Me incomoda o fato das mulheres terem tido mais experiência sexual do que eu e isso me trava!

47

 Leitor: Boa tarde Luiza, acompanho o site há muito tempo e gosto muito do seu trabalho. Gostaria de enviar uma pergunta/caso que está ocorrendo comigo:

Saí recentemente de um relacionamento de 5 anos com uma menina incrível, eu com 22 anos e ela 29. Ela foi a primeira e única mulher que tive, estou sofrendo pelo término, mas tem algo que esta me deixando muito mal mesmo, peço que não me julguem como machista ou apenas alguém com idéias “tortas”.

É o seguinte: estou tendo dificuldades de conhecer outras meninas, por diversos motivos, timidez, autoestima baixa (sofri uma situação “humilhante” nesse término) e o principal, tenho dificuldades em lidar com o fato de outras meninas terem mais experiência sexual que eu, o fato de terem tidos outros parceiros. Quando é só namorado ainda consigo segurar a onda e ir conhecendo, mas se desconfio que fazia sexo casual, eu travo na tentativa de conhecer mesmo, isso está colocando em risco eu ter outras pessoas, ou se conseguir, ter um relacionamento estável, estou sofrendo com isso, não julguem por favor.

passado da mulher

Assim como você “julga” essas mulheres a partir das suas crenças, eu e as pessoas do site também iremos “te julgar”. Isso acontece porque é algo inerente ao ser humano, tá? Só relaxe e se lembre que:

1 – Mesmo que algo que a gente diga possa te doer na hora, só queremos te ajudar.

2 – Se falarmos algo que não concorda ou não procede, seja inteligente. Ignore e pegue apenas o que te valer.

3 – O site está aqui para isso mesmo, para pensarmos juntos. Não para concordarmos com tudo.

Estamos combinados assim? Então bora pras dicas o/

Primeiro de tudo: não é fraqueza, mas sim questão de inteligência reconhecer que, se a forma que “você é” está te incomodando e esse seu “jeito de ser” está internalizado há basicamente desde quando você se reconheceu “como homem” disposto a ter experiência sexuais, será necessário mais do que um texto, mas sim um acompanhamento constante para que você não só entenda, como internalize toda a lógica que te fará ver esses fatos de uma forma muito mais leve do que a que você está vendo agora.

(Leia esse post para entender melhor a diferença entre conselheiros, psicólogos e psiquiatras).

Também é importante que você entenda que esse problema é seu, não das pessoas. Digo isso porque apesar de parecer óbvio e todo mundo saber, “ninguém é obrigado a nada”. Ou seja, que você não é obrigado a namorar tipo X ou Y de mulheres. Muitos homens acabam namorando/se apaixonando pelas mesmas, mas depois cobram e reclamam demais, fazendo a vida de ambos um inferno. E aí, como sabemos que o amor não escolhe “passado sexual” e como imagino que você não quer namorar com “uma vagina”, mas sim com “uma alma e com um coração”, é mais uma vez importante que você procure um acompanhamento extra.

Ainda que não seja essa a intenção, você já parou pra pensar que esse seu comportamento pode estar sendo arrogante e “burro” (fora inseguro)?

Pense comigo. Se você gosta de sexo e tudo tem o lado bom, olha que legal ter a chance de aprender com uma mulher que entenda e saiba fazer direito! Lembrando que, ao contrário do que muito homem pensa, uma mulher boa de cama não necessariamente transou com vários. Não que isso interferiria no que ela tem de mais importante como “ser”, mas só pra te ajudar com a sua neura: às vezes ela fez muito com um só, gosta muito da coisa, tem talento, ou tudo isso junto, sabe? kkkkkk. Quantidade nem sempre envolve qualidade e competência sexual, pode ter certeza disso.

De qualquer forma, se você encontrar uma “sabichona”, aproveite e aprenda, homem! Tenha humildade pra saber que você não é o fodelador mesmo (alguém é?) e tá tudo bem! Na verdade, com todo respeito e, sim, generalizando um pouco, muito homem como você costuma ser péssimo de cama porque racionaliza tanto, que acaba criando travas e julgamentos que simplesmente atrapalham no que existe de mais importante: o fluir, a conexão, a união dos seres. É brega, mas é isso kkkkk.

Sem contar que, quando você melhorar a sua autoestima, verá que, fora tudo isso tudo que disse, a mulher pode se soltar muito contigo simplesmente porque você passou confiança, porque foi aquele encontro que parece que vocês se conheciam há séculos, sabe? Confie que você e o destino podem ser incríveis o bastante para haver a possibilidade disso acontecer também. Ou melhor, que você pode – e “deve” – praticar essa competência como homem e despertar em uma mulher o que existe de melhor nela.

No mais, você só saberá o passado sexual de alguém se você perguntar. Mas como você é um garotinho ixperto e, enquanto não tiver feito e finalizado todo um acompanhamento particular, é melhor optar por gozar do que por ficar maluco. Concorda com a Lu? Daí, calar a boquita e perguntar pouco – ou melhor, nada kkkk – será melhor pra todo mundo.

PS: E ó, quando for procurar ajuda, tente não conversar apenas sobre as mulheres, mas sim sobre como elevar a sua autoestima, porque não só uma coisa leva a outra, como mais do que tratar o problema, é necessário tratar a causa do mesmo, concorda?

Veja: Não consigo esquecer o passado sexual da minha mulher!

Boa sorte!

Lu

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.