50 tons de liberdade é uma….

22

Resenha diferentosa sobre 50 tons de liberdade:

Vocês já assistiram ao último filme da trilogia “50 tons de cinza” ou nem pretendem assistir ao “50 tons de liberdade”?

Eu já assisti e resolvi fofocar um pouco sobre kkkk

Assine o Canal e clique no sininho para ativar as notificações!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • Jps

    Lu, 50 tons de Cinza é a aquela história da garota até então sem graça, sem nada especial que vai evoluindo conforme as coisas vão acontecendo e se torna alguém independente, “forte”…sem contar a parte de se apaixonar pelo galã, rs

    Acho que homens podem assistir de boas, mas o publico alvo é 99% voltado para mulheres, rs…..talvez para homens gays também

    Eu não vi esse filme ainda, mas já vi os anteriores.

    Uma conhecida minha disse que gostou do filme, mas realmente disse que o final com “familia” foi meio broxante se for levar em consideração o “objetivo” dessa história.

    E não acho nada machista. No final o Grey é um personagem “coadjuvante” se for pensar bem, porque ele não muda muito do começo até o fim. A maior mudança e o foco de toda a história é sobre a Protagonista.
    Fora que ele pode ser mais “mandão” no começo, mas no final quem manda mesmo é a garota, rs

    • Monalisa

      KKKKK, mais do mesmo. Espero ansiosamente por um filme/livro que tenha uma história diferente que não seja clichê.

      • Jps

        Sim, esse usou da “fonte” do Crepusculo para fazer o primeiro sucesso, mas tem seu apelo.
        O pessoal não gosta por causa da história e originalidade, verdade seja dita, rsrs

        “Espero ansiosamente por um filme/livro que tenha uma história diferente que não seja clichê”
        Acho que o problema nem é o cliche, mas sim as coisas “enlatadas” sabe?
        Tipo, vê a formula de um filme e copia quase que igual a estrutura. O Filme pode até ter alguns clichês (até porque é inevitável), mas precisar tentar da uma identidade para a história….principalmente se for Saga.

        Sem querer comparar qualidade, mas tipo a pegada Star Wars e Star Trek. Na época os dois eram de espaço, ficção cientifica, mas fora isso diverge MUITO todo o restante.

        • Monalisa

          Eu não vou comparar Star wars ou star treck co, 50 tons de cinza. Porque são propostas diferentes. Temas diferentes. Eu gosto também de um filmezinho romantico, não tenho preconceito. Mas um filme sem esse cliche todo. Filmes romanticos que achei legal: ” amor, sexo e outras drogas, ps eu te amo, como se fosse a primeira vez, brilho eterno de uma mente sem lembrança, não to lembrando de outros agora. Mas esses filmes são românticos e tem uma proposta mais original eu acho.

          • Jps

            Mas não é comparar Star Wars com 50 tons, porque um filme não tem nada haver com o outro e tem outras propostas.

            To dizendo na originalidade de ter uma ambientação parecida com Star Trek, mas toda uma historia, ideologia diferente.

            O problema dessas novas “sagas” é que são muito iguais e se você conhece uma, ja sabe da outra. Tipo aquela Divergente que é igual a Jogos Vorazes (que sinceramente não curti muito o filme pela Jennifer Lawrence, mas os livros são top)

            E Cinquenta tons é uma pegada mais Magic Mike e outros filmes que mexem com o libido e não “amor” em si.

            Por fim, sim é muito cliche hahah, só quis explicar melhor o meu ponto

          • Monalisa

            ah ta saquei, saquei. hehe

        • Mariana Cobra

          Entendi o q vc quis dizer…Star Wars e Star Trek tem a pegada “espaço” e nem por isso são iguais e nem mesmo similares…enquanto crepúsculo e 50 tons tem só um pornô chanchada de diferença.

          PORÉM, os novos filmes da franquia Star Wars não difere mto dos 50 tons no que tange conceitos que não saem da caixinha e na obviedade.

          Estamos mals na sétima arte, poucos se arriscam e todos os finais são previsíveis tão qto o final da Srta Steele.

          • Jps

            É então, isso mesmo

            O primeiro filme de cinquenta tons e Crepusculo são quase uma copia em outra ambientação.

            “PORÉM, os novos filmes da franquia Star Wars não difere mto dos 50 tons
            no que tange conceitos que não saem da caixinha e na obviedade.”

            Sério? Eu to curtindo bastante até, principalmente Rogue One que teve um final que eu não esperava, apesar de ser um pouco lógico, rs…..se for parar para pensar

            Acho que o problema de Star Wars em si, é que os diretores não tem tanta liberdade. É muito dinheiro envolvido e muito fã xiita.

            “Estamos mals na sétima arte, poucos se arriscam e todos os finais são previsíveis tão qto o final da Srta Steele.”

