O que conversar quando conseguir ficar a sós com ela?

12

Leitor: Boa noite. Eu tenho 16 anos. Este domingo pretérito eu fui para uma escola aberta para treinar, e lá tinha uma garota que devia ter por média de 17, 18 anos. Tinha uma roda de truco e ela não sabia jogar, então ensinei ela e fui abraçando ela aos poucos, ela não rejeitou. Ela saiu e não deu pra pedir nem o número, quando chegou minha hora fui embora com um amigo meu e ele falou que percebeu o que eu queria e me disse: “Próxima vez que ela vier vou deixar vocês dois a sós”. Eu quero saber o que conversar com ela quando estivermos a sós para conseguir ficar com ela. Desde já agradeço.

“Domingo pretérito”? Achei chique kkkk.

Enfim, eu acho que só de você pensar em conversar com ela para FICAR com ela já dará um nó na sua cabeça e você não conseguirá conversar direito. Sua primeira preocupação deve ser conversar por conversar, sabe? Sem ficar, nem nada. Isso fará seu psicológico ficar muito mais tranquilo, o que consequentemente, aumentará as chances de vocês terem uma boa conversa.

É claro que, vez ou outra, você se lembrará que a deseja como mulher, PORÉM, como o primeiro pensamento não é controlável, mas o segundo é, você já tome tenência (ou ao menos tente não viajar tanto kkkk) – até que chegará uma hora em que você verá que ela não é um monstro, mas sim uma garota normal, que terá gostos em comum, e outros nem tanto, com você. Não precisa se tremer todo, nem ficar se cobrando tanto para ter assunto. Com uma risada ou duas, a tendência será apenas relaxar e aí, quem sabe, você já poderá vê-la um pouco mais como “mulher” e tentar algo, rs.

Se você tentou abraçá-la e ela não negou, já foi um ótimo sinal. Da próxima, só tente conversar um pouco mais mesmo e, mais do que isso, arrume um contexto, como quem não quer nada, pra perguntar como ela está nas redes sociais. Peça para segui-la e essas coisas naturais que muita gente faz “já na hora”, sabe? Inclusive amigos, visto que o povo em geral adora ter um novo seguidor kkkk. E aí, é só você usar isso a seu favor nos próximos dias 😉

Se se sentir muito íntimo, você já pode até pedir o whatsapp. PORÉM, na minha opinião pessoal, esse é um passo dois que, claro, a depender do nível de intimidade, já pode ser pedido de cara. Vai de feeling, sexto sentido, ou de como você quiser chamar. Afinal de contas: se a gente sabe que em uma primeira/segunda conversa podemos sentir tanto uma amizade de anos como um estranhamento/desconfiança parcial (independente de estar ou não afim), será mesmo importante “contar com algumas mensagens não tão racionais” que você sentirá na hora.

Quanto a seu amigo falar que irá deixar vocês a sós, não se preocupe com isso também. Às vezes, esse “a sós” pode até dar uma pressão maior em vocês – ainda mais se ambos forem tímidos. Sendo assim, o ideal é já marcar esse “algo a sós”, para que ambos já se encontrem preparados psicologicamente, rs (mas não parece ser possível nesse seu caso em específico, visto que você precisará encontrá-la no grupo de novo), OUUU ela estando no grupo, quando vocês começarem a conversar, pedir para o seu amigo “só sair fora” quando ver que vocês já estão engatados em um papo. Enquanto não estiverem, ele poderá até te salvar um pouco ao estar por perto, já pensou nisso? Tipo puxar um assunto ou outro, jogar a bola pra você, essas coisas. Eu pelo menos já salvei e já fui salva assim kkkk.

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • Rodrigo Silva

    Pergunte o que ela gosta de fazer.Fale sobre os seus gostos e procure se focar no que vocês dois têm em comum.

