Como não me estressar tanto pelas pequenas coisas?

104

Leitora: Olá. Tenho 31 anos e trabalho como auditora. Estou noiva de um homem que tem 33 anos e é engenheiro. Namoramos há dois anos e 3 meses. Já aviso: eu sou a errada aqui. Mas não sei o porquê e nem como mudar. 

Ele é um homem muito legal, confiável, honesto, engraçado, trabalhador. Enfim, tudo o que eu preciso. Maaaas a questão dessa vez sou eu. Eu me apego em detalhes. No geral, a relação é ótima. Mas basta uma frase ou ele fazer algo que eu não goste que é o suficiente pra eu pôr tudo a perder. Deixo de falar com ele por horas ou até mais, desmarco algum jantar ou barzinho. Exemplo: Eu estava de folga e estava procurando uma chave em específico numas gavetas. Ele chegou do trabalho e pedi que me ajudasse. Tínhamos um compromisso dentro de 1 hora e ele queria ir tomar banho pra se arrumar. Enquanto me ajudava, ele suspirou. Eu perguntei: “Está com pressa?” e ele disse: “Na verdade, um pouco.” Pronto. Foi suficiente pra eu me chatear. Eu demoro muito tempo a “desemburrar” e não sei como melhorar isso. Até hoje, não foi nada abusivo ou agressivo. Só frases mal colocadas mesmo, mas que eu começo a agir meio que de forma mimada. Entende? Como a gente faz passar a raiva que dá? É como se eu ficasse sabotando minha relação toda hora, sabe? Preciso de ajuda prática mesmo. Obrigada a você e aos comentaristas.

mulher de saco cheio

Adoro quando vocês pedem dicas práticas, porque isso sugere que a coisa é simples e externa. Ou seja, que não exigiria um esforço “muito maior de vocês” para aí sim, quem sabe mudar o externo. Mas tá, concordo que também adoro as tais das dicas práticas para mim também kkkkkkk

Apesar da gente querer tudo como receita de bolo (ô sonho!!! kkk), você terá que se coçar bem mais do que apenas ler esse post. A começar por procurar acompanhamento, caso o que diga não seja suficiente para te mudar. Afinal de contas, constantemente até entendemos a teoria, mas se não conseguimos praticá-la, é de bom senso procurar ajuda “para internalizar melhor o que já sabemos”, por assim dizer.

Mas bem, vamos “às dicas práticas” kkkk:

Vai mudar em algo?

Quando você se emburra, algo muda que não seja pra pior? Muda seu dia? Soluciona seus problemas? Melhora seu relacionamento com ele? Deixa sua pele mais jovem? Não, né? Então por que você faz? Pensar que ficar com cara fechada não alterará em nada (positivamente) a sua vida, já será um ótimo começo para se policiar.

Entenda que você é manipuladora

Calma, todo ser humano é em menor ou maior grau, e você não é um monstro por isso kkkk. Pense apenas que, quando você faz o que faz, você o está manipulando para agir conforme você quer: ou seja, no seu tempo, no seu interesse, nas suas coisas. Daí você há de concordar que se emburrar por pouco é um problema seu, não dele. E por mais que você fale que já sabe disso, se estivesse realmente internalizado, você até poderia se emburrar vez ou outra (somos humanos), mas NUNCA conseguir se policiar? Isso tá com mais cara de mimo e manipulação do que “falta de controle em si e por si”. Até porque você não passou para auditora à toa. Tem que ter muito foco, miga kkkk.

Entenda que você é egoísta

Você até disse que a culpa “é sua e tals”, mas de novo, será que você REALMENTE internalizou isso? Porque se tivesse internalizado, o simples fato de sentir VERGONHA já te pararia naturalmente. Nem precisaria processar mil e uma dicas práticas, sabe? Não sei, mas me pareceu muito mais uma “autocrítica pela metade”, do que uma autocrítica internalizada, entende?

Você é perfeita?

Ninguém quer errar, mas você com certeza erra váriosssssss, mas vários detalhes ao longo do dia, mas nem por isso ele fica buzinando na sua orelha. Na verdade, ele deve até evitar falar de tão chato que já sabe que isso é kkkk.

Se coloque no lugar dele

O que você acharia de uma pessoa que faz o que você faz? Por mais que você obedecesse (pra não gerar briga, ou quem sabe por ter um perfil submisso, por exemplo), você iria achar pessoa chata pra caramba, ou iria até mesmo broxar com ela, não iria?

Você quer controlar o cara e até mesmo os horários dele, mas aí eu te pergunto: você quer mandar nele ou quer que ele te ame? Porque não tem muito como amar uma “ditadora” por muito tempo. Só se ele estiver meio doente mentalmente, mas aí nem seria amor. Então, pense também que, a cada vez que você abrir a boca pra fazer o que você faz, você estará – mesmo que inconscientemente – matando um pouco do amor que ele sente por ti.

Para te incentivar a se coçar ainda mais rápido: em casos extremos, pense até que você poderá levar um belo de um chifre ou um belo de um pé na bunda se continuar assim kkkk. Pense que ele pode continuar “bonzinho” na frente e se vingar pelas costas (já pensou!!!). Não que ele vá fazer isso, mas só pra você se espertar kkkk.

Saia de perto

Não conseguiu processar? Quer enforcá-lo mesmo assim? rs. Saia de perto. Invente que vai ao banheiro, tome um suco, faça um chá e só volte quando estiver mais calma. Ou você não consegue nem caminhar quando tá brava?

Vai miga, no fundo no fundo você quer que ele veja sua cara de tobinha, que por mais que DEPOIS você perceba que “foi infantil”, na hora você só quer que ele ceda e faça o que você quer: custe o que custar.

Por fim, se a partir de hoje você realmente for sincera em NÃO QUERER que ele veja o seu aborrecimento, você dará um jeito para que ele não veja. O ser humano é ótimo em beneficiar o próprio umbigo. Basta ter interesse.

Pense também se você não abusa do fato do cara ser provavelmente muito mais tranquilo do que você. Sem contar que, será que ser abusiva não estaria inclusive nas suas palavras e caras feias? Será que foram “apenas palavras mal colocadas para ele”? E será que ele teria mais a aprender contigo ou você com ele? Por que você quer ensinar tanto? Quem foi que te iludiu que existe algum ser humano com essa bola toda pra isso?

Pedir desculpas também é outro belo passo, mas não abuse delas. Do contrário, perde a força.

Boa sorte e até amahã!