            Quando eu fico cansado da “fórmula de hollywood”, eu sempre procuro um filme europeu, porque muda muito a perspectiva, rsrs
            É outra pegada e muitas vezes uma surpresa boa, se você curtir coisas mais paradas

          • Mariana Cobra

            Tbm faço isso!

            Mas então, Rogue One não é Star Wars, mas sim um spinoff, uma história paralela, baseada em outros personagens, por isso foi foda de bom.

            Agora o Ep 7 e 8 uma bosta total. Sou fã da franquia há anos e temos uma coleção de livros e tals…eu esperava mto mais do q eles colocaram na mesa. Talvez o politicamente correto tenha limitado demais os grandes estúdios.

          • Jps

            Ah sim, é um spinoff, mas não deixa de ser Star Wars, rs
            Só não segue a jornada dos Skywalkers

            Vou dizer que realmente o ep 7 foi fraquinho, também porque eles estavam com um puta medo de fazer algo muito novo, o publico não aderir e desistir antes dos outros filmes, mas o ep 8 eu gostei bastante.

            Tiraria as partes do Finn e da Japonesa? Sim, haha

            Colocaria mais partes do treino da Rey? Também haha

            Mas no fim, acho que foi satisfatório, principalmente os últimos 20 min de filme.

            Na minha opinião esses ep 7 e 8 deviam ser considerados um prologo, e que agora sim começaria a trilogia, porque também acho que o desenvolvimento da história foi pouco se for pensar.

            “Sou fã da franquia há anos e temos uma coleção de livros e tals…eu esperava mto mais do q eles colocaram na mesa”

            Não sou tão fã assim de ler e talz, mas eu gosto de saber as coisas, então eu vejo um canal no youtube em que o cara conta curiosidades, partes da história (livro + filmes + jogos) e algumas explicações.
            Realmente a parte dos livros é bem mais completa e vasta.

            O canal chama The Stupendous Wave se quiser procurar depois

          • Mariana Cobra

            Sim, corre paralelo a família Skywalker e até mesmo por isso tem mais liberdade de roteiro, afinal, a galáxia é infinita kkkk

            O Ep 7 eu dou até um desconto, pois veio depois de MUITOS anos, então realmente tinha que ser algo bem comemorativo e saudosista, porém, no ep 7 introduziram um vilão meia boca…um menino mimado, birrento e que quer ser o próximo Darth, mas não tem vocação pra isso.

            Eu penso que cada herói é do tamanho de seu vilão, portanto Rey não sai em vantagem.

            Qto ao Ep 8, cara tem tantos furos, tantas falhas, tanta merda que não caberia em algumas linhas. Foi mal feito, mal pensando e pessimamente mal executado. Eu sigo um podcast e indico a vc para ouvi-lo basta pesquisar no google ideias #34: Novo star wars transforma franquia de guerra em libelo pacifista de esquerda.

            E por último, o filme seria fodástico, impressionante e babado se Rey e Ben se unisse para acabar tanto com a resistência qto império, estabelecendo de fato uma nova ordem, mas não, mataram Snoke de uma forma ridícula…e pra quê?

          • Jps

            “Sim, corre paralelo a família Skywalker e até mesmo por isso tem mais liberdade de roteiro, afinal, a galáxia é infinita kkkk”

            Eu sinceramente achei o final espetacular, tanto que vi duas vezes no cinema, rs……de fato o melhor filme desses últimos tres

            “no ep 7 introduziram um vilão meia boca…um menino mimado, birrento e que quer ser o próximo Darth, mas não tem vocação pra isso.”

            Mas então, acho que foi essa a ideia.
            Eu gostei do Kylo Ren, justamente porque ele não é aquele vilão super poderoso ou malvado.
            E com o final do final ep 8, da um previa do que pode se tornar…algo além de jedis e siths

            Para mim parece como se o Anakin não tivesse se tornado Darth Vader e tomasse controle do Império.
            Ele tinha varias emoções destoantes, fora uma raiva que não conseguia controlar

            “Eu sigo um podcast e indico a vc para ouvi-lo basta pesquisar no google ideias #34: Novo star wars transforma franquia de guerra em libelo pacifista de esquerda.”

            vou procurar, mas sim……eu acho que a parte do cassino e tudo mais, estragou o andamento da história e aquela parada de se sacrificar ou não deveria ser mais desenvolvida do Poe Dameron.

            Não digo que o filme foi perfeito, mas me agradou em alguns pontos que importavam…..principalmente da parte da comunicação pela força.

            “E por último, o filme seria fodástico, impressionante e babado se Rey e Ben se unisse para acabar tanto com a resistência qto império”

            Se o filme fosse trabalhado diferente, acho que isso seria top…….mas do jeito que começou até essa parte, não faria sentido. A Rey é boazinha, rs

            Deviam ter dado mais tempo e importância para ela com o Luke, isso é certeza.