    • Ro vc é divertido ao vivo que nem é por aqui?
      Se sim, vc acha que isso te ajuda muito? Eu tenho mt amiga q gosta d gente como vc, mas não sei se na prática vc nota mt diferença kkk

  • M Holmes

    Além das dicas da tia Lu em se focar em conhecer, não criar muitas expectativas em ter um relacionamento amoroso logo de cara e deixar o papo fluir, demonstre interesse em assuntos que ela goste, por exemplo:
    Vamos dizer que ela goste de séries e vc não, porém vc não desgosta ou assiste uma ou outra (tipo eu que só assisto Sherlock rsrs). Pergunte a ela quais ela assiste e, com isso, poder levar a conversa para assuntos em comum, como:

    Ela: “Eu gosto de assistir Stranger Things .”
    Ele: “Eu nunca assisti, é boa!? Sobre o que fala!?”
    Ela: “É sobre …”
    Ele: “Legal! Eu conheço o ator … e é bem parecida com um livro chamado … Vc já ouviu falar sobre ele? É muito bom!”

    Daí a conversa flui de um assunto que vc não conhece muito bem e já demonstra interesse dentro de coisas que ela gosta.

    • Bem colocado Holmita, ele pode usar até o jogo lá que ele a conheceu a favor dele. Pegar ou dar umas dicas.
      Tava pensando aqui: como a gente se esquece do simples, né? E parece que isso vale para todas as áreas da nossa vida

      • M Holmes

        “Tava pensando aqui: como a gente se esquece do simples, né? E parece que isso vale para todas as áreas da nossa vida”
        Acredito que isso aconteça por conta do emocional que atrapalha as nossas ações, pois a paixão (neste caso específico do leitor) faz com que criemos muitas expectativas. Mas nada como umas boas experiências para sabermos lidar com tudo isso.

  • Franciele

    Aviso: comentário morde e assopra

    Leitor, tu mente muito mala reescrita do teu relato sem eufemismos
    fica mais ou menos assim:

    “coneci uma menina, aparentemente mais velha, durante uma
    atividade fora da escola e gostaria de ter dado uns beijos e amassos, mas, como
    é grande a chance dela não gostar de uma abordagem tão direta, quero dicas de
    como fingir um interesse a mais até conseguir o que de fato desejo”.

    Como já deu para
    perceber, eu sou completamente contra essa modalidade de “relacionamento”,
    porque, além de não preparar os envolvidos para futuramente passarem décadas com
    uma mesma pessoa, ainda condicionam as criaturas a pensar que basta atração
    física para iniciar e manter um contato mais duradouro com alguém.

    Deixando opiniões de lado, acho que tu não soube aproveitar
    o contexto, porque o lugar em que vocês se conheceram oferece pistas sobre a
    possíveis preferências dela, vocês estudam, comem, passeiam, ouvem música,
    assistem tve não chegaram ao grupo em que estavam por brotamento, sendo esse u
    bom assunto para começar e levar aos outros, desde que tu não descambe para o
    artificialismo.

    Pobre guri, ficou na categoria “para mulheres”, rs; se bem que, melhor assim,
    aos 16 anos ele deveria se preocupar em
    se conhecer melhor antes de pensar em se relacionar.

    • UHAIUAHAIUHAIUHA
      Ai Fran, a categoria foi errada kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

    • Joao

      vai fuder que passa

    • Gaia

      Quando vi o relato tb pensei nessa reescrita!!
      E fiquei pensando: mais um que quer ser legal apenas para ficar…

  • kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    aonde vc mora mesmo? kkk

  • Pudim

    Um começo é falar sobre truco, já que ela demonstrou interesse em jogar. Depois, fale sobre outros jogos de cartas, outros tipos de jogos (esportes, videogames, tabuleiro). Vê os que ela gosta e foca neles.

    Uma boa também é falar sobre hobbies: filmes, séries, colecionismo. etc. Ela certamente vai curtir alguma dessas coisas.

    Aproveite pra direcionar também pra assuntos que você se sente mais à vontade pra falar, assim não dá timidez nem nada.

    Boa sorte!

  • Stanley Lewis

    Combinem de jogar truco, só vocês dois, e durante o jogo vão conversando sobre assuntos variados que sejam do interesse de ambos. Assim vocês vão se conhecendo sem que haja qualquer pressão ou timidez.