Lu

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • Ana Elisa Bacon

    “Ele é um homem muito legal, confiável, honesto, engraçado, trabalhador. Enfim, tudo o que eu preciso. ”
    Tudo o que você precisa mas não exatamente o que você ama, né?
    Porque pra mim, parece que você – como você mesma disse – está tentando sabotar essa relação. O motivo? Só você, nas profundezas do seu ser, poderá encontrar essa resposta 🙂

    • Mariana Cobra

      Já parou para pensar no pq dela agir assim?
      Ela deve ser assim com família e amigos e todos (sem exceção) devem bajulá-la por causa do bico crônico.
      Não é falta de amor, mas falta de gente que a enfrente sem medo de birra.

      • Perguntadora

        kkkk “bico crônico”. Mariana, eu sou muito controladora, manipuladora e egoísta mesmo. Isso sempre foi muito bom no meu lado profissional, mas me prejudica nas relações afetivas. Eu vejo que quanto mais eu “tenho”, mais eu não perdoo alguém. Entende?

        • Mariana Cobra

          Entendo. E é uma droga viciante isso aí, mas cabe a você fazer como a Lú disse. Sair de perto e respirar.
          Vc acha que não passo nervoso? Claro que passo, mas não permito estragar um dia ou uma saída por coisa boba como uma má resposta.
          Eu criei até um dingle pro meu marido e qdo ele me dá uma má resposta eu canto “MISTER COICINHOOO” e ele fica sem graça.
          Escolha as suas guerras mulher, não vale a pena se desgastar dessa forma por pouca coisa. Faz mal pra pele. Seja mais leve e bem humorada.

      • Ana Elisa Bacon

        tem que procurar ajuda de um psicólogo ou começar uma “auto terapia” do jeito que ela conseguir, pois não vale a pena perder um relacionamento legal por uma coisa dessa, que ela ainda inclusive sabe que está errada :/

        • Hoje eu vi que a senhorita Bacon curtiu a fanpage s2
          Fiquei feliz e já fui te fuçar kkkk
          Ainda mais agora que o facebook está sumindo com os likes. Eu pensava q fosse só comigo, q postei mt coisa polemica q deu deslike, essas tretas, mas depois fui ver numa comunidade vários blogueiros reclamando da mesma coisa. Facebook tá realmente querendo que o produtor de conteúdo pague por TUDO kkk. Mas ontem papai do céu me ajudou q fiz um viral q me devolveu um tico do muito q perdi (e fazer viral no facebook zoado de hoje é um MILAGRE kkk)
          Enfim, superaremos, como tudo na vida kkkk

          • Ana Elisa Bacon

            haueh foco força e fé que vai dar tudo certo :B
            aliás, não sei porque não tinha curtido a fanpage antes
            obs. podcast nunca mais vai ter?

          • Podcast não mais
            Na época a gente pediu muita ajuda pra divulgação, muita coisa mesmo. Ficou naquela de só quererem consumir, mas não quererem ajudar. Ou de acharem que “a ajuda não faria diferença”
            Resultado, o podcast morreu e TODO DIA (sério, todo dia kkkkk) recebo mensagens perguntando por ele.
            Aí respondo: só youtube e vamos valorizá-lo antes que aconteça o mesmo =(

            Na verdade, a rede que tem mais valido a pena pra mim é o instagram. E olha que o instagram tbm zoa (tipo tem semana que ele libera menos as fotos, etc). E aí falo que quem gosta de qualquer outro formato, pra ajudar na divulgação pq todo trabalho precisa ser mantido e não fazemos isso sozinhos.

            Enfim, vc que tá nessa onda de internet me entende melhor do que ninguém kkkk
            Vc tá com quanto tempo d blog? Já passou algum perrengue? kkk

          • Ana Elisa Bacon

            meu blog tem um ano mais ou menos eu acho, mas ele não é famoso nem nada né? haha é mais um hobby, onde eu anoto as dicas e coisas que eu acho interessante para passar pra galera quando alguém pergunta.
            aqui no meu trabalho acabei ficando encarregada pelas redes sociais da firma e o instagram realmente é o que traz melhor resultado.. o facebook tá um cuzaço e cobra pra tuuudo.. qualquer postagem não-paga não alcança ninguém, é um saco isso. às vezes patrocino postagem lá e marco certinho o público que quero atingir e vem CADA PESSOA NADA A VER curtir a página e mandando uns inbox sem o menor sentido que até hoje eu não entendo o que eu faço de errado hahaha 🙁

          • Sim, bem isso. Até dá pra fazer viral sem pagar nada para o facebook, mas é um MILAGRE, tipo o que consegui nessa semana. Mas isso rola quantas vezes em um ano, né?
            O instagram tbm é meio cuzão, se vc for pensar bem. Pq ele não libera BEM TUDO. Porém, como temos o facebook, líder em cuzar, já achamos o insta super uow! kkkkk Quanto ao like, as vezes vc até já tinha curtido minha fanpage, mas os likes estão sumindo tbm. É complicado kkk
            Eu tenho pedido para as pessoas ativarem as notificações de TODAS as redes q elas gostam, isso ajuda, mas mesmo assim não faz tanta diferença ao comparamos se o facebook estivesse normal, né?

          • Ana Elisa Bacon

            e ps. se quiser retomar o podcast e quiser alguém pra gravar com você, já me ofereço, é de longe a mídia que eu mais consumo, sou viciadíssima hahaha 🙂

          • Quero não, tenho trauma kkkk
            Oq mt gente q amava o podcast tem feito é ouvir o youtube em áudio. Eles dizem que é melhor do que nada kkkkk
            Agora voltar com o podcast? Não vou dizer nunca, massssss, é difícil. Era um público muito viciado de fato, mas “muito morto”. Só apareceram quando “matamos o podcast” kkk Brinco q eles podiam ter tido o engajamento q estão tendo agora ao pedir pra voltar na época q o podcast ainda era vivo kkk
            Enfim, nunca se sabe o amanhã, mas como cuido d várias mídias e ainda escrevo, não está tendo como “brincar de podcast”.
            E eu sou perfeccionista em tudo q eu faço. Tento manter a qualidade em todos os meus formatos, ao mesmo tempo em q posto algo inédito em todas as redes. Ou seja, preciso ter prioridades, aí já viu bau bau podcast kkk.

          • Ana Elisa Bacon

            você tem razão, é como eu sempre digo “prioridades e limites” é a chave do sucesso hahaha
            eu sou comentarista assídua de alguns podcasts, devia ter comentado no seu também quando tive a chance, peço perdão pelo vacilo!

