Estou sendo enrolada sobre casamento?

21

Leitora: Boa tarde Lu, meu caso é o seguinte: tenho 25 anos e meu namorado 28. Namoramos há 8 anos, nos quais 3 ele se mudou de cidade a trabalho. Sempre tivemos um relacionamentos bom, sem crises, até ele se mudar! Quando se mudou, me propôs casarmos assim que eu terminasse a faculdade (eu me formei há 2 anos), o que não aconteceu! Não toca no assunto, quando falo sobre  isso, briga comigo, me diz que não dá pra eu ir começar do zero lá, que irei atrapalhar as coisas dele, falou que me pediu em casamento pq sabia que eu largaria dele, mas quando eu tento terminar faz o maior drama e chantagem emocional, até no psicólogo estou indo porque estou com depressão de tanto pensar nisso! Diz que eu desmotivo ele a querer isso! Não sei o que faço, sou muito dependente emocionalmente! Me ajuda!

Estou sendo enrolada sobre casamento?

Mulher, se você já está indo ao psicólogo, não sei porque procurou o site como se seu problema ainda estivesse “intacto”. Então assim:

1- Mude de psicólogo (a).

OU

2- Tente ouvir melhor os conselhos que ele te dá, porque claro, nem sempre é o “profissional que é ruim/incompatível”, mas sim você que está sendo cabeça dura demais. Tente valorizar/internalizar todas as dicas que você já recebeu + as que certamente você receberá por aqui. Afinal de contas, não adianta apenas desabafar o problema, tem que estar realmente aberta à possibilidade de resolvê-lo, concorda? Então vamos lá:

Tirando essa sua “dependência emocional”, você se considera um bom partido?

É uma garota legal?

Está lutando para ser feliz?

Construindo coisas na vida?

Estuda? Trabalha? Corre atrás dos seus sonhos?

Trata bem o homem que está contigo?

Se sim, entenda que ele tem sim que ser exigente com a mulher que será a esposa/mãe dos filhos dele. Porém, você também deve fazer o mesmo ao ter o mesmo grau de exigência com seu futuro marido/pai dos seus filhos, né não?

É ele que (também) terá que lutar pelo prazer de ser seu marido. Que terá que lutar pelo prazer de poder semear um filho na sua barriga e merecer toda a dor do parto + os quilos extras que você irá ganhar kkkk. Não você que terá que ficar insistindo como se o prazer fosse apenas seu e ele tivesse que praticamente fazer a caridade de te aguentar pelo resto da vida ao ter cedido à sua pressão.

Pense bem sobre o tipo de homem que está te deixando “depressiva no psicólogo”.

Será que ele merece mesmo todo esse confete e tempo de vida? Será que esse amor é recíproco, a ponto de merecer tamanho investimento de sua parte?

Sei lá, não gosto muito de comparar essas coisas, até porque “cada uma é cada uma”, mas no seu lugar, cobraria no mínimo um amor verdadeiro vindo do pai dos meus filhos/marido. Teria que desejar a mamãe aqui até o talo, do contrário, nem faria sentido estar com ele. Ainda mais se vocês já moram a quilômetros de distância e estão sendo privados de viver muitas coisas legais no dia a dia. Mais essa não dá não…

Enfim,

Será que você deve mesmo se permitir ser enrolada, só porque “ele chora” quando você pede pra terminar?

Será que ele é o homem da sua vida “só porque é seu namorado de anos”?

É claro que estar junto por muito tempo conta ponto. Mas às vezes a vida nos manda sinais de que o ciclo se fechou. Fique atenta e tenha coragem, garota. Jamais insista em uma guerra que você já sabe que está perdida. É ruim recomeçar do zero, dá medo. Mas é a vida…

Sem contar que nem todo choro é amor. E o dele ficou bem claro que não é.

Duvida? Então releia esse parágrafo que você mesma escreveu:

“(Ele) não toca no assunto, quando falo sobre isso, briga comigo, me diz que não dá pra eu ir começar do zero lá, que irei atrapalhar as coisas dele, falou que me pediu em casamento pq sabia que eu largaria dele, mas quando eu tento terminar faz o maior drama e chantagem emocional, até no psicólogo estou indo porque estou com depressão de tanto pensar nisso!”

Quer mais claro do que isso, mulher?

Coloque uma coisa na sua cabeça: se esse amor fosse recíproco, ele iria fazer de tudo pra você ir pra cidade dele, pra morar lá, etc. Te arrumaria um emprego, te “sustentaria” até você conseguir se manter, ou qualquer outra coisa que te facilitasse a vida, mesmo que isso atrapalhasse um pouco a vida dele.

Isso se chama amor. Sentimento que faz o ser que ama ter uma proposta de solução até para os problemas mais complexos do mundo. Do contrário, ele poderia te perder e isso obviamente seria a pior opção.

Agora, quando acontece o contrário disso. Ou seja, quando o ser não ama, ele posterga, dá uma preguiçaaaaa de tudo que nem te conto, rs. Fala que você vai atrapalhar as coisas dele (essa foi forte, mulher), que “não dá pra começar do zero lá”, mais diversas outras atitudes que só deixam claro os verdadeiros sentimentos dele.

Eu arriscaria dizer que ele só está contigo por falta de outra melhor. Porque quando essa aparecer, o caminho da roça é quase certo e acredito que você já sabe disso.

Sem contar que mesmo que essa mulher nunca apareça, eu interpretaria que não sou preferência e tiraria meu barco de navegação de qualquer forma.

E outra, se você é tão “dependente emocional” assim como diz, é mais um (outro) sinal de que talvez você não esteja realmente preparada para se casar. Nem com ele, nem com ninguém. Do contrário, pode acabar se tornando uma mulher chata, ciumenta, possessiva, e demais adjetivos que te farão ter apenas um “casamento”, não um CASAMENTO tão feliz quanto poderia ser.

Digo isso porque pessoas como você raramente serão boas companhias, pelo simples fato de que costumam depositar muito peso em si mesmas e nos outros. Tudo isso pra ver se alivia um pouco os próprios medos e frustrações, entende? Ou seja, não adianta se justificar falando “que você é isso ou aquilo”. Se quer ser feliz, tem que se mudar, tem que se movimentar, tem que se fazer valer a pena para “outrem”. E pra ontem!

Por fim, desista de querer sempre trabalhar por dois e cuide um pouco mais de você. Você sabe bem sabe que essa é a sua verdadeira urgência agora.

Lu

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.