Cabelos oleosos – 4 mitos que prejudicam seu cabelo sem você saber

0

Mitos do cabelo oleoso

Desde que comecei a cuidar não só do meu cabelo, como de alguns cabelos lisos/oleosos – a começar pelo do Thiago, descobri que, por vezes, os donos deles caem bastante em alguns mitos.

É claro que cada cabelo é um cabelo, que o que vale para um, nem sempre valerá para o outro, e que muita coisa a gente só descobre tentando. Porém, tenho certeza que esse post será um bom norteador para quem quiser cuidar melhor das madeixas.

Vamos aos 4 principais mitos? Se gostarem, posso fazer mais o/

Mito 1 – Usar apenas shampoo, pois assim diminuirá a oleosidade

Ao contrário do que muita gente pensa, a maioria dos condicionadores serve muito mais para fechar as cutículas e recuperar parte dos danos causados pelo shampoo, do que necessariamente “dar ou não oleosidade aos fios”.

É claro que existem shampoos hidratantes (e que não só nós cacheadas, como muitas lisas amam). No entanto, fora hidratar não significar aumentar (ou diminuir) a oleosidade dos fios, também é necessário entender sobre um das maiores funções dos condicionadores, que nada mais é do que repor o que o shampoo tirou (mesmo os hidrantes) + alguns benefícios a mais citados no rótulo de cada um deles (exemplo: encorpar, dar mais brilho, etc). No fim, um equilibra o outro.

Resumo da ópera: se um dia acontecer do seu cabelo ficar mais oleoso porque você usou condicionador, experimente trocar a marca, ao invés de simplesmente parar de usar um produto que costuma ser a “dupla perfeita” do shampoo.

Mito 2 – Não precisa usar máscara de hidratação, pois seu cabelo já é “naturalmente hidratado”

Tal como dito anteriormente, o ato de hidratar nada mais é do que repor a umidade dos fios, mais alguns nutrientes perdidos. Coisa que absolutamente todo e qualquer cabelo precisa, visto que apenas o fato de viver vai tirando tudo isso (e mais um pouco) dele, né?

É claro que alguns cabelos precisam hidratar mais vezes, tais como os cacheados, crespos, danificados, etc. Mas no final das contas, todos precisam em alguma proporção.

Mito 3 – Cronograma capilar é coisa de cacheada ou crespa

Apesar desse termo ter ficado muito mais popular entre a gente, todo cabelo fica mais bonito obedecendo um cronograma capilar, que nada mais é do que nutrição + hidratação + reconstrução (leia esse post em que explico direitinho cada uma dessas fases). A única diferença será qual das etapas seu cabelo estará precisando mais no momento.

Por exemplo: existem épocas em que meu cabelo precisa mais de nutrição (tipo agora, que ele está com bastante frizz), outras de reconstrução, e por aí vai. Ao ver isso, eu vou adicionando ou diminuindo a quantidade de vezes que faço cada uma das etapas no mês.

Se você ainda não consegue identificar quando seu cabelo precisa de cada etapa em específico, cola nesse vídeo aqui, em que expliquei tudo bonitinho:

Mito 4 – Se o cabelo é oleoso, não há necessidade de passar mais óleo nele

Apesar de ser um grande mito, é claro que não vale para todo e qualquer óleo.

Pode parecer um papo de maluco, porém, a depender do óleo passado, você pode inclusive equilibrar a oleosidade natural dos fios (se quiserem, posso fazer um post só sobre isso). Sem contar todos os outros benefícios da umectação/nutrição, onde seu cabelo recebe nutrientes além daqueles que o óleo natural do seu couro cabeludo é capaz de produzir.

Sim, você entendeu certo. A verdade é que nem mesmo as pessoas de cabelo oleoso produzem a oleosidade (positiva) suficiente para os fios.

Não é à toa que principalmente o óleo de coco ficou extremamente famoso (inclusive) entre as lisas. Fora ele ser de fácil absorção, ele “nivela” os fios, deixando “mais retinhos”, com brilho e extremamente nutrido. E cá pra nós, infelizmente nenhum cabelo mutante tem a capacidade de produzir sozinho benefícios como esses (todos), né? Bem como o de outros óleos e suas respectivas características. Desde que sejam sempre óleos 100% vegetais.

Agora é claro que tem que enxaguar direito. Do contrário, pode ficar, sim, pesado/oleoso. Não porque não era pra usar o óleo, mas sim porque você não soube usá-lo direito.

Um truque que eu gosto é usar apenas o suficiente. Assim o cabelo não fica sobrecarregado e, a depender do óleo, absorve bem (sim, tem óleo de melhor ou pior absorção) e fica ainda mais fácil retirar =)

Gostou? Compartilhe com seus amigos e familiares que possam aproveitar essas informações.

Mais dicas no Instagram e no Youtube @pergunteaumamulher.

Instagram
Share.

About Author

Luiza Costa

Brasiliense morando em Curitiba. Escritora, blogueira, youtuber. Espero te encontrar todos os dias nas redes sociais pra que possamos debater os mais variados temas e crescermos juntos.