas acho difícil ele ter outra, senão ela teria citado outros comportamentos duvidosos…

          • eu achei vários comportamentos duvidosos dos citados, mas tbm não sei se ele tem outra. Só to fuçando mesmo kkkkkkkkkkkkkk

      • Vc tem razão, ela já tem confrontado ele é nada. Eu aconselhei isso mais no sentido de ele entender que assim já não tem como continuar.

      • Inquisitor

        “Homens são mais sensíveis emocionalmente que nós mulheres….”
        Poderia explicar o seu embasamento pra tal afirmação? (gostaria muito de saber)

        • Mariana Cobra

          Embasamento? Tipo científico e tals? kkkkkkkk
          Só posso dizer pelo o que observo e vejo no dia a dia e vamos ver se consigo te explicar o que quis dizer…
          Nós mulheres somos ensinadas a falar de sentimentos logo cedo, já os homens não…homens são criados para serem fortes e não reclamar (principalmente com relação ao que sentem).
          Então quando há problemas no trabalho, estudo, familiar etc vcs (geralmente) guardam para si. Nunca vi uma roda de meninos onde vcs compartilham coisas profundas como acontece em rodas de mulheres.

          Para nós mulheres, basta um chamego, um carinho ou até mesmo um lubrificante que acontece as paradas…e vcs?

          Se a cabeça masculina está perturbada com questões particulares, tendem a ficar com problemas nas demais áreas…

          Assim sendo, uma palavra de repreensão sexual já é suficiente pra causar algum tipo de bloqueio..e esse bloqueio vai perdurar enquanto não for discutido e resolvido. Mas como discutir algo que não é dito?

          De qualquer forma, eu penso que nós mulheres somos mais fortes no quesito emocional, mas nada relacionado a ciencia ou nada além da minha opinião mesmo.

          • Inquisitor

            Muitíssimo obrigado pela resposta.
            Mas não são as mulheres que acusam os homens de serem insensíveis? Pelo seu comentário os homens não seriam mais sensíveis que as mulheres e justamente por isso um problema reverbera em todas as áreas como você falou?

    • Eu pensei em outra mulher tbm
      mas nesse caso será q ele diminuiria o sexo tão drasticamente com a esposa? Pq homem adora pagar d q “come as duas” kkk

      • Eu citei isso mas não acho que seja isso. Acredito que é o que vc disse. Ele está intimidado com algo que ela diz ou faz e tá se “vingando” dando um gelo. Coisa de quem não consegue se expressar. E talvez ela tenha omitido muito o lado dela no relacionamento, pode ser o tipo de pessoa um pouco insensível.

  • Milena Tyler

    O problema para a maioria das mulheres, na minha singela opinião, não é viver só de amor e sem sexo, mas viver só de sexo e sem amor.

    Aliás sem amor não vai muito adiante não, seja lá o que quer que seja. Agora o que realmente é o amor para cada pessoa, e o que ele pode fazer de positivo para um relacionamento, vai do casal avaliar.

    • mas se é só amor fica tendo amizades, não precisa casar, não?
      Só polemizando mesmo kkkk

      • Monalisa

        Bem, eu acho que eu poderia viver sem sexo. Mas se tivessem abraços, carinhos, beijinho, e umas preeliminares uai. As vezes não da para fazer sexo literalmente, mas da para sentir prazer de outras formas se é que me entende.rsrss.
        Mas é claro que deve haver uma atração fisica de inicio, e no decorrer da relação. No entanto, as coisas se desgastam, o que é natural, e a relação se mantem não pelo sexo, mas sim pela amizade.
        Meu noivo é meu melhor amigo, de verdade e justamente por isso que podemos falar as coisas na lata mesmo. E essa abertura que amigos tem ajuda muito na comunicação do casal.

        • Jps

          Se a pessoa não quer fazer sexo, dificil ela querer fazer preliminares, rs……mas entendi o que você quis dizer. O carinho mais inocente e a amizade real já te fariam feliz a longo prazo.

          • Monalisa

            você sacou a ideia, mas as vezes o cara quer fazer sim, e tem problema de ereção, a mulher de lubrificação e etc. Ainda mais quando ficamos velhos, eu acredito que enjoamos de tudo…kkk. Ai o que fica é a amizade. Mas verdadeira.

          • Jps

            Quando estivermos velhinhos beleza, o problema é passar por isso antes dos 50, rs

            Mas claro, existem situações e situações

            As vezes o parceiro está com problemas (depressão, ansiedade) e nos relevamos até certo ponto.

            O problema é quando os desejos que não batem e não algo externo.

