3 dicas para saber se a pessoa que você conversa na internet é fake ou real

30

3 dicas para saber se a pessoa que você conversa na internet é fake ou real:

Esses dias fui atender um amigo que se dizia apaixonado por uma mulher, mais precisamente, uma russa! De acordo com ele, a gata já estava querendo vir pro Brasil e ele estava desesperado sem saber o que fazer. Afinal de contas, fora ser tudo muito rápido, ele não sabia nem falar a língua dela!! Na verdade, ele nem sabia se ela era real!!

Dei algumas dicas, que logo citarei nesse post, mas já posso adiantar, caro leitor: depois delas, meu amigo descobriu o que não queria: realmente, a tal da “russa” se tratava de um golpe, até relativamente antigo, onde as mulheres (será que são mesmo sempre mulheres?) podem até mudar de nome/email, mas o papo é sempre o mesmo: se fazem de apaixonadas, dizem que vão ao seu país, e aí, quando o cabra dá a corda pra morrer, elas pedem umas ajudinha$ básica$ – tais como passagens, taxas de viagens, etc. E claro, bau bau seu dinheiro e bem vinda a vontade de dar um soco na própria cara!

Não sei se isso já aconteceu contigo ou com alguém que você conheça, mas é claro que, pra tomar na circunferência, nem precisa ser necessariamente um estrangeiro. No Brasil, rolam muitos golpes, nem sempre de pessoas que querem seu dinheiro, mas também de pessoas que querem seu “amor” (carência é foda, Catfish que o diga! E se alguém quiser enviar um relato para o site sobre “fakes carentes” estamos aqui!), etc.

O lado bom é que dá pra evitar, ou ao menos amenizar, as chances de acontecer o pior com as dicas abaixo:

Você já ouviu a voz desse ser humano?

Zap zap, redes sociais e grupos de Internet são bons, mas não adianta só digitar, meu amigo: o lance é partir pro telefone!! Fora ser legal descobrir como é a voz da sua possível deusa/deuso, você também descobre, digamos assim, se é menino ou menina! Lembre-se que nem toda gatinha, loira, gostosa, é realmente uma gatinha. Só se for uma que fala grosso, tem um pinto e se chama João! Mas é claro que também pode ser uma menina, se fingindo de outra menina, mas que não é a que você espera, digamos assim.

Daí entra a outra dica:

Peça fotos, mas não se contente com elas!

“Sacumé”, né? Qualquer mala desocupado(a) que tiver afim, pode muito bem stalkear o perfil aberto de uma gatona, ou então de uma nem tão gatona assim (mas alguém que a pessoa gostaria de ser) e plimmm! Agora ela tem várias fotos “reais” pra te mostrar pelo zapzap e por onde mais você quiser!

Massa né?

#SQN!

Se quiser ter certeza de que a pessoa é realmente quem diz ser, não tem jeito: META WEBCAM no meio! (e ouso a chutar que, se a pessoa não for uma bandida ou um estuprador que usa a própria face na caruda – e aí vale a pena você ler as dicas desse post aqui –, essa é a dica mais importante de todas!).

Daí seu crush cibernético se defende:

– “Ah, mas eu não tenho Webcam”

E celular? Você não tem não, querido? Qualquer aparelho mequetrefe tem uma câmera!

-“Ah, mas ele quebrou”!

Já ouviu falar em lan house?

-“Ah, mas ah, mas ah! Mas ah!”

Daí você liga o alerta vermelho! Liga a sirene e chama a  polícia? rsrs

Por fim,

Endereço!

Fale que vai mandar flores, CD, nudes (brincadeira, nudes não, vai que, né?) ou qualquer outra coisa em que você possa contextualizar que você realmente precisa do endereço da pessoa, não que você está desconfiado(a) dela.

A gente sabe que sempre existirá a chance dela também não confiar em você (porque né? Você também pode ser um psicopata!), mas vamos ser sinceros: de qualquer forma, leve isso como prova de que vocês realmente precisam se conhecer um pouco mais, não que você vai topar o encontro enquanto ainda falta peça, né? Até porque, convenhamos: se ambos estivessem realmente tão íntimos assim, não teriam esse medo.

Lembre-se sempre: o apressado como cru, e o ingênuo, toma no ….

*************************************************

É isso, alguém tem mais alguma dica aí? Ou já passou por isso? Se acharem que essas dicas podem ser úteis à alguém, compartilhem =)

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.