Como fazer meu marido me notar mais?

12

Leitora: Bom dia, estou em um relacionamento faz 1 ano e 7 meses, só que estou ajuntada desde 1 ano. Meu marido trabalha direto, mas o tempo vago que ele tem, ele não fica comigo e sim com os amigos em jantas, ou arrumando as motos ou empinando. No sábado quando ficamos juntos, é para sentar e assistir tv, ou para transar e apenas dormir e nada mais.

Quando saímos com os amigos dele, sinto que não gostam de mim e as namorada dos amigos deles não me dão atenção e eu fico que nem retardada no canto. Quando precisa, ele compra chocolate, faz comida, só que eu sinto que já virou rotina e que não existe mais amor, e sim convivência.

Ele nunca pergunta sobre como estou, como foi o trabalho ou a escola. Estou preocupada com isso, já até tive conversas com ele falando que se ele quer tanto ficar com os amigos dou um tempo ou termino, só que ele não quer, vem e chora e diz que quer o espaço dele que eu já sabia que ele era assim e tal. O que devo fazer insistir ou terminar? Já estou esgotada, me ajude, por favor?

Como fazer meu marido me notar

Minha amiga, cadêeee você que você sumiu?! Saia por detrás das portas. Quando for se encontrar mais uma vez com os amigos(as) dele, mostre a que veio. Converse, ria, pergunte sobre a vida deles, aprenda com as diferenças e, acima de tudo: seja você mesma.

“Mas Luiza, essa não sou eu mesma”.

Será que não? É claro claro que cada uma de nós tem seu perfil psicológico, algumas são mais exageradas, outras menos, etc. Porém, será mesmo que o que você tem pra dar é apenas isso? Um “não gostam de mim e eu fico que nem retardada no canto?”.

Você fica que nem retardada no canto, ou você quer que te tirem urgentemente de lá, numa espécie de pena, tipo “olha que coitada, como essa menina está sobrando?”. Sem que você faça absolutamente nada para gostarem de você ou até mesmo para valorizarem a sua companhia?

Não estou falando que seu marido é um santo ou que todos os amigos deles são super legais. Mas estou afirmando, sim, que você pode fazer melhor. Sempre podemos!

Crie também a sua própria rotina. Pare de ficar observando o que seu marido faz ou deixa de fazer por você e faça você mesma. Um homem (ou uma mulher) serve para ser seu parceiro e te surpreender, não pra te sustentar em tudo (inclusive nas suas necessidades psicológicas). É tudo acréscimo, jamais o centro da sua felicidade. Entende a diferença?

Vá lá, saia, compre você mesma seus chocolates. Dê a sua própria alegria. Se coloque no mundo, mulher!!!

Crie coisas que saiam das suas mãos: desde um simples texto até um artesanato ou um bolo. Sei lá, faça pequenas coisas que te deixem orgulhosa de ser quem você é. Faça aquilo que você sabe que só você mesma pode fazer e mais ninguém. Descubra essa mulher especial e única que você é (todas somos!). Encontre o seu dom, que com certeza não é o de ser triste e o de sentir constantemente rejeitada pelos outros.

E CADÊ SUAS AMIGAS, MULHER?!

Ele deve achar que você não tem vida social, e aí, fora ser muito cômodo pra ele (que nem tem de fato com o que se “preocupar”), fica sendo pior ainda pra você, que fica, sim, tendo pelo o que se preocupar, visto que ninguém merece ter vida social (e pessoal) zero!

Dê um jeito do seu emprego ser mais interessante, saia com suas amigas de lá, sei lá, se vire. Se, mesmo trabalhando, você depende dele, veja como lição para sair dessa. Eu particularmente não sou a favor nem de ser uma dona de casa (ou de ficar nessa posição “só porque ganha pouco”), nem de ser uma madame. E sabe por que? Porque, em geral, nem os homens, nem as próprias mulheres valorizam esses estilos de vida. No fim, o que acontece é que ambos apenas se sentem confortáveis, sem valorizar e de fato serem felizes com as respectivas posições.

Pra tudo tem exceção, mas né? Se desse jeito não tá dando, vamos ao menos tentar de outro, concorda comigo?

Pegue um papel, anote tudo que te incomoda e faça a sua parte para sair dessa.

Não faça pelo seu marido, mas sim por você. Ou melhor, pelos dois! Porém, se nem depois dessa ele te notar (= te admirar mais e, consequentemente, te dar mais atenção pelo simples fato de ser um prazer ficar perto de você – não porque você está mendigando), tá tudo bem também. Afinal de contas, você lutou tanto por você mesma e terá conquistado tantas pequenas – e grandes conquistas – pessoais/profissionais nesse meio tempo, que mesmo que você saia com dor, terá certeza que também será forte o bastante pra continuar sem ele. Afinal de contas, “se ele sempre foi assim”, você já não será mais a mesma.