      • Milena Tyler

        – O sexo na verdade é apenas o aspecto elementar do casamento. Há dois estágios completamente diferentes no casamento. Primeiro, quando os nubentes são jovens e seguem o maravilhoso impulso concedido pela natureza, da inter-relação biológica dos sexos, para produzir crianças. Mas chega um tempo em que a criança se emancipa da família e o casal é deixado para trás.

        Casamento é uma relação. Quando vocês se sacrificam no casamento, o sacrifício não é feito em nome de um ou de outro, mas em nome da unidade na relação. A imagem chinesa do Tao, com a treva e a luz interagindo, mostra a relação entre yang e yin, masculino e feminino, e é isso que vem a ser o casamento. É nisso que vocês se tornam quando se casam. Você deixa de ser aquele um, solitário; sua identidade passa a estar na relação. O casamento não é um simples caso de amor, é uma provação, e a provação é o sacrifício do ego em benefício da relação por meio da qual dois se tornam um.

        Eis aí uma imagem genuinamente mitológica, significando o sacrifício de uma entidade visível em nome de um deus transcendente. Isso é algo que se torna maravilhosamente consciente no segundo estágio do matrimônio, que eu chamo de estágio alquímico – os dois vivendo a experiência de serem um. –

        Esse texto é para resumir a forma como enxergo as coisas, e extraí ele da própria internet. Acho que o deve ser dito é que um dia o sexo acaba, de uma forma ou de outra. E existem mais coisas para serem vivenciadas em um relacionamento, e construídas, do que o somente o sexo em si. Tem muita importância sim, no primeiro estágio, como diz o texto, mas como dizem os mais sábios o amor suporta tudo, ou pelo menos deveria! rsrs

        • Mariana Cobra

          Lindo o texto, mas discordo de somente um ponto. O amor não suporta tudo. Isso é uma ilusão criado através dos tempos, uma idealização do amor.
          Amor acaba. Cabe aos envolvidos trabalhar diariamente para que isso não ocorra.

        • Jps

          Achei bem legal o texto, mas acho que não se aplica na vida real, rs……minha opinião, não digo que você esta errada

          Existe um motivo para os terapeutas perguntarem a frequência sexual de um casal. Claro que após 20/30 anos de união as coisas podem diminuir, tanto por causa hormonal e cansaço da idade, só que em casais jovens o sexo é muito importante.

          Ele mostra o interesse de um pelo outro, então se o casal para, quer dizer que está rolando algum problema ou a quimica não está batendo mais.

          Mas claro, precisa ter mais coisas como companheirismo, respeito, amizade e por isso manter uma relação saudável é tão dificil.

