Por que as pessoas preferem terminar um relacionamento apenas quando vira uma guerra?

36

Leitor: Bom dia! Tenho 29 anos e a minha ex-esposa 28. Casamos em 2014 e namorávamos desde 2011. Éramos muito amigos, tínhamos um relacionamento de causar inveja em muita gente, amigos e família inclusive. Conquistamos muita coisa juntos e evoluímos muito em vida juntos, construímos muita coisa mesmo.

O problema começou após uma briga em que ela me pediu que eu melhorasse, em muitas coisas, como em carinho, romantismo e ajuda na casa e eu atendi. Passado um tempo, eu via que ela já não era a mesma, não se preocupava comigo, não me dava carinho, e tão pouco me abraçava e me beijava, foi um esforço só meu de resgatar isso. Eu cheguei a ter uma depressão com ela do meu lado, chegava do trabalho e todo dia eu chorava e falava: “Vamos terminar numa boa, você não me curte mais, não tem porque esperar acontecer uma desgraça e a gente ficar inimigos, vamos terminar numa boa, a gente tem nossos bichos, não tem porque esperar” cheguei até a falar que ela “perdia o tempo dela de ficar do meu lado sem amor, e o meu de me prender do lado de alguém que não me amava”.

Ela insistia que não era nada comigo e sim com ela, mesmo eu pegando ela pesquisando “eu não sinto mais nada pelo meu marido”, bom, toda a ausência dela comigo fez eu surtar, acusei ela de traição e ela terminou comigo, hoje somos inimigos. Por que não ter sido honesta anteriormente?

Por que as pessoas preferem terminar um relacionamento apenas quando vira uma guerra?

Primeiramente, parabéns por ser uma raridade. A maioria dos homens espera e até arruma motivos para a mulher terminar com eles, porém, eles mesmos não terminam. Só que, ironicamente e ao mesmo tempo, no fim você foi como eles, visto que avistou o problema, a alertou sobre ele, “discutiu”, porém, no fim, esperou que a decisão fosse dela, não sua.

Você perguntou em seu email por que as mulheres esperam ter uma guerra para terminarem de vez. E aí eu te pergunto: você, já vendo o que viu, por que você mesmo não terminou antes? A impressão que deu é que você cedeu às chantagens emocionais dela, e aí agora que ela terminou, ficou indignado por ela não ter feito isso antes, sendo que você também não foi pulso firme em nenhum momento. E olha que você já sabia sobre o que ela estava procurando no google…

Enfim, toda essa “bronca” é mais para você aprender para os próximos relacionamentos, visto que vocês finalmente fizeram o certo. Agora, conselhos:

Fique feliz por ter feito o que pôde

Pare um pouco de pensar nela, mas sim se lembre das vezes em que você tentou mudar, que tentou ajudá-la e, tal como você mesmo disse, tentou dar sua melhor versão. Você não conseguiu, uma pena, concordo, mas e aí? Às vezes era pra ter sido assim mesmo. Afinal de contas, antes terminar tendo tentado de tudo do que terminar sem ter seguido nenhum toque que ela deu e com muitas coisas por fazer.

Penso que ter se esforçado deve ser motivo suficiente para dormir em paz e se esquecer dessa história. Não que seja fácil, mas se você deixar o tempo agir e apagar essa pessoa da sua vida, tenho certeza que em breve conseguirá. É só ter paciência para viver o famoso “um dia por vez”, enquanto você para de se cobrar tanto.

“Luiza, mas eu a acusei de traição”.

1- Se você não tinha certeza, da próxima vez, não faça como ela fez de guardar muita coisa para depois estourar até sem motivos reais.

2- Ao mesmo tempo, sendo ou não corno, nesse seu caso em específico, não altera o fato dela não te amar mais e estar sem saco pra você.

Sem contar que, se vocês se amassem, seria muito mais sofrido lidar com essa perda, mas se só um ama, ou até mesmo ninguém ama, é de se pensar se vale a pena continuar remoendo essa história ao tentar “cobrar” por uma agilidade dela que nem você mesmo teve.

No dia de hoje, não existem mais motivos para você se culpar ou culpá-la. Já passou e vai ficar tudo bem.

Foque em você

Pare de tentar entender por que ela “ficou sua inimiga se dava pra terminar de boas”. Se agora você entendeu que, em partes, você também alimentou esse desfecho, te resta melhorar seu futuro e entender que duas pessoas só são inimigas se AMBAS alimentarem essa situação.

Ou seja, se ela visse que, na hora da “baixaria”, você não ficava dando fio pra briga, concorda que em breve ela se cansaria? E inclusive poderia se sentir sem graça ao ver que a única criança que ficava dando piti (apenas exemplo), era ela?

E outra, se na próxima vez você for pulso firme, como não foi das outras vezes, é só dizer que vocês terminaram para, entre outros motivos, parar de brigar. Não para ficar brigando em triplo. Se ela tiver um pouco de bom senso, amenizará a chatice pro seu lado. Só se toque também ao tentar não puxar assuntos que você sabe que resultarão em bad e saiba o momento de se retirar e deixá-la em paz também, tá?

Sem contar que, pelo o que entendi, vocês não tiveram filhos. Ou seja, você ainda tá dando assunto pra ela por quê? Já deu o que tinha que dar e acho que ambos merecem viver em paz. Cogite também sumir do mapa ao não ficar tentando reconquistar cachorro morto (desconfiei rapidamente dessa hipótese e joguei, vai que, né? kkk).

Enfim, às vezes, o melhor que temos a fazer é saber perder mesmo.

Até amanhã,

Luiza

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.