          • Joao Manu

            “Aí respondo: só youtube e vamos valorizá-lo antes que aconteça o mesmo =(‘
            Nãooooooooooo baixinha não poder deixa a gente onde vamos ver vc sua beleza Deusa grega do Amor ouvi sua voz angelical seus cachos grandes cheirosos não pode nós deixa vai fica no youtuber com a gente SIMMMMMM. S2

          • Kkkkkkk então não menospreze o poder do seu like e da sua divulgação,

            E na pior das hipóteses, vc ainda me terá através dos textos e fotos. Mas espero q não aconteça, claro kkkkk

            Tamojunto

          • Joao Manu

            ‘E na pior das hipóteses, vc ainda me terá através dos textos e fotos’ ]
            NUNCA faço consultoria com vc kkkkk fica sem seus videos fica chato =( queremos vc Lu todos os dias seus video ajuda um tanto principalmente os engraçados é sensuais ( ͡° ͜ʖ ͡°) o/ vamos apoia o canal nem que eu vou ai ser seu garoto propaganda kkk o que vou poder abraça vc fofuxa.

            ‘Tamojunto’ Sempre pequena S2

          • Mas aonde vc leu consultoria? Tá com medo d mim assim é? kkkkkkkkk
            e tomara q vc nunca precise, de qualquer forma s2
            Minha ideia é vcs não precisarem mesmo. Tanto q “dou alta” para uma galera direto kkkk Eles falam que querem ficar, aí eu falo q ok, mas já estão ótimos kkkk
            E sim, continue dando força q eu agradeço demais mesmo. Na verdade, vcs nem sabem como são importantes para mim. Nem imaginam, mas quem sabe um dia né. Depois choro no vídeo e ninguém entende pq kkkkk

          • Joao Manu

            “Mas aonde vc leu consultoria?’
            Ue no Site , não vejo consultoria só para quem tem problemas e bom conversa troca ideias opiniões saber quais caminhos melhor seguir , se um dia fosse seria mais pra isso do que tipo chega vc fala tenho isso aquilo mais para conversa de amigos do que paciente e medico.kkk

          • Sim, não é só pra quem tem problemas. Mas pra conversar tbm, que nem vc disse. É que não tinha muito a ver com oq tinha te dito, daí fiquei confusa kkkk
            Sim, em breve vc dará um abraço na baixinha se tudo der certo s2

          • Joao Manu

            Estarei aguardando esse dia especial ainda mais com a companhia agradável da minha Super Heroína preferida. =*

          • Pudim

            Opa! Eu li podcast? Sdds podcast… =/

            #voltapodcast hauahuahau

          • Dindim, vc sabe que te adoro kkkk, mas vc é um dos q consome, gosta, mas “não ajuda muito” (sei que não é por mal, mas como tudo tem um preço, acabamos matando alguns formatos por isso, sabe?)
            Veja o instagram, vc gosta e nem seguir segue. E olha q nem saberia quem é vc e lá não tem nada de “tabu para vc não seguir”

            O conteúdo já é gratuito, aí tem gente q parece q vai perder os dedos se der um like do incentivo (isso é trabalho, não é vaidade). Ou se a gente faz uma publicidade tem gente q se incomoda e as vezes nem comenta/curte “só pq é publicidade” (como se o conteúdo não estivesse lá de qualquer jeito kkk), ou não indica pra ninguém (mesmo sabendo que o amigo(a) poderia gostar) e não ajuda de nenhuma outra forma. Pega só pra si e aí a Lulu não aguenta manter por muito tempo. É muito difícil manter qualquer formato, é um trabalho mais árduo do que vcs pensam e como somos uma equipe, não consigo manter as pontas sozinha.

          • Pudim

            Ai! Ainda levei esporro! Fiquei até sem graça agora! hauahuaha

          • kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Somos um time e precisamos ser sinceros, e não precisa ficar sem graça tb kkk

          • Pudim

            Pior que agora se eu não te seguir, vou me sentir culpado! HAHAHAHA

          • Vc não é obrigada a nada Dindim, não coloque uma pressão desnecessária na sua cabeça kkkk
            Só quero q vcs tenham mais gratidão e bom senso. E isso não vale só pra mim não, tá?
            Vale pra sua mãe q faz um almoço pra vc todo dia. Sua namoradasei lá, qualquer coisa.
            Se gosta, ajude, colabore, fará bem pra vc e pra pessoa.
            Ou como diz minha mãe, pelo menos não reclame depois (ela falava isso quando reclamavam do almoço dela, mas ajudar a fazer, ninguém quis kkkkkkkkkkkkkkkk)

    • Perguntadora

      Eu o amo. É tudo o que eu amo e preciso. Eu não amo são as vaciladas e, pior ainda, as minhas reações. Reconheço que são exageradas. Mas sei lá. Deve rolar uma sensação de “não merecimento” de um cara tão legal assim. Obrigada pela ajuda.

      • Ana Elisa Bacon

        já ouviu falar em um transtorno chamado distimia?
        procure se informar mais a respeito de transtornos psicológicos e procure uma terapia, se você ama esse homem então procure ajuda urgente!
        não perca esse relacionamento por causa de uma “bobeira” onde você mesma já reconheceu que não tem razão..
        aceitar é o primeiro passo para agir, então bora fazer algo a respeito!

        • Perguntadora

          Então, eu fiz terapia por três anos. Mas isso nuuuunca surgiu. Nunca mesmo. Isso surgiu com essa relação e eu sinto que tem muita relação com o fato dele ser muito bom, sabe? Sinto que é até demais, pra ser honesta. É como se eu sentisse que não mereço tanto. =(

          • Ana Elisa Bacon

            eu acho que você, por dizer que é manipuladora egoísta e bla bla bla, talvez se irrite com o fato de ele ser muito bonzinho e acaba perdendo a linha.
            será que não?