  • hadassa

    Dá para viver só de amor e sem sexo? Complemento a sua pergunta durante o namoro e noivado?
    Sim quem vive a virtude da castidade que decidiu abraçar essa filosofia divina para sua vida essa proposta da igreja católica recomenda a todos solteiros(as) não obriga ninguém deixar isso claro a esperar fazer sexo só depois do casamento graças a Deus quem pensa isso coisa antiga e medieval existe muitas pessoas moças e rapazes de todas idades que decidiram experimentar esse DESAFIO a guardar sua virgindade até o dia do seu matrimônio a viver na contramão da filosofia do mundo que é super sexualizado que dá valor enorme ao “prazer” a fazer sexo fora do casamento a nossa sociedade é hedonista e imediatista tem uma visão bem distorcida sobre o que de fato a fase do namoro e um noivado? O que é sexo? O que é amor de fato? Se vc pensa que namoro só se resume nisso? beijos de língua, abraços, amassos e fazer sexo minha amiga te mostrarei aqui que não rs. Tipo vou namorar com essa pessoa porque? Ela só bonita ou gostosa? Ele só bonito ou gostoso? Não pra nós só isso não basta e não critério primordial para namorar alguém algo muito superficial e nada profudo no quesito que falo de alma.
    A igreja de Cristo nós ensina que sexo e amor são coisas diferentes e distintas um casal de namorados uma moça e rapaz podem fazer SEXO no período do namoro deles mais isso não significa que estão amando de fato?
    Homens e mulheres sabemos muito bem que a igreja nós alerta isso que fazer sexo fora do casamento no período de namoro e noivado corre esse risco do rapaz ou da moça falar,falar, falar usar as palavras o blá,blá,blá eu te amo vc homem da minha vida ou mulher da minha vida isso não ser verdade ser fingimento a pessoa pode está só passando o tempo para ter sexo ali garantido mais ele ou ela não está disposto de fato e levando a sério o namoro pra vê se essa pessoa é certa para ti ou não para dá passos rumo ao matrimônio ou não.
    Sim a gente cansa de vê ou ouvir histórias aqui no site da LU é direto a pessoa tá namorando algum tempo de repente ambos ou um dos namorados começa a mudar comportamento e a relação esfriar daqui a pouco plaft a maioria das vezes o rapaz quer o que pular fora e terminar a realidade só uma já enjoou quer partir pra outra porque já teve todo acesso fácil do prazer=sexo sem precisar estar casado.
    Afinal o que a igreja nós ensina o período do namoro é o que? Conhecer a ALMA da outra pessoa é não seu corpo e não fixar no prazer de fazer sexo com namorado(a) estar interessado(a) conhecer profundamente a outra pessoa não no sexo e sim repito conhecer a alma da outra pessoa namoro é diálogo somente conversar tudo isso começa numa amizade sincera desinteressada de querer sexo=prazer.
    A moça e rapaz que abraça a castidade repito é uma filosofia de vida nós desfrutamos de uma experiência rica e profunda de conhecer o mistério que cada um é tem na sua alma do outro só na conversa? O que pensa? Quem é? O que gosta? De que família vc foi criado? Quais são seus valores? Quais são seus sonhos? quais são seu planos? Quais são seus medos? Quais são seus receios e angústias? O que vc pensa da vida? Quais são seus objetivos? Tanta coisa para saber e conhecer a outra pessoa alma que é o seu interior.
    Nossa seleção para candidato a possível namorado(a) é muito fácil pra nós que vivemos a castidade desde do começo a gente percebe pelo comportamento, atitudes, atos da pessoa o que de fato ele ou ela quer conosco? Na conversa a gente saca as intenções qual é?
    A gente tbm deixa claro antes mesmo de começar o namoro olha só fulano(a) para namorar comigo e diferente vc está disposto a não ter sexo comigo eu vivo a castidade e pretendo seguir isso até o dia do meu casamento essa minha visão de namoro que eu tenho da minha fé minha intenção é conhecer a sua alma e não seu corpo então ou você aceita essa condição ou não fica a vontade para decidir sim ou não essa é minha regra e visão de namoro. cont.. parte 2

    • Mariana Cobra

      Viver a castidade já não funcionaria para um casal sexualmente ativo.
      Sem contar também Hadassa que a filosofia é da igreja, não de Deus. Acredito que Ele tenha muito mais coisa a se preocupar (como a fome na África) que com a vida sexual de meros humanos.
      De qualquer forma, vejo que há uma supervalorização do sexo da sua parte. Pelo jeito que fala é como se houvesse um prejudicado sempre, onde ocorre na vida real TROCAS.

      “Afinal o que a igreja nós ensina o período do namoro é o que? Conhecer a ALMA da outra pessoa é não seu corpo e não fixar no prazer de fazer sexo com namorado(a) estar interessado(a) conhecer profundamente a outra pessoa não no sexo e sim repito conhecer a alma da outra pessoa namoro é diálogo somente conversar tudo isso começa numa amizade sincera desinteressada de querer sexo=prazer”.

      Nisso eu super concordo contigo. Ocorre que as pessoas são afoitas demais e assumem compromissos e fazem juras sem ao menos conhecer um pouco o outro, sem antes alicerçar o relacionamento numa base sólida, mas isso não tem correlação com a vida sexual.

      Dizer para a moça do relato “tenha uma vida casta” sendo que ela já transa é não dar conselho algum. O bom médico é aquele que sabe dosar o remédio para seus pacientes aflitos, assim sendo, qual conselho você daria?

      • hadassa

        Calma Mari por isso tem segunda parte já estou a postar vou direto ao caso da leitora rs.

        • Jps

          Uma dica que eu falei com a Mona uma vez, é você responder o seu próprio texto quando tiver duas partes, assim fica atrelado

          • Monalisa

            Exatamente, valeu a dica! Mas os textos da Hadassa são bem maiores que os meus, acho que ela ainda deve estar escrevendo..rsrs

    • Hada, mas depois de casada vc faria umas putarias brabas? Uns puxões de cabelo etc?

      • hadassa

        Não penso nisso agora Lu quero descobrir isso na minha lua de mel como vai ser?

