Ela me trocou pelo chefe dela e ambos se separaram para ficarem juntos

17

Leitor: Boa tarde, eu e minha esposa fomos casados por 5 anos, tenho 26 anos e ela 23. Temos um filho pequeno, nosso relacionamento, na maior parte dos anos, foi bom, mas devido a ciúmes dela no começo e amizades erradas, acabei traindo ela e futuramente contando e ela me perdoando.

Depois disso, nossa vida não foi mais a mesma, muitas brigas, desconfianças da minha parte, ciúmes, entramos numa maré muito ruim. Sempre briguinhas à toa e ela sempre jogava na minha cara a traição. Ela trabalhava em um estabelecimento comercial e sempre me dizia dos caras que mexiam com ela, uma vez o patrão dela tentou assediar ela e ela não me contou, fiquei sabendo pela mulher do cara, mas com outra versão, a que ela deu em cima do cara.

No inicio, ela falou que correspondeu ao beijo do chefe dela, nos separamos por alguns dias e ela contou outra história de que ele havia puxado ela e ela não teve reação, que então pediu a conta, mas ele não quis dar e pediu perdão pela atitude. Ela foi mandada embora, voltamos nosso relacionamento, estava tudo indo bem até ela encontrar outro trabalho.

Ela começou a trabalhar, serviço que ela tem que viajar muito com o líder dela e tal, certo dia a mulher dele ligou pra ela querendo conversar dizendo que haviam contado a história do serviço anterior dela, fomos na casa deles e explicamos a situação, mas depois disso, ficou muito complicado, quando viajavam, ficava aquela desconfiança dela e do chefe dela, sempre chegava tarde, pedia para ela ter atenção com nosso filho, mas não adiantou.

Nos últimos dias ela falou que não dava mais e queria a separação. Ela saiu de casa e no outro dia o chefe dela também se separou alegando que o relacionamento dele já estava destruído há anos, a mulher dele me falou que ele tinha muita lábia, sabia conquistar as pessoas. Ele tem 40 anos, 5 filhos e 3 casamentos, eu tentei de tudo para nós ficarmos juntos, me humilhei para ela e mesmo assim ela disse não.

Tem 20 dias que nos separamos e há uns 3 dias atrás eles vieram com a história de que querem se conhecer melhor um ao outro e futuramente engrenar uma relação mais séria. Ela falou que tem certeza que ele a fará feliz, agora fico na cabeça: será que minhas desconfianças não tinham um fundo de verdade, ela mal saiu de um relacionamento e já esta querendo ficar com o chefe dela.

O que devo fazer? Desistir ou provar que podemos ser felizes? Afinal, temos uma família, não quero ver nosso filho se criando dividido.

Ela me trocou pelo chefe dela e ambos se separaram para ficarem juntos

Meu Deus, será que ela tem tara por chefes? Ou só coincidência do destino?

De qualquer forma, o que seria perfeito em uma vida a dois?

Um casal feliz, com seus filhos e que se amam loucamente, certo?

Corretíssimo, porém, nem sempre isso é possível. E tudo bem que muita gente prefere se enganar, manter as aparências, pensar que irá amar o parceiro daqui sei lá, 10 anos, até finalmente descobrir que isso não acontece pelo simples fato de que o relacionamento já começou fracassado. PORÉM, outros preferem fazer o que sua ex e o atual dela estão fazendo: largar tudo para tentar algo juntos.

Lembrando que esse “largar” é relativo, visto que ainda podem – e devem – ser muito amigos/conviver e filhos são para sempre. Mas continuando:

Pode dar merda e ela se tocar da péssima escolha que fez? Com certeza! Mas sinceramente? Ela tá certa em querer tentar, até porque, como vocês já estavam se afundando há anos, com casos de ciúmes, traição (de ambas as partes!), brigas e mais mil outras coisas que minaram o relacionamento, ou ela continuaria na merda contigo ou correria o risco de, quem sabe, sair da merda com outro, concorda?

Ou seja, certamente ela deve estar pensando que, antes tentar ser feliz com outro (mesmo que dê errado), do que morrer infeliz, desconfiada e sempre brigando contigo.

Tudo bem que, por sua vez, também não gostei muito desse atual dela se separar e se casar um milhão de vezes. Nem dos 5 filhos! Acho que ele deve ser bem sem paciência quando o tema é “tentar fazer dar certo”, bem como uma pessoa que banaliza o casamento. Mas né? Também não acho que você passa a ser o cara certo pra sua ex por causa disso. E  claro, também acho que isso seria algo que ela que teria que perceber, não você.

No fim, eu no seu lugar me esqueceria do lado dela (visto que esse só diz respeito a ela) e pegaria as coisas que essa história ME daria como lição para não errar novamente no futuro. Por exemplo:

1- Jamais se casar com uma mulher que você pretenda aprontar, visto que, como você mesmo já deve ter percebido, basta trair uma vez para nunca mais ter a confiança da mesma.

2- Aprontou? Saiba que ou os dois fazem uma terapia intensa juntos (e mesmo assim não existem garantias), ou é ladeira abaixo com um fingindo que perdoou enquanto o outro finge que acredita que recebeu algum perdão.

3- Por fim, não adianta só querer cuidar da sua mulher e ficar nesse papo “de filhos” quando vocês se separam. Tem que ser homão da porra antes. Não depois que o caroço já despencou, que todo mundo já se traiu e a festa do capeta já foi feita.

Vocês já se machucaram muito, já tentaram, já brigaram. Agora, é respeitar a decisão da sua ex e torcer para que o atual dela seja um cara legal com seus filhos também. E tão importante quanto isso: que você seja um cara mais bacana com sua próxima moça, afim de que não aconteça o mesmo que está acontecendo contigo agora. É como vovó já dizia: é melhor prevenir, do que remediar, concorda? E nesse caso, recomeçar do zero também tem lá suas vantagens para tentar ser “um homem certo”.

Sem contar que, apesar de ter errado muito, você também fez a sua parte: já procurou ela, já se abriu, já pediu perdão e já até se humilhou. Agora é respeitar a decisão dela de, mesmo assim, não querer ficar contigo. E outra, não fique usando filhos para forçá-la a ficar contigo não: isso é feio e hipócrita de sua parte pelos motivos já ditos anteriormente.

Vocês têm que ficar juntos por amor, não por pena ou por pressão psicológica ao usar os filhos como “prisão”. Até porque filhos são do mundo e mais fortes do que vocês pensam. Tem que cuidar bem e cuidar sempre, mas né? Em uma família feliz e estruturada – independente dessa dividir o mesmo teto, ou não.

Agora é deixar as coisas nas mãos dela. Até porque acho que no ponto que essa situação chegou, ela precisará mesmo ter que viver algo com esse cara, até mesmo para saber se você é mesmo o homem certo para ela (o que desconfio que até mesmo você já sabe que não é). E aí, caberá a você decidir se irá querê-la, ou não – caso ela volte e isso não demore demais.

Se vocês voltarem, ótimo e ela já estará com a mente mais tranquila de que poderá te dar outra chance. Agora, se ela morrer feliz para sempre com o atual, é se tocar e ir atrás da sua felicidade também.

Lembre-se que ainda que você não possa interferir no livre arbítrio do outro, o mundo sempre dará um jeito de te entregar o que é seu.

Até amanhã,

Lu

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.