Eu gosto da coisa, mas meu namorado nem tanto!

15

Leitora: Boa noite! Então… já namoro um garoto há uns dois anos, ele é ótimo em tudo e eu realmente quero estar com ele por muitos mais anos. O único problema que vem acontecendo é que ele não me procura mais (sexualmente). Eu já disse várias vezes que pra mim tá ruim mesmo e nunca dá em nada. Muitas vezes eu fico planejando, pensando em sexo durante o dia, aí lembro que ele não quer nada, isso me deixa com raiva e acabo sendo rude mesmo. Fico frustrada.

E amiga, eu falo o português claro, do tipo: eu quero fuder menino! (KKKKKKK REAL), e ele parece ficar sem ação diante disso. No inicio do namoro (como sempre), é aquela pegação loca, agora ficou ultra sem graça.

Eu questiono se ele ainda sente atração por mim, ele só diz que sim, que me ama. Ele não parece entender que nesse caso não resolve amor, o negocio É SEXO. E tem mais, adoro essas paradas de dominação (o homem dominante no caso), ele sabe, mas não sabe executar, deita, vira de dorme.

Eu me sinto gostosa e sei que qualquer outro cara reagiria com mais tesão e isso me deixa severamente deprimida, porque quem eu quero é ele, só. Se eu não tomo alguma atitude, acho que passamos 3 meses a fio sem sexo nenhum, acho que ele virou um vegetal (kkkkkkkkkkk rindo mas chorando), e sim, eu desejo ele meeeeesmo. Olha gata, essa história que os homens gostam mais de sexo é só machismo mesmo, BALELA.

O meu último namorado era precoce (coitado) e eu acabei terminando com ele pra ficar com outro. Não quero que meu namoro acabe assim.

Esqueci da idade gata, tenho 20 anos e ele 21. Espero sua Resposta, BEIJOOOOS.

Essa história de que homens são mais fogosos e mulheres fazem sexo por obrigação é tão enraizada na cultura masculina que uma pergunta como a sua soa como lenda urbana, afinal, mulheres gostam mesmo é de dinheiro kkkkkkkkk.

Eu, particularmente, acredito que cada ser humano é único e devemos tentar compreender como cada um age olhando as suas características e respeitando as suas limitações. Nesse sentido, é necessário que você compreenda que cada um tem um modus operandi sexual.

Quero dizer que você tem um tempo sexual diferente do seu namorado e o caminho é encontrar o equilíbrio.

Mas como encontrar o equilíbrio?

Vou te dar 5 dicas sobre como conversar sobre a falta de sexo sem climão e quem sabe encontrar um equilíbrio entre amor e sexo.

1 – Não faça birra, faça sexo

Chegar no cara e dizer “você não me ama, não sente tesão, não me procura mais, estou frustrada com isso e bla bla bla” só vai colocar um peso enorme nas costas dele, diminuir a autoestima e pressionar de uma forma muito negativa.

Pense que a masculinidade é super frágil e os homens são criados numa cultura deturpada, onde o cara tem que estar sempre pronto pra foder, exalando sexualidade e se recusar uma transa vai ser taxado de broxa, viado, molenga, corno e sabemos que não é bem assim.

Pelo jeito vocês se gostam e querem ficar juntos, por isso, vale a pena sentarem mais uma vez e conversarem sobre esse assunto, MAS SEM O PESO DE UMA DR.

Existem formas e formas de se abordar o mesmo assunto, sendo assim, chegue nele com psicologia e estrategicamente.

Ao invés de dizer “quero fuder menino”, apareça sensualizando para ele, diga com o teu corpo o que quer.

Ao invés de dizer “estou frustrada”, diga que ficou o dia inteiro pensando nele, nas posições, na forma como ele é gostosão.

SEDUZA.

2 – Investigue

Vocês eram safadénhos e do nada o cara amornou, alguma coisa está acontecendo. Pergunte, como quem não quer nada, se ele se masturba, se ele tem um pornozinho cabreiro no celular e quantas vezes por dia ele pensa em sexo.

No seu relato não dá para saber se vocês moram juntos, mas suponho que não é o caso. Portanto, o moço tem tempo livre longe de você e próximo das mãos.