        • tomara q recheada de putaria kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
          eu entendo seu lance da alma, tbm tenho muito isso Hada. Não tem a ver com religião no meu caso (meio q descobri talvez por ser sensitiva, não sei), mas no fim nosso sentimento se parece mt.
          Se vc juntar a alma com a putaria pode ser que aí sim q vc e seu marido nunca mais se larguem. Encontros entre almas são raros (temos q tomar cuidado para não perde-los), porém, quando encontramos, muitas vezes santificamos tanto q nos esquecemos da putaria e, ao menos na minha opinião pessoal, perde-se um pouco da brincadeira que é muito boa tbm. E aí, se alguém encontrar uma pessoa q dê os dois, vira avassalador.
          Receio que esse encontro estará acessível a apenas 1% da população pq, em geral, as pessoas retém muito os próprios fluxos: se não for na cama, é na alma, ou no medo de amar. Mas se vc liberta esses 3 fluxos e vc para d ter medo deles, não como não ser maravilhoso e libertador.
          Mas se o amor, o encontro entre almas e a putaria hj em dia mais dão medo do que alegria (temos medo da felicidade, só pode), já viu…

          • Monalisa

            Concordo, muita gente deixa de aproveitar por que fica com “dedos” até na hora do ato sexual.
            E eu vou casar sabendo que eu não estou casando nem por pressa em fazer sexo, porque eu já fiz, e nem por pressa de sair da casa dos pais. Falei isso porque essas são os principais motivos, para casamentos que ocorrem cedo demais. A pessoa se casa pelo motivo errado, e não tem um casamento feliz. E depois permanece casado pelo motivo errado( separar é pecado).

      • Jps

        Eis a questão, rs

        Porque chega uma hora que sem uns tapas e umas mordidas, perde um pouco a graça, hahah

        Mas cada um é cada um

        • Acho q não estamos falando mt bem a mesma língua
          vc precisa d um relacionamento longo antes da gente conversar. Só q nem todo relacionamento longo é igual, aí talvez a gente não possa conversar nunca sobre isso pq eu por sua vez sou meio esquisita mesmo kkk

          • Jps

            Sim, não tem uma forma para seguir, sendo que os indivíduos são diferentes.

            Eu realmente nunca tive um relacionamento longo para saber como é, mas nem a Hadassa, por isso estamos no campo “do que pode ser”.

            Eu acho que o casal que normalmente é bem ativo e gosta da coisa, tende sempre ir para cima na escala de putaria.

            E que isso, sempre da para falar sobre as coisas mesmo que eu não tenha essa relacionamento longo, rs…..a única coisa que pode rolar é a gente discordar

          • Acabei uma consulta agora e tava rindo com a menina (já virou minha amiga kkkkkkk) que ao invés do povo usar o longo prazo pra cair na merda, podia usar pra liberar geral (não estou falando de promiscuidade, nem de traição)
            Meu ex – e que tbm me dei bem durante anos e terminei pq quis – era praticamente o oposto do Thi: machista e nervoso, mas tinha uma coisa em comum com o Thi: confiava muito em mim.
            E é engraçado pq “essa confiança” não é algo q é difícil d conquistar, as pessoas q perderam a noção de coisas básicas e aí se perdem. Não sei se to usando minha profissão a meu favor, mas no fim não tenho os mesmos problemas que a maioria tem, mas sim, tenho problemas (óbvio ne kkkk)
            Não ter vergonha do corpo tbm ajuda. Tenho na praia, ficar d biquini sem ôr (mas já tenho essa meta kkkk), mas com alguém q escolhi? Seria limitar coisas boas. Só se for bem no comecinho, mas aí não é nem vergonha, é falta de jeito e descoberta mesmo kkkk.
            Não dormir brigado e ter bom humor tbm ajuda. E nossa, essas duas coisas simples está em falta em muitos “lares” =(
            Se alguém brigar comigo eu já chego a noite pirulitando, a gente já dá risada e já resolve. Eu brigo, mas nunca durmo brigada com ninguém. Só se for algo muito sério, tipo chifre aí o pão amarga pro lado do moço kkk
            Agora se for bobagem, eu até posso fechar a cara, mas aí se esforce um pouco q eu já perdoo kkk
            Como disse, claro q não pode ser nada grave, mas aí que tá: muita gente se perde no simples, não no grave.
            Vendo muitas consultas por isso, mas adoraria vender menos e o povo ficar mais feliz (daí continuo ganhando com anunciantes se vcs permitirem e entenderem kkkkkk)
            No fim, se o relacionamento for legal, 10 anos não serão bem 10 anos. óbvio q vcs terão problemas, vão brigar as vezes. Pode rolar inclusive atração por outras pessoas, chifre (espero que não comigo please kk) e coisas normais dos seres humanos, mas se tiver AMOR (brega, mas é isso), muita coisa se sustenta.
            O problema é q hj em dia mt gente não ama nem a si mesmo, vai amar os outros? Clichê dos cliches, mas a gente podia pensar mais a respeito.

