Amo meu namorado, porém, sou viciada em trair e acabei ficando grávida de outro!

206

Leitora: Olá Luiza! Você já me ajudou muito com meu relato sobre exibicionismo ano passado, porém estou com outro problema, namoro há 2 anos e amo trair!!! Meu namorado é mais velho que eu, não moramos juntos e desde que ele comprou a maldita moto dos sonhos dele, ele vive na rua e não me dá muita atenção. Com isso fico muuuuuito carente!!! Com ele sou uma boa namorada, mas longe dele sou a maior vagabunda! Levo minha vida dupla em segredo, curto meus momentos e faço de tudo para o barco não afundar, mas houve um descuido e acabei grávida. Meu namorado não é bobo, ele já disse que não quer ser pai e caso um dia eu ficasse grávida ele ia exigir DNA. Sempre trai, a vida é uma só, mas não estou preparada para ser mãe e não vou tirar a criança, mas sinto que meu namorado não vai cair na minha lábia e vai fazer DNA, o que eu faço? Não posso abrir o jogo, ele é esquentado e vai acabar terminando, não quero deixar ele, amo muito ele, mas sou viciada em sexo… preciso de um conselho!

Amo meu namorado, porém, sou viciada em trair e acabei ficando grávida de outro!

“Com ele sou uma boa namorada, mas longe dele sou a maior vagabunda!”

Ai como eu amo leitor sincero, kkkk. É isso mesmo, tem que me falar a verdade, senão vou puxar suas orelhas como?! kkk. Eu ia falar que você é bisca de carteirinha, mas você já sabe disso e esse é o primeiro passo. Agora convenhamos que esse papo de colocar a culpa na moto do cara como desculpa para a sua traição é lorota pura, né? Tudo bem que é um saco namorado sem noção que vive trocando a gente pelos hobbies dele, porém, no seu caso você teria fogo no rabo de qualquer jeito, e mesmo se ele ficasse o tempo inteiro contigo, quando ele saísse você ia sentir necessidade de “respirar novos ares” e o seu sangue de bisca ia falar mais alto! Se ele te desse mais atenção, talvez ele levasse menos chifres, até porque você não iria ter muito tempo para tal, mas que ele ia continuar levando alguns, ah, isso ele ia!!

Primeiro de tudo, você já avaliou se você tem algum trauma com ex ou com algum amor não correspondido que te faz querer “inconscientemente descontar nos outros homens”, bem como a sua autoestima? Sei que em geral, biscas e cafas levam fama de pessoas seguras de si e que se superestimam, já eu penso ao contrário: para mim, são pessoas que – seja por um trauma ou não – precisam ficar se provando o tempo inteiro e por isso ficam passando o rodo em geral, como se a cada pessoa que eles pegassem fosse mais uma prova de que eles são fodões e capazes. É claro que eles também podem sofrer com a ninfomania, mas uma coisa nem sempre anula a outra. Você também precisa estimular um pouco a sua empatia, bem como aprender que aproveitar a vida não é passar por cima dos outros, mas sim aproveitar bem o seu momento, nem que seja com uma pessoa só. Não é bem quantidade, mas sim qualidade. Pensar em quantidade parece pensamento de gente de segundo grau que está aprendendo o que é pegação. Vê se amadurece esse seu lado e sossega!

Na verdade, pensando bem, você nem é tão profissional assim: que espécie de bisca profissional transa sem camisinha? Não é só porque você tem namorado, mas também porque você deve prezar pela sua saúde, né? Como assim você sai dando a peteca e o rabicó e nem tem medo de um vírus doido? Biscas profissionais – pagas ou não – tem como regra número um usar camisinha! Então trate de aprender essa com as amigas GPs!

Depois que, apesar de “brabinho”, pelo visto o seu namorado sabe que você é bisca, mais do que você imagina, tanto é que ele falou que se um dia você engravidasse ele ia te mandar fazer exame de DNA! E cá para nós, para um homem chegar a esse ponto, ele deve mesmo achar que a namorada é MUITO biscate, até porque geralmente eles nunca acham que as “imaculadas” vão traí-los. A esperteza desse me faz pensar que de duas uma:

1- ou ele te ama muito;

2- ou tem fetiche em ser corno (algo que não é tão raro como muitos pensam) e sabe o que está fazendo.

De qualquer forma, se eu fosse você, juntaria algumas informações na minha cabecinha e pensaria até que nível meu namorado teria de “corno manso”, porque se tem outra coisa que, ainda que os “machos viris” não admitam, é que tem muito homem que assume o filho do outro! Parece absurdo o que estou dizendo, mas manso do jeito que seu namorado parece ser (ainda que ele seja bravo, ele bem que continua contigo, mesmo desconfiado!), não ficaria surpresa se ele aceitasse o filho! Agora, se você achar que a cornice dele tem limites e que ele jamais chegaria ao ponto de aceitar um filho do outro e – tendo em vista que ele pediria exame de DNA – para mim não teria nem o que discutir: eu pegaria o meu banquinho e sairia de mansinho, antes que eu levasse uma voadora no meio da testa. Ah! E também aprenderia de uma vez por todas que tudo tem um preço: se a pessoa quer ser bisca, “ok”, mas tenha ciência do preço possível a se pagar pelo ato, não só gravidez e doenças, como também na possibilidade de ser descoberta um dia, né? Lembre-se que ser bisca é uma coisa, ser burra é outra. Então não seja burra, nem ingênua em se sentir acima do bem e do mal e se sentir “a garota travessa” que sairia impune (eu to sabendo que você tem tesão nisso, safada kkk) e depois achar que não vai pagar nada por isso, porque vai.

Quanto a amá-lo, esquece. Duvido que você o ame. Você está sentindo isso agora porque corre o risco real de perdê-lo e isso está te consumindo, mas na verdade o seu amor maior é por você mesma. Aprenda também algo para a sua próxima relação: aproveite enquanto ela tiver no começo e sem maiores apegos emocionais para já falar logo “de cara” que você não é mulher de um homem só e que quer um relacionamento aberto, porque aí ficará menos dor de cabeça para ambos, e aí, de três uma:

1- ou você vai ser abandonada logo de cara – o que doeria menos;

2- ou você acabaria arrumando um cara fetichista, como o que eu disse no início desse post;

3- ou então construiria um relacionamento aberto, que não é nada mais do que justo para uma pessoa que quer levar a vida como você quer.

Você pode ser quem você quiser, desde que você também respeite o direito do outro em saber com quem está lidando. E acredite, tem homem para tudo, não precisa fingir nem ser desonesta para realizar seus desejos.

Leia o post da mulher que engravidou do amante que postei esses dias no blog, não sei se você veio até aqui inspirada no caso dela, mas se não tiver vindo, leia que vai te ajudar também!

Boa sorte!

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.