As vezes os 5 a 1 estão tirando o gás do moleque e ele está te deixando na mão também. Existem muitos homens que se viciaram tanto em pornografia e na polenta que não conseguem mais se excitar com uma mulher real. Nesses casos, é muito importante que ele mesmo detecte o problema e procure ajuda psicológica.

Tente também descobrir se ele está sendo afetado por questões psicológicas, tais como: término de um TCC, cobranças no trabalho ou qualquer tipo de pressão externa. Questões psicológicas afetam demais todos os aspectos fisiológicos.

A minha válvula de escape dos estresses da vida é o sexo, mas o mozão não. Se ele estiver frustrado, nervoso, triste ou teve um dia difícil da porra, não vai rolar sexo, só carinho e um ouvido atento. Aí resta entender o jeito dele agir e aceitar jeito dele, assim como ele entende que gosto de lesco lesco quando estou putassa ou ansiosa.

3 – Ajude-o a pensar em sexo

Queremos sexo quando pensamos em sexo. Se você alienar a sua cabeça e evitar pensar o que seu corpo quer, já já seus impulsos serão relegados para escanteio, por isso é necessário você fazê-lo pensar em sexo antes de te encontrar.

Mensagens de texto, mensagens de voz, links de coisas que te excitaram no dia podem ser compartilhados com ele, assim você força o moço a pensar em sexo sem ter você por perto.

No início tudo era fogueira pela ansiedade que ele tinha de te encontrar e pela novidade que o sexo era contigo. A novidade passou, resta saber se ambos são capazes de identificar o que dava tesão e reproduzir esse comportamento.

Não adianta você pensar em sexo, deixar os pensamentos na sua cabeça e depois forçá-lo a realizar as coisas que você pensou sozinha e, pior, fazer birra, ser grossa e frustrar-se.

4 – Cuidado para não ser castradora

Pelo jeito você curte um cara no estilo “macho alfa”, que te pega, te joga na parede e te chama de quenga.kkkkkk

Cuidado, isso pode voltar contra você.

Quando você diz que gosta de um homem dominador e que quer umas paradas diferenciadas, está subentendido que o moço não está te agradando, que está dando bola fora (olha o trocadilho) e que você está insatisfeita com o serviço.

Não tem autoestima que segure a onda e é provável que ele faça a linha cachorrão “deita, vira e morre” justamente por medo de te desagradar.

Sabe aquela coisa do cara que broxa uma vez, broxa duas vezes e na terceira ele nem tenta por medo de falhar? Pois é, seu namorado pode estar sofrendo das mesmas causas.

Sendo assim, tente outros tipos de lesco lesco mais arroz com feijão e sem tanta firula e depois que a seca acabar, tente outras coisas relacionadas aos seus gostos.

5 – Tenha um espelho

Enquanto ele vira um vegetal sexual, você está se tornando a monstra resmungona. Muito cuidado para não se tornar aquele tipo de pessoa reclamona e que nunca faz a própria parte.

Eu mesma fiz uma reflexão e cheguei a conclusão que tenho o “trabalho” de seduzir meu marido todos os dias. Todos os dias ele me vê.

Ele me vê acordar descabelada, suada nas faxinas, me vê comer feito uma desesperada ou largada de pijama no sofá. Não tem romance que sobreviva sem ajuda.

Se eu deixar o barco fluir, o encanto acaba e já já estaremos cagando de portas abertas.

Assim, em contrapartida eu… Acordo bem humorada, fazendo gracejos e pegando no pinto dele logo cedo.

Nas faxinas eu canto, faço piada e proponho lesco lesco grego sujo de suor (não funciona, mas faz rir). Após as faxinas me arrumo e tiro a cara de mulher cansada.

Quando estou largada de pijama no sofá, coloco nuns pornozim só pra descontrair e quem sabe fazê-lo tirar meu pijama surrado.

QUERO DIZER, tenha mais leveza, mais bom humor e menos cobrança.

E quando eu digo para você fazer a sua parte é sobre refletir sobre como as suas atitudes podem ser nocivas ao seu relacionamento sem que você perceba, por isso é importante rever os conceitos, posturas e aprender com os erros para agir melhor no futuro.

Instagram
Share.

About Author

Mari Cobra

Intolerante à lactose, bem cuzona, nunca disse que sou legal, tenho um coração grande e geralmente tomo na tarraqueta, geminiana e fodidamente indecisa. Apaixonada pela vida e falo muito palavrão.