Nossa “aventura a 3” acabou deixando ela mais distante

14

Leitor: Tenho 27 anos e namoro com uma garota de 23 anos que é maravilhosa, carinhosa, tímida e super amiga. No início do namoro, cometi alguns erros no início que fez com que ela perdesse a confiança em mim e tenho tentado conquistar ela todos os dias até hoje.

Sempre nos aventuramos na hora de fazer sexo em lugares que pudêssemos ser descobertos, com o passar dos anos, em 2017, ela confessou ter vontade de ficar com outra mulher e teve algumas situações boas e ruins, quando teve uma garota que queria que ela terminasse comigo pra ficar com essa garota. 

E eu perdi um pouco o brilho de tentar ficar com uma terceira pessoa. Final do ano estávamos nos batendo de frente e ela tinha guardado pra si que tava insatisfeita com o namoro, conseguimos recuperar a normalidade, porém, estamos em estado de observação. Ontem ela comentou comigo que tinha ido na psicóloga e que conversou sobre sexo, a bissexualidade dela e que tem fetiche de ficar com outro cara.

Eu expus o que sentia e minha preocupação, que tinha medo dela se interessar por outro cara e terminar um relacionamento de 4 anos. Numa conversa com whatsapp ela falou que eu tinha que trabalhar a insegurança e não proibir por conta que estou inseguro e ela não tava gostando disso e que não tem nada a ver, se for pra gente se apaixonar por outra pessoa pode acontecer sem nem a gente ficar.

Ela tem se tornado uma pessoa bem diferente do início do namoro e não sei como lidar com isso. Me ajuda, o que eu faço?

PS: A gente dividia a garota quando ela curtia ficar com os dois e a gente combinou que só ficaríamos com a terceira pessoa quando ambos tivessem próximos para não parecer que fosse traição se o outro não tivesse presente.

Nossa "aventura a 3" acabou deixando ela mais distante

Você é um caso em que acredito que precisaria de várias consultas particulares comigo, não apenas um simples texto. Porém, vou tentar ajudar no que puder nesse formato e espero que te ajude ao menos no “grosso”, tá?

Primeiramente, o problema (óbvio) de magoar qualquer ser humano, é que pode ser que o sentimento dele nunca mais volte a ser como antes. E ainda que muita gente brinque bastante com isso sem pensar nas consequências, foi exatamente isso que aconteceu com ela. Porém, leia até o final do texto e conclua por si mesmo se ainda vale a pena tentar mais algo, tá?

Concordo com a sua namorada de que “não é necessário nem ficar para que ela se apaixone por outra pessoa”. PORÉM, independente dos fetiches dela, você não acha que vocês só estão levando esse relacionamento com a barriga não? Daí ela apenas fala “que está cheia dos fetiches” (não que ela não tenha…), enquanto na verdade, pode estar é de saco cheio de você?

Aí, pra piorar mais ainda, você não procura ajuda e, muito provavelmente, fica se comportando de uma maneira cada vez mais broxante (ciumento? Inseguro? Possessivo?) e aí que o bolo desanda de vez e justamente o que você não quer que aconteça, acaba acontecendo. Ela se distancia e fica cada vez “mais estranha” contigo.

Sem contar de que isso de ficar com a outra pessoa “só quando o outro estiver presente” para não parecer traição é a maior bobagem. Traição é ficar e não contar o ocorrido: se ela/você souber, tanto faz ver ou não. Mas deixa pra lá que esse ponto nem é o mais importante na sua história mesmo kkkk.

Continuando, no fundo, independente da sua namorada ser bi, hétero, santinha ou devassa, a gente sabe quando somos amados e quando não somos amados, concorda? Nisso acredito que você sabe que ela ter ficado ou não com outra nem foi o maior problema entre vocês, mas sim de que talvez o tempo entre o casal já deu….

Daí, ao invés de você tentar “reverter o jogo ao tentar se mudar”, fica pressionando-a para não te meter o pé (“nossa, vai terminar mesmo com um namoro de 4 anos?”, “Tenho medo que você se apaixone por outro(a)”) e demais afirmações que ainda que você não diga com essas palavras, você sabe que não melhorarão o seu real problema, mas no máximo a fará ficar com pena/sem jeito de terminar contigo de vez, concorda?

Meu conselho: se essa menina é realmente importante para você, invista em um acompanhamento. Se não for comigo, na sua cidade. Pare de levar isso pela barriga e pare de ficar jogando seus medos e frustrações em cima dela. Pare de pressionar, pare de alegar o tempo de namoro como algo relevante para mudar os sentimentos dela e simplesmente mude VOCÊ. Daí, quem sabe com você se mudando ela não volta a ter um brilho?

E se não tiver, que ao menos você esteja mais seguro e consciente em relação à vida. Afinal de contas: se tudo é um ciclo, por mais que o passado tenha sido maravilhoso, às vezes não tem como fazê-lo voltar atrás mesmo. Daí não adianta ficar dando piti ou chorando, visto que isso seria apenas uma perda de tempo, com mais uma extensão para a sua dor.

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.