            “mataram Snoke de uma forma ridícula…e pra quê?”
            Eu gostei….foi tipo muito um “Anarquia”
            E depois a luta com os cavaleiros da primeira ordem, foi legal

            Mas entendi o seu ponto de vista, e concordo em grande parte

      • Mas 50 tons mexeu com muitos tabus, não?

        • Monalisa

          Mexeu com alguns tabus sim. mas não com tanta profundidade. Parece mais um jogo de ego, vaidade etc

        • Mariana Cobra

          Será Lu? Eu tenho cá as minhas dúvidas. Assista Ninfomaníaca aí sim veremos quebras de tabus.
          Contudo, só posso opinar opinar mesmo depois q assistir pq nem o Cinquenta tons mais escuros eu consegui terminar de tão chatinho.

          • Jps

            É bom?
            To interessado, mas não parei para ver ainda…..dizem que o Diretor faz filmes bem “diferentes”, rs

    • Nesse filme achei os dois bem “bobões” e nada poderosos
      Nunca vi, por ex, ficar dando crise de ciúmes o tempo inteiro como algo d gente “poderosa”, ou segura (como o filme queria passar)
      Era cada piti por pouca bosta, que meu Deus kkkkkk

      • Jps

        hahaha, é que você ta pensando muito para ver o filme

        Tem uma cena que a vendedora de casas (esqueci o nome da profissão, hahah) da em cima do Grey e a Anastácia da uma dura. Muita gente gostou disso, rs

        Mas uma coisa eu digo, se a vida fosse como esse filme, principalmente o primeiro, muitas dores de cabeças seriam resolvidas.

        Não falo da parte do dinheiro, nem nada disso, mas sim de ser direto no que quer. SE quer fazer algo, não fica enrolando e talz, rs
        Quando um casal ta com vontade e nada impede eles, não precisa ficar fazendo “regra de encontros”, se você só quer uma coisa fala direto e se a pessoa aceitar então fechou….senão, não fica segurando a pessoa.

        Outra coisa, é a pessoa não se “fechar” muito no seu mundinho e estar aberto a novas coisas.

        Mas talvez eu esteja filosofando muito e o filme não teve disso, rsrs

        • Pensando mt? Nossa, achei tão óbvio o.O
          Mas eu imagino que essas crises de ciúmes podem significar “força” pra mt gente mesmo. Pra mim é estranho
          Tipo a da moça q tava se jogando eu até entendi “o toque”, até pq aquilo atrapalharia o trabalho, visto que a moça não tava conversando com ela. Assim, achei válido para ambas poderem trabalhar juntas e em paz.

          Porém, praticamente q todo o resto foi ciúmes besta e idiota ,mas eu entendo que a “mulher comum” acha diferente. Pra mim, uma mulher segura não faria metade do que ela fez, nem do que ele fez (ele tb era ciumento kkk)
          (Ui, me senti a fodona de verdade agora kkk).

          Mas ah, assiste aí depois se não vomitar a gente conversa kkkk

          • Jps

            “Pensando mt? Nossa, achei tão óbvio o.O”
            Digo para não levar as coisas a sério, como se fosse vida real, rs

            hahah, Fechou
            Vou ver se vejo essa semana mesmo….Estou esperando meu par voltar para SP, rs

            Ai falo mais sobre o filme.

          • Não entendi, o que aconteceu foi justamente o contrário: eu fui assistir pensando q ia ser diferente da vida real, mas foi igual demais =(
            Quanto a levar as coisas a sério, meu cérebro não funciona como o seu. Tem muita coisa que eu vejo no automático, até por ser a minha área. Não preciso “de esforço, ou de pensar demais”. Cada um tem seu dom, o meu é diferente do seu, tendeu?
            Porém, com outras coisas sou lerda pra caramba (tipo a minha concentração em filmes q é péssima, por ex kkkk). Eu vejo q vc me vê muito “como vc” (=tendo vc como base) em muitos comentários q vc faz. Tem que tomar cuidado com isso. Vc tem sua bagagem, sua experiência, eu a minha. A ideia é eu aprender com o seu melhor e vice versa, não a gente pensar q estamos “Meio iguais” pq não estamos. Inclusive, tem mt coisa q vc está muito além d mim e por aí vai kkk

          • Jps

            Pode ser.

            Tipo, eu tento entender o porque a pessoa pensou de tal forma, então uso a lógica que esta na minha cabeça e isso pode ter falhas, rs

            Na minha concepção os filmes de Cinquentas tons são bem parecidos, mas claro, não vi esse ultimo. Talvez depois que eu veja, possa notar a diferença que nem você…..ou não.

            De toda forma, vou ficar esperto para não me projetar muito nas pessoas, rs……saber que tem coisas que não vou entender da mesma forma