            Eu ainda quero sexo reiki, sexo em ilha deserta, loucuras de amor. Vixi, to envelheccendo só por fora kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

          • Jps

            “Acabei uma consulta agora e tava rindo com a menina (já virou minha amiga kkkkkkk)”

            E quem não vira, né? haha

            “que ao invés do povo usar o longo prazo pra cair na merda, podia usar pra liberar geral”

            Sim. Tipo, tem pessoa que talvez não goste de umas coisas mais Hard, mas os fetiches tipo praia, um motel com cascata, óleos, pompoarismo e várias outras coisas mais comuns não iria ter problema.

            Acho que o problema é que mesmo namorando/casando, as pessoas não estabelecem a real intimidade/parceira. Tipo se conhecem, conseguem ficar pelados um para o outro, mas ficam com medo de se mostrar de verdade, o que gosta realmente, porque “o cara pode achar a menina muito assanhada”, “a menina pode achar o cara meio esquisito”……claro, salvo algumas coisas, rs

            “Se alguém brigar comigo eu já chego a noite pirulitando, a gente já dá risada e já resolve”

            Sim, muito ego e orgulho acaba afetando muito a relação. Claro que a gente precisa ser confiante e talz, mas precisa saber aceitar quando erra, ou perdoar quando o outro erra (quando for coisas simples, óbvio). Fora que “mágoa” é um veneno que se a gente deixa ficar por muito tempo, ele se espalha e piora.

            Mas sim, briga faz parte do relacionamento e dependendo é até saudável na minha opinião. Quer dizer que tem duas pessoas pensantes e ativas no relacionamento, mas da mesma forma que o casal briga, ele deve saber fazer as pazes.

            Obs: também quero sexo reiki, seja lá o que seja isso, rs

          • Pudim

            “Eu ainda quero sexo reiki, sexo em ilha deserta, loucuras de amor. Vixi, to envelheccendo só por fora kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk”

            Meu Deus, que furacão! hauahuahauhau

    • Monalisa

      Eu acho super essencial conhecer a pessoa “in situ”, como veio ao mundo. E ver como ela se sai, e se existe uma conexão com ela através do sexo. Imagina, se eu caso com fulano, nunca o vi nu, e o acho feio,pinto pequeno e pegada estranha e vice versa? (já que o homem também pode não gostar do corpo da mulher). Só que a igreja, e pessoas mais conservadoras acham que conhecer a pessoa sexualmente é ser promiscua. O que não tem nada a ver. Tem gente até que mora junto alguns meses, para ver se a relação vai dar certo, e não ter toda aquele desgaste de separação no papel depois.
      Acho que não podemos fazer com que a moça se sinta culpada por fazer sexo antes do casamento. É uma escolha dela, assim também como é uma escolha da pessoa se guardar para o casamento. Ninguém está errado aqui. Ambos vão arcar com as consequências.
      Fazer sexo não impede de conhecer a alma da pessoa, e outros valores como honestidade, responsabilidade, compromisso, amor, etc, etc. =D

  • hadassa

    Cont… Mas no seu caso diferente vc e esse seu namorado não vivem a castidade tem 2 anos que estão juntos e tem vida sexual ativa no namoro ambos isso resume que ambos dão valor ao prazer=sexo.
    Não estou querendo colocar caraminholas na sua cabeça amiga leitora mais é bom vc ficar com antena ligada pela dinâmica e essa conversa do seu namoro dá margem de alguma maneira a várias possibilidades:
    1- Se tudo no começo era bom o sexo de vcs e agora ele não te procura e vc que procura e toma iniciativa para ter relações sexuais com o mesmo porque algo tá muito errado aí na dinâmica dessa sua relação que dá valor ao sexo.

    2- As vezes como a Luiza falou vc fez algum comentário na hora do sexo que surpreendeu negativamente aí de alguma maneira aos olhos dele vc decaiu pelo que vc relata dá para perceber um valor muito grande que vc dá ao ato sexual lê-se a performace as vezes sei lá vc chamou devagar, mole, lento e até aí que tá o comparou com algum ex namorado seu a fulano era mais certeiro algo desse gênero não sei vc sabe homem com a mulher nós temos ego é o homem especificamente eles DETESTAM ser comparados porque isso soa como uma bomba na cabeça deles se ela me compara especificamente com outro homem pior ainda um EX NAMORADO então ela não o esqueceu aí minha amiga a casa caiu!!!!!!!

