Me sinto insegura por ele sempre ter contato com a ex por causa do filho que tiveram em comum:

66

Leitora: Boa noite Luiza. Tudo bem com você? 

Estou ficando com um homem de 27 anos, eu tenho 24. Estamos ficando sério já fazem dois meses e está tudo caminhando para um namoro, porém, tenho um pé atrás com a ex-mulher dele. Antes de ficarmos, ele disse que ela era muito bonita e isso foi um dos motivos por ter se relacionado com ela. Depois que eles se separaram, ele disse que teve algumas recaídas, de ir dormir na casa dela mesmo, sem a intenção de voltar. 

Eles têm uma filha de 4 anos e faz 1 ano que se separaram. Por conta da filha eles sempre terão contato. Estou em dúvida se continuo essa relação ou se abandono o barco. Tenho medo dele estar vulnerável algum dia e acabar cedendo a ela (que ainda gosta dele), ou dele voltar com ela algum dia, ou perceber que gosta dela se ver ela com outro homem. Ele me mostrou uma conversa deles na qual ela insistia para eles serem amigos para criar a filha e em todo momento ele disse que o assunto deles seria exclusivamente a filha e que não tinha necessidade de ter mais contato que isso. Só que isso foi há duas semanas, eu não sei como é a conversa deles no dia a dia e nem como é o contato deles quando ele busca a filha. Não sei o que fazer, sou uma pessoa insegura por natureza e me envolvendo com alguém assim fico mais ainda. Sei que não posso ser assim, mas sei também que tenho que respeitar meus limites.

Muito obrigada

Adoro você.

medo da ex

E daí que ela era muito bonita? Falou só pra te fazer ciúmes, boba kkkk. Além do mais, se para amar alguém tivesse como obrigatoriedade ser bonita, as feias jamais seriam felizes com ninguém. PORÉM, gostar ou não gostar dela seria um outro assunto, o qual você colocaria seu melhor amigo na roda para te ajudar: o tão famoso “sexto sentido”.

No fundo, no fundo, você sabe se esse homem gosta realmente de ti e, tão importante quanto, se ainda não se esqueceu da ex. E no fundo você também sabe até que ponto essa sua insegurança “é culpa dele” ou “sua”. Dá pra ver nas atitudes dele, dá pra ver nas suas.  Dá pra ver no contexto e no andamento geral da coisa. Enfim…

Se ele pode ter recaídas com ela? Sim. Se pode não ter? Também. Mas aí de novo: sexto sentido e também confiança no caráter dele. Afinal de contas, não é porque sentimos atração por alguém que temos que trair nossas escolhas. Temos?

Se ele acha que não gosta hoje, mas pode descobrir que “gosta” quando ela arrumar outro”? Pode também! E ainda que geralmente isso seja mais questão de orgulho de macho do que de “gostar” em si, nem sempre isso te adiantará em algo – até porque nem todos os homens terão a autocrítica (inteligência?) para repararem que foi isso mesmo e ainda podem achar que você tá é com “ciúmes” dela kkkk.

Não se engane. Se você mesma disse que é insegura por natureza e se você está com ele há tão pouco tempo, será que ele vale mesmo TODO esse esforço? Ou melhor, todo esse transtorno mental? Porque para uma pessoa insegura como você, talvez seja mais questão de prejuízo do que de bonança estar com ele. Ainda mais que você não só não poderá proibi-lo de ver a filha como deverá incentivá-lo a ser um bom pai. Só que, como isso também significa que ele verá muito a ex, vai de você largar ou procurar acompanhamento psicológico para lidar com a situação.

Se você realmente quer tentar, tire tempo, dinheiro e persistência do bolso. Trate o seu ponto fraco, medite, dance, ore, faça tudo: mas não coloque a culpa nele. Até porque, se ele ainda não fez nada para que você desconfie e estar com ele é uma escolha sua, fica de interesse totalmente seu se virar.

Agora, eu, Luiza, terminando ou não, procuraria essa ajuda psicológica para não atrapalhar meus relacionamentos futuros. E caso fique com ele e para CASO ele faça alguma merda, eu também já estaria “preparada” para isso.

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.