Não sei se largo minha namorada!

10

Só um se esforçar muito é motivo para terminar?

Leitor: “Olá, me chamo JAMELÃO (só que não) e estou namorando uma mulher com filho.

A conheci há 7 anos, já tivemos muitas idas e vindas durante esse tempo, nessa última durou 3 meses mais ou menos, e nesse período ela se envolveu com outra pessoa.

Nesse momento ela estava fazendo um jogo duplo.

Ao descobrir, enchi o facebook dela com xingamentos e etc. Apesar de nada justificar os meios, me senti totalmente traído, no sentido de não merecer tão feito, pois ela me enganou dizendo que não havia ninguém, porém descobri. Ela disse não ter se envolvido além de sair à praia duas vezes com ele..

Depois de muita conversa voltamos, ela me pediu mil desculpas e que não sabia o que tinha acontecido com ela.

Como de outras vezes, por vontade dela (não acho culpa minha), nosso namoro se tornou monótono, ela é caseira até por demais e não quer sair e etc e tal.

Enfim, faço tudo que posso por ela e a filha dela, tirei ela do trabalho pra sustentá-la e polpá-la de algumas coisas da vida, embora não seja o certo. Fora o aspecto financeiro, dou carinho e atenção até por demasiado às duas.

Não traio e não sou mais o homem de antigamente de várias mulheres.

Mas ela se torna abatida e muitas vezes confusa e sempre, ultimamente, tem dito que o episódio citado acima esfriou total.

Enfim, por mais que tudo que falei acima não precisa de um conselho, algumas situações ocorrem e me deixam confuso em relação a deixar ela e te vira fulana.

Tipo, ela é fria, mas muitas vezes diz que me ama, depois que só gosta. Está numa depressão, excluiu whatsapp, facebook.

O que você me aconselha? Termino e deixo ela se virar com suas contas? Ou dou apoio nesse momento que ela não se sente bem psicologicamente?”

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.