    3- Nesses dois anos quietinho anda fazendo uma avaliação de você minuciosamente se ele quer continuar esse namoro contigo ou não. Se tú é a moça ideal para o mesmo em que sentido falo se ele um homem mais conservador ele vai pensar bem 2 vezes se vale a pena ficar com vc no quesito pode tá avaliando a IMPORTÂNCIA que vc dá ao sexo do que outras coisas mais importantes e sólidas numa relação amorosa na visão dele tem que existir.

    4- Por conta disso tem a vê com item 3 ele não quer mais continuar contigo porque vc não bate no que ele busca numa namorada.

    5- Simplismente ele já enjoou de você e tá querendo cai fora as vezes não tem ninguém em vista ou sim ele pode tá gostando e interessado em outra pessoa ter uma gata na tuba por isso esse desânimo e desinteresse de te procurar e fazer sexo que seje satisfatório de ambos.

    Fica ligada . BOA SORTE!!!!!

    • Anônimo

      A questão sexual ás vezes é muito complicada para alguns homens.
      Como você citou a questão da comparação é péssima. Saber que outro homem foi foi melhor na cama com sua esposa/namorada é humilhante e até mesmo traumático para muitos homens.
      O relacionamento pode ter esfriado no conjunto e não apenas na esfera sexual.
      Com relação ao cara estar interessado em alguém, depnde de cada caso, mas acho que isso na mioria das vezes não diminuiria o interesse sexual com a atual companheira, a não ser que ele esteja desgastado com essa companheira no geral.

      • coloque uma fotinha quando puder? Nem q seja d um pão de queijo kkk
        fica mais fácil t identificar

        • Pudim

          Foi nessa que a minha foto ficou um pudim. Agora nem de nome mais eu posso mudar, porque imagina: um pão de queijo com nome de pudim? =P

          • vc pode tudo pudim kkkkkkkkkkk

          • Pudim

            O que você me pede rindo que eu não faço chorando? <3

          • é noix então kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • João Emanuel

    simples coloca viagra na comida dele só cuidado para não enfarta, meu tio morreu depois do azulzinho 73 anos a filha dele tem 1 ano.

    • Mariana Cobra

      Morreu feliz kkkkkkkk

  • Monalisa

    A relação não está Tãaao madura assim, são apenas dois anos. Mas cada um ve o tempo de uma forma diferente não é? E quem sabe esse tempo já foi muito para ele que pode ter se acomodado no sexo? pode ser isso, preguiça de fazer preeliminar, e quer ir direto ao ponto, sem esforço.
    Você tem que ser bem aberta com ele, e perguntar o que está acontecendo, o que o incomoda, as vezes é algo simples, ele está cansado, estressado, ou você disse ou fez algo que ele não gostou e o homem fica guardando.
    Talvez ele fuja da conversa, homens odeio discutir a relação, mas essas conversas são necessárias, se ambos quiserem continuar juntos.
    No meu segundo ano de namoro, meu namorado que antes era super ativo, ia lá para casa, e dormia o dia todo. Eu ficava com um monte de minhoca na cabeça, achando que ele estava gastando essa energia com outra pessoa e que eu fiquei desinteressantes, etc, etc, pensei um monte de besteira. E sabe o que era? foi um momento que eu não estava trabalhando e ele estava trabalhando 3 turnos! manhã , tarde e noite, de segunda sabado! Como o homem não vai ficar um bagaço? kkkkk.
    Então converse com ele e analise bem as coisas . =D

  • Anônimo

    Nosso relacionamento fora do sexo é incrível, muita parceria, um cuida do outro, gostamos das mesmas coisas, nos damos muito bem! Mas a minha preocupação é mesmo no desejo sexual. Eu nunca falei nada que pudesse magoá-lo, sempre cuidei com esse tipo de coisa! O nosso sexo é bom, ele faz com vontade! Mas o problema é a frequência, e as atitudes fora do momento na cama. Ele sempre elogiava meu corpo, me falava coisas quentes, etc… Isso não está mais acontecendo, e não lembro de ter feito algo para deixá-lo constrangido. Sinto falta da safadeza quando estamos sozinhos e despreocupados! Nossa transa é muito boa quando acontece, mas está virando uma rotina… Sábado a noite e domingo de tarde, e é sempre neste horário esperado, “Opa, hora do sexo, vamos lá na cama”. Eu tentei fazer coisas diferentes, mas ele está aceitando poucas ideias… Antes a gente experimentava coisas novas, mas agora é sempre as mesmas posições, sempre o mesmo em tudo.
    Pra ser bem sincera, os problemas começaram no início do TCC dele. Ele fez um trabalho muito difícil e isso acabava atrapalhando o nosso sexo, pois deixava ele estressado e sem vontade. Naquele tempo eu entendia perfeitamente, mas fazem meses que ele terminou o TCC, e mesmo sem aquelas preocupações a situação sexual não voltou a ser como antes.
    Isso tudo me faz ficar com a autoestima bem baixa, me faz pensar se o meu corpo ainda é bom pra ele, se eu estou satisfazendo as necessidades dele…
    Sobre a possibilidade de traição, eu duvido muito que esteja acontecendo! Pois nós dois estamos muito ligados e nos amamos demais, ele fez e faz coisas por mim que eu nem sei como agradecer… O problema é que o nosso relacionamento no dia a dia está mais para irmãos, do que para um casal apaixonado. Vejo que ele tem mais necessidades afetivas, do que desejo.
    Nunca me passou pela cabeça a possibilidade de terminar o relacionamento por causa disso, pois ele realmente significa muito pra mim! Mas eu não sei exatamente o que fazer para mudar a situação e voltar a ser o que era antes.