          • Perguntadora

            É… Tem uma prepotência da minha parte de achar que meu jeito é melhor, sabe? E realmente. Às vezes essa bondade me faz perder a linha. Deve ser inveja, né? =(

          • Ana Elisa Bacon

            Não acho que seja inveja mas também não sei o que é.
            Eu tive um ex namorado anos atrás que era MUITO bonzinho, tão bonzinho que parecia não ter personalidade. Só fazia o que eu queria, só saía com meus amigos, se eu começava a curtir algo ele também começava.. programas, rolês, fim de semana.. tudo era eu quem resolvia, ele só seguia o baile.
            Isso me irritou de tal forma que brochei totalmente com ele e acabei terminando. E olha só, essa história faz uns quinze anos e temos meio que uma proximidade, vejo ele por aí e etc e olha só: ele continua IGUALZINHO.. e o pior, levando pé na bunda de uma namorada atrás da outra heuahehaeuhae
            O que eu quero dizer é.. acho que você tá começando a descobrir um ponto, dá um jeito de ir atrás de uma solução antes que algum dos dois broche primeiro 🙁

          • Perguntadora

            Tem razão. Vou tentar interiorizar tudo o que eu li até aqui. Ele nem é desses bonzinhos “pamonhas”, não. Tem gostos próprios, corre atrás de ganhar mais dinheiro, dá suporte pra família. O negócio é que hoje em dia o cabra ser fiel e ajudar em casa já ganha uns mil pontos rsrs

          • Ana Elisa Bacon

            você pode propor uma brincadeira com ele. toda vez em que for meio cuzona, pede pra ele falar algo pra te colocar de volta na realidade, mas algo bem humorado como “eeeita dona maria, calma lá, é só uma chave que perdeu na gaveta, oxe” hahaha sei lá 🙂

          • Perguntadora

            E se eu te disser que tentei e que eu virei um “gorila” quando ele usou a tal frase? Só que a frase não tinha essa pegada engraçada. Quem sabe?!

  • Se tem consciência plena que está errada, o que nós poderíamos acrescentar?
    Racionalmente você não tem desculpas para reclamar, mas algo escondido deve existir, que justifique essa sabotagem.
    Cara perguntadora, acredito que você não goste desse cara e, além disso, detesta “não gostar” dele. Então, melhor é provocá-lo até ele tomar a iniciativa de lhe dar o devido pé na bunda, e tirar o peso de suas costas pelo rompimento.
    É bizarro, mas é o que parece.

    • Perguntadora

      Olha, eu discordo. Com todo respeito, ok? Eu o amo sim. Em definitivo. Eu sinto que ele é muito bom pra mim, muito além do que eu merecia. E aí eu me pego querendo afundar o barco com muita frequência! Eu sou muito boa em “N” coisas. Mas queria ser uma melhor pessoa. Entende?

      • Mariana Cobra

        Deve ser difícil o pós bico e vc ver que tratou mal alguém que lhe trata com tanto carinho…eu sei oq é isso kkkkkkk

        • Perguntadora

          É triste, mulher. kkkkk Quase uma mulher de 31 anos físico versus 5 anos de idade mental rsrs.

          • Mariana Cobra

            Faixa etária não entra muito em questão…conheço uns de 60 – 55 – 28 que tá tudo engatinhando…quem sabe um dia kkkkkkkkkkkkk

  • Stanley Lewis

    Seu namorado deve ser MUITO tranquilo mesmo, eu não conseguiria me relacionar com uma pessoa mimada assim, você se aproveita que o coitado é assim “calmo” e fica fazendo birra igual uma criança. Se você quer mesmo mudar, a hora é agora, pare com essas frescuras senão daqui a pouco você vai tomar um pé na bunda.

    • Perguntadora

      Daria certo não, colega. Nunca nem tentei, caso te interesse. Realmente quero mudar. Creio que dessa vez vai. Obrigada pela ajuda.

      • Stanley Lewis

        Torço pra que consiga mudar e ser feliz!

  • Stefani Barbosa

    Tem alguma coisa errada aí,porque você ia querer sabotar uma relação com uma pessoa com que você gosta??Por mais que você seja mimada,fazer sempre isso,deve ter um proposito,as vezes o inconsciente da gente,ta nós avisando certas coisas e nem nós demos conta…

    • Perguntadora

      Então! Deve estar no inconsciente mesmo. Por isso eu falei sobre a sabotagem. Obrigada!

  • Jenny

    No meu antigo relacionamento eu era como você, e te digo que isso ocorre também porque o seu noivo é muito bonzinho e aceita.

    Nesse relacionamento meu namorado era super de boas, um querido, aturava todas as minhas pirraças de criança mimada, tinha uma paciência comigo que nunca vi igual. Qualquer coisa que ele dizia e eu não gostava, era motivo pra ficar bicuda e ele sempre vinha me agradar ou me dava um tempo até passar o estresse e depois voltava a me bajular.

    Por fim, depois de 4 anos de relacionamento terminamos por outros motivos. Hoje, namoro outro, um ano de namoro, e esse tem um milhão de defeitos e não atura minhas pirraças (isso não acho um defeito). Quando eu começo de bobeira de desmarcar algo por que ele fez ou falou alguma coisa que eu não gostei ele já me dá um gelo também. Com isso, acaba que eu engulo muitas coisas, e tento me acalmar, pois, se eu ficar de pirraça ele simplesmente me ignora e espera eu ir falar com ele.

    Essas atitudes vão saturando o relacionamento, o seu noivo pode parecer muito bonzinho e conseguir lidar com esse seu lado, mais pode ter certeza que tudo vai sendo guardado e uma hora a bomba estoura e quando acontece é difícil ter volta.

    Se você já sabe qual é o problema e compreende que é a errada da situação, quando acontecer tente mudar o foco, tente lembrar das coisas boas que ele fez e faz por você. Com isso você coloca os pesos na balança e se conscientiza que as insatisfações momentâneas não chegam nem perto do quanto ele te faz feliz. Claro que isso é um exercício diário, requer esforço para se tornar um hábito.

    Obs: Leia o livro O Poder do Hábito, me ajudou muito a criar novos hábitos e eliminar outros.

    • Mariana Cobra

      Como disse no comentário, ser assim não é indicativo que a moça não o ama, mas que o comportamento dela é recompensado sempre.
      Veja seu exemplo…a falta de recompensa faz com que vc reflita antes de agir…legal seu exemplo!

      • Perguntadora

        Quase um condicionamento de cachorro rsrs

        • Mariana Cobra

          Não somos muito diferentes deles. Faça testes e verá que condicionamento canino também se aplica a nós kkkkk

      • Jenny

        Exatamente Mari, quando percebemos que nossas atitudes vão gerar consequências acabamos pensando antes de agir.

    • Perguntadora

      Mulher!! Eu estou lendo esse livro desde sexta! Estou tentando criar um novo hábito, sabe? Assim. Juro que não faço nada premeditado ou por maldade, mas a paciência dele acaba me estimulando a ser assim. Por isso eu quero melhorar antes que o barco afunde de vez.

