Mozão implica com minhas roupas de academia:

78

Leitora: Olá! Eu e meu esposo nos conhecemos há quase 5 anos. Nos casamos há quase 3, eu tenho 35 e ele 54 anos. Nos damos muito bem. 

Então, frequento a academia e, de uns tempos pra cá, ele começou a implicar com minhas roupas de academia e eu não vejo nada demais nelas, pois sempre uso legging e camiseta nem larga, nem justa. Me visto de acordo com minha idade e meu corpo.

Outro dia ele estava assistindo a um filme pornográfico (ele sabe que fico P da vida) e semana passada pesquisando sobre uma “musa” pornô. Hoje ele veio criticar minha roupa, e eu perguntei qual a moral que ele tinha pra se meter nas minhas roupas já que ele fica procurando mulher nua na web. Ficou bolado comigo, dizendo que quero confusão. É justo eu abrir mão das minhas roupas se ele não abre mão de suas pesquisas eróticas?

Ele adora um pornô e uma novinha (no caso, você é a novinha kkkk), já você, não pode nem ir pra academia em paz? Entendo que tem homem ciumento em todas as idades, porém, é incrível como aqui no site, quanto mais velho é o homem, mais implica com a parceria jovem. Só que é assim né miga: cobra só se cria quando tem espaço e liberdade pra isso.

Você gosta das suas roupas? Se sente bem com elas? Pois use-as até furar e você precisar comprar outras novas!! Do contrário, você ficará sem fazer o que você gosta e aposto que ele bem que olhará as outras que estarão vestidas justamente como você (não) está mais. Na verdade, ele te enche o saco justamente por causa disso: porque na opinião dele, é bonito e chama atenção. É óbvio que não se trata de sair com a bunda de fora ou de biquíni no shopping: pelo o que eu entendi, suas vestimentas são “normais” e não possuem relação com as vestimentas dos pornôs que ele assiste, mas né? Ele também adoraaaaaaaa kkkk

“Ah Luiza, mas é que homem vê de forma diferente a mulher que é pra comer e a mulher que é pra casar”

Você não está andando “como uma biscatinha”. E mesmo se estivesse, se você tá feliz, vai andar que nem freira pra quê? Pra agradar um homem que, com todo respeito, está sendo um belo de um hipócrita?

Como disse, é óbvio que você não andará pelada na rua ou de uma forma que você não goste (a propósito, não existe “roupa pro seu corpo ou pra sua idade, mas sim roupa que você se sente bem), mas se até com uma legging e uma camiseta ele te enche a paciência, eu questionaria a “maldade” que ele carrega no coração.

Por ex, o Thi não só não vê problema com minhas roupas, como me estimula a estar sempre bonita (ao gosto dele, que graças a Deus, é o meu gosto também kkkk). Daí eu penso: seria esse um sinal de que ele não é um taradão e, justamente por isso, não vê os outros como “taradões em potencial” – ainda que obviamente saiba que um ou outro é taradão sim? kkkk. Não estou afirmando nada e é óbvio que nenhum homem ou mulher é santinho, mas é de se pensar.

No fim, o que eu faria no seu lugar?

Usaria o que eu gosto e pronto, acabou. Se ele não gostasse, falaria, “que pena, eu gostei”. E é isso aí.

Porém, se um dia ele fizesse uma crítica construtiva a respeito das minhas vestimentas e eu achasse que faz sentido, eu agradeceria e mudaria. Afinal de contas, às vezes somos “sem noção” mesmo. Quem nunca? kkkk

Por fim, larguem disso de “ah ele não larga o pornô e quer que eu largue minhas roupas“. Ainda que muita mulher considere assistir pornô como desrespeito, ele faz porque ele gosta e você faz porque você gosta. E como, a meu ver, não se trata de chifre, nem de nada que prejudicaria o outro (a não ser que ele negue fogo de tanto que se masturba kkkk), acho desnecessário essa vontade (ilusória) de achar que pode controlar, ou até mesmo mudar, os maiores gostos do parceiro(a).

Sei lá, eu, por exemplo, não gostaria de ver o Thi frustrado a troco “de me deixar feliz ao parar de fazer algo que não é nem bem que eu não goste, mas sim porque sou insegura”.

Eu acho que é isso.

Beijão

Lu

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.