    • Mariana Cobra

      Complicado hein leitora, mas isso não é tão anormal não. Algumas pessoas se acomodam na situação e acham que o jogo tá ganho e que não precisam mais se esforçar em absolutamente nada, então deixam de lado toda trabalheira da época da conquista e caem no delicioso marasmo do conforto e preguiça.

      Pelo jeito você está cansada de se esforçar sozinha e não visualizar esforço do lado dele. Eu mesma já passei por isso e fiquei com algumas pulgas na cabeça. Sabe o que fiz?
      Comecei a colocar uns pornozão, umas roupas diferenciadas e comecei a mudar pequenas atitudes pra diversificar o arroz com feijão. Aos poucos ele foi cedendo e hoje entende melhor as minhas necessidades.

      Meu maior medo era virar o casal “trás pão”, mas acho que já superei esse grilo, basta termos noção das nossas próprias atitudes e tentar condicionar a rotina para o que te agrada.

      Voltar a ser como antes não vai, mas tentem encontrar um meio termo que possa agradar aos dois.

      • MARI AIUHAIIUAHIUAH
        não me fale nisso
        nesse fds tentei assistir umas putarias mais bravas, quem disse q consegui? No fim era tudo filme de morte e fiquei frustrada kkkkk
        PS: É que não gosto d porno porno, gosto dos com historinha, bem mulherzinho mesmo ai fui tentar ir nos filmes q tinham isso e lasquei-me kkkk

        • Mariana Cobra

          kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk assisti no sábado um chamado Rocco que conta a história de um ator pornô bem famosão. Achei super legal, pena que não mostra as coisas coisadas kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

          • mais alguma indicação? Amo estilo 50 tons de cinza, umas putarias com romance
            sou bem menina moça kkkkkkkkkkkkkkkk

          • Mariana Cobra

            Vixi, aí vc me pegou. Eu assisto a diversos tipos de filmes nos finais de semana, mas não me apego a gênero kkkkkkk vou pensar e se lembrar te falo

    • Mary

      Leitora, no meu relacionamento está acontecendo algo parecido…só que no caso eu sou a “parte que esfriou”. Não sei se é o que está acontecendo com o seu namorado mas, comigo, o que tem acontecido é simples: cansaço, preocupações e estresse. Meu namorado tem a mesma idade que eu, mas eu já terminei a universidade e ele ainda não. As preocupações se tornam muito diferentes nesse ponto. Primeiro tive o TCC, depois a OAB e agora estou estudando para concurso. É uma rotina exaustiva e desgastante emocionalmente. Por outro lado, meu namorado leva a vida tranquila de quem estuda em uma federal e, afora uma ou outra semana de provas, ele passa o dia jogando vídeo-game e dorme até mais tarde o final de semana todo. Então obviamente nossos ritmos estão diferentes e ele sente muito isso.
      Espero que vocês consigam se acertar. Abraços.

    • Gustavo Sonata

      Não tenho muito a acrescentar. Sou da opinião que já postaram acima, passada a paixão, ele tem menos necessidade de sexo do que você, ele gosta de sexo, mas com menos frequência, além de que, ele gosta de deixar o sexo para a hora do sexo, não curte muito sacanagem quando não é para chegar nos finalmentes. O TCC deve ter sido o gatilho que levou ao nível de sexualidade normal dele, ao invés da sexualidade apaixonada. Como você mesma disse: “stá mais para irmãos, do que para um casal apaixonado”, você curte mais paixão, ele curte mais sossego. Mas é claro, não é porque ele goste menos que ele não goste, afinal, você mesma disse que ele ainda faz com vontade, até sugiro que você não force a barra para que ele não veja o sexo como uma obrigação. Ter paciência e esperar ele tomar a iniciativa também é uma boa sugestão. O fervor sexual dele ser menor do que o seu é apenas uma característica dele, isto em nada deveria prejudicar sua autoestima. Parece também que você coloca a frequência do sexo com o termômetro da relação, o fator primordial e central, mas sabemos que a relacionamento é bem mais do que isso.