      • Mariana Cobra

        Vc é uma pessoa racional, senão, não estaria na função que ocupa. Portanto, pense no seguinte raciocínio: a atenção que recebo das pessoas quando estou emburrada é benéfica e saudável?
        Ser bajulada por birra, mau humor e comportamento infantil é saudável?
        É uma escolha simples, basta você começar a buscar obter atenção de qualidade. Eu tive uma amizade de 25 anos que dei por encerrada e para eu lhe dizer que desisti é pq o saco encheu bad de uma pessoa que vivia de caprichos, emburramento crônico e birra.

        • Perguntadora

          Compreendo. Olha. Quando mandei email pra Lu foi no auge de uma briga que quase trouxe o rompimento. Eu vejo que a atenção que eu recebo quando eu sei colocar as coisas de forma madura é bem melhor do que a surgida quando eu emburro. Mas é tããão difícil perceber isso antes da infantilidade. Vou ler tudo isso aqui todos os dias.

          • Mariana Cobra

            Gentileza gera gentileza. As piores coisas ditas com educação, voz serena e calma tem um efeito mais devastador que as coisas ditas de qualquer outra forma e o interlocutor recebe a mensagem sem retorná-la com agressividade.
            Tudo isso que lhe disse é treino, prática e autocontrole. Vc vai conseguir, tenha certeza disso….Ah e tenha sempre humildade para pedir desculpas (use-a de forma moderada, senão vira muleta).

          • Perguntadora

            O farei. Nem sei o que é ser serena rsrs

          • Viu q falei sobre vc no vídeo d ontem
            dona Cobra s2

    • Jps

      Uma coisa, eu não conheço seu relacionamento e nem nada disso….mas será que a opção atual realmente fez você melhorar nesse sentido?

      Pergunto, porque se você ainda faz birra, mas agora não é ouvida, não quer dizer que você mudou esse comportamento, só que achou um jeito de realizar ele de forma mais saudável que é com alguém que não da trela

      Quase como se fosse um alcoólico funcional que consegue beber o quanto quer, mas no outro dia ainda vai trabalhar e fazer o que precisa.

      Onde eu quero chegar é que talvez o problema esteja la ainda e com o tempo vai saturar da mesma forma. Não seria melhor mudar esse habito?

      Bom, digo isso pensando que a quantidade de “birras” não alterou de um namorado para o outro. Se diminuiu drasticamente, então esquece o que eu disse, rs

  • Mariana Cobra

    Devo discordar de todos que até agora deram seu pitaco.
    Reclamões e emburrados são assim por um motivo: tiram proveito do emburramento/reclamação/birra.

    Bem aquela coisa de ação e recompensa. Vc é recompensada pelo “temperamento forte” (para não dizer cuzice) desde tenra idade e vc criou um modus operandi a partir das recompensas.

    Para quê mudar de comportamento se todos ao seu redor faz o que você quer, no seu tempo e do seu jeito quando faz birra?

    Conheço várias pessoas que usam essa metodologia e se dão bem até determinado ponto. Se dão bem até encher o saco de vez das pessoas que a circundam, se dão bem até o amor dar lugar para o desprezo. Portanto, CUIDADO.

    Eu sou a pessoa mais de boa que eu mesma conheço e não faço estardalhaço por pouca bosta, então quando um emburrado cruza meu caminho é tirado a pontapés, pq prometi para mim mesma que cara de bunda não tem lugar na minha vida.

    Por fim, se até pedras são moldadas pelas águas, pq vc mesma não procura mudar seu comportamento? Toda vez que der vontade de estragar a manhã, a tarde ou a noite de alguém pense no tipo de pessoa que você se tornou e se alguém tivesse as suas atitudes, como vc as encararia?

    • Jenny

      Mari, sua linda.
      Assino embaixo, concordo com tudo.

      • Mariana Cobra

        Tenho doutorado em bico kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Perguntadora

    Luiza, eu nem acreditei quando entrei no site e li minha pergunta. Eu não tive coragem de me abrir com ninguém sobre isso. Eu tive uma terapeuta, por três anos. Mas esse meu comportamento é algo novo, sabe? Sinto que tem muita relação com achar ele bom demais pra mim. Eu sou bem mais egoísta e manipuladora do que ele. A vantagem é que até dá uma equilibrada nas coisas, mas tem prejudicado mais do que ajudado. Por isso eu quero muito melhorar. Confesso que eu levei um puta susto com suas palavras. Parece até uma amiga que me conhece beeem lá no fundo kkkk

    • Que bom que me sentiu sua amiga. Me sinto assim aqui mesmo. Por isso q as vezes tbm dou uns esculachoooooo kkkk, coisas da intimidade, mas para o bem
      Tb fiquei feliz pq apesar de tudo, vc tem uma autocrítica muito, mas muito diferenciada. Eu recebo mt xingamento de leitor q manda a pergunta, mas quer q eu passe a mão na cabeça, ou responda oq eles querem. Do contrário, só faltam dar na minha cara kkkkk

      Quanto a terapia, tente mudar a pessoa. Só vc pode dizer o melhor pra vc, mas tem gente q é melhor com psicólogo, outros com conselheiros, e outros até mesmo com psiquiatras. Tem gente q usa os 3 tb

      E assim, independente do profissional, cada pessoa é uma pessoa. Tem uns q vão bater mais contigo, outros menos. Só não deixe de tentar pq vc tentou uma por 3 anos e não deu certo. Aquela não deu, mas….
      Sei lá, acho que qualquer coisa é melhor do q perder um cara legal E ainda atrapalhar na sua evolução pessoal.
      Vc deu o primeiro passo, agora é continuar andando e seja bem vinda por aqui o/

      • Perguntadora

        Vai entender, né? Eu sabia que você era direta, então me preparei psicologicamente kkkk

        Eu até gostava bastante da antiga terapeuta, mas a terapia que havia chegado ao fim mesmo. Eu até pensei em procurá-la, mas antes eu pensei em recorrer a você. =) Pra tentar a objetividade. Se não der certo, vou até ela novamente.

        • Espero que funcione minha objetividade e boa sorte s2

        • Mariana Cobra

          Se decidir voltar a terapia, busque ajuda com outro profissional. Alguém que não lhe conheça e tente tbm encontrar um psicólogo homem para que vc tbm tenha a visão masculina das suas atitudes. 🙂

          Boa sorte

          • Perguntadora

            Faz sentido. Achei que ir na mesma terapeuta pouparia tempo. Mas pode ser que se torne uma ajuda contaminada. Vou pensar sobre. Obrigada!

  • vixi tadinha =(

  • Joao Manu

    Pelo numero de comentários percebo que esse mal não só me atingir mais muitos aqui do BLog inclusive os que tenta disfarça kkkk seguinte 2 coisas.

