Eu pago tudo para minha mulher e ela não gasta um real comigo!

57

Leitor: tenho 23 anos, trabalho e estudo na área da Tecnologia da Informação. Namoro uma moça de 30 anos, sempre gostei de mulheres mais velhas e independentes, essa minha atual namorada, ganha(R$) muito bem, trabalha como corretora de imóveis a anos, até onde eu sei ela tem poucos gastos domésticos, tem o próprio carro, está comprando o próprio apartamento e etc. E ainda sobre grana. porém, quando saímos juntos, ela não paga absolutamente nada, sempre presenteio ela em datas comemorativas (Dia dos namorados, Aniversário, chegada de viagem…) e ela nem sequer no meu aniversário não me deu nada… Não que eu exija alguma coisa, e ligue tanto para isso mas eu achei essa atitude um pouco estranha e diferente, confesso que me deixou até com medo.

Sei que as mulheres tem milhões de outros gastos como: manicure, cabelo, maquiagem, roupa, sapato etc. Mas acho que isso não justifica, é a primeira vez que me deparo com essa situação.

Quero saber sua opinião… o que você acha? é normal? estou cometendo erros? preciso conversar com ela sobre?



      Acharia esse caso cômico se não fosse triste; mão de vaca ela, heim?! É claro que sempre há mil possibilidades, mas no seu caso eu acho que de duas uma: ou ela sofre de muquiranisse excessiva – o que acreditem ou não, é bastante comum -, ou ela não gosta tanto assim de você – sem contar na possível união dessas duas coisas, claro!!!

       Eu conheço várias pessoas que são tão muquiranas, mas tão muquiranas, que não gastam nem com as necessidades básicas direito, o que cá para nós é horrível. É claro que não é porque fazemos algo por alguém que devemos querer outra coisa em troca, porém, entendo perfeitamente quando você diz que paga tudo para ela e ela nem presente de aniversário te dá!!!

       Ainda que cada vez menos comum, vemos muitos homens que sempre pagam as saídas das mulheres, tipo jantares, etc., porém, ela não te dar nem presente de aniversário eu já acho abusivo!!! Eu no seu lugar pararia de dar tantos presentes assim para ela, porque se ela estiver contigo só por interesse (o que também é possível), ela irá dar um jeito de cair fora rapidinho!! Até porque homem que não libera a grana e mulheres interesseiras são realmente duas coisas que não se combinam!!! Acho que a melhor forma de você descobrir de fato qual é a dela, é parando de a mimar tanto para ver o que ela faz a partir disso, porque se ela estiver contigo só para você gastar o seu dinheiro e ela não gastar o dela, sem nenhum tipo de sentimento, certamente você verá uma mudança considerável nela depois que ela ver que da sua teta não sairá mais leite. Se por outro lado ela for uma mão de vaca, mas que gosta de você e perguntar de forma sensível – e não como uma interesseira – por que agora você não quebra mais o porquinho, acho que seria legal você ter uma conversa séria com ela sobre isso, sem desculpinhas, falando a real mesmo, ou seja, que você não acha justo sempre ter que lembrar dela e sempre ser esquecido por ela. Deixe claro que ela não é obrigada a fazer o que você inevitavelmente acaba esperando que ela faça, mas sim que tudo cansa e que você não vê mais sentido em ficar dando tudo para ela e ganhar como troca apenas o esquecimento. Se ela for interesseira nem precisa falar que basta você não ser um romântico iludido para perceber isso nas atitudes e comportamentos dela a partir dessa sua mudança de hábito, e se ela for apenas uma econômica, por que não falar  que agora você também quer economizar??

         Muita gente pode me xingar por causa do que vou falar, falando que sou oportunista, puta ou sei lá o que, mas eu sinceramente acho que EM GERAL, as mulheres tem mais despesas que os homens SIM! E mais prejuízos físicos também! tais como médicos (ginecologista então nem se fale!), parto e pós parto, sem contar a dinheirama que gastamos em salões e produtos de beleza para ficar bonita para quem?! para  vocês homens, que por sua vez raramente querem mais do que meia duzia de roupas e um corte barato de cabelo. Essa conversa seria longa, e se alguém quiser faço um post só para defender os gastos femininos, e mesmo que algumas mulheres continuem querendo a independência de dividir todas as contas com os homens, elas continuarão (em geral) ganhando menos e gastando mais do que eles, e queiram ou não isso é um fato! rsrs. Nisso, acredito ser educado da parte dos homens as vezes se oferecerem para pagar a conta – obs: não é bancar a mulher, mas acho que ser gentil sempre pega bem. E sem essa de “ai vocês lutaram tanto pela igualdade”e na hora de pagar a conta vocês não querem”, primeiro porque muitas de nós nunca fomos feministas – e eu inclusive acho tanto o feminismo, quanto o machismo, uma grande bobagem simplista-, e segundo porque se eu fosse uma feminista minha luta seria para não apanhar em casa e não poder sair com minhas amigas em paz, e não para nunca aceitar que um homem fizesse a gentileza de pegar uma conta (risos).

        Falei o dito acima como uma regra relativamente normal e geral, PORÉM e ainda assim, o caso da sua mulher me parece absurdo e abusivo: ela ser tradicional e querer homens cavalheiros eu até entendo, mas não se lembrar de você nem em datas comemorativas na minha opinião é oportunismo, mesquinharia, e egoismo total. É claro que um homem não deve terminar com uma mulher só porque ela é mão de vaca, bem como não seria uma boa ideia uma mulher terminar com um homem apenas porque ele pede para dividir as contas, porém, se a pessoa tem uma atitude abusiva e que não agrada, acho que fica sendo extremamente válido conversar sobre isso. Tenha coragem para falar com ela sobre isso, e se não tiver coragem, pare de ficar mimando tanto e veja como ela reage quando a isso, que pode ter certeza que te dirá muito sobre que tipo de pessoa você está se envolvendo!

Lembre-se sempre que cavalheirismo é uma coisa, oportunismo e interesse são outras coisas completamente diferentes. Então, fique atento!!

Boa sorte.

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.