  • Mika

    Depende da relacao entre o quanto de sexo essa mocinha precisa e o quanto ela tem com esse namorado. Nao dá pra abrir mao do sexo quando o corpo vive pedindo. É fácil falar que dá pra viver sem, que o amor e o diálogo sao mais importantes, mas a verdade é que a necessidade biológica nao é igual pra todos. Algumas mulheres viveriam muito bem sem (até mesmo na base do sef service). Já outras, nao conseguiriam por muito tempo sem comecar a virar os zóinhos pro lado de outro mocinho. Nem acho que seja uma questao de promiscuidade, porque os homens também sao assim. O melhor é procurar alguém sexualmente compatível.

  • Leitora, prestei bastante atenção no seu relato e segui uma linha de investigação com base em fatos atuais. Estava lendo aqui uma matéria que falava sobre ex-gays e acredito que possa haver alguma relação. Talvez o seu namorado esteja seguindo em sentido a se tornar um ex-hétero.
    Perceba que ele era um voraz heterossexual e aos poucos foi perdendo a força.
    Recomendo que você faça campana no dia a dia dele e tente investigar se ele não está frequentando algum psicologo para tratamento da heterossexualidade.

  • Marcelo

    O seu namoro já era, a transição do tesão puro e simples para a combinação afeto & desejo não foi realizada e quando este processo de transição falha é muito comum que o tesão também vá para as cucuias. É assim que estas coisas funcionam conosco (homens).

  • Guilherme

    Olha, sinceramente, enquanto homem, e não generalizando, mas falando enquanto representante da classe, o homem perder o tesão dessa forma é bem preocupante.
    Pode ser algum problema pessoal, no serviço, ou até mesmo disfunção, mas homem perder o tesão pela companheira desse jeito, sendo que era mais participativo antes, é sinal de muito alerta.
    Tente conversar de forma mais “tranquila”, demonstrando seu incômodo, mas sem que ele se sinta entre a cruz e a espada.

    • Guilherme!!! É tu, tu mesmo?
      Como c ta? kkk
      quanto tempo!

      • Guilherme

        Graaaande Luiza.
        Eu acho que sou eu né? ? Não acho que fariam fake de feio e pobre. ..hahahahahhahaha
        Não achei que fosse se lembrar de mim, vc deve ser um mestre dos magos da memória.
        Eu tô na mesma, tirando oq tá ruim, tá bom.
        E tu?? Como tão as coisas??

        • Com esse bom humor eu jamais me esqueceria kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
          Já casou? Tá encalhado? Se formou? Conte-me tudo kkk

          • Guilherme

            Acho que minha mãe na outra encarnação foi alguma rainha egípcia bem cruel, pra colocar um filho desses no mundo…hahahahahahaahahahah
            Tô casado só se for com minha mão direita, tá osso.
            Mais encalhado que o íbis.
            Formado eu já era, esqueceu?? Terminei minha pós em RH, e sou psicólogo.
            Me envolvi com uma mulher aqui do site, aí a distância fudeu tudo, e eu resolvi dar um tempo, até ser esquecido.
            Te juro que achei que não fosse mais lembrar de mim.
            E tu, o casório saiu quando?

          • Pudim

            A distância… sempre ela pra fuder com a gente…

  • Edison Neto

    Olá turma bacana, pelo que eu compreendi com o acréscimo que a tia Lu falou, desconfio que a a leitora comentou alguma coisa nas brincadeiras de feitiche que abalou o rapaz. Digo isso pois muitos homens aceitam a brincadeira da parceira mas muitas vezes na hora do vamos ver o parceiro fica abalado, tipo assim cara que tava acostumado a ser o “pica larauê”e quando a guria fala um de seus desejos o cara descobre que tá longe de ser o que ela espera, e nisso o cara trava mesmo, Alguns ficam enrolando, outros entram em depressão e outras até nunca mais se consertaram na vida. Posso está enganado, mas esse é o meu ponto de vista depois de ter lido todos os comentários.
    Um abraço à todos.

    • Acho q vc está certo e pra gente ver né
      O PESO da cultura em cima dos homens nessa área. Mas quem se liberta são vcs….