3 regras para viver um grande amor:

36

Se eu te dissesse que até no amor existem regras? Você acreditaria?

Vou tentar escrevê-las. E você promete que ficará comigo até o fim =)

a procura de um grande amor

Não tenha medo de ser feliz

Como a vida é engraçada, né? A gente quer que as coisas aconteçam, a gente quer viver um grande amor, mas quando percebemos que ele está quase acontecendo, damos mil passos para trás. Fazemos de tudo para ele dar errado – E DÁ!

Depois dizemos que não temos sorte, que o amor é para os outros, ou para quem sabe, na outra vida. Nos comportamos como pessoas super coerentes e racionais, enquanto na verdade, estamos sendo uns belos de uns cagões.

Vai doer sim. E daí?

O amor dói, mas a falta dele dói também. Então pense comigo: qual dói mais?

Não venha me dizer que é o amor….

Se for pensar bem, tudo dói. Viver sempre será uma atitude corajosa e arriscada para todos nós. Porém, lembre- se sempre daquela frase que diz que, daqui a 10 anos, você estará muito mais arrependido pelas coisas que não fez, do que pelas que fez.

Dói amar e não ser correspondido. Dói se decepcionar. Dói mesmo. Todos nós já passamos por isso!

Mas e as lições aprendidas, não valeram de nada?

Tenho absoluta certeza que quem faz a própria parte, um dia é recompensado e o fatídico encontro acontece:

O abraço.

O beijo!

Quem ousaria dizer que eles não fazem qualquer tentativa valer a pena?

Antes um coração bater mais forte às vezes, do que viver fechado para balanço.

E se você concorda com isso, por que é que você ainda vive com medo de tentar?

Ninguém pode ter tudo o tempo todo, então, já pensou em tentar aproveitar as melhores partes, ao invés de fugir o tempo inteiro delas?

Você não é de açúcar não!

Você é de carne osso. E sério, essa pode ser a melhor parte.

Você não tem saída

Não adianta se casar com a ideia de pessoa perfeita, com sua melhor amiga(o), ou com qualquer outra pessoa que te dê falsa impressão de segurança.

No fim, é do nosso vazio que nunca estaremos protegidos. Daquilo que a gente sabe que precisa lutar com unhas e dentes para sair, mas, ironicamente, morremos de medo que isso aconteça. E é por medo dessa tal felicidade, que ficamos assim, “um nada”.

Você não quer – e nem precisa – acertar todas as vezes.

Você quer e precisa é de constantes tentativas de fazer sua vida valer à pena.

Já pensou por que você vive triste/frustrado?

Já pensou no quanto essa sua “suposta” segurança só te traz inseguranças? No quanto suas crenças diminuem a sua autoestima? Tudo a ponto de você não confiar mais em você mesmo? No seu corpo, na sua idade, nas suas circunstâncias, ou seja lá no que for?

Quantas justificativas para se paralisar!!

Você quer um motivo para viver, mas não ajuda a vida.

Quer surpresas, mas não arrisca a surpreender-se.

Se faz de sábio “que prefere evitar problemas”, mas na verdade, é um ser humano medroso e negativo.

Tem alguém gritando:

“Ei, amigo. Eu quero te ajudar, mas você precisa me dar uma chance!”.

Tá com medo de sofrer?

Mas e agora, você está como?

Sofrendo mesmo assim, né?

Repense.

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.