8 dicas para ser um bom partido

90

8 dicas para ser um bom partido

Tem gente que nunca encontra alguém legal e pensa que o problema está em si, que não é um bom partido e que por isso não consegue encontrar pessoas interessantes. Mas será que te falta muito para ser uma pessoa dessas? Pensando nisso, levantei algumas características típicas dos bons partidos:

Ps: Esse post fala de bons partidos, não de características para ser amado, até porque, quem disse que quem a gente ama é um bom partido? Esse post tenta ser racional, já o amor nunca é racional, o que já é suficiente para não querermos comparar uma coisa com a outra. Naturalmente que você não precisa ter todos os itens aqui listados, mas é claro que quanto mais você tiver, melhor! Alguns itens fúteis? Claro que sim, vivemos em um mundo em que nossa “evolução” ainda não permite reparar apenas em alma e coisas sublimes.

1. Tenha um bom emprego (essa já é para polemizar os metidos a desapegados, mas que odeiam andar de ônibus,  não comem carne de segunda, muito menos comida requentada e ainda dizem que dinheiro não importa):

Me poupe daquelas pessoas que falam que não ligam para dinheiro. É claro que ele não é tudo, mas que facilita a vida, isso é fato: ou será que uma boa alimentação e até mesmo os bons livros saem de graça? Nem andar de ônibus caindo aos pedaços sai de graça (está até bem caro, por sinal rsrs). Sem contar que estar bem empregado não é apenas uma questão de grana: é também um forte indicativo de que você é uma pessoa bem estudada e tem disciplina o bastante para o cargo, coisa que nem precisa dizer que tem ligação com a manutenção de um bom relacionamento. E esse bom emprego vale inclusive para as mulheres. Isso vale para todo mundo, até porque não tem coisa mais fora de linha do que depender de alguém. Por mais que a gente queira dizer que um emprego – dinheiro – não importa, a gente sabe que importa sim. Nem que seja para você poder dar boa educação e alimentação para os seus filhos. Sem contar que sem dinheiro você mal pode se cuidar na doença, pois sabemos que contar com a saúde pública é brincar de roleta russa. É lindo falar que o mundo é fútil e materialista, e eu concordo. Mas a realidade não é tão linda assim.

2. Tenha boa aparência e higiene: 

Você não precisa ser o deus ou a deusa grega, mas convenhamos que cuidar minimamente de si não só te deixa mais bonito, como eleva a sua autoestima, o que consequentemente te deixa mais atraente ainda. Bem, se você quiser ir além e ficar realmente bonitão ou bonitona, tenho certeza que ninguém achará ruim, mas que fique claro que o charme e a presença costumam valer mais do que a beleza em si, principalmente na visão das mulheres. O problema é que, geralmente, a gente só exterioriza eles quando nos sentimos bem, e justamente por isso é bom se cuidar sempre. Vai entender esse mundo moderno: muitas vezes a gente precisa se cuidar por fora para podermos nos aceitar e nos amar por dentro. Paradigmas modernos ….

3. Saiba conversar:

Quantas pessoas você conhece que são boas de papo? Pois é, esse item está cada vez mais raro e as pessoas se limitam a papos ou extremamente cults, como ficar falando apenas de ciência e tecnologia, ou extremamente rasos, tal como falar mal dos outros. Você não precisa ir nem tanto ao céu, nem tanto à Terra e é claro que você pode e deve falar sobre tudo, porém, varie o seu repertório e tente levar a conversa para o outro lado também: mostre preocupação com a vida do outro que você conversa, tenha algo a acrescentar e não fale apenas de si. Não tem coisa mais chata do que gente que só fala da própria vida e não ouve o outro. Isso soa a arrogância e a falta de noção, nunca se esqueça disso.

4. Faça a diferença:

Seja uma pessoa importante e faça falta. Calma, aqui não estou falando de poder ou status social, mas sim de não ser como todo mundo. Muitas vezes, pensamos tanto na gente, que o outro acaba aprendendo a pensar apenas em si (inclusive para se defender) e no fim ninguém precisa mais de ninguém. Nem precisa dizer que entrar nesse ciclo é um passo a mais para a solidão, e se você não quer ser mais um solteiro abandonado pelo mundo, mostre que a sua presença e o nada definitivamente não são a mesma coisa. Mas o que mostrar? Seja parceiro, bom de cama(?), bom cozinheiro (rsrs?) e o que mais você puder ser de bom. Não seja bom apenas para si mesmo, seja bom para o outro, porque é só assim que você fará falta na vida alheia: “Nossa, me bateu uma saudade do fulaninho para me acompanhar no médico, ele sempre me dava força nessas horas”, e assim por diante. Lembre-se que não tem como sentir falta do que nunca tivemos. Assim…

5. Divida o que você tem:

Doar parte do que você tem é uma das maiores provas de carinho e importância que você pode dar ao outro. Chame quem você gosta para dividir a caixa de chocolate que você ganhou ou repasse o livro que você acabou de ler e adorou. Acumular tudo para si é só mais um meio de afastar as pessoas e mostrar que você é apenas mais um mesquinho no mundo, e que justamente por ser assim, não fará a mínima falta igual 90% da população nunca fez.

6. Faça o outro se sentir importante:

Não é só você que tem que se sentir importante, o outro também tem que se sentir especial – até porque isso faz parte da sua utilidade para causar eventual falta (cadê fulaninho para me dizer que sou capaz?! rsrsrs). Aqui não inclui puxar o saco ou ser pegajoso dizendo que se a pessoa morrer você morre junto, mas sim demonstrar que a companhia dela é importante, coisa que consequentemente fará com que ela se sinta ainda mais segura em gostar de você. Sabe como é esse negócio de amor, né? A gente tende a se proteger de quem parece não se importar com a gente. Bem, pelo menos se a pessoa não for masoquista…

7. Não viva na rua:

sei que nessa parte há controvérsias, mas convenhamos que a esmagadora maioria não quer alguém que vive fora de casa, em baladas, em barzinhos e lugares do tipo – a não ser que a pessoa também goste muito e vá junto. Ah, esse “viver na rua” também vale para os que acham que a vida é só trabalho e mal param em casa. Ou será que alguém aqui gosta de se relacionar com quem mal se lembra que você existe e que nunca está presente para te acompanhar no dia a dia da vida?

8. Por fim, por mais que a vida seja difícil, tente sempre fazer as pazes com ela:

Ninguém gosta de gente rabugenta, que só reclama, que nunca ri de nada e nunca faz rir. Às vezes, precisamos rir até mesmo do nosso ridículo e dos nossos problemas. É claro que você não precisa ser um palhaço alienado que ri de tudo, mas ver as coisas com olhos positivos não só atrai pessoas, como também é capaz de aliviar o que está ruim e fazer grandes mudanças na vida daqueles que por ventura passam por algum problema e que estão ao seu redor. Energia boa atrai coisas boas, pode acreditar!!

 Será que me esqueci de algo?! E me desculpem pelas partes pouco poéticas, é que a vida real não é tão poética assim.

Assista – tudo do ponto de vista dos leitores!

Coisas sem noção que as mulheres fazem

Coisas sem noção que os homens fazem 

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.