Continuo um relacionamento à distância com um cara comprometido ou saio dessa?

4

Leitora: Olá.

Sempre leio seu blog e página no face, e nunca imaginei escrever. Hoje estou numa situação tão conturbada, que resolvi pedir uma ajuda.

Vamos lá: tenho 37 anos, sou separada e tenho 1 filho. Há pouco mais de um mês reencontrei um antigo amor (mas daqueles amores mesmo) da época do colegial.

Foi um encontro lindo, de amor mesmo. Mas como nem tudo são rosas, ele está comprometido, numa relação de 3 anos (sem filhos).

Parece que todo o sentimento de 15 anos atrás voltou intensamente pra nós. Mas nunca me envolvi com alguém comprometido, e não acho correto, porém queria muito viver esse amor.

Ele não mora no Brasil, mas me fala que irá voltar pra ficar comigo.

A dúvida é: continuo tendo contato com ele, ou paro de vez de alimentar essa relação?

Obrigada!

Olá, sua pergunta me foi enviada na noite do dia 29/01, no decorrer da manhã do dia seguinte estava com ela 90% respondida, mas na volta do almoço sofri um acidente de moto.

Muita coisa mudou de lá para cá, perdi muita coisa, dentre elas, 1 hora da minha memória e os arquivos contendo a sua resposta e a de outra pergunta.

De qualquer forma, a minha perspectiva para responder seu questionamento mudou bastante.

Na vida, não temos tempo a perder, pois num momento de bobeira, tudo acaba. O que podemos fazer no tempo que acreditamos nos restar é viver bem, viver feliz, semear boas amizades e deixar boas memórias.

Sendo assim, esse relacionamento na qual você vem pedir pitacos não lhe trará nada de bom, não trará boas recordações e muito menos a sensação de “fiz o certo”, pois o cara mora fora do Brasil e está traindo a atual ao manter conversas contigo.

Ou seja, você deixará ressentimentos em alguém, pois você também tem responsabilidades no relacionamento do cara e já deu indícios de que sabe disso e sabe que é errado. Afinal, quando um não quer, dois não traem.

Ninguém está livre de cometer erros no decorrer da vida, mas tenha sabedoria para identificar o erro e mudar seu caminho e a sua postura. Ainda há tempo de tomar as rédeas desse caso e agir de forma a não te ferir tanto.

Desta forma, coloque na cabeça que entre querer e poder há um abismo de atitudes, palavras concretizadas e responsabilidades que cada um tem na constituição de suas vidas. Você com seu filho e ele com a atual companheira.

Pare de alimentar essa “não relação”. Pare de alimentar a ilusão de intensidade, pois isso só existe na sua cabeça. Lembre-se que palavras ao vento valem menos que três reaix.

Caso realmente queira viver “esse amor”, faça três coisas:

1- Exija que ele se separe e seja sincero com a mulher dele;

2- Exija que ele volte para o Brasil com um prazo determinado;

3- Deixe claro que até lá, ambos não têm compromisso um com o outro. Ou seja, você fará o que quiser da sua vida até que ele concretize os requisitos acima.

Se ele realmente te amar, fará o possível e o impossível para ficarem juntos. Ou seja, cumprirá com a palavra. Caso contrário, não perca seu tempo precioso com lorotas e vá viver a sua vida, pois o tempo urge.

Instagram
Share.

About Author

Mari Cobra

Colaboradora do Pergunte a uma Mulher. Intolerante à lactose, bem cuzona, nunca disse que sou legal, tenho um coração grande e geralmente tomo na tarraqueta, geminiana e fodidamente indecisa. Apaixonada pela vida e falo muito palavrão.