    ‘Mas basta uma frase ou ele fazer algo que eu não goste deixo de falar com ele por horas ou até mais, desmarco algum jantar ou barzinho.’

    Normal a gente zanga com alguma pessoa nem querer ver ela pintada de ouro eu só tbm desse tipo se uma pessoa me aborrecer ou cai do meu conceito vou me afastando dela ja perdi amizades de 25 anos mais o safado não mudava amizade ja era.

    Eu descobri recentemente que além da ‘TDAH’ tbm tenho ‘TEI = transtorno explosivo intermitente, isso acontecer com agente sim vc tbm sofre disso leitora vc tem todos os sintomas do problema quem sofre disso perde a razão ou calma com pouca coisas geralmente 95% dos casos são coisas banais do dia dia mais o problema do TEI é que faz vc xinga perde a calma mesmo sabendo que é errado a raiva e tanta que o portador não se controla MAIS ai que mora contraditório 90% dos portadores de TEi não são agressivos do tipo físico parti para o ataque são de xingamentos com explosões de raiva estou tratando esse problema vai alguns sites da minha confiança boa sorte não se mate nem se julgue tanto isso é um problema da para ser resolvido mais o primeiro passo tem que ser seu ninguém aqui pode te ajuda se vc não quer mudar para mim é difícil ainda tenho que mata um leão todos os dias fico me enfrentando eu mesmo para controlar mais é possível tenha fé no único que realmente nós ajuda quer nosso bem que não fica de trairagem nem fofoca nem de aparecimento nesse Mundo DEUS.

    https://www.transtornoexplosivo.com/

    http://www.proamiti.com.br/intermitentetei

    • Perguntadora

      Manter essa tal paciência é difícil, né? A questão é que eu sou assim apenas com meu namorado. Não faço isso com alguém da família ou no trabalho. Apenas com ele.

      O importante é isso. Estar atento e querer mudar. Obrigada demais pelas indicações. Vou ler com calma.

      • Joao Manu

        Ok mais procura cuida disso não deixa que isso machuque as pessoas que vc ama quer bem eu já me afastei de pessoas ótimas por causa desse problema para não machuca elas que são importantes na minha vida acabo me isolando delas para não machuca mais isso não resolver o problema temos que corre atrás procura a solução ignora ou fica com desculpas só piora alongo dos anos segue as dicas da luluzinha ela que o bem de todo mundo boa sorte.

    • E vc está tomando algum medicamento, João?

      • Joao Manu

        Não até pq sou contra fica dependendo de um remédio =) prefiro busca outras alternativas menos dependentes, remédio te deixa dependente dele ai se não consome a pessoa achar que não melhora acaba que o foco fica em consumir o remédio do que encara o problema inclusive nenhum dos médicos que fui atendido me prescreveu remédio vou 1 vez por semana na psicóloga por minha própria conta kkkkkk lá é engraçado como ela usar a psicologia para nós ajudar até desenho faço lá. Atividade física um bom acompanhamento acima de tudo pessoas que sensibiliza compadecer da sua situação a Família, Amigos a blogueirinha baixinha pernuda kkk é muito importante nessa fase complicada da vida deles vem o apoio sem apoio as pessoas dificilmente supera seus problemas ainda igual no meu caso que é para vida toda todo dia eu acordo com TEI é TDAH meus amigãos de cada dia. kkkkkk

        • Fora abraçar árvores kkkk, da tb p tentar meditar, tomar chás, etc

          Eu tenho um lado meio “hippie” kkkkk Todo dia tomo chás que relaxam e ao mesmo tempo coloco boas energias neles e tals. Tb gosto dos florais ( tente um dia sem compromisso. Se não gostar, não tome mais). Um lugar na casa para ficar com vc mesmo tb é mt bom.

          Agora por ex, tb to esperando reiki, enquanto t escrevo.

          Acredito muito nas coisas alternativas, e é claro, no nosso super poder pessoal kkkk

          Tb acredito q tudo q vc faz e deseja aos outros volta. Ou seja, apesar d ser clichê, o bem volta com o bem. Nem sempre somos perfeitos, mas agir corretamente, tudo isso acaba q t acalmando tb. Deixa sua mente limpa. Tá tudo conectado, sabe? E quando sentimos coisas ruins(normal d todo ser humano), como ira, inveja etc, pedir p sei lá quem q vc acredita, tirar isso d vc

          • Joao Manu

            Obrigado pelo carinho é ajuda Lu isso da mais força para continua em frente baixinha vou experimenta essas dicas que vc me passou.

            ‘Tb acredito q tudo q vc faz e deseja aos outros volta.’
            tbm acredito Lu a vida é uma balança nossas ações é o peso que será pesado nela.

            ‘E quando sentimos coisas ruins pedir p sei lá quem q vc acredita, tirar isso d vc’
            vou Perdi para vc tira isso de mim kkkk vc já tem o dom Bela Brasiliense para acalma as feras.

          • Me senti na Disney agora kkkkkk

          • Joao Manu

            No estilo princesa aposto kkkk

            Gostei da criatividade foto nós trilhos Zoião verde.

          • Pena q meus olhos só ficam meio verdes com uma luz do sol meio direta. Ce viu que tinha bastante luz neles?

            Mas gosto deles mesmo assim kkkkkkkk

          • Joao Manu

            Pensava que eles era verde mesmo mais com luz ou sem não deixa de ser bonitos Lu assim como as mãozinhas.

  • Gustavo

    Eu já estive no lugar do seu namorado, na verdade ele me lembra muito como eu era anos atrás. Eu acreditava que sendo legal, eu faria a mulher gostar de mim e faria a relação dar certo. E aí, quanto mais ela me tratava mal, mas eu tratava ela bem, afinal, se ela estava com raiva, era porque eu não estava sendo legal o suficiente. Quando eu fui me dando conta do problema e começando a esperar ser melhor tratado, realmente não teve jeito, porque ela já estava muito acostumada em ser uma pessoa mimada, não houve outra solução que não fosse o fim do namoro, (nesses casos, aparentemente, apenas o choque da perda, quando já é tarde demais, é que as pessoas despertam, se arrependem, mas é um arrependimento tardio). Chegou um momento que eu comecei a “olhar mais para os lados”, afinal, eu queria e merecia ser bem tratado, mas não era possível ser bem tratado por ela, e quando se começa a “olhar para os lados”, a gente vai se dando conta que tem boas opções por aí, em fim…O seu caso é engraçado porque aparentemente, foi você quem começou a despertar para o problema, e não o seu namorado, Como você já reconhece o problema, talvez dê tempo de corrigir. Não sei por qual maneira você pode corrigir seu comportamento, acho que é matéria para os psicólogos, o comportamento dele também é equivocado, se fosse ele pedindo conselho aqui, certamente eu teria o que falar, pois ele nem sabe o próprio valor, mas para o seu caso, eu recomendo o apoio de um psicólogo.