Brilhe, mulher, porque sem brilhar, fica mesmo difícil ser e até mesmo fazer as outras pessoas felizes. Aprenda com ele e crie sua vida própria também.

Boa sorte e até amanhã,

Luiza

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.

  • josè

    seu marido que não gosta mais de vc ou vc que não quer esse relacionamento e está procurando motivos para terminar ?

    • Gaia

      Se o marido não gosta mais ou se ela que quer terminar, ela já tem resposta. Não vale continuar.

  • Gaia

    É natural, e saudável, que num relacionamento cada um cultive momentos seus, mas existe um limite em precisar de espaço e não dar atenção ao outro. Seu marido não parece ter interesse nenhum de ficar ao seu lado e mesmo que manter a individualidade seja importante, numa relação tb temos que ceder e fazer o que o outro gosta (vc mencionou que sai com os amigos deles, mas e os seus amigos? O que ele faz por vc?) e espera-se que ambos gostem e se esforcem para passar um tempo juntos, não por obrigação, mas porque querem!

    Sua relação não parece um casamento, mas sim uma divisão de apartamento!

    E sendo assim, o que fazer? Ele argumenta que vc já sabia que ele era assim, mas vc sabia mesmo? Tinha noção do quanto ele seria indiferente com vc? Além disso, temos que aceitar o outro como ele é, mas isso não significa que temos a capacidade de aceitar tudo! Se vc precisa de algo que ele não pode dar, não tem como dar certo (e isso nem seria culpa de vcs. São coisas da vida, não é legal, mas fazem parte). Sendo assim, se não está bom para vc, não seria inteligente se manter numa relação que não lhe satisfaz e ele não parece nem um pouco interessado em te satisfazer, já que quando vc diz que pensa em terminar ele nem sequer promete tentar se esforçar para lhe dar mais atenção, mas apenas diz não (ou seja, não respeita sua decisão) e que vc já sabia que ele era assim (de novo, sabia mesmo?) e que assim ele vai continuar e vc que se adapte. Ele não parece querer abrir mão de nada por vc então será que vc deve continuar abrindo mão de vc por ele?

  • Frederico feroli

    Quer que ele preste atenção em vc , espera ele chegar do trabalho semi nua só com um lacinho pra presente na bunda…

    • Logan Chigurg

      isso parece difícil pra essas retardadas entenderem. me desculpa cara mas esse texto aí me deixou P da vida! eu dou 98,65% de chance dessa mulher não agradar ele no sexo. pra agradar homem tem que dar sexo bom, o resto vem, é exatamente o inverso pra agradar uma mulher.

  • Regina Martines

    Esse relacionamento já era infelizmente. Ele está dando muita atenção pros amigos. Cuide mais da sua vida e deixe ele com os amigos dele.

  • Logan Chigurg

    caralho vc é chata que nem minha namorada é as vezes. deixa o cara ser!!!

  • Rafaella Nogueira

    O tempo de relacionamento é meio curto pra uma crise de desinteresse tão grande. Talvez não haja paixão. Tenho uma amiga que engatou um casamento por 5 anos com zero paixão e interesse mútuo desde o princípio, pareciam dois robôs executando tarefas diárias, como acordar, trabalhar, ver filme, deitar e dormir. Quando questionei a ela o motivo, ela me disse: ué, fazer o que? melhor que ficar sozinha né?. Você já se perguntou pq ele chora pedindo pra voltar quando você termina? Ele te ama ou quer apenas ter alguém? são coisas diferentes, mas nem sempre essa diferença é clara para as pessoas. Te digo isso, pq essa minha amiga que tinha 0 interesse no casamento também ficou no chão, chorando, quando a separação veio e eu não compreendia o sofrimento dela, quando na real aquilo parecia ausente de amor, paixão, tesão e tudo mais. Depois eu percebi que nem ela sabia entender pq estava na relação, só achava que devia “lutar” pelo casamento, pq é isso que as pessoas fazem…. Em resumo, bota o seu marido na parede, “mas voltar pra que?” “vc se interessa por mim?”, “vamos sair só nós dois hj ou nada feito”, faça um reboliço pq das duas uma, ou ele através disso “acorda” pra relação ou ele notará que é um porre te aturar, que nao vale a pena, que o sentimento por vc é pouco, ou nada, apenas conveniência e cairá fora.

    • Que depoimento!
      E que fim levou o casamento dessa sua amiga?

