Não a amo mais, mas como sou solitário e azarado na conquista, tenho medo de terminar!

74

Leitor: Eu a conheci de uma maneira mágica e incrível, que seria história para um livro. Porém, depois de 4 anos de relacionamento, não sinto mais nada, apenas vivo de passado. Ela só falava mal de mim, reclamava o tempo todo, era chatinha, me jogava para baixo. Ela dizia que iria mudar tudo, mas nunca foi assim. Eu até tentava conversar e discutir com ela, mas comecei a perceber que isso seria algo cíclico, pois sempre seria assim, e terminei focando minha vida em mim e meio que me distanciando dela, sendo menos carinhoso etc. Porém isso se tornou algo tão comum, que me acostumei, e simplesmente já não sinto nada mais por ela. O problema é: divido casa com ela, além que ela realmente mudou, mas infelizmente já não consigo. Agora ela está correndo atrás de mim, tentando sair de rotina, viajar, me tratar bem, contudo, é tarde demais. Me sinto mal porque não consigo sentir nada mais por ela, já que ela é boa pessoa, e geralmente, as pessoas se assustam com esse término, e tentam me convencer. Além disso, eu sou uma pessoa solitária, e sou azarado na conquista. Como lidar com isso?

Não a amo mais, mas como sou solitário e azarado na conquista, tenho medo de terminar!

Quer saber? Eu faria o mesmo se estivesse no seu lugar. E coitadinha, dá um pouco de raiva, mas também dá peninha dela ter sido tão chata assim, sabe por quê? Porque muito provavelmente ela tinha extrema baixa autoestima e medo de te perder, e aí o que ela fez? Te colocava pra baixo a fim de que você pensasse que ela era o melhor partido do mundo e nunca a largasse. Sem contar o medo que ela gostaria que você tivesse ao pensar que ficaria eternamente encalhado caso abandonasse o osso, né? O que diga-se de passagem, parece que funcionou kkkk.

É claro que, por sua vez, você ser assim não é mérito exclusivo dela, mas também algo seu. Provavelmente você já era inseguro antes mesmo de conhecê-la (tanto é que se sujeitou durante muito tempo) e ela veio apenas para soltar a faísca final.

Se você ainda gostasse dela, iria te pedir para conversar abertamente, do tipo: “Qual é, vai ficar tentando me diminuir só pra se sentir melhor, ou vamos ter um relacionamento maduro?”. Porém, como você não a ama mais, falar isso seria mais “de gente boa”, caso você quisesse alertá-la a fim dela não errar com um próximo, e claro, saber por que a relação esfriou. Só entenda que, fazer além disso e ficar forçando a barra pra manter algo que já está morto, só demonstra falta de coragem do seu lado.

Também entendo que 4 anos de relacionamento não são 4 meses: rola muito costume, rotina e consequentemente, o medo normal de terminar algo tão longo. Porém, pense assim: se você realmente não sente mais nada e viu que isso tem durado algum tempo (ou seja, não é “desânimo passageiro”, algo normal em todo relacionamento), não tem mais o que você possa fazer, entende? É claro que a gente fica remoendo, pensando que poderia ter sido diferente, que ela poderia ter sido uma pessoa mais legal, que tudo poderia ter dado certo e continuar sendo lindo que nem foi no começo. Porém, infelizmente, nem tudo está ao seu alcance: às vezes as coisas acabam mesmo. Sem contar que, no geral, o erro foi dela, não seu. Porém, você também vacilou no sentido de que se sujeitou a ser pisoteado – ainda que não propositalmente – por tempo demais, mas que agora servirá de lição.

Não fique com medo de começar do zero: saia com seus amigos, baixe o Tinder se necessário kkk, mas se vire! Pense que, pior do que ter esse medo todo de começar do zero, é ficar “bundando” a fim de não lutar a favor da sua felicidade e autoestima. E que pior do que “perder 4 anos”, é perder a vida inteira com uma pessoa sem amá-la, né? Também pense que, enquanto você estiver com ela, você não só terá que ser fiel, como perderá mais tempo ainda do que você já perdeu nessa vida de “casado”. E aí sim você ficará sem tempo de ser feliz e de conhecer outras gatinhas. Se conforme com o fato: quanto mais você enrolar, pior fica.

Em paralelo a isso, também cogite ficar um pouco sozinho. Mulher é trem bom demais (pareci a sapatona agora kkk), mas você precisa ser um pouco mais você, né? Por que tudo tem que ter beijo na boca e aprovação de uma xerek? Por que você não pode ficar, tipo sei lá, alguns meses sozinho? Vai diminuir o pau? Envelhecer 10 anos de um dia pro outro?

Você não gosta de games? Filmes? Livros? Seriados? Se vire um pouco sozinho, se interne em uma livraria, pegue coisas legais para ler (ó, tem meu livro na área de conquista e chegar em mulheres heim kkkk) ou demais livros que você curta. Mas por hora, seja um pouco egoísta e se coloque em primeiro plano. Sem contar que, ainda que a dor “pós-termino” sempre exista, isso te fará ter muito menos medo de terminar, bem como te fará ficar muito mais seguro, o que consequentemente e você querendo ou não, te atrairá mais mulheres!

Bem vindo ao mundo real: enfrente-o e vença, meu amigo.

Leia: sintomas que o amor acabou

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.