    • Perguntadora

      Primeiramente, eu sinto muito pelo o que você passou. Mas que bom que viu isso tudo a tempo e que possa se relacionar com alguém mais legal.

      Quanto a minha relação, ele também se incomoda, claro. Mas acho que, de nós dois, tem incomodado mais a mim. A minha maior questão é não saber conversar mesmo, sabe? Não saber expor de forma madura.

      A maioria das questões que eu me emburro são pequenas. Há outras que nem tanto. O problema é que eu coloco tudo dentro de um saco só e aí perco a razão. Como eu disse pra Lu, vou tentar seguir os conselhos daqui e ver se surte efeito. Caso não dê certo, recorrerei à terapia. Agradecida por seu conselho!

      • Gustavo

        Engraçado é que pela maneira como você se expressa aqui, transparece ser uma pessoa paciente, e de rara educação, realmente acredito que sua impaciência ocorra com questões específicas para com o seu namorado (parece que os “caras legais” despertam esse efeito nas mulheres, hehehe). Penso que questões mais ou menos importantes devam ser conversadas, mas quando pequenas coisas causam grandes incômodos, acredito que o problema não seja as pequenas coisas, mas a nossa dificuldade de lidar com as contrariedades, aliás, o sentimento de contrariedade que nem deveria surgir com coisas ínfimas.

        • Perguntadora

          Kkkkk eu apenas engano bem rsrs. Você foi bem assertivo: temho dificuldade em ser contrariada. Minha questão é bem específica e com situações específicas. Por exemplo: eu ia fazer um jantar sábado na minha casa, para mais três casais. Em um desencontro, meu namorado precisou me ligar, mas estava sem o celular. Adivinha? Ele não sabia meu número de cabeça. Resultado? Jantar cancelado. Olhando agora, eu acho que foi um vacilo, mas que não era pra tanto. Então meu problema é esse. Aprender a reagir de forma moderada.

          • Gustavo

            Não sei se foi pela sua cordialidade ou por outro motivo, mas você despertou estranha simpatia da minha parte, já que é assim, eu me sinto motivado para a dividir o pouco conhecimento que eu tenho na área da auto-reforma. Eu gostaria de começar com um exemplo.

            Imagine uma mulher com sobrepeso, viciada em comer chocolate, incomodada com o excesso de peso ela resolve começar uma dieta, assim que vem o desejo de comer chocolate ela fica afirmando interiormente, “não posso comer chocolate!”, quanto mais ela repete esse pensamento, mais o desejo aumenta, a pressão interna vai aumentando mais e mais, quando por qualquer motivo que gere ansiedade, todo aquele desejo explode e ela come quantidades absurdas de chocolate. Após a sessão de gula, ela se sente péssima, com terrível peso na consciência, fica se culpando, martirizando, se odiando, o que só aumenta a ansiedade, não vai demorar muito para o mesmo padrão se repetir e ela comer mais chocolate do que antes da dieta.

            O sábios do oriente, estudando a mente através dos milênios, perceberam que no decorrer do dia, inúmeros pensamentos, sentimentos, desejos, etc., passam pela nossa mente, a maioria veem a mente e vão embora, de maneira que no instante seguinte a gente nem lembra mais. Mas outras coisas tendem a se fixar na mente e a ficarem se repetindo. Sejam coisas boas ou más, coisas que tenham correspondências com a realidade ou que sejam o puro resultado do imaginário da mente, não importa a natureza, algumas passam, outras se fixam.

            O que faz o pensamento se fixar na mente é justamente a importância que damos ao evento (real ou imaginário). Coisas que damos importância se fixam, coisas que relevamos, passam. Então quando você fica brigando contra o pensamento (ou contra o desejo de comer chocolate), você está apenas o fixando mais fortemente na mente, de maneira que aquela pressão interior, vai acabar se materializando no exterior.. Então, na nossa luta para mudarmos algum comportamento incoveniente,as vezes estamos apenas reforçando-o. Muitas vezes passamos a ter uma atitude de violência para consigo mesmo, através, da culpa, auto condenação/reprovação. Da inaceitação de si mesmo.

            O que fazer então?
            1° Observe
            Observe os pensamentos, sentimentos, sensações que estão chegando.

            2°Tome nota
            Uma vez que você observou que pensamento, sentimento está chegando, classifique-o! É raiva? tristeza? Contrariedade?

            3° Analise
            Analise brevemente, se o que você está sentindo tem justificativa, se é para tanto, avalie no que a sua reação instintiva pode resultar.

            4° Releve
            Pense, mas não apenas pense, sinta que aquela situação, pensamento, sentimento, sensação, não são importantes e então, apenas deixe o pensamento passar.

            No mais, procurar se uma pessoa ativa, ao invés de reativa, suas atitudes não devem automáticas, devem ser pensadas. No entanto, não se agrida nos momentos que você falhar, isso não contribui em nada, procure ter paciência para com todos, inclusive para com você mesma.

  • Rodrigo Silva

    Você precisa entender que a preocupação é inevitavel, mas o stress opcional.

    • Perguntadora

      Total razão.

      • Rodrigo Silva

        Tente ouvir uma música tranquila ou pensar em maneiras de evitar que o problema ocorra de novo.

  • M Holmes

    Olá, Perguntadora. Já tentou praticar meditação? Existem várias técnicas que vc pode tentar, tanto no caminho religioso (como no budismo tem o Zazen) como tem o autor Eckhart Tolle do livro o Poder do Agora que aborda técnicas para isso. Assim como vc, tenho pouca paciência para encrencas no dia a dia, mas já melhorei muito depois que começei a meditar (só na tpm que ainda não tô conseguindo praticar muito bem hehehhe). E outra coisa, não desista da terapia pq, no seu caso, vc precisa descobrir o que pode estar causando este desejo de controlar tudo.

    • Perguntadora

      Olá! Nunca tentei, nem havia pensado sobre. Olhando aqui, descobri que tem um Zazen em minha cidade. Oba. Um novo hobby. Obrigada!!!

      • M Holmes

        Que legal! Aproveite que é muito bom mesmo!