      • Rafaella Nogueira

        Acabou e da forma mais besta possível, como todas as relações débeis que vivem “por um fio” sabe? Ele queria organizar um churrasco em casa pra receber os amigos, minha amiga ficou puta e o tempo fechou. O marido toda vez que se reunia com os amigos com bebida e carne sem horário pra terminar, porque a festinha seria em casa mesmo, se tornava na visão da minha amiga insuportável, metido, começava a contar vantagem, mentira, se meter em competições masculinas infantis com estes amigos e deixava ela completamente de lado, nem notava a presença dela. Então ela se negou a aceitar o churrasco, ele irritado jogou na cara que ela o podava o tempo todo. A briga cresceu, ele foi pra casa da mãe dormir lá, depois veio com história de “dar um tempo”, cada vez buscando mais coisas na casa dos dois, até que a volta parecia super distante e de fato nunca aconteceu, ele pediu a separação mesmo. O fato é que, como comentei acima, minha amiga nunca demonstrou amar esse cara, foram inúmeras as vezes em que minha namorada e eu presenciamos como ela também era distante, nunca falava dele quando estava sozinha, não contava nada sabe, do tipo “meu marido adora carne bem passada”, apenas começou a falar dele quando a relação parecia que ia terminar mesmo. Sofria, chorava, mas não por ele em si, e sim pelo casamento, pela festa, pelo álbum de fotos, pela mãe dela que ajudou a pagar a casa, enfim….e também pq ela achava que era isso o que as pessoas faziam “lutavam” pelo casamento, independente de amar ou não o parceiro. Inclusive a história deles é bem morna, se conheceram pela internet porque tinham interesses de trabalho em comum, namoram um pouco, boa parte a distância, casaram e tudo assim “finalmente encontrei alguém”, “finalmente vou casar”, “quero ter filhos em 2 anos”. Por isso ressaltei pra moça do relato que o marido dela pode não amar ela, mesmo derramando lágrimas e pedindo pra voltar com ela, não querer ser deixado envolve mais que amor, tem ego, dependência, costume, acomodação e falta de clareza de que é possível sim terminar um casamento e ser feliz de novo.

        • Meu Deus, isso já dava um roteiro pronto de filme sobre “a realidade dos casamentos atuais”.
          Na verdade, quando converso com pessoas que passaram por um término, 90% sofre muito. E eu noto exatamente isso q vc disse: a grande maioria não sofre pela(o) “ex”, mas sim por todo o resto que, na vdd, pouco ou nada tem a ver com o ex. Só que eu tb noto que muitas vezes não é de propósito, algumas pessoas realmente “confundem” a saudades da vida antiga = comodismo, com saudades do ex sabe?

          Tipo. “Nossa, agora que terminei e fiquei longe, descobri que amo”.
          -Não moça, vc teve anos pra ter certeza que não ama, vc apenas está querendo ter tudo ao mesmo tempo. A vida antiga + não ter q sofrer por não saber do futuro da nova). E claro, por um tempo, a gente sempre sente saudades d ex, mesmo não amando mais. Era uma vida q vc tinha, né?

          Tb tem a velha história dos filhos (pra quem tem), mas né? Filhos são pra sempre, não tem essa d “perder um filho e por isso terá q continuar um casamento”. Logo, não tem pq sentir saudades d quem estará sempre contigo. Saudades a gente tem d filho q morre, dos vivos a gente sempre dá um jeito. Até pq eles sairão de casa e vai sobrar quem? Vc e quem vc não ama?
          Vc e seu amigo(a)?
          No fim, quem fica junto pra sempre é o casal, não bem “a família”. Digo na mesma casa e pouca gente pensa nisso. E a propósito, é por isso tb q temos q ser extremamente exigentes com quem namoramos/casamos/etc. Vamos acordar e dormir todos os dias com essa pessoa, até ficar velhinho, como dizia Luan Santana kkk

          Agora outra coisa q vc disse e que me chamou mt atenção é esse famoso “lutar pelo casamento” que mt gente usa com síndrome de ser Jesus Cristo . E na verdade, eu até acredito e acho essa luta válida, DESDE q vc realmente ame a pessoa q vc tá. Agora eu converso com mt gente que não ama (ou até mesmo nunca amou ), daí a pessoa quer lutar e tem até uma baita boa vontade/foco, sabe? Mas com o tempo, vai dando aquela preguiçaaaa, frustração, etc. E sabe pq? Pq só o amor (mesmo que adormecido) tem esse poder de te fazer lutar todos os dias. Lutar só pelo casamento em si e por si ninguém consegue. Mesmo q diga q sim a gente sabe q não consegue. Afinal de contas, só damos mesmo nosso sangue e atenção ao que realmente nos interessa e amamos.

          E aí eu te pergunto: o medo e o comodismo sempre terão mais poder do que o amor? Na maioria das vezes, parece q sim.

          • Rafaella Nogueira

            Pois é Lu, penso exatamente como você pontua, a pessoa geralmente teve tempo suficiente pra saber que não ama, não gosta e o próprio estado deteriorado da relação costuma ilustrar isso. Mas ela não perde um homem ou uma mulher, ela perde uma idealização, investimento financeiro, projeções familiares e sociais. Tudo isso machuca tanto que o luto é confundido com amor. E sim, eu tbm concordo que na maioria das vezes o comodismo e o medo (de ficar sozinha, de ser julgada, de ter autonomia etc etc etc etc) mobilizam mais que propriamente o amor.