Será que volto pra minha cidade, ou espero pra ver se rola casamento?

7

Leitora: Bom, eu tenho 31 anos e namoro um homem de 35. Namoramos há dois anos. Antes de mim, ele namorou durante 6 anos (e morou junto por 4). O término (diz ele), foi muito traumatizante (ninguém traiu ninguém, o amor só acabou mesmo, por parte dele).

Desde que nos envolvemos ele mostra que gosta de mim, mas demorou para me pedir em namoro. Acho que estava saindo da nova fase de solteiro e aceitando uma nova mulher depois da história meio traumatizante. Hoje nos damos muito bem, dormimos todo dia na casa um do outro, fazemos tudo juntos, até supermercado, mas ele nunca fala de futuro (morar junto, casamento), e quando cito o assunto, corta logo e diz que acha muito cedo, e que normalmente não pensa mesmo no futuro, nem pras coisas dele. Ambos temos idade e condição financeira para estarmos juntos. Eu vim de outro estado para estudar, e penso em voltar quando acabar, ano que vem. Será que eu estou sendo de fato precipitada ou estou sendo enrolada mesmo?

Estou sendo enrolada?

Eu acho que você não está sendo precipitada, nem enrolada. O que acho é que às vezes as pessoas não aceitam o que foi dito. Daí ficam querendo que a outra pessoa pense diferente, sendo que na verdade, já foi tudo colocado em pratos limpos.

Qual é a parte do “eu não penso sobre coisas do futuro” que você não entendeu? E qual parte do que, se é assim, ele não pensa em se casar contigo HOJE, mulherrrrrrrrrrr?

Respeite o que ele disse. Mas se tudo tem um lado bom, isso não significa que ele não goste de você, mas sim que ao menos no dia de HOJE, dá um valor diferente ao casamento. E claro, só fique esperta se ele realmente nunca planeja nada mesmo, rs. Ainda que, né? Eu por exemplo planejo mil coisas, porém, mesmo nunca tendo planejado um casamento, não quer dizer que não goste da pessoa, ou até mesmo que não possa vir a mudar de ideia no futuro.

De qualquer forma, eu no seu lugar levaria em consideração apenas o que ele disse HOJE. Ou seja, que vocês não irão se casar. Daí é aquela velha história que diz que se você já está com a faca e o queijo na mão (= ele foi sincero e não te iludiu), basta ir dando seus pulos (claro, sem prejudicar ou enganar ninguém), para que o final dessa história seja legal pra você também.

Eu no seu lugar faria assim: se o relacionamento está legal, tal como pareceu ser o caso de vocês, curtiria a vida adoidado com ele e pensaria apenas em um dia por vez. Não só para entrar na vibe dele, mas sim porque realmente acredito que a crença do moço nem está tão errada assim. Afinal de contas, tudo que temos é o agora mesmo.

Depois que é claro que você já sabe se ele gosta de você ou não. E se ele gosta de verdade, poderia ter tido o maior trauma do mundo com a ex, que continuaria gostando e lutando por vocês mesmo assim. E sabe por quê? Porque infelizmente (e felizmente) ninguém manda no coração, ao mesmo tempo em que mesmo tendo sofrido, no fim ninguém perde a esperança de ser feliz.

Só fique esperta em como ele te trata no dia a dia (não rola ser secundária no resto, né?), ao mesmo tempo em que você deve se lembrar sempre que seu relacionamento é muito mais importante do que, sei lá (e apenas exemplo), entrar na igreja com um vestido de noiva caríssimo, enquanto no fim, o cara que tá lá do outro lado te esperando nunca foi loucamente apaixonado por você,  mas tão somente cedeu à sua pressão. De resto, deixe rolar.

Daí, partindo do pressuposto que você seguiu o meu conselho e já chegamos ao final do curso, que é  quando você precisará voltar ao seu Estado, é óbvio que você deverá fazer o que é melhor para VOCÊ, até porque você já teria dado esse tempo todo para ambos pensarem e “viverem o tal do um dia por vez”.

Se ele realmente gostar de ti, dará um jeito de se encaixar na sua vida. Se não gostar, não tentará negociar nem um meio termo, enquanto te deixará voltar linda e bela para a sua cidade.

Sei que dá agonia, mas às vezes é muito melhor acreditar um pouco mais no que está ao seu alcance fazer do que tentar forçar o seu destino com o dele. E aí, se mais uma vez você aproveitou o tal do “momento”, também não perdeu muita coisa, né?

Boa sorte,

Lu

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.