Por nunca nenhum relacionamento meu dá certo?

56

Bola passada pra colaboradora Mari que, pra variar, rasô!

****************************************

Leitora: Oi Lu, é o seguinte, tenho 22 anos, estou na faculdade e minha vida amorosa é um desastre. Nunca consigo ficar ou namorar com ninguém. Sou legal e comunicativa, ajudo sempre as pessoas ao meu redor, tenho amigos e não me acho feia. Mas por toda a minha vida eu sempre vejo todo mundo seguindo em frente na vida amorosa e eu vou ficando pra trás. Não sei o que acontece, toda vez que tento com alguém, dá errado, o cara não presta, me deixa em segundo plano ou me ignora. Não entendo se eu faço algo de errado ou se eu sempre vou na pessoa errada. Não aguento mais essa solidão sem fim, sinto uma rejeição grande! Como faço pra sair disso??  Bjs e adoro seu trabalho <3

A grama do vizinho é sempre mais verde, ainda mais na era da superexposição das redes sociais. Contudo, na seca que diz estar, talvez você corra um grande risco de vislumbrar miragens.

Veja só, quantos casais você conhece que estão num relacionamento meia boca só para não curtirem a solidão? Quantos casais são modelos de perfeição nas redes sociais, mas na particularidade mal se falam? Quantos casais não são cúmplices e estão juntos por não ter coisa melhor?

 Eu tenho 31 anos e muitos amigos/colegas/conhecidos estão em relacionamentos bem bosta e posso contar nos dedos da mão direita quantos casais são sólidos e felizes. Todo o resto parecem ser felizes, mas não são e sabe por quê? A maioria das pessoas não sabe conviver com o silêncio, com a solidão e com a beleza da própria companhia, aí arrumam qualquer traste para evitarem uma possível rejeição da sociedade. Se você não consegue viver sozinha e apreciar a sua própria companhia, como vai agregar positivamente a alguém? Amiga, estar sozinha não é ruim DESDE que você goste da própria companhia e não precise, necessariamente, de alguém para curtir.

Eu fui solteira (por opção) no decorrer de 27 anos e não me arrependo de nenhum dia de solteirice e sabe por quê? Por que curtia demais eu mesma. E digo mais, se meu dia a dia era tão bacana, pra que eu mudasse um tiquinho, tinha que ser por alguém muito massa, caso contrário, não mudaria nada em time que tá vencendo. Cê acha que eu iria arrumar homem só pra bater ponto e dizer pro povo que “tenho namorado” e ficar com dores de cabeça por pilantragem alheia ou por ficar com alguém que eu não gostasse, admirasse ou que curtisse conversar comigo? Nem a pau Juvenal! Até mesmo por eu ser chata pra caralho, tinha que encontrar alguém chato na mesma medida.

Aí você pode perguntar se eu saí à caça… claro que não! As coisas acontecem no seu exato momento, basta que você não se esconda do mundo e esteja aberta às possibilidades. Assim sendo, continue estudando, saindo com seus amigos e curtindo a sua vida sem ficar lokona atrás do príncipe encantado nos brejos.Tem sapo, fia, que NUNCA vai virar príncipe. Não se iluda!

No mais, eu achei bacana você ser uma mulher pé no chão ao expor as suas “limitações”, porém, não consegui deixar de pensar que achei a sua autoimagem meio sem sal e por isso só arruma homem mais ou menos. Afinal, não é feia, mas não é bonita. Compensa sendo legal e tendo bom papo, mas não se acha a última bolacha do pacote. Aí eu te pergunto: como um rapaz bacana vai querer inserir você na vida dele se você mesma se acha mais ou menos?

Nós atraímos aquilo que emanamos energeticamente. Se eu me acho mais ou menos e tenho baixa autoestima, consequentemente vou atrair caras mais ou menos que irão se aproveitar da minha baixa autoestima e viverei na cilada de namoros furados e homens que não me dão valor, afinal, eu mesma não me valorizo.Contudo, se eu me acho uma pessoa massa, uma amiga fiel, uma pessoa interessante, com vida própria e autoestima “normal”, vou atrair pessoas bacanas pro meu ciclo de convívio, trazendo para a minha vida maiores possibilidades de encontrar um cara legal e que se encaixa no perfil de homem que admiro.

Ah, mas como ter uma autoestima normal e fazer tudo isso de forma menos vaga?

– Estude com afinco dentro do seu curso de graduação e leia sempre;

– Dedique-se a uma carreira que lhe traga prazer;

– Dedique-se aos seus amigos;

– Abra os olhos para os caras legais que gostam de você, mas estão na friendzone;

– Saia, dê risada e se divirta sem depender de nada (nem de bebida, nem de companhia ou estar ou não em um relacionamento);

– Faça exercícios físicos e cuide da sua aparência;

– Viaje;

– Se conheça e saiba o que quer da VIDA;

– Seja feliz SOZINHA.

Uma amiga minha, que admiro muito, terminou um relacionamento de 8 anos por não amar mais seu companheiro (não vislumbrava mais um futuro feliz com ele) e não havia acontecido nada para terminarem. Ela o fez por ver que ele não agregava mais nada na vida dela, sei lá, acho que o amor acabou. Semana passada perguntei se ela havia se arrependido e ela disse que só no começo, por ver todas as amigas namorando e ela solteira.Contudo, ela disse que HOJE (com a maturidade que tem) consegue ver que foi a melhor decisão que ela tomou, pois odiaria olhar no espelho e ver que se tornou uma mulher de aparências (ela está há uns 5 anos solteira desde o término). Ela mora sozinha, tem seu carro e apartamento, viaja todo ano em excursão ou sozinha (a última viagem dela foi para o nordeste e foi sozinha) ou com amigas e diz com todas as letras que para colocar um homem na sua vida, tem que ser O CARA, pois ela é feliz do jeito que está e ter alguém só por ter não vale a pena (antes só que mal casada).

Por fim, indico um filme para você assistir ANALISANDO os pormenores e tirando dele lições. “Como ser Solteira” com a Dakota Johnson, preste atenção aos detalhes e retire do filme alguns ensinamentos: toda decisão tem as suas consequências e perdas, saiba ser uma boa amiga (não uma amiga de oportunidades) e curta a solidão como um momento de aprendizado sobre si mesma.Boa sorte e espero tê-la ajudado.Assista:

“Ninguém presta nesse mundo”

“Tenho medo de morrer solteira, sozinha e encalhada”.

Instagram
Share.

About Author

Mari Cobra

Colaboradora do Pergunte a uma Mulher. Intolerante à lactose, bem cuzona, nunca disse que sou legal, tenho um coração grande e geralmente tomo na tarraqueta, geminiana e fodidamente indecisa. Apaixonada pela vida e falo muito palavrão.