  • Monalisa

    A unica pessoa responsável pelos seus sentimentos e ações é você mesma. Como já falaram acima, tudo são hábitos, e você tem o habito de ficar nervosa por qualquer coisa, e devem ser raras as pessoas na sua vida que deram um “chega para lá em você”. Em vez disso devem ter te bajulado, e incentivaram inconscientemente essa sua falta de paciência.
    É muito chato alguém que a gente tenha que ficar medindo palavras porque a pessoa parece que “QUER” inventar alguma desculpa para ficar emburrada.
    Seu noivo por enquanto está tranquilo, mas depois de um tempo isso cansa, porque as coisas estão tudo numa boa, ai de repente uma frase pode fazer com que você fique emburrada o dia todo. Imagina viver o resto da vida com alguém que se você piscar diferente já começa a encher o saco?! Pense se fosse com você essa atitude se você permaneceria muito tempo com ele.
    O primeiro passo é reconhecer. VocÊ já reconheceu, agora o proximo passo é a pratica, até vocÊ conseguir internalizar um comportamento mais calmo. Vá com calma mas comprometa-se a mudar.

    • Perguntadora

      Sabe, parando pra pensar, acho que nunca fui “colocada pra lá”. Eu sempre fui muito boa em liderança e organização. Eu sinto que é uma outra vertente do meu controle, mas que dá certo. Aí, todo mundo via que “valia a pena” meu jeito difícil. E acabava passando ileso.

      Você tem razão. Vou me esforçar muuuuuuuito mesmo. Não posso perdê-lo! 🙁

      • Me desculpe, mas quem faz oq vc faz nunca será boa em liderança, você deve ser boa em chefia. São coisas bem diferentes e infelizmente, bons chefes estão em maioria (se é que existe bom “chefe” kkkkk)
        Um bom líder não pode “mandar demais”. Ao menos não nessa cara dura q vc manda kkkkk
        As pessoas precisam se sentir livres, inspiradas para se unirem de verdade a você. Do contrário, vira guerra “de quem é o mais sabichão”, ” o mais dono da porra toda”, “o mais controlador”, “o mais impositivo” etc kkkk

        • Perguntadora

          Kkkkkk pois é, Lu! Concordo super com você. Mas a questão é que eu sou assim com meu noivo e não foi sempre assim nos meus relacionamentos. Não sou mandona na area profissional! Eu juro! Kkkkk Parecem duas pessoas distintas!

          • Mas esse conceito de chefia não vale apenas para a área profissional.

            Estou escrevendo um ebook sobre liderança (espero terminá-lo pq começo e paro kkk) e já falo no começo q serve pra tudo: pra sua família, seu grupo social, até grandes empresas.

        • Perguntadora

          Você acredita em constelação familiar? Isso veio a mim hoje e fiquei pensando… Será que ajuda?

          • Eu acho q vc tem q tentar vários profissionais, várias áreas, várias coisas. E aí vc fica na q vc gosta mais.

            Eu vejo q por ex, eu gosto d floral, mas tem gente q só acredita “na medicina tradicional”, sendo q um não precisa anular o outro.

            Ou gente q não gosta de psiquiatra, nem d conselheiros como eu, mas na verdade, nunca foram ou tentaram.

            Vão todos aos psicólogos, oq eu tbm acho ótimo (tem mt profissional bom), mas são coisas diferentes e se vc pode unir várias, pq não?

            Tudo q vc puder fazer por vc, faça.

            Eu estou sempre conhecendo “terapias diferentes e profissionais diferentes” e nunca me arrependi. No máximo “não gostei e não volto mais”.
            E digo nem só sobre relacionamentos, procuro profissionais da área espiritual, da beleza, de tudo que eu puder e vejo que só me enriquece como profissional e como ser humano. Tá tudo interligado, q nem falo aqui.

            A constelação eu nunca tentei, mas é aquela, tente. Se não gostar vc não irá morrer por isso. Só não volte mais. Porém, dê ao menos 3 chances para qualquer profissional e para qualquer área pq na primeira ida é tudo muito confuso mesmo kkkk.

            Eu por ex não senti nada no primeiro reiki, hoje sai de la e pensei se conseguiria viver sem kkkk. Mas só comecei a sentir depois de algumas vezes (acho q inclusive mais d 3 kkk)
            E tão importante quanto, tudo depende da gente. É como lidar com pessoas: como vc quer se dar bem com elas, se vc não se abre para elas? Se não dá oportunidade? Se se esconde? Se foge? Vale pra tudo na vida.

  • Marcelo

    Como eu costumo dizer: a queda da humanidade não foi quando Adão e Eva comeram o fruto proibido, mas quando Deus concedeu a Eva o dom da fala…

    Sério, se vocês tivessem noção das coisas positivas, nobres até, que há em nós (homens) que vocês destroem com a sua tagarelice infernal, vocês pensariam dez mil vezes antes de abrir a boca.

    Sabem aquele padrão comportamental que rezava que a boa mulher fala pouco? Pois bem, ele não era machista, ele era sensato.

    E tentar aplicar a si mesmas as lições de Pandora também as ajudará muito.

    • Mariana Cobra

      Quanto ódio Marcelo, desse jeito vou concluir que seu bumbum anda por demais guloso.

      • Marcelo

        Eu já lhe disse que, se eu fosse gay, eu teria tido muito menos encheção de saco ao longo de minha vida. Mas quis a Natureza que eu gostasse de xota.

        Pois é, minha cara, não são apenas as mulheres que lamentam não haver uma ”cura hétero”.

  • Pudim

    Mulher, no fundo, é tudo invocada mesmo XD

    A diferença é que nem todas que são, têm essa noção e querem amenizar um pouco o temperamento. O mínimo que nós, homens, podemos fazer, é não mexer muito com as onças pra que elas não avancem na gente. hehehe

  • Joao Manu

    ‘ Ou seja, ele tem varias cores’ Vish mais ta chicosa essa baixinha olhar camaleão o seu acho legal fica mais original diferente dos outros.

    • E como estão suas explosões? Já descobriu alguma técnica p amenizar e compartilhar c noix? Kkkkkkk

      • Joao Manu

        E como estão suas explosões? Tranquilo bem menos do que antes só falta controlar mais quando as pessoas me provoca essa é a parte mais difícil falta ainda um mais estou melhorando.

        Já descobriu alguma técnica p amenizar e compartilhar c noix? Não tenho uma técnica certa caço meios diferentes para me entreter ajudar no problema fora a psicóloga tem o esporte, família, amigos, moto a Lu tantos outros que me ajuda nessa jornada.

        • Vc vai conseguir! Na verdade, já está conseguindo e a tendencia será só melhorar
